Home Acidentes Navais ARA San Juan: contato a 477 metros de profundidade é investigado

ARA San Juan: contato a 477 metros de profundidade é investigado

8322
19
Visão de sonar de alta resolução que pode ser o ARA San Juan

O ‘alvo’ encontrado tem 62 metros de comprimento e 13 metros de altura, com forma semelhante à do submarino

A Armada Argentina está preparando tudo para investigar neste sábado um “contato” a 477 metros de profundidade na busca desesperada ao submarino ARA San Juan, desapareceu há mais de duas semanas com 44 membros da equipe.

“Um dos contatos (…) está a aproximadamente 477 metros de profundidade, e agora toda a calibração do equipamento está sendo realizada na água, para acessar essa profundidade durante o dia e visualizar” a zona, disse o porta-voz Enrique Balbi neste sábado.

Há outras três “pistas” para investigar, que estão em maior profundidade.

Mas quais foram as pistas que levaram a essa pesquisa? De acordo com o relatório elaborado pelo navio científico BIP Víctor Angelescu, às 7h32 da quinta-feira, 30 de novembro, “um alvo SONAR foi detectado, considerado de interesse devido às suas características e localização”.

“O alvo mencionado foi detectado na posição 46°24.5’S /060°11.7’W e a uma profundidade de 477 metros, o alvo foi detectado em um fundo plano e nenhum outro alvo foi observado em torno dele”,indica o relatório de fontes navais.

Mapa da região na qual se busca o ARA San Juan e o indício detectado pelo navio Víctor Angelescu

Aparentemente, o alvo está localizado na coluna de água em contato com a parte inferior, mas sem fazer parte dela (não é considerado parte de uma restinga). O alvo é alongado, com rolamento N-S/S-N. As dimensões aproximadas tinham 62 metros de comprimento e 13 metros de altura no fundo. “O submarino ARA San Juan mede 65,93 metros de comprimento por 15,3 metros de altura.

“A cor vermelha dá o padrão que é metálico, pois dá muita retorno”. Quando perguntado se poderia ser o submarino, Kalfayan disse que também poderia ser um navio afundado, como já foi encontrado. “A cor amarela pode significar que está afundado na areia e permanece muito disfarçado”, acrescentou.

Amostras de sondas multi-feixes que apresentam uma anomalia no fundo do mar, a uma profundidade de 477 metros compatível com um submarino
Victor Angelescu, o navio que detectou a imagem do sonar

FONTE: Clarín

19 COMMENTS

  1. Nessa profundidade é um breu total, mas sendo detectado a 477 metros
    existe uma esperança, pois não atingiu a profundidade de colapso da estrutura.
    Pela imagem do sonar parece estar com a estrutura integra, pois as
    dimensões aproximadas que informa na matéria diz que tem
    62 metros de comprimento e 13 metros de altura no fundo.
    Isso é uma boa notícia, lógico sendo confirmado que é o ARA S.J,
    encontrar sobreviventes já é outra estória.

  2. De dedos cruzados esperando a do descobrimento.

    —–
    Hoje 02/12 aniversario do segundo imperador do Brasil, deve estar se remoendo no tumulo por como deixou a armada e como ela está. Bravos homens do nosso Brasil, que fazem muito com pouco e nada temem quando estão em suas naves ja combalidas pelo longo tempo de serviço. Viva o imperador, viva a armada, viva o brasil.

  3. Ainda fico pensando se aqueles barulhos de gente batendo no casco, que foi dito nos primeiros dias, seja exatamente o do submarino. Se for… não quero nem imaginar o sofrimento dos tripulantes.

    Gostaria muito de acreditar num milagre… mas já fazem 17 dias que afundou esse submarino e sobreviver 17 dias encalhando no fundo do mar é coisa de submarino nuclear daqueles bem grandão. Os tripulantes do San Juan não teriam chance. Os do Kursk não tiveram…

  4. Cássio, os do Kursk não tiveram desde o começo. Os 23 que sobreviveram a explosão do Kursk só morreram pela incompetência do governo russo, que impediu por dias a ajuda ocidental. Como não tinham capacidade para realizar o resgate, condenaram os sobreviventes a morte.

  5. Se tiveram tempo de selar o compartimento de proa, ficaram na popa e o desfecho dessa história, não havendo sons de batidas no casco, pode ser parecido com o Kursk, rezemos que não! Não é nada fácil acha-lo no fundo!

  6. Lucas Henrique:

    Pois é. Pior que os russos tentaram resgatar os tripulantes usando um tal de Kolokol, um sistema antiquado pra caramba que mais se parecia um sino (kolokol em russo…) de resgate. Piada pura. Eles devem ter aprendido duras lições com toda aquela presepada. Agora é a vez dos argentinos aprenderem essas mesmas lições…

  7. Realmente DPedo II deixou uma Armada.. agora..guarda costeira..
    deve mesmo estar se revirando no tumulo…… que saudades do Império do Brasil.Vivas ao Império do Brasil

  8. Os tripulantes do Kursk (comandados pelo Ten Kolesnikov naquele momento) morreram nas primeiras 6-8 horas devido a falha da equipe de recarregamento das pastilhas de regeneração de oxigênio.As pastilhas caíram na agua com óleo e as chamas consumiram todo o oxigênio.So depois de algumas semanas de retirada da borracha os mergulhadores conseguiram abrir a escotilha.E nenhum aparelho conseguiu se acoplar devido a rachadura monstruosa e deformação de passagem entre os cascos.
    P.S. Piada é ler os comentários sem noção…

  9. Senhores, esse espaço não é pra uso como palanque, seja de esquerda, direita, República ou Monarquia. Se continuarem nessa discussão totalmente fora do tópico, contrário às regras e objetivos do site, vamos começar a jogar comentários na lixeira, e aí não adianta reclamar de censura e o escambau.

    Respeitem o espaço em que estão comentando, os demais leitores e o tempo e esforço de quem mantém os sites da trilogia funcionando.

  10. Melhor conteúdo sobre defesa … A trilogia é um espetaculo, até leigos como eu começa a se interação pelo assunto parabéns galera …oss

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here