Home História Royal Navy presta homenagem a “veterano civil” das Malvinas

Royal Navy presta homenagem a “veterano civil” das Malvinas

125
18

qe2-e-hms-manchester.jpg  

Queen Elizabeth 2, que serviu como transporte de tropas no conflito de 1982, deverá ser convertido em hotel flutuante em Dubai

Escoltado pelo HMS Manchester, um destróier Type 42 Batch 3, o Queen Elizabeth 2 partiu nesta segunda-feira da Base Naval Clyde, na Escócia, após sua última visita ao local onde foi construído há 41 anos. Em 1982 o navio, de propriedade da Cunard, foi requisitado pela Royal Navy para transportar tropas para o Atlântico Sul, e boa parte do seu trajeto rumo à Zona de Operações foi feito sem escolta. A cerimônia foi um tributo da RN aos serviços prestados no conflito pelo QE2, considerado por décadas como o navio de cruzeiros mais famoso do mundo até o lançamento de seu irmão mais novo, o gigantesco Queen Mary 2.

Fonte e foto: Royal Navy

Nota do Blog: segundo o site não oficial do QE2, o navio deverá ser entregue em novembro à companhia Dubai World. Seu destino provavelmente será a conversão em hotel flutuante em Dubai, EAU, atracado a um pier construído especialmente para ele. A Base Naval Clyde, citada acima, fica próxima a Glasgow e é responsável pelo suporte ao sistema de armas estratégicas Trydent, composto pelos quatro SSBN classe Vanguard e seus  SLBM Trydent II D5. 

18
Deixe um comentário

avatar
18 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
Marcelo OstraAntonioPaulo CostaVoluntário da PátriaAzevedo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Elden
Visitante
Elden

Eu tinha 12 anos quando a guerra estourou, e lembro-me que pensava: Se os Argentinos torpedearem este navio, a frota volta pra casa. Bom, Eles preferiram atacar as escoltas e o resultado todos já sabem. Mais pergundo: Se eles tivessem afundado este navio e outros de suprimentos, será que os Ingleses continuariam na área? Hoje penso que não; e no mínimo teriam atrasado uns 06 meses a retomada das ilhas. A guerra não é só ataque frontal, a história nos mostra isso, o ponto fraco de todos os oponetes é o suprimento, sem eles, já era, não chega armas, munição,… Read more »

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Caro Elden. Os argentinos chegaram a afundar um navio, parece que era o Atlantic Convoyor (não era assim, mas quase), que levava todas as barracas que seriam usadas pelas tropas. Porisso eles tiveram de dormir ao relento. Mas não fizeram mais por medo do sub nuclear que os ingleses deslocaram para a área. O NAe deles nem saiu do porto. O cruzador General Belgrano foi afundado fora da zona de exclusão. Também por medo do sub, ele só ficava ao largo. E também por medo do sub nuclear, os argentinos só atacavam no entorno das Malvinas, ataques aéreos. E olha… Read more »

Coralsea
Visitante
Coralsea

@ João-Curitiba:
Além do HMS Conqueror, os britânicos enviaram outros 2 SSN; não me lembro agora do nome destes…eles não enviaram somente um SSN.

@ Nunão:
A base naval de Clyde é one ficam baseados os SSBN britânicos.
Os mísseis Trident, ficam estocados na base naval de Culport, perto da base de Clyde….ambas perto de Glasgow.

RL
Visitante
RL

Apenas não entendo uma coisa.

Antes do conflito, de quem eram as ilhas Falklands ou Malvinas?
Quem invadiu quem, quem retomou de quem?
Argentina ou Inglaterra?

Desculpem amigos minha santa ignorância no assunto, más quando a guerra estourou eu tinha apenas 6 anos. Li muito pouco sobre essa história.

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

RL, lá no inicío do século XX e final do XIX, a Inglaterra tomou as “Malvinas” dos Argentinos, quase um século depois os Argentinos reivindicaram as ilhas, agora “Falklands” dos ingleses para desviar as atenções do povo em relação ao Governo Militar (e as persiguições políticas e problemas internos) que queria se manter no poder a qualquer custo. Aí os Argentinos foram lá e invadiram as “Malvinas”, só que a Inglaterra respondeu com uma guerra contra os mesmos. Isso é só pra você ter uma idéia do que aconteceu. Espero ter te ajudado em alguma coisa, sds.

RL
Visitante
RL

Corsário DF. Muitissimo obrigado pela explanação.

Vem de encontro ao que eu imaginava. Claro que a Argentina não seria doida de invadir uma ilha sem que antes a mesma não tenha sido de sua posse.
Mais uma vez, os “folgados” e pretencionistas do mundo fazem o que querem.
É como se de uma hora para outra a França ou Inglaterra, ou qualquer uma das grandes potencias europeias desolvessem invadir Fernando de Noronha por qualquer motivo que seja.
Mais tarde, por algum outro motivo, nós tentamos resgatar nossos direitos e “Pimba”…assim como los hermanos ficamos chupando o dedo por sermos mais fracos.

Obrigado Amigo.
Abraços.

Nunão
Visitante
Nunão

Coralsea, dei uma conferida melhor no site da RN e acho que vc está certo. O texto original aí em cima foi alterado de acordo. CorsarioDF, só pra complementar: a Grã-Bretanha tomou as ilhas, se não me engano, na década de 30 do século XIX, quando a Argentina como conhecemos hoje não existia pra valer, eram várias províncias em constante disputa entre si para comandar uma federação bastante heterogênea resultante da independência com a Espanha – e os ingleses se aproveitaram disso para tomar as ilhas que, de qualquer forma, na época pouco importavam para essa federação capenga, cujo domínio… Read more »

Azevedo
Visitante
Azevedo
João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Só para complementar o assunto, em janeiro de 1895 a mesma Inglaterra nos passou a mão na ilha de Trindade, sob a alegação que era terra sem dono. O Brasil chiou na hora e provou que aquela ilha nos tinha sido passada por Portugal por ocasião da independência. Numa arbitragem internacional o Brasil recuperou a ilha em janeiro de 1897, quando foi colocado um marco de bronze que testemunha o nosso domínio daquele local. No marco está escrito “O direito vence a força”. Mas como todo cuidado é pouco, desde 1957 ali funciona uma unidade da Marinha. Se a Argentina… Read more »

Voluntário da Pátria
Visitante
Voluntário da Pátria

Além das Falklands nunca terem sido argentinas, ainda eram habitadas por milhares de britânicos que, lógico, preferiam permanecer súditos da rainha.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

As Malvinas na epoca pertenciam ao Peru,quando foram
perdidas para os Ingleses.Na região não existiam
o Chile,nem a Argentina.Quem mais perdeu terras na
região foi o Peru,apos a criação destas….

Antonio
Visitante
Antonio

Tem um texto interessante numa “Defesa Latina” ou “Tecnologia e Defesa” dos anos 80 com um título parecido com “A Primeira Batalha das Falklands/Malvinas” … Esse texto vale a pena ser lido pois ele relata um episódio ocorrido no início da Primeira Guerra Mundial quando os navios alemães que estavam no Pacífico (ou será Índico) tiveram ordens para retornar para a Europa e bombardearam as Falklands no meio do caminho.

Nunão
Visitante
Nunão

Paulo, cuidado pra não confundir Vice-Reinado do Peru com Peru… E o Vice-Reinado do Peru já tinha sido dividido e criado o Vice-Reinado do Rio da Prata décadas antes. Saudações.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

o QE2 esta causando comoção em todos os locais que passa, em NY houve uma cerimonia especial, por ocasião de sua última escal, inclusive a passagem dos tren grandes da Cunard, pla primeira vez junto na mesma escala, o QE2, o QM2 e o QV Este navio escalou Santos 4 vezes, 1985, 1987, 1989 e 1992, fui ver ele em todas as oportunidades, alias em 1989 cpor ocasião de sua saida, ao redor das 1800 hrs ele parou um desfile de carnaval, pois o pessoal simplesmente virou para o canal e deu de costa para o desfile em favor do… Read more »

Nunão
Visitante
Nunão

MO, O que eu mais gostei de saber é que o QE2 (conforme essa pesquisa que fiz, é claro) vai ficar lá em Dubai pra quem quiser ver e se hospedar etc, na cidade que está virando o maior parque de diversões para adultos do mundo. Um dia, com muita grana sobrando (quá-quá-quá, diria alguém em patonês) vou conferir o moço por lá. É um navio muito bonito, gosto dele desde quando vi fotos de sua construção numa coleção antiga chamada “Como Funciona”. Navio bom de visitar é irmão mais velho dele, o Queen Mary, atracado em Long Beach, CA.… Read more »

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Em 1985 ele saiu de tarde, 1600 hrs (Sol a pino)

1987 era de noite

1989 era ao redor das 1800/1830 hrs

Em 1992, se nao me engano foi a noite

MO

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Em um forum argentino,houve uma discussão a respeito,eles
são quem mais discutem o tema,e varios foristas dizem que
as Malvinas eram do Peru,apesar de no continente,ja existirem divisões no territorio do Peru.Depois do Vice reinado da Jamaica,houve varios vice reinados na região para ter primazia
em certos ambitos,houve ate pais por aqui que se auto proclamou como vice reinado da Espanha…

Nunão
Visitante
Nunão

MO, então só pode ter sido 85 (a não ser que tenha sido alguma chegada, como citei acima) É incrível como minha própria memória de assuntos navais dos anos 80, quando vai para o detalhe, às vezes depende mais de vc e do Zé do que de mim mesmo. E olha que em 85 eu já não era mais tão moleque… Pena que eu não quase não tirava foto na época. As poucas que eu tenho guardadas do período são do Mingão, do Alagoas e do Amazonas. Todas horríveis, com máquina xereta. Lembro que quase um filme inteiro gasto numa… Read more »