Home Marinhas de Guerra Argentina avalia opções para novo LPD

Argentina avalia opções para novo LPD

6136
28

O Jane’s informa que a Argentina está avaliando as possíveis opções para adquirir um navio de assalto anfíbio. Estas incluem a possibilidade da compra de uma unidade de segunda mão para fechar a lacuna rapidamente ou construir uma localmente num prazo mais elástico.

A Argentina possui interesse na aquisição de um LPD norte-americano da classe Austin, que atualmente se encontra na reserva (o último navio dessa classe deu baixa em 2014). O assunto foi tema da visita recente do vice-presidente norte-americano, Mike Pence, a Buenos Aires que “escutou com simpatia” a requisição.

A ideia da aquisição de um navio de assalto anfíbio de segunda mão não é nova e foi discutida no ano passado durante a visita do então Secretário de Assuntos Militares do Ministério da Defesa da Argentina, Angel Tello, mas as discussões não seguiram em frente.

28 COMMENTS

  1. O interessante para a MB seria o Ocean. Mas, acho que a pressão dos especialistas ingleses contra a venda, vai melar o negocio.

  2. São as mesmas demandas do Brasil,uma Marinha de Guerra moderna e eficaz. Não para vigiar o mundo, mas quê faça o básico.Mas o mesmo erro.

  3. Na foto, “quem é ?”
    ___________________________________

    Para a Arentina tanto faz e não me venham me incomodar sobre classes, type etc etc ….
    Juárez e pessoal da MB:
    Qual mandamos para eles ?
    O NDCC MM
    ou o NDM Baea ?
    Lembrando que ter não contempla operar.

  4. Se a Argentina alinhar diretinho, pode pegar uma das raras “salvações” de forças de escoltas disponíveis no mercado “de doações”: as fragatas OHP. Já fui bastante cético quanto a utilização das OHP, principalmente em nossa realidade, a OHP foi um barco 20 anos acima de sua geração.

    Se a doação das OHP estiver consorciada com esse bicho calderado, até ele passa a ser uma ideia de ficar.

  5. *Argentina
    Teclado do NB já era.
    Mas meu contigenciamento de despesas aqui em casa cortou tudo.
    Estritamente o essencial e isto já faz um bom tempo, desde 2013/4.
    O “Mansueto” aqui é soda.

  6. Carlos…
    .
    na foto era o então USS Cleveland…descomissionado em 2011 e que pelo menos até 2015
    estava sendo relativamente bem mantido para no caso de uma emergência poder ser reativado.
    .
    abs

  7. Isto é visto de acordo com nossas demandas por navios de reabastecimento um pouco mais modernos ou capazes isto é estou falando de algo mais novo que os nossos atuais,sendo simpista no meu caso digo algo que possa compor e operar que agregue algum valor,eles EUA sempre nos venderam algo mesmo que não seja tão novo vale a pena e seria viável?

  8. Na virada dos anos 1970/80 a MB chegou a adquirir junto aos EUA, por preço módico, os planos para construção da classe “Austin”, que seriam adaptados para construir um novo NDD similar no Brasil. Mas a construção não vingou por falta de financiamento.

  9. Gabriel…
    .
    a partir de 2020 a US Navy começará a dar baixa nos navios tanque classe “kayser” que terão
    cerca de 30 anos de uso, porém, muito uso…se forem disponibilizados para venda apenas uma
    rigorosa inspeção feita pela marinha interessada poderá dizer se vale ou não a pena.
    .
    A marinha chilena opera um classe “kayser”…porém, essa unidade ficou mais de 10 anos na
    reserva sendo portanto poupada dos rigores do serviço então estava em boas condições quando foi adquirida.
    .
    abs

  10. Fabio Souto / Dalton

    Na atualidade a Marinha do Chile (que na verdade é Armada de Chile), opera dois Navios de abastecimento. O AO-52 Almirante Montt que um Kaiser Class e o AO-53 Araucano Slethav Class.

  11. Dalton 23 de agosto de 2017 at 7:16
    Obrigado Dalton.
    2015 ? Se estiver dois anos “jogado” já era, essa combinação sal + umidade + oxigênio = destruição.

  12. Carlos…
    .
    até 2015 houve atualização no “status” do navio que até então era “reserva para ser reativado em caso de necessidade”…pode ser que isso ainda seja valido. Oficialmente ainda existem 5 da classe “Austin” na reserva e a US Navy em breve deverá dar um parecer sobre o destino deles pois manter tais navios é custo proibitivo segundo já informaram.
    .
    Ainda há um classe “Austin” em serviço…o USS Ponce que foi modificado para outras funções
    estando baseado no Golfo Pérsico e deverá ser descomissionado mês que vem.
    .
    abs

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here