Navio-patrulha classe ‘Hayabusa’, da JMSDF

japan-jmsdf-pg-hayabusa-class.jpg

Mais uma vez trazemos um navio-patrulha do exterior para compararmos com as “soluções nacionais”, dentro das devidas proporções. Desta vez é a classe “Hayabusa” (Falcão), da Força Marítima de Auto-Defesa do Japão. Notem que é um navio-patrulha de um país pacífico, cujas forças armadas são somente para “auto-defesa”.
A classe “Hayabusa” desloca cerca de 200t e é propulsada por turbinas a gás Ishikawajima Harima LM-500, permitindo velocidades de até 44 nós!
Caracteriza-se por um design stealth com ângulos facetados. O navio possui um canhão de duplo emprego OTO Breda de 76mm de tiro rápido, com nova torreta. A superestrutura é feita de material composto e aço, com proteção balística e contra fogo.
O navio leva mísseis antinavio SSM-1B e sistemas de softkill contra mísseis.

japan-jmsdf-pg-hayabusa-class2.jpg

Comandante da Marinha aponta programa nuclear e construção de submarinos como prioridades

Uma das seções do submarino S-BR

Apesar da compressão orçamentária imposta pela atual crise econômica, o comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, demonstrou entusiasmo […]

F.’Independência’ (F 44) – ‘Leo Pirata’ em Santos

independencia-gus-ml-10-12-10-8 copy

É prevista para 18H00 de hoje, 28/08/2015 a chegada e atracação no cais da Mortona da Fragata ‘Independência’ (F 44, […]

Japão lança ao mar o porta-helicópteros ‘Kaga’, em homenagem a porta-aviões da Segunda Guerra

Kaga DDH-184 helicopter carrier

  O Japão lançou hoje o segundo navio de sua nova classe de porta-helicópteros – os maiores navios de guerra […]

Navio-Varredor ‘Abrolhos’ deixa o serviço ativo da Armada

M19

O Navio-Varredor (NV) “Abrolhos” despediu-se do serviço ativo da Armada no dia 20 de agosto em cerimônia presidida pelo Chefe […]

Calote do governo põe chefes militares no Serasa

Esquadra na BNRJ março 2015 - foto Ricardo Pereira - Forças de Defesa

Comandantes de unidades das Forças Armadas são as mais recentes vítimas dos calotes do governo Dilma. É que a falta […]