Home Indústria Naval ARA San Juan: submarino TR-1700 era invejado por outras Marinhas na década...

ARA San Juan: submarino TR-1700 era invejado por outras Marinhas na década de 1980

11445
76
O ARA San Juan em provas de mar na Alemanha

No Jane’s Fighting Ships de 1984-85, o famoso anuário sobre as Marinhas de Guerra de todo o mundo, o submarino TR-1700 que a Armada Argentina estava recebendo era um dos destaques do conteúdo e também da publicidade da fabricante alemã, a empresa Thyssen-Krupp Nordseewerke GMBH.

O submarino TR-1700, muito mais capaz que o IKL-209 (mas que na época despontava como o submarino alemão de maior sucesso em encomendas), foi projetado para atender aos requisitos da Armada Argentina, que planejava obter 6 unidades da classe “Santa Cruz”, da qual o ARA San Juan era a segunda unidade: dois construídos na Alemanha e quatro na Argentina. Eram os maiores submarinos construídos pela Alemanha desde a Segunda Guerra Mundial.

O aprofundamento da crise econômica na Argentina impediu que os planos da Armada Argentina se realizassem e a força acabou ficando com apenas 2 submarinos TR-1700, o Santa Cruz e o San Juan (ambos construídos na Alemanha). Dos quatro submarinos adicionais planejados, o ARA Santa Fe teve sua construção terminada em 70% do total e o ARA Santiago Del Estero em 30%. Desde a interrupção dos trabalhos nessas unidades, há cerca de 20 anos, várias vezes foram anunciadas retomadas na construção dos submarinos, sem sucesso.

Praticamente à mesma época que a Argentina, a Marinha do Brasil iniciava um programa de construção de submarinos de origem alemã, mas optou pelos mais consagrados e menores IKl-209, um dos quais foi construído na Alemanha e outros quatro (o último deles de um tipo aperfeiçoado) no Brasil.

Mas na época em que o programa argentino parecia caminhar bem, o deslocamento maior, a grande autonomia e a grande capacidade de armas da classe “Santa Cruz” (TR-1700) preocupava os possíveis inimigos da Argentina (leia-se Reino Unido e Chile) e também atraía a atenção de outras marinhas interessadas em submarinos semelhantes.

A empresa canadense ECS, na época da entrada em serviço do TR-1700, chegou a oferecer à Argentina a instalação de um plug no casco com um pequeno reator de baixa potência ECS AMPS[N] (Autonomous Marine Power Source [Nuclear]), o que daria ao submarino uma capacidade de propulsão independente da atmosfera (AIP). Ver desenho abaixo:

Proposta de reator de baixa potência para o TR-1700
TR-1700 no Jane’s Fighting Ships de 1984-85 (clique para ampliar)
Publicidade do TR-1700 no Jane’s Fighting Ships de 1984-85

76
Deixe um comentário

avatar
73 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
47 Comment authors
Carlos SilvaECostahelioMazzeoAlexandre Galante Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Roberto
Visitante
Roberto

RIP – Que deus conforte os familiares da tripulação e a justiça divina seja feita

Carlos Crispim
Visitante
Carlos Crispim

Justiça divina para quem? Se existe Deus, foi ele quem fez o submarino afundar; se não foi, consentiu que acontecesse; se sabia e não fez nada para evitar, é culpado da mesma forma. Esse papo de Deus é que atrasa a humanidade.

JT8D
Visitante
JT8D

Carlos Crispim 23 de novembro de 2017 at 22:14
Pronto, achamos mais um culpado (Deus)

Ivan
Visitante
Ivan

Os TR-1700 representam um marco importante na indústria naval alemã.
Influenciaram o projeto dos modernos 212.
.
Além do tamanho maior, havia também os 2 (dois) ‘andares’.

Ivan
Visitante
Ivan

Amigos,
Nesta matéria o assunto é o TR-1700, suas características inovadoras e seu porte mais imponente que outros submarinos ocidentais contemporâneos.
SDS.,
Ivan, o antigo.

André Mendonça
Visitante
André Mendonça

Carlos Crispim, mesmo eu sendo ateu, considero seu comentário totalmente desnecessário e não apropriado para o momento. Desejo que os familiares destes marinheiros encontrem força e alento para passar por esse momento difícil.

Jose de Pádua
Visitante
Jose de Pádua

Anote no autos que há mais um réu e o chamem para depor.

Alex
Visitante
Alex
Burgos
Visitante
Burgos

Srs. Boa Noite;
Acabei de tirar nas redes sociais da MB
A Marinha do Brasil emprega todos os esforços na busca e salvamento do #SubmarinoARASanJuan. À população argentina, todo o nosso apoio! #ForçaArgentina #SomosARASanJuan

Arte: Tenente Louise

Burgos
Visitante
Burgos

Mais redes sociais da MB #SubmarinoARASanJuan #declaraçãoMarinhadoBrasil Declaração do Comandante do Navio Polar Almirante Maximiano, Capitão de Mar e Guerra Heine Filho, que participa da missão de busca e salvamento: “À medida que o número de navios e aeronaves aumentam, as chances de encontrar o submarino também aumentam. Apesar da área ser bem grande, nós estamos percebendo aqui uma ótima coordenação da Armada Argentina na distribuição desses meios navais e aeronaves na região. Que os resultados possam ser o que nós todos esperamos: que o submarino possa ser encontrado e que todos retornem aos seus lares”. Para mais informações sobre… Read more »

Alex
Visitante
Alex

Carlos Crispim, assim como todos os foristas respeita seu posicionamento de não acreditar em Deus (é o que dá para concluir com seu comentário), respeite também aqueles que acreditam Nele. E não fique soltando críticas aos cristãos.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Falando sobre o TR-1700, li em algum lugar (não me recordo onde) que , durante a Guerra das Malvinas, o pessoal de armamento do Santa Cruz espoletou os torpedos erroneamente. Confere essa informação?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Noble Member

Quase, era outro submarino, do tipo 209, adquirido antes. Os TR-1700 só foram construídos após a guerra.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Isso, Nunão. Era o Santa Fé, correto? Lembrei agora. Foi até avariado. Li que os torpedo foram lançados mas não funcionaram pelo erro na espoletagem.

Raphael
Visitante
Raphael

Carlos Crispim. Olha, com certeza para muitos dos familiares que possivelmente perderam seus entes queridos nesse submarino, irão se apegar a Deus no momento difícil, com certeza será um alento a eles, pq todos que acreditam em Deus sabem ou crê que aqui na terra só é uma passagem. E posso te dizer, quem acredita em Deus não vive no atraso não, vive no atraso só aqueles que tem a alma vazia.

Joao Moita Jr
Visitante
Joao Moita Jr

Ainda bem que não funcionaram então. Caso contrário, teriam sido mais vidas desperdiçadas naquela guerra ridícula e desnecessária.
Enfim, que estejam nossos hermanos em um melhor lugar, eu por minha parte acredito que sim estejam. E força, orações, e muita misericórdia para as famílias, especialmente aqueles menininhos que nunca mais terão papai chegando em casa.
RIP

Carlos alberto soares
Visitante
Carlos alberto soares

Carlos Crispim,
és primo do Bosco e do Soldat ?

____________________________

“Governo argentino pretende demitir toda a cúpula da Marinha.”

Ué, a culpa é do gato ? E o rato ?

______________________________

Boa matéria,
mas eu gosto do Dolphin
Depois os Japas Soryu
Depois a SAAB classe Gotland
Depois eu paro e ponto.
Ah, tem que lançar mísseis …. Harpoon ou outro brinquedo malvado.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Galante, obrigado por nos blindar com este excelente artigo.

Leonardo
Visitante
Leonardo

Tentei corrigir a tempo mas o site blindou meu brinde

Edcarlos
Visitante
Edcarlos

Então tem dois inacabados, o retorno aos trabalhos de construção seria interessante para a Armada Argentina. Após os trabalhos no Santa Cruz, um programa para retomar a construção dos outros dois seria oportuno. Claro que dependeria das condições desses inacabados, vai que aproveitaram partes dos mesmos na reforma dos outros dois.

Ainda bem que ficamos no modelo popular e mais barato, se não iríamos ficar igual ao hermanos. Receberíamos um e talvez concluiríamos outro.

Saudações!

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Então os TR-1700 são uma evolução dos 209… certo. Então, como perguntei antes em outro tópico, ele não tinha anteparos internos com escotilhas ? Em caso de inundação estaria mais vulnerável ?
.
Desde o terremoto de Lisboa no Dia de Todos os Santos de 1755 que a Divindade é questionada perante tragédias. Normal.
Eu pessoalnwnte penso que acreditar na existência de Algo que não pode ser mensurado pelos sentidos está mais para evolução que involução.

Flanker
Visitante
Flanker

Carlos Crispim, respeito a liberdade de credo (ou a falta deste). Mas, seu comentário denota falta total de entendimento sobre o que conhecemos por Deus! Se lhe interessar, leia um pouquinho sobre livre-arbítrio. Deus não afunda ou deixa que afundem submarinos. O livre-arbítrio nos dado por Ele, faz com que os homens façam essas coisas. Para você ser a favor ou contra alguma coisa, tem que, ao menos, conhecer um pouco do assunto.

Anderson Rodrigues
Visitante
Anderson Rodrigues

O Governo corta corta corta verbas todos os anos e agora a culpa é do comando da Marinha, então comece pelo cabeças o presidente, o ministro da defesa.

João de Deus
Visitante
João de Deus

Em relação ao comentários acima, acho que o que atrasa a humanidade é a intolerância. Se não tens crença, respeita quem as tem. Que Deus conforte as famílias desses tripulantes do San Juan.

jagderband#44
Visitante
jagderband#44

o 209 é do mesmo estaleiro?

Daniel
Visitante
Daniel

Os que não acreditam e criticam Deus, são os primeiros a chamá-lo no momento de pânico à beira da morte.
Igualmente aos que criticam a polícia.
Que Deus os tenham e conforte suas famílias.

Fabio Jeffer
Visitante
Fabio Jeffer

TR1700 é um submarino com cara de submarino muito capazes e eficientes em seu tempo e ainda hj muito bons, muito ao contrário daqueles Oberons que o Brasil tinha na época, feios, ridículos, quadrados que até aqueles uboots alemães da segunda guerra eram mais adequados

Cássio
Visitante
Cássio

Eu sabia que alguém das forças armadas argentinas iriam pagar o pato.

Trocar toda a cúpula das forças armadas é fácil. Agora, trocar (e prender) os políticos ladrões é difícil né?

Acredito que aconteceria a mesma coisa aqui no Brasil.

Leonardo Araujo
Visitante
Leonardo Araujo

Nada a ver tocar no nome de Deus aqui e desta forma tão sem sentido.

Cássio
Visitante
Cássio

Tomara que o povo argentino não seja bobo, principalmente os parentes dos tripulantes, e peçam a cabeça dos políticos numa bandeja. Especialmente os da era Kirchner, que foi quem começou toda essa p*taria.

kfir
Visitante
kfir

Carlos Crispim a existência da percepção do mal denuncia a existência de Deus, pois se Ele não existisse não haveria mal nem bem, vc apelou para o paradoxo de epicuro, que já foi refutado

lamento a perda da tripulação…

Bosco
Visitante
Bosco

Daniel, São coisas diferentes “não acreditar e criticar os que acreditam” e “acreditar e criticar Deus”. Não as misture porque denotam personalidades e pontos de vista completamente diferentes. = Flanker, Aqui não é a hora nem o lugar , mas a tese do “livre arbítrio” pode ser contestada como qualquer outra. Deus nos dá o livre arbítrio mas não a onisciência de sabermos todas as consequências futuras de nossas decisões e ainda nos puni por escolhermos as que Ele considera erradas. Isso na verdade está longe de ser “livre” e a rigor o “livre arbítrio” é uma qualidade única e… Read more »

MARCOV
Visitante
MARCOV

Muito bom artigo sobre o TR-1700.
Infelizmente, como a história sempre nos mostrou, a perda da capacidade de auto-defesa só é percebida pela maioria quando já não há mais tempo.
Querer culpar a cúpula da ARA agora é politicagem de ocasião.
E que Deus nos ajude!

Dalton
Visitante
Dalton

Fabio… . os “1700” são de uma geração posterior aos “Oberons” que certamente foram invejados pelos argentinos quando a marinha brasileira os adquiriu nos anos 70…porém, em 1984/1985 quando os argentinos receberam seus “1700” a marinha brasileira já havia assinado um contrato para 4 submarinos “209” dos quais três seriam construídos no Brasil…mais tarde um quarto e o primeiro o “Tupi” chegou ao Brasil ainda em 1989. . Apesar de “invejados” apenas à Argentina adotou o “1700” e apenas dois foram completados na Alemanha. . Os “Oberons” por sua vez foram adotados por diversas nações, receberam melhorias e permaneceram em… Read more »

Lúcio sátiro
Visitante
Lúcio sátiro

Carlos Crispim. É uma imensa ignorância e falácia de sua parte inferir a existência/inexistência de deus com base na perda do submarino e sua tripulação. Você diz: “Se existe Deus, foi ele quem fez o submarino afundar; se não foi, consentiu que acontecesse; se sabia e não fez nada para evitar, é culpado da mesma forma. Esse papo de Deus é que atrasa a humanidade.” Ou seja, pelo seu raciocínio, seres humanos são marionetes controladas por Deus,o que é inteiramente contraditório com a essência desse Ser. Assim, caso um homem matasse seu irmão, foi Deus que matou, pois o homem… Read more »

Flanker
Visitante
Flanker

Bosco, não vou entrar em discussões teológicas com você e nem com ninguém, pois todos têm direito a acreditar, ou não, naquilo que bem quiser. Só te faço uma pergunta filosófica simples e quero que me responda apenas com um sim ou não: você acredita nos pressupostos do certo e errado, do aceitável e não aceitável, do correto e o incorreto?

Um abraço

WellingtonRK
Visitante
WellingtonRK

Carlos Crispim 23 de novembro de 2017 at 22:14
“Justiça divina para quem? Se existe Deus, foi ele quem fez o submarino afundar; se não foi, consentiu que acontecesse; se sabia e não fez nada para evitar, é culpado da mesma forma. Esse papo de Deus é que atrasa a humanidade”.

Alguém num outro post havia dito “Haja coração!”. Agora eu digo haja saco!

Daniel
Visitante
Daniel

Bosco
Quem critica não acredita, logo tem tudo a ver sim.

Bosco
Visitante
Bosco

Daniel,
Quem acredita e critica é o Lúcifer em pessoa. Se for um ser humano claramente não estará de posse de suas faculdades mentais porque ninguém em sã consciência iria se condenar ao Inferno eternidade afora.

Flanker,
“você acredita nos pressupostos do certo e errado, do aceitável e não aceitável, do correto e o incorreto?”
Não de forma absoluta! Parece que nem o Deus bíblico assim o faz quando mais de uma vez manda passar a espada no pescoço de inocentes.

Mas eu também me retiro do debate e não volto a falar desse tema.
Um abraço.

Ivan
Visitante
Ivan

Flanker,
(24 de novembro de 2017 at 9:24)
.
Cuidado com o maniqueísmo.
É uma faca de dois gumes.
.
Sds.,
Ivan.

Bosco

Bavaria Lion
Visitante

Fizeram que os aliados gastassem milhares de recursos, procurando ainda sobreviventes em uma situação absolutamente improvável. Pela magnitude da explosão, era muito pouco provavel que existisse algum sobrevivente.

Talvez tenham compartilhado a informação com as marinhas amigas que se envolveram na operação, se não fizeram isso, ficaram em situação ainda mais complicada com os aliados…

Palhaçada também dar esperança as famílias sem informar devidamente como se procedeu o incidente.

Bavaria Lion
Visitante

Sobre o submarino, foi um grande vetor em seu tempo e ainda tem vida operacional pela frente, desde que devidamente mantido e atualizado.
Pelo que pude ver nas capacidades técnicas, tem 2 compartimentos estanques e 200 ton a mais que o 209 1500 (o maior dos 209).

Já haviam indícios da precariedade submarinista da armada argentina quando um modelo deles invadiu uma praia de banhistas recentemente, portando um radar chinês (que deve funcionar apenas quando o barco esta na superfície).

A culpa só não é do vetor.

Ivan
Visitante
Ivan

Carlos Alberto Soares, (24 de novembro de 2017 at 1:12) . O amigo escreveu: “…mas eu gosto do Dolphin.” . Acredito que você deveria olhar o TR-1700 e o Dolphin com uma perspectiva diferente. Sugiro uma abordagem evolutiva, onde a Classe Santa Cruz (orçamento argentino) serviu de plataforma de desenvolvimento dos submarinos alemães que se seguiram, notadamente os T800, U212 e U212A. . O ARA Santa Cruz foi o primeiro diesel elétrico com deck duplo (‘dois andares’) e maior diâmetro de casco, com importantes consequências em habitabilidade, autonomia, sensores e sistemas de armas. . Vou transcrever abaixo (sem tempo para… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

No final houve mais sabedoria por esse lado da fronteira visto que os Type 209, embora menores e mais simples, mostraram-se mais confiáveis e baratos de operar apresentando-se como bons substitutos dos Oberons.

Ivan
Visitante
Ivan

Delfim Sobreira,
(24 de novembro de 2017 at 6:52)
.
“Então os TR-1700 são uma evolução dos 209… certo.”
.
Mais ou menos.
Evidentemente todo desenvolvimento de um novo produto será influenciado pelo anterior. Nesta ótica, o TR-1700 teria usado soluções adotadas no U209, U206 e outros ‘Us’ que vieram antes.
.
Mas, tem sempre um mas… 🙂
O desenvolvimento do TR-1700 apresentou várias soluções novas, notadamente o duplo deck, que influenciaram os projetos posteriores de submarinos, como tratado no texto anterior.
.
Forte abraço,
Ivan, an oldinfantryman.

Leonardo Andrade
Visitante

Afff era só o que faltava!!! Já não bastasse os mesmos xaropes de sempre que ficam com mimimi da culpa do partido X vs partido Y fazendo off tópicos sem fim… (Adoro discutir política, na hora e no lugar adequado) Chegou a vez da fé ou não fé… Religiosidade contra ateísmo, meus ovos na bigorna! arregooooo conscritos!! Cessou a galinhagem! Se fechem! Vou pagar 50 flexões no padrão só pra ver se esqueço isso… Retomando; Poderíamos discutir como os argentinos estão cada vez atrás dos seus dois vizinhos do cone sul com relação a arma submarina! Ou como a nossa… Read more »

Ivan
Visitante
Ivan

‘Vixe Maria’!
Se já era atrevimento um antigo infante se meter em sítio de marinheiro, imagine só escrevendo sobre assunto de submarinista…
‘Pense’ numa ousadia. 😉

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Eu acho os Dolphin israelis mais invejáveis. Aliás um bom saco de $$$ e a MB teria similares. Afinal a Alemanha gramou prejuízo com os Dolphin, que foram subsidiados.
Mas o “Pai” escolheu os Scorpenes, que foram pixulecados…

Ederson
Visitante
Ederson

Carlos Crispim 23 de novembro de 2017 at 22:14 Mesmo considerando este assunto improprio para este espaço e tópico da matéria, não posso deixar de comentar… Nós brasileiros criamos um ditado idiota “Política e religião não se discute”! Este ditado só demonstra que nossa cultura ainda é medíocre, pois quando um povo é lúcido, estes assuntos devem estar sempre a mesa!!! Não sou religioso, não tenho fé, não fui agraciado com este dom! Sim, a fé é um dom e eu não possuo ele, não acredito em nada que diz respeito a criação, e vivo muito bem assim. Admiro as… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Delfim Sobreira, eu concordo com você! acho que já estávamos construindo os Type 209 caberia a nós aprimorar o desenho e introduzindo modificações que o tornassem mais customizado às nossas necessidade. De igual forma seria interessante um intercambio com a marinha israelense no intuito de obter maiores informações sobre como eles chegaram a um desenho como o do Dolphin.