segunda-feira, abril 12, 2021

Saab Naval

Marinha incorpora Navio Doca Multipropósito ‘Bahia’

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

NDM Bahia G40

Conheça a mais recente aquisição da Marinha do Brasil. O Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia teve sua incorporação celebrada nesta quinta-feira, 10 de março de 2016, em cerimônia de Mostra de Armamento realizada em Toulon, na França.

image

image

FONTE : Página da MB no Facebook

- Advertisement -

48 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
by mauro

Que maravilha, seja bem vindo a MB. Seu serviço sera de grande agrado a todo o BRASIL. Falta agora mais 5 navios escolta e 3 navios patrulha oceânica classe Amazonas. Sou leigo, porem acredito que ai sim uma MB com poder de defesa.

jose caetano

gostaria de saber se foi trocado os motores

Lucas Palharez

Que ótima noticia, espero que este belo navio, não traga problemas.

Caio Romão

Enfim, a MB fazendo o que os chilenos fizeram, só que dessa vez, por conta própria. Espero que depois de tudo, o almirantado da MB tenha entendido que as promessas do Guru dos Alambiques e de sua sucessora eram todas falsas e que façam o que tem que ser feito; mas dessa vez com os navios escolta.

Enfim, melhor ser rabo de tubarão do que cabeça de sardinha.

Caio Romão

Lucas Palharez 10 de março de 2016 at 19:30

Bom, se vai dar problemas eu não sei. Mas sei que para os padrões atuais da MB, a embarcação é nova certamente tem um nível de operacionalidade muito maior do que os nossos NDD.

Fábio CDC

Nem sei o que dizer. Mas é melhor ter do que não ter, certo?…

Está bem, parabéns MB. Mais 1 para a coleção.

franklin junior

Bela aquisição.Pena q seus motores não foram trocados por outro mais moderno, mais se tiver uma boa manutenção e se for empregado para atender nossas necessidades e treinamentos ao invés de ficar por ai servindo para passeios, ops…, queria dizer a exercícios conjuntos entre Marinhas amigas(válidos na minha opinião, qdo as condições financeiras estão favoráveis para tais)ou servindo de escoltas e de revezamento dos navios na unifil carregando o piano da MB, ele terá vida longa e útil.

glaxs7

PARABÉNS!!! Uma bela aquisição.

Este tipo de navios (os Foudre Class) são de projetos e engenharia relativamente novos pro padrão operacional da América Latina. O bom é que o desenvolvimento de uma logística de manutenção não ficará apenas com o Brasil, vendo que o Chile também tem um destes e devido ao estreitamento das relações de colaboração militar entre ambas nações poderão ser compartidos estes custos.

No Chile o Sargento Aldea (ex Foudre) tem sido de excepcional operacionalidade nas ajudas humanitárias que a Marinha tem prestado a zonas de Catástrofe (que não são poucas) no país.

leandro moreira

Exelente aquisiçao, sem falar nas embarcaçoes que estao agregadas ao NAM BAHIA, pra quem tava torcendo contra, nao deu certo, o Chile nao comprou este em 2010 porque nao estava a venda ainda, enfim seja bem vindo NAM BAHIA.

leandro moreira

Eh, eu ja tinha dado esta noticia aqui no poder naval no dia 05 de março, desculpem.

Carlos Alberto Soares

O JJJ voltou.
—————-++++++++
Passou pelo martelinho de ouro ?
—————+—————
Polimento, troca de óleo, correia, filtros etc .-
O tempo é implacável, a verdade virá a tona.

Carlos Alberto Soares

Motores, motores ++++ motores …..

Defourt

Resta-nos a desejar que a belonave tenha melhor sorte.

Renato de Mello Machado

Sim, só queremos uma Marinha enxuta, e atuante,Dê quê adianta meios,quê ficam sem atuar onerando,e deixando de fazer compras de oportunidade honestas quê aparecem.

Gustavo

A MB poderia navegar pouco com pra economizar na vida util e usar os outros navios de aopio ate acabar. Ai ficaria esse pro final e nesse tempo adquirir outro. Mas que outro???? Ai vai usar esse mesmo ate o osso!!!!

Gustavo

Eita minha digitação hoje ta uma d….

Alexandre Samir Maziz

Bem , eu fiquei feliz pelo menos a marinha comprou um navio , ainda que usado comprou , é vai ser bastante útil , abraços .

MO

Em tempo

Lançamento ao mar do nais novo navio brasileiro

PSV Bram Buck / IMO 9763770 / Navship casco nr.136

Vídeo e Fotos lançamento lateral 09/03/2016

2 videos + 5 photos

http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2016/03/psv-bram-buck-imo-9763770-lancamento-ao.html?m=1

Dalton

Franklin…

exercícios com marinhas amigas, não são “passeios”, mesmo sob condições financeiras desfavoráveis como vc escreveu é uma excelente oportunidade para treinamento e tirar o navio do pier e muitas vezes procura-se “casar” um treinamento que seria feito de qualquer forma com um desses exercícios envolvendo outras nações aqui mesmo em águas brasileiras como por
exemplo a “UNITAS”.
abs

Leandro Costa

Na minha opinião foi uma boa aquisição. Afinal de contas tiramos de serviço um navio que foi ao mar em 1956 e colocamos em serviço um navio que foi ao mar em 1996. É a matemática de uma Marinha de Terceiro Mundo operando sob sérias restrições orçamentárias, ou seja, simplesmente não se tem muita escolha, e se opta pelo melhor possível ante às oportunidades que aparecem. Tenho certeza que a MB vai fazer bom uso do navio, e sinceramente qualquer comissão, seja para a MINUSTAH, seja para UNITAS ou exercícios locais, é mais uma oportunidade de se fazer ao mar… Read more »

Alexandre Samir Maziz

Perfeito Leandro seu comentário também concordo com isso , pelo menos agora vamos ter um navio mais novo do que o Desembarque Doca “Ceará” , que deu problema ano passado ao ir para uma missão no Haiti .

Cláudio quadros

Será ex ministro ganhou quanto pela compra mesmo preço salgado excelente navio agora só compra porta avia o novinho na China ai vai se Boa.

Carlos Eduardo Oliveira

Meio off, mas alguém sabe se a Júlio de Noronha (V33), passou na prova de máquinas?
Ou ainda está parada no AMRJ?

Jakson de Almeida

O habito de comprar sucata continua.

Leopoldo

O certo era para trocar os motores mas enfim vai dar um salto operacional relevante para MB

Souto.

Qual a chegada do Bahia ,como fica a situaçao do Ceara e do Mattoso Maia?

Caio Romão

Jakson de Almeida 11 de março de 2016 at 12:49 O habito de comprar sucata continua. —————————————— Negativo! Você sabe que eu sou o primeiro a condenar a compra de sucata francesa (ou de qualquer outro país), por parte das nossas Forças Armadas mas dessa vez foi um baita acerto. 1- A MB, graças ao desgoverno não tem sequer um “pataco” sobrando para encomendar um navio novo e muito menos possibilidade de esperar até que fique pronto, já que os atuais NDD estão só na ferrugem. 2- O Navio é superior à todos os nossos NDD em -desenho -idade -capacidade… Read more »

Souto.

Caio vpçe sabe algo sobre os navios da MB que estão em PMG?qual aprevisão da volta
dos mesmo?

Luiz Monteiro

Prezados,

O NDM ‘Bahia” virá com duas Embarcações para Desembarque de Viaturas e Material (EDVM) e uma Embarcação de Desembarque de Carga em Geral (EDCG).

Abraços

Souto.

Amigo Luiz a MB ja oficializou o destino do Ceara e do Mottoso Maia?
PS. o senhor estava sumido rsrsrs

Fabio Amorim

alguem falou na julio..sevi em 2000 a 2001 j pegava tudp imagino agora.oatinha acorda…

Jakson de Almeida

Caio Romão escreve ai!Esse vai ser o novo São Paulo ,não vai sair da doca fazendo “manutenção”.

souto.

Fabio o Julio de Noronha vai sair nova trocaram o seus sistema de propulsão
estava previsto para o mês passado seus testes de mar, mas acho que vai ficar
para abril.

marcos morais

Fico bastante feliz, pois sou oriundo do grande NDD Ceara Golfo 30. USS Hermitage.

Dalton

Em 2012 o USS Enterprise foi finalmente retirado de serviço e pela primeira vez não havia um NAe substituto, a US Navy teria que aguardar alguns poucos anos pelo “Gerald Ford” que será finalmente comissionado ainda em 2016. . Em 2012 foi retirado de serviço na marinha brasileira o NDD Rio de Janeiro com a promessa de que haveria um substituto que finalmente está vindo agora também em 2016, o “Bahia”. . O problema é que o “Bahia” não estará substituindo apenas o “Rio de Janeiro” e pelo que parece também o NDD Ceará que como se sabe passou muitos… Read more »

Mauricio R.

OFF TOPIC… . …mas nem tanto!!! . Na Austrália não tem p/ ninguém, só dá Navantia!!! . “Spanish shipbuilder Navantia has been selected to construct two replenishment ships for the Royal Australian Navy (RAN), Minister for Defence Marise Payne has confirmed.” . “SEA 1654 Phase 3 seeks to replace the RAN supply ships HMAS Success (OR 304) and HMAS Sirius (O 266) with off-the-shelf acquisitions. To meet the requirement Navantia offered the RAN a design proposal based on the Spanish Navy’s auxiliary oiler replenishment ship SPS Cantabria , which entered service in 2011.” . (http://www.janes.com/article/58705/australia-selects-navantia-for-new-replenishment-ship) . PS: Espero que os… Read more »

Juarez

A compra não é de toda ruim, o problema eu já falei aqui, são tão somente dois navios desta classe construídos um agora na MB e outro ACH. A Marinha já sabe que a partir de agora as linhas logísticas de apoio a estas embarcações que existiam e davam a Marine Nationale acabaram, se precisar de uma arruela com bitola X, dureza, Y, e coeficiente de deformação Delta, vai ter que mandar fabricar sob encomenda e vai custar mais ou menos umas 20 vezes mais caro. Outro ponto é que os motores que estão descontinuados não foram trocados, a responsabilidade… Read more »

ottosuhre

Quando não se há planejamento e compromisso com a defesa da nação chega-se a isso, compra de oportunidade, é o que tinha para o momento, podia ser pior não achar nada para comprar no mercado e usados.

Mario Heredia

Jakson de Almeida 11 de março de 2016 at 12:49 O habito de comprar sucata continua. ottosuhre 14 de março de 2016 at 23:36 Quando não se há planejamento e compromisso com a defesa da nação chega-se a isso, compra de oportunidade, é o que tinha para o momento, podia ser pior não achar nada para comprar no mercado e usados. Amigos, peguem mais leve, o Bahia é um semi-novo para os padrões sul americanos. Um bom navio que melhora muito nossa atual condição. De certo que todos preferiam um zero km, mas ele é infinitamente mais novo que o… Read more »

Juarez

Eu gostaria de mandar um recado ao Alm Leal.

Caro Comandante Leal, depois dos acontecimentos de hoje, sugiro ao senhor que proponha a mudança de nome do NDM Bahia, pois o padrinho “Johny Walker” poderá estar no xilindró, e a passagem por Salvador poderá ser com clima de velório.

Um bom nome para este navio e que homenagearia tudo de bom que vem acontecendo neste país seria NDM Sergio Moro, até para ver se quando chegar a delação premiada da Roubenbrecht, ele dá “aliviada” para a MB…….

G abraço

Juarez

Amigos, recebi uma psicografia da “Mãe Dinah” que o NDM Bahia virá com “periféricos” faltando, vamos aguardar a chegada, mas parece que os corsários passaram a pena na MB, de novo, aguardemos…..

G abraço

ottosuhre

Mario Heredia 15 de março de 2016 at 16:16
Obviamente que foi um ótima compra,não discuto isso, mas para um país que desejava um acento no CS ficar dependendo de compras de oportunidade não é aceitável, imagina se Portugal tivesse adquirido o Siroco iria sobrar o que para a MB, com o subnuc sugando todas as verbas da marinha não será fácil manter os níveis mínimos de investimento para os meios de superfície, podem apostar em mais compras de oportunidade, escoltas novas duvido pelos próximos 10 anos.

Ricardo F. Pinto

Putz Quando o Juarez aciona o MoD Maria Dina, eu fico com medo… Adianta isto ai vai… não judia não.

Juarez

Ricardo, eu estou ficando velho, usando óculos bi focal agora, então quando o navio chegar eu vou gentilmente pedir para o Bosco e para o Dalton que são mais novos, mais” pacenciosos” e muiiito mais “safos” do que eu na área de EW, radares e armamento para darem um cruzada de olho na fotos do navio e comparem com ele antes da entrega, e depois nós vamos dar uma “prozeada” sobre o referido acontecido.

G abraço

Souto.

Fiquei sabendo que o navio Mattoso Maia continua em PMG,logo
não vai dar baixa,alguem confirma essa informaçao??

Cristiano.GR

Dá para ver que o navio ficou pelado na torre de radares (não sei o nome correto, e tb não faço questão, sou artilheiro AAe kkk) o que é compreensível, lembrando de como foi com o A-12. Penso que veio inclusive sem defesa AAe. Mas nada que na MB já não soubessem.

Parece aqueles caras que mostram o carro com mp3 player e pneu novo e quando vendem entregam sem som e com pneu remold.

Marcos H. Castro

Dá para usar o armamento do NDD Ceárá, (6 canhões de 3 pol. (76,2 mm/50) Mk 33 reparos duplos;4 metralhadoras Browing .50.) pronto pra ser aposentado no NDM Bahia?

Marcos H. Castro

Verdade Cristiano.GR – Fizeram a limpa na torre.

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

SIMULAÇÃO – Como o P-3AM Orion da FAB caça submarinos

O Esquadrão Orungan (1°/7° GAv) realizou, nos dias 16 e 17 de julho de 2014, missão antissubmarino (ASW) na...
- Publicidade -
- Advertisement -