Home Operações Fluviais Marinha do Brasil na Operação Anhanduí

Marinha do Brasil na Operação Anhanduí

792
5

monitor Parnaíba em navegação no rio Paraguai - foto A Galante - Forças de Defesa

ClippingNEWS-PANo dias 14 e 15 de outubro, a Marinha do Brasil, por meio de meios subordinados ao Comando do 6º Distrito Naval, executou uma das Ações Críticas específicas da Operação Anhanduí, sob a coordenação Ministério da Defesa, onde foram reunidas tropas, equipamentos, veículos, embarcações e aeronaves, a fim de demonstrar e testar a capacidade operacional das Forças Armadas em situações de conflito no ambiente ribeirinho.

A Força Naval Componente participou da Operação com 5 navios, 1 aeronave UH-12 e 50 Fuzileiros Navais de Ladário, além de uma embarcação de Apoio Fluvial que atuou como figurativo inimigo.

Destacou-se nesta Operação a participação de 4 Lanchas Guardian 25 do Exército Brasileiro, pela primeira vez adjudicadas à Força Naval Componente, de forma a operar em conjunto com a Marinha do Brasil em águas pantaneiras.

As Guardian 25 têm a capacidade de transportar 12 militares armados e equipados. Suas estruturas de combate permitem ainda a instalação de metralhadoras e lançador de granadas. Estes meios, além de possuir um calado máximo de 0,65m, ampliaram a velocidade de reação e a versatilidade da Força Naval Componente, permitindo a partir de agora o desenvolvimento do emprego doutrinário destes meios em operação eminentemente conjunta, na fronteira oeste do País.

FONTE: Jornal do Dia

5
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
XOJokerBrancoF-16 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
BrancoF-16
Visitante
BrancoF-16

Em relação aos meio navais para navegação nos rios como anda a MB ??
e em relação aos vizinhos ??

Off topic: por que não consigo comentar no forças terrestre e no poder aéreo alguém pode me ajudar ???

Joker
Membro
Member

Somos referencia em operaçao ribeirinha, junto aos peruanos e colombianos. Nao basta só os meios, principalmente, como e o porque de opera-los.

BrancoF-16
Visitante
BrancoF-16

grato pela resposta Joker.

Dentro do que me respondeste, no nosso T.O tanto os meios quando o pessoal são atualmente suficientes como meio dissuasório perante nosso vizinhos ??
e em qual parte do território tem se concentrado essas forças próximas a qual parte da fronteira digamos assim.

Joker
Membro
Member

Temos bons equipamentos e uma doutrina sedimentada, nos falta a praxis em operaçoes reais de vulto. Colombia e Peru por questoes sociais internas possuem uma boa praxis, doutrina e com equipamentos nivelados ou superiores vistos isoladamente. Temos a praxis de tempos de paz com açoes voltadas a crimes transfronteiriços. Nosso pessoal, nos condicionantes atuais, é nao adequado, mas em termos futuros com mudanças estrategicas voltadas a mobilidade e sensoreamento, o fator pessoal podera ser tido como suficiente.

XO
Membro
XO

Prezados, penso que os colombianos estao muito bem preparados, seja em termos de meios (pesquisem sobre as Patrulleras de Apoyo Fluvial) e adestramento ( a guerra deles era real)… os peruanos nao me impressionaram, sinceramente. Quanto aa MB, os Roraima foram remotorizados e entram em qualquer furo ou parana… os Pedro Teixeira jah devem ter sido “modernizados” tambem, mas so navegam na calha principal. Faltam, porem armamento e sensores mais modernos… Sobre o adestramento, faziamos varias comissoes, os exercicios eram uma constante… as situcoes reais que vivenciei (colisao com pedra, socorro externo e SAR) foram bem executados, mas nao sei… Read more »