Home Indústria Naval China apresenta submarinos para exportação

China apresenta submarinos para exportação

5604
41
S26T

As empresas chinesas estavam em pleno vigor na Defense & Security 2017 em Bangkok, incluindo a China Shipbuilding and Offshore International Company (CSOC). O mais proeminente em sua exposição era uma nova família de submarinos que deslocam 1.100t, 600t e 200t.

Os modelos em escala desses submarinos foram exibidos ao lado de um modelo de 2.550t S26T (foto acima) atualmente sendo construído para a Royal Thai Navy (RTN) por US$ 385 milhões e encomendado em maio.

Talvez o aspecto mais interessante tenha sido o vídeo que indica países atualmente interessados ​​em buscar submarinos chineses. Além de Bangladesh e do Paquistão que já pediram plataformas chinesas, os chamados pela CSOC como partes interessadas são Argélia, Cuba, Egito, Líbia, Mianmar, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Venezuela.

Em um movimento raro de uma corporação chinesa estatal, muitas especificações sobre essa família de submarinos estavam disponíveis. Esta abertura relativa, bem como a revelação de uma gama familiar que abrange de 200 toneladas para mais de 2.500t, mostra que a China é séria em obter maiores clientes de exportação para sua tecnologia subaquática.

O S26T revelado, é customizado para a RTN, porém, com base na classe “Yuan” (Type 041) projetada para a Marinha do Exército de Libertação Popular. Ele mede 77,7 m de comprimento, tem uma boca de 8,6 m, altura de 9,2m e pode mergulhar a 300 m de profundidade.

A velocidade máxima do tipo é 17 nós e pode navegar submerso por 260 milhas náuticas com capacidade de bateria de 80%. Seu alcance usando propulsão independente de ar (AIP) é de 768 milhas náuticas ou 20 dias. Entretanto, seu alcance máximo para viagens misturando AIP com propulsão diesel-elétrica é de 2.000 milhas náuticas ou 65 dias.

O casco em forma de lágrima acomoda 38 tripulantes em 46 beliches disponíveis. O navio é dividido em seis compartimentos, e emprega lemes de popa em forma de cruz. Um mastro optrônico é montado na vela, enquanto o tipo pode lançar mísseis antinavio.

Ainda levará algum tempo para a China construir o submarino para a Tailândia, com entrega esperada em 2023. A RTN eventualmente receberá três submarinos, com o orçamento permitindo que apenas um seja encomendado por vez.

Diminuindo na escala, o submarino de 1.100t tem 60m de comprimento, 5,6m de largura e 6,8m de altura. Sua velocidade é listada como 15 nós, com um alcance AIP submerso de 800 milhas náuticas ​​e um alcance misto de 3.000 milhas náuticas. Pode mergulhar a 200m de profundidade e transportar 18 tripulantes por até 30 dias. Ele carrega dez torpedos.

Movendo-se mais abaixo na escala, o submarino convencional de 600t tem 50 metros de comprimento, 4,5 m de largura e 5,6 m de altura. Viaja a uma velocidade máxima de 15 nós com um alcance AIP de 400 milhas náuticas e um alcance misto de 2.000 milhas náuticas. O barco de 600t tem uma tripulação de 15 e pode sustentar uma missão de 20 dias.

Submarino MS200 no primeiro plano

Finalmente, o MS200 é um mini-submarino de deslocamento de 200t. Medindo 30m de comprimento, 3,6m de largura e 4,4m de altura, é projetado para missões secretas. Ele opera com uma tripulação de seis e pode transportar oito agentes de forças especiais.

Este pequeno submarino move-se a uma velocidade máxima de 8 nós e uma autonomia submersa de 120 milhas náuticas. Sua autonomia é de 15 dias e pode navegar até 1.500 milhas náuticas submerso. Possui dois dispositivos de lançamento para torpedos ou minas.

FONTE: www.shephardmedia.com

41 COMMENTS

  1. To fora!!! Deixa disso…., mas gostaria de fazer mais parcerias com esses caras, pois serão a próxima super-potência, quem viver verá!

  2. Aí MO !!!
    Ultimamente vc só tá se divertindo com a galera facebukeira e os mimimi deles !!!
    É só que vejo em todos seus comentários.
    Eu To me divertindo um monte também !!!
    kkkkkkkkkk

  3. Oi Burgos, Cara, adoraria tomar uma invertida sabe, pois aprenderia mais e desenvolveríamos o debate, massssssssssss

    Alem do que se “me chamassem me” de tonto, iria mostrar que não sou tão prego assim, masssssssss 2 …. kkkkkkkkkk

  4. Liga não Mo !!!
    Um dia eles chegam lá !!!
    Mas ainda tem que comer muito arroz e feijão !!! Kkkkkkkkkk
    E largar um pouco do wilkpedia e revistas de tecnologia e defesa e ver esses e outros assuntos com um pouco mais de realismo !!! Se assim poderíamos dizer !!!
    Mas até lá !!!
    Eu nem comento mais !!!
    Só leio e do risada também !!!
    Kkkkkkkkkkkkkkkk
    Sds

  5. Acho que o atrativo dos chineses são o Preço,é claro os parceiros tradicionais dos chineses.Para o Brasil eles não são interessantes,pois o pais está num outro patamar será capaz de produzir seus próprios meios.Aqui vejo pela extensão terrotorial não vejo com bons olhos os Aip, e nem mesmo os Diesel, mas o subnuclear como a solução para patrulhar longas.Os diesel vão complementar esses últimos espero que sejam muitos subnuc .assim negaremos o mar até para as grandes potências.

  6. É curioso ver nos comentários dos “Forças de Defesa” como os chineses passaram do Lixo ao luxo.
    Seriam os Chineses, que evoluíram tanto(?), ou a capacidade crítica de alguns continua no pré maternal?

  7. enquanto uns fabricam por conta própria outros vão e compram um projeto “ultrapassado” e ainda assim arrotam caviar…

  8. Xing Ling?? Mais de 10 países interessados nos modelos chineses.
    Quanto aos nossos subs, se apenas um dos SubNuc for finalizado já será um grande acontecimento.

  9. Jeff 14 de novembro de 2017 at 8:44
    Xing Ling?? Mais de 10 países interessados nos modelos chineses.” — sim, mas interessados por quê? Porque os chineses acenam com produtos que são… ‘acessíveis’ para esses países (dizer que são ‘baratos’ seria uma ‘forçação de barra’…!) Mas, e a qualidade? Não é diferente do que acontece na indústria automobilística: as marcas chinesas competem, ao menos por enquanto, nos segmentos de mercado mais ‘populares’! Mas não têm peso para concorrer com aquelas marcas consagradas nos segmentos premium, nem que seus produtos sejam cópias descaradas das marcas europeias…! Receio que os submarinos chineses caiam na mesma situação!

  10. A prova de qualidade pra vetor militar sempre é treinamento e operação real.
    A performance divulgada é inferior aos equipamentos ocidentais e japoneses, porém, um perfil acústico mais discreto e diferente termina pesando na balança a favor dos chineses.

    Também não se pode desdenhar da capacidade industrial deles. São as fábricas chinesas que fabricam os gadgets mais avançados do ocidente (coisas da 4ª revolução industrial).

    Os EUA, a Rússia, a OTAN, a Índia, o Japão e a Austrália não desdenham deles. Mas aqui tem uma galera desdenhando. Vá entender…

  11. Acho que o grande atrativo destes subs é o Mercado Chines. Imagina o que significaria trocar subs por commodities.

    Em tudo caso, acho que a qualidade da industria bélica chinesa tem evoluído de forma abismante e a relação custo benefício e o inerente interesse que desperta o enorme mercado chines, tornam seus produtos muito atraentes pra aqueles que não dispões de muitos recursos. Além do mais, obrigam às outras nações construtoras a reverem seus projetos e, principalmente, seus custos.

    Se é xing-ling, se solta pecinha ou se submerge e não emerge, é sempre uma incógnita em se tratando de produtos chineses mas eu acho que a mentalidade deles tem mudado muito ao ponto de se atreverem a incursionar por mercados antes restritos apenas a grandes potencia. Não que hoje a China não esteja nesse patamar.

  12. O pessoal gosta muito de falar da qualidade dos produtos chineses.
    Lembrem-se que muitos do que é produzido lá passa pelo controle de qualidade ocidental, e não chinês.
    Lembro que teve um período onde os brinquedos chineses sofreram embargo por excesso de chumbo nas tintas utilizadas para colori-las. Uma coisa é o que é produzido na China para empresas americanas e europeias, outra para eles e países periféricos.
    Não é porque produzem que seja bom. O produto chinês, por si só, ainda está muito aquém dos ocidentais, exceto aqueles que são desenvolvidos por empresas do ocidente naquele país. Aí a história é outra.
    A China está chegando hoje naquilo que foi o Japão dos anos 80.
    Se não temos com o que comparar é outra coisa. Mas não se pode ficar endeusando um país que produz sim muita porcaria. O grosso da sua produção é assim. Compra um celular chinês voltado para o mercado deles e outro para o mercado americano e europeu. E veja a diferença gritante de ambos.
    Sei porque já tive dos dois. Um só tive o trabalho de jogar no lixo depois de um mês de uso. O outro durou um ano. Típico de vida útil de muito celular hoje em dia.
    Não tiro o mérito deles, mas sei que não são esses deuses da qualidade como alguns aqui pregam.
    Abraço.

  13. Pra ter Lixo que fica só dando problema ?!
    Fica sem mesmo !!!
    Muito obrigado !!!
    Não queremos é nem precisamos, têm os Scorpenes aí , não se sabe quando que fica pronto !!!
    Mas um dia sai !!!

  14. os caras falam mal dos produtos militares de origem chinesa, dizem que solta pecinha…
    o submarino eh algo complexo, muito complexo… tao complexo que o Brasil resolveu comprar um projeto “ultrapassado” pois não tem qualidade de projetar um submarino….
    Falando da nossa gloriosa industria que projeta e produz pistolas e fuzis que não são confiáveis… pistola que não dispara, fuzil que dispara sozinho….nosso padrão de qualidade eh ótimo… ruim são os chineses… e olha que não tem nenhuma eletrônica nas pistolas e fuzis…

  15. “tao complexo que o Brasil resolveu comprar um projeto “ultrapassado” pois não tem qualidade de projetar um submarino….”
    Qual é esse projeto?
    Porque o submarino que a MB está construindo não tem nada de ultrapassado, muito pelo contrário, é um dos mais modernos do mundo.
    É mais silencioso dos que os chineses, tenha certeza disso.

  16. Esses submarinos chineses devem ser excelentes máquinas, assim como outros produtos militares daquele país. Eu fui a 1a pessoa a escrever a expressão “xing ling” neste post, como forma pejorativa de me referir a China, mas não reflete meu sentimento em relação a capacidade do produto em questão.

    Tem alguns pobres coitados aqui que ficam soltando risadas e fazendo comentários infelizes, com a empáfia do “saber naval”. Quem minimamente lê o que raramente escrevo, sabe que não gosto de entrar em discussão em blog de web, não tenho tempo pra isso. Mas se algumas dessas risadinhas e de liçãozinhas de moral foi para mim, favor nomear para que eu possa defender-me. À quem a carapuça servir,

  17. Jeff 14 de novembro de 2017 at 8:44
    Xing Ling?? Mais de 10 países interessados nos modelos chineses.
    Quanto aos nossos subs, se apenas um dos SubNuc for finalizado já será um grande acontecimento.
    ———————————————————————————————————————–
    Acho que nosso SubNuc só será finalizado segundo a acepção do termo no âmbito dessas lutas de MMA.

  18. Glasquis7 14 de novembro de 2017 at 12:25
    ——————————————————
    Comprar armas chinesas, hoje, pode significar um posicionamento estratégico junto a uma potência com ambições globais.
    Mas, sinceramente, por enquanto eu não seria voluntário para tripular um submarino de origem chinesa.

  19. Emmanuel, vc citou uma coisa interessante sobre os celulares, tive um Motorola Razr D1fabricado na China que durou vários anos e ainda é usado pela minha afilhada que derrubou o seu bom na água, por outro lado tive um outro de marca chinesa que só durou 3 meses e não tinha peça para consertar, hoje não tenho medo de comprar um produto fabricado na China, mas de marca tradicional ocidental.
    Fui comprar um Motorola novo e fui surpreendido, porque a fábrica chinesa o está vendendo com um novo nome, Lenovo, fiquei em dúvida. Resolveram batizar a linha Motorola com novo nome, deve ser para não pagar a licença ou por outras questões contratuais.

  20. Emmanuel 14 de novembro de 2017 at 14:57 disse:
    Porque o submarino que a MB está construindo não tem nada de ultrapassado, muito pelo contrário, é um dos mais modernos do mundo.
    É mais silencioso dos que os chineses, tenha certeza disso.
    ———————————————————————————–

    O submarino que a MB está construindo é mais silencioso do que o dos chineses porque ainda não existe! Por enquanto ele é um silêncio só…
    Há braços

  21. Ruim ou não, ter um submarino dá trabalho pra qq um q atente contra a soberania no mar de algum país. A China vai proporcionar isto pra muitos.

  22. Um ssk terá sempre inúmeras limitações operacionais frente a um navio de superfície face sua especialidade de atuação. No entanto , sempre será o adversário mais perigoso para o inimigo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here