INS Kamorta

A primeira corveta (Projeto P28) de uma série de quatro navios de construção indiana vai ser incorporada ainda este mês, informaram oficiais da Marinha Indiana. A INS Kamorta, construída pelo Garden Reach Shipbuilders & Engineers Ltd (GRSE), de Kolkata, também será equipada com lançadores de foguetes antissubmarino de fabricação indiana.

O navio também será equipado com um novo lançador conteirável de chaff, denominado Kavach. O navio desloca aproximadamente 3.400 toneladas e atinge velocidade máxima de 25 nós.

A propulsão é de 4 motores diesel de 3888 kW, cobrindo um raio de ação de 3.500 milhas a 18 nós. A corveta tem 109m de comprimento e 13m de boca.  O índice de nacionalização informado é de 90% e o navio também pode operar um helicóptero orgânico, que aumenta a capacidade antissubmarino. A tripulação é de 14 oficiais e 150 praças.

Batizadas em homenagem às ilhas de Andaman e Nicobar e do arquipélago Lakshwadeep, as próximas corvetas serão as Kadmatt, Kiltan e Kavaratti.

Corvette Kamorta during sea trials-701180

Project 28 ASW corvette with bow-mounted sonar

Tags: , , ,

Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

3 Comentários para “Índia vai incorporar sua primeira corveta antissubmarino de construção local”

  1. luizblower 25 de junho de 2014 at 21:22 #

    Acho que vale a pena compararmos o projeto indiano com nossas CV03. Já vi que essas aí são maiores e com foco antisubmarino (duas características que penso fazerm falta às CV03). Alguém tem mais informações sobre o restante dos equipamentos?

  2. Mauricio R. 26 de junho de 2014 at 2:21 #

    O tamanho da criança:

    (http://www.naval-technology.com/projects/kamorta-class-asw-corvettes/)

  3. Mauricio R. 28 de junho de 2014 at 15:05 #

    Um navio semelhante a este, modelado sobre o casco Vosper Mk-10 modificado, nem perco tempo c/ o casco da “Barroso”, equipado c/ RAM, PHALANX, mísseis antí navio e tendo espaço e massa suficientes p/ manobrar um helicóptero Sea Hawk, já estaria bom demais.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Cortes adiam término do Estaleiro de Construção de submarinos e a reforma do A12

O primeiro submarino S-BR em construção em Itaguaí-RJ - Foto Ricardo Pereira

  Roberto Lopes Enviado Especial ao Rio A eliminação de 24,8% do orçamento do Ministério da Defesa previsto para o […]

Orçamento 2015: corte na Defesa foi de 5,6 bi

Cortes 2015 no Ministério da Defesa - foto Nunão - Poder Aéreo

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão divulgou nesta sexta-feira, 22 de maio, os números do contingenciamento orçamentário deste ano […]

FREMM Aquitaine realiza com sucesso seu primeiro disparo de Míssil de Cruzeiro Naval

FREMM Aquitaine dispara Míssil de Cruzeiro Naval - foto Marinha Francesa

Além do MdCN, também chamado de ‘Scalp Naval’, a fragata francesa também disparou pela primeira vez o míssil antinavio MM40 […]

Empresa Chinesa CEIEC vence licitação para reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF)

Estação Antártica Comandante Ferraz

SECRETARIA DA COMISSÃO INTERMINISTERIAL PARA OS RECURSOS DO MAR RESULTADO DE JULGAMENTO CONCORRÊNCIA Nº 2/2014 Processo nº 61165.000287/2014-93 Espécie: Reconstrução […]

BAE Systems vai fornecer cinco canhões navais Bofors 40 Mk4 para a Marinha do Brasil

BAE_Bofors_40_Mk_4_Naval_Gun_System

Karlskoga, Suécia – A BAE Systems fechou um contrato para produzir e entregar cinco canhões navais Bofors 40 Mk4 para […]