Home Marinha do Brasil Retomada da construção dos navios-patrulha de 500 toneladas para a Marinha do...

Retomada da construção dos navios-patrulha de 500 toneladas para a Marinha do Brasil

1250
30

macae-gustavo-casto-29-06-13.2

Para dar continuidade à construção dos 5 NPa 500 (Classe “Macaé”), a Marinha do Brasil revogou ontem, dia 04/08/2015, a suspensão temporária do contrato celebrado entre a Diretoria de Engenharia Naval e a CONSTRUCTIONS MÉCANIQUES DE NORMANDIE (CMN), cujo objeto é a Licença de Uso de Projeto de Concepção de Construção de Navio-Patrulha de 500 Toneladas (NPa 500).

Neste mesmo sentido, a Marinha do Brasil, por meio da Diretoria de Engenharia Naval celebrou termos aditivos aos contratos celebrados com a MTU – FRIEDRICHSHAFEN GMBH e com a SKM ELETRO ELETRÔNICA LTDA. alterando, em ambos os casos as cláusulas referentes ao cronograma de pagamentos e prazos de execução dos contratos.

A Marinha do Brasil espera que o NPa “Maracanã” seja entregue ao 4º DN no primeiro semestre do próximo ano; o NPa “Mangaratiba” seja entregue ao 1º DN no segundo semestre de 2016 ; o NPa “Miramar” entregue ao 3º DN no primeiro semestre de 2017; o NPa “Magé” ao 1º DN no segundo semestre de 2017; e o NPa “Maragogipe”entregue ao 2º DN no primeiro semestre de 2018.

Seguem abaixo o aviso de revogação e os extratos dos termos aditivos celebrados nos últimos dias:

DIRETORIA DE ENGENHARIA NAVAL

AVISO DE REVOGAÇÃO

Fica revogada, a partir de 04/08/2015, a Suspensão Temporária relativa à execução do contrato nº 45000/2008-004/00, entre a Diretoria de Engenharia Naval e a CONSTRUCTIONS MÉCANIQUES DE NORMANDIE (CMN). Objeto: Licença de Uso de Projeto de Concepção de Construção de Navio-Patrulha de 500 Toneladas (NPa 500).

EXTRATO DE TERMO ADITIVO

Processo n.º 63007.000147/2010-30. Objeto: Fornecimento de Unidades de Propulsão para Navios-Patrulha de 500 ton (NPa-500). Contratada: Empresa MTU – Friedrichshafen GmbH, Contratante: DIRETORIA DE ENGENHARIA NAVAL (DEN); Espécie: Termo Aditivo nº 45000/2011-004/04; Alterações: fica alterada a Cláusula Oitava (DO PRAZO), e o Cronograma Físico-Financeiro do Contrato nº 45000/2011-004/00, celebrado entre a DEN e a MTU – Friedrichshafen GmbH. Data de assinatura: 31/07/2015.

EXTRATO DE TERMO ADITIVO

Processo n.º 63007.001409/2011-64. Objeto: Fornecimento de Quadros Elétricos Principais e Auxiliares e Painéis Remotos destinados aos Navios-Patrulha de 500 ton (NPa-500). Contratada: SKM ELETRO ELETRÔNICA LTDA, Contratante: DIRETORIA DE ENGENHARIA NAVAL (DEN); Espécie: Termo Aditivo nº 45000/2011-008/06; Alterações: fica alterada a Cláusula Oitava (DOS PRAZOS E LOCAL DE ENTREGA), e o Cronograma Físico-Financeiro do Contrato nº 45000/2011-008/00, celebrado entre a DEN e a SKM ELETRO ELETRÔNICO LTDA. Data de assinatura: 04/08/2015.

30 COMMENTS

  1. Hoje, 5/8, a Imperial Marinheiro, teve sua mostra de desarmamento, sendo assim, o Sul terá menos Navios que os outros DN. Quando um NPa-500 irápara o 5ºDN??

  2. Parece, repito parece que o Alm Leal está priorizando terminar os navios que estão em construção antes de qualquer outra coisa, o que me parece ser correto, vai indo devagar sem pirotecnia.

    Grande abraço

  3. Otimo, acabei de ver a noticia sobre os copteros e agora mais essa, sera que serao noticiadas na Veja?kkkkkk

  4. Bom depois é a vez de terminar a reforma no Arsenal da Marinha,
    2) encomendar o 1° NaPOc com o novo casco da Engeprom
    3) começar a construir a 1ª Corveta Tamandaré no Arsenal da Marinha.
    4) Comprar o Siroco de uma vez para ganhar um folego para no futuro comprar os 2 novos LPD com alguma capacidade de LD
    5) Continuar com a modernização dos helicópteros
    6) Continuar a modernização dos A-4
    7) Continuar com as compras adicionais do Sea Hawk
    8) Adquiri drones aéreos e submersíveis para guerra antisubmarina e contraminagem.
    9) Comprar duas Baterias Sistema Antiaéreos de médio alcance
    10) Refazer um grande sobre navio, helicópteros ou outros meios para definir o que dever sofrer modernização, o que não vale apena modernizar definir sua vida útil restante e em cima de tudo isso programar a substituição por algo novo se for o caso.

    Abraços

  5. M. Gilbert de Curitiba, vc tem encontrado a revista FORCAS DE DEFESA aqui em Curitiba? Se souber vc pode me indicar? Ate mais “pia”

  6. Essa deve ser a semana da “lata velha naval” ,primeiro a noticia de que a MB vai comprar a sucata francesa ,o siroco , e agora essa de retomar a fabricação desses “fuscas navais”.

  7. Isso ai Juarez.
    Concordo com o a priorização do trabalho e foco.
    Devemos terminar as unidades previstas do macaé e da tamandaré. Depois pensamos em outras coisas.

    O contra disso, é que se formos esperar os nossos estaleiros terminar as encomendas para fazer outras coisas, iremos parar no tempo.
    Por isso que esse ponto também deve ser prioritário nos seguintes moldes:
    1) Concentrar somente no que é possível construir aqui. Navios até o porte da tamandaré e olhe lá.

    2) Modernizar os estaleiros.

  8. Muito bem feito, a esse passo não vamos nos tornar uma potencia militar naval, mas podemos continuar navegando.
    o que, no cenário atual, é quase um milagre.

  9. Off topic do off topic:

    Deu n’O Antagonista:

    “Ladrão, mentiroso e… violento

    Brasil 06.08.15 20:32
    Relatório da Polícia Federal relata que Othon Pinheiro, no dia da prisão, não quis abrir a porta para os agentes. Disse ser vice-almirante da Marinha, que devia ser tratado com respeito e ainda ameaçou “meter bala” na PF caso a porta fosse arrombada. Quando resolveu abrir a porta, partiu para cima do agente e acabou imobilizado pela força-tarefa, sendo algemado em seguida.

    A PF encontrou um arsenal na casa do almirante: uma pistola SW .40, um revólver 38, uma pistola 765, um COLT 357 e uma Glock 9mm. Além de um revólver Taurus 38 e uma pistola Bayard 635.

    Foram apreendidas 14 caixas de documentos, contratos diversos e informações sobre a Lava Jato.”

  10. Realmente uma noticia boa e realista.

    Horas, isso é uma lição de casa que todo programador de produção de qualquer empresa civil sabe e cumpre. Primeiro, se faz aquilo que já esta programado e planejado, para na sequencia, ser programado o futuro ao passo que cada processo vai terminando, tornando assim uma cadeia de produção. É o mesmo principio que todas as 03 FA deveriam seguir. Não se produz duas coisas na mesma linha ao mesmo tempo. E se pensarmos que cada projeto é um produto e cada prioridade é uma linha de produção, se estabelece quantas linhas temos e adequamos nossa produção a quantidade de linhas que podemos dispor fisicamente, sequenciando em cadeia de prioridade, esperando uma acabar para que outra comece.

    Obs.: Não sei se fui claro e consegui me fazer ententer, por isso peço desculpas.

    Sobre as noticias Off topic segue minha opinião pessoal abaixo:

    Apenas mais um de tantos outros escandalos que estão ainda por aparecer. E não se enganem não. Muita sujeira (mesmo envolvendo militares) pode e provavelmente irá aparecer.

    Infelizmente, oque temos visto é cada vez mais o leque de denuncias aumentar, mas em contra partida, não vemos nenhuma ação por parte da classe política para modificar as regras que existem hoje e que permitem casos como esses.

    E pior ainda, vemos este assunto da Lava-Jato começar a ficar esquecido por grande maioria do povo, pois o noticiário diário destes casos está causando uma reação na população que considero um grande perígo – A banalização total e irrestrita da corrupção -. Escuto já pessoas que dizem não mais assistir aos noticiarios pois so mostra a Lava-jato e tal.

    O fato é que nada esta sendo feito para mudar esta situação, e daqui a uns 20 anos, poderemos estar vendo outro caso como esse.

    Neste momento, o Brasil precisa não de um submarino nuclear, mas sim de uma reconstrução ética e moral. Então não importa se Othon fez este por ganhos de cunho pessoal ou utilizou para questões de segurança nacional, oque importa é que se ele o fez de forma ilicita, então deve ser jugado e condenado.

    O maior risco que o BRASIL corre hoje, não é de uma intervenção militar extrangeira, mas sim da falência total do estado soberano como nação causada por uma grave crise economica, política e ética, que esta corroendo e desestabilizando as poucas bases que ainda sustentam nosso País. Ao longo da história humana, há vastos exemplos de revoluções que sempre começam com a falência do estado soberano e seguem para as vias militares internas (guerras e revoluções civis). E estamos caminhando para este.

    Por este motivo, é que não importa a quem doa, neste momento, as FA Brasileiras precisam se mostrarem a população como um dos ultimos bastiões do Nacionalismo, da Ética e da Moral, mas para isso, precisam mostrar que não irão tolerar qualquer ação que sejam ilegais, não importando se esta foi em prol da segurança nacional. Caso contrario, não hverá num futuro uma segurança nacional a ser defendida e mantida.

  11. Michel 6 de agosto de 2015 at 21:29 #

    Off topic do off topic:

    Deu n’O Antagonista:

    “Ladrão, mentiroso e… violento

    Brasil 06.08.15 20:32
    Relatório da Polícia Federal relata que Othon Pinheiro, no dia da prisão, não quis abrir a porta para os agentes. Disse ser vice-almirante da Marinha, que devia ser tratado com respeito e ainda ameaçou “meter bala” na PF caso a porta fosse arrombada. Quando resolveu abrir a porta, partiu para cima do agente e acabou imobilizado pela força-tarefa, sendo algemado em seguida.

    A PF encontrou um arsenal na casa do almirante: uma pistola SW .40, um revólver 38, uma pistola 765, um COLT 357 e uma Glock 9mm. Além de um revólver Taurus 38 e uma pistola Bayard 635.

    Foram apreendidas 14 caixas de documentos, contratos diversos e informações sobre a Lava Jato.”

    É, o tempo é senhor de todas as verdades, e elas virão, comcerteza virão…

    Dizem por aí, que O Mossad daria um dedo para as mãos no cidadão aí que eandolu fazendo tavessuras no mercado de intenacional de produção de fogos….

    Grande abraço

  12. a compra do Sicoro vai elevar nossa capacidade operacional esta relativamente novo. na situação que estamos e o melhor no momento.

  13. Senhores,

    Não é querer denegrir a escolha da MB pelo tipo de vaso selecionado pra essa missão de patrulha, mas não poderia ter se escolhido por coisa melhor, já que esta se comprando um navio novo, e que estes vão passar um bom tempo em operação? Não que esta classe não cumpra a missão (pois já até foi selecionada para tal), mas do ponto de vista de agregar a MB.

    Mesmo que se tenha que pagar um pouco mais caro (mais que US$30-40 mi.?), não seria mais interessante algo como um AHTS ou PSV adaptado?

    Não seria algo a se pensar? mesmo que seja como complemento aos Macaé já existentes?

    A Rolls-Royce tem bons projetos, bem como os Holandeses…

    como exemplo:

    http://products.damen.com/~/media/Products/Images/Clusters%20groups/Offshore%20and%20Transport/Multi%20Purpose%20Vessel/MPV%206214/3d%20renderings/multi_purpose_ship.ashx?mw=1300

    Saudações a todos,
    Bardini

  14. …esses navios não colocam medo em ninguém… servem mais para fazer SALVAMAR do que qualquer outra coisa (só pra dizer que tem).

  15. NPa eh exatamenta para isso, estaparmados muito bem para suas funções SALVO acharque NPa é navio de combate …. em um Oceano, sem ilhas e apreas de TO para combate … la vamos nos de novo em ICBM VLS em NPa …

  16. O Brasil (forças armadas) precisam freiar imediatamente, a evazão sem controle do Minério Nióbio ( contém Tório). A Multinacional em Araxá passou de 80.000 t para 6.000.000t isso mesmo seis milhões de toneladas de processamento desse minério. Isso é aumento de demanda ou é aumento de desmando das autoridades Brasileiras.
    As Nações desenvolvidas estão usando as ligas de Nióbio, para produzirem Aços super especiais, que garantem redução de peso de 30%, maior robustez e durabilidade, excelente na produção de Navios-Aviões-Tanques-Caminhões e todo sorte de tecnologia de ponta. Além de ser um Material estratégico segundo (CNEN), o mesmo está na vala comum dos demais materiais no Novo Marco da Mineração, lesando a Constituição em seu artigo 176.

  17. Março pólo o Brasil deveria freiar o contrabando do mineral e cobrar royalties sobre a extracao seja por nacionais ou multinacionais, não temos dinheiro nem capacidade para um monopólio da extraçao

  18. não adianta estamos no fim da classe Niterói e com as type 22 se arrastando sem peças…. compras de oportunidade já! a politica de compras usadas é a unica solução viável (italia, coreia do sul, frança e outros). esses guarda-costas e outros, até q são legais……. mas só pra isso!

  19. siroco venham logo… ou daqui a pouco teremos jangadas levando fuzileiros pro haiti (aquele atoleiro, que só consome dinheiro) #raiva

  20. Brasil terá uma esquadra composta unicamente de navios patrulha daqui alguns anos… almirantado pensa demais e estará tomando decisões de dentro do Nae SP (docado é claro)

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here