Home História O sortudo ARA Bouchard

O sortudo ARA Bouchard

734
16

arabouchard

O navio da foto acima é o ARA Bouchard, da Armada Argentina. O destróier era o ex-USS Borie (DD704), pertencia à classe “Allen M. Sumner” e escoltava o cruzador General Belgrano no dia do seu afundamento pelo submarino nuclear britânico HMS Conqueror, na Guerra das Malvinas.

Segundo ex-tripulantes do destróier argentino, o terceiro torpedo lançado pelo submarino britânico acertou a popa do Bouchard, mas não por impacto direto, causando apenas algumas avarias leves.
Diferentemente dos navios da mesma classe operados pela Marinha do Brasil, o Bouchard foi modernizado na Argentina, onde recebeu mísseis mar-mar MM38 à meia-nau, que podem ser vistos clicando-se na foto. O destróier foi desativado em 1984.

Na foto abaixo, o Bouchard quando ainda era o USS Borie (DD704) da US Navy, na Segunda Guerra. Ele recebeu três Estrelas de Batalha naquele conflito, tendo inclusive sido acertado por um avião kamikaze, que matou 48 de seus homens e feriu 66. Apesar das sérias avarias, o navio não afundou. Na Guerra da Coréia, ganhou mais quatro Estrelas de Batalha e também participou da Guerra do Vietnã.

uss_borie

16
Deixe um comentário

avatar
16 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
11 Comment authors
MartorelioFLAVIO FAGUNDES FERREIRAKURITAVassily ZaitsevFernando-Canoas Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
KURITA
Visitante
KURITA

Vejam a diferença de mentalidade ou desleixo acho eu , tinhamos 10 desses e nunca colocaram os mm 38

Getulio - São Paulo
Visitante

Caros amigos

Saudações a todos neste 2009

Caro Galante, as matérias são muito interessantes, e fica dificil passar uma olhada e ficar sem falar.
Portanto, este navio é tão sortudo, quanto o Cruzador Tamandaré, que escapou ileso do ataque japonês a Pearl Harbor em 7 de dezembro de 1941, juntamente com alguns contratorpedeiros, driblando dos diversos torpedos lançados aos que conseguiram escapar da matança do porto. Os americanos o apelidavam de sortudo, também.
Não sei se já publicaram no blog algo sobre o Tamandaré ou do Barroso.
Por favor nos brinde com estas histórias e fotografias se puder.

Bom ano a todos.

Getulio - São Paulo
Visitante

Em tempo:

O Tamandaré se chamava St. Louis, apelidade de “lucky” (sortudo)

Getulio - São Paulo
Visitante

Em tempo II: O General Belgrano afundado na guerra das Malvinas era outro veterano da II Guerra, USS Phoenix, que curiosamente, também como o Tamandaré (USS St. Louis) escapou ileso de Pearl Harbor, naquele dia fatídico em que todos os encouraçados foram afundados ou gravemente avariados no porto. vide Wikipedia: “O USS Phoenix (CL-46) foi o terceiro a levar esse nome na armada estadunidense. Foi lançado n’água no dia 12 de março de 1938. Durante a Segunda Guerra Mundial operou na costa oeste e estava em Pearl Harbor durante o Ataque a Pearl Harbor. O Phoenix escapou sem danos em… Read more »

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Getúlio,

Pelo menos não virou sucata em um desmanche naval indiano, tal qual o A-11 Minas Gerais.

abraços.

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

O Destroyer Bouchard era igual ao General Belgrano: Grande,poderoso, muito bem armado (3 torres duplas com canhões de 127mm + os MM-38 Exocet), só que sofria dos mesmos defeitos do navio maior: era antigo, e seus sensores (principalmente sonar) eram inadequados para captar os ruídos de um SSN Classe Conqueror. Foi “sortudo” pelo fato de ter conseguido escapar ileso, somente com mínimos arranhões. Mas foi “azarado” ao não detectar o sub inglês e permitir que o mesmo atacasse o Cruzador Belgrano.

Dalton
Visitante
Dalton

Uma pequena retificaçao: o apelido do USS Saint Louis era
” Lucky Lou ” .
Lembro que tentei visita-lo, juntamente com meu Pai, quando já havia sido descomissionado na nossa marinha, mas, o tenente que estava de serviço alegou, com razao, que nao tinha ninguem disponivel para nos acompanhar.
Fiquei admirando o velho cruzador Tamandaré do lado de fora mesmo.
Era um navio impressionante mesmo em 1978 !

Fernando-Canoas
Visitante
Fernando-Canoas

Srs. Uma pergunta:

Os containers dos Exocet MM-38 neste navio eram verdadeiros ou eram feitos de madeira para enganar os inimigos, como muito bem sabemos, os Argies montaram muitos ardis falsos na guerra das Malvinas…(criatividade, arma secreta de muitos arsenais !!!!!)
Sds.
Fernando

Getulio - São Paulo
Visitante

Fazendo-se justiça, esclareço ainda que a matéria acima reproduzida sobre o cruzador Tamandaré, foi obtida uma página deste blog na internet, e não no site da Marinha, veja-se:http://www.naval.com.br/NGB/T/T003/T003.htm

Callia
Visitante
Callia

” Deuses do Mar , me dêem um navio , e se for para eu morrer que me levem para lá , ao leito do oceano , no fundo do mar pois eu sou um navegante , minha vida é viajar” Acho que era assim , mas de qualquer forma , o único fim digno à um navio , é o fundo do mar , como diz a musica do Arnaldo Antunes “No calor do sol o céu da boca salga E o mar na alma acalma o caminhar Pra que haja areia sal e água e alga As ondas… Read more »

Marcelo Lopes
Visitante
Marcelo Lopes

Kurita

Vc quer dzer tecnicamente tinhamos 5 deles, 2 Gearing e na totalidade tambem 6 fletchers

Sim realmwnte poderiamos fazer algo a mais, a exemplo dos taiwanelicos fizeram com os deles, mas ai são otros 450

MO

marujo
Visitante
marujo

Pouco depois da Guerra das Malvinas, a MB fez estudos para a modernização dos nosso Gearing e Sumner, com novos sensores, mísseis superfíce-superífície e torretas israelenses de 20 mm, iguais às compradas pela Venezuela para operações terrestres. Não me recordo se havia previsão de instalação de mísseis anti-aéreos. A idéia era assegurar um mínimo de eficiência e modernidade a esses navios, enquanto a primeira corveta Inhaúma não era lançada.Por que não foi para frente? Todos podem imaginar: falta de dinheiro.

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

Lendo o post me lembrei da historia do CA alemão Prinz Eugen, q foi a unica belonave alemã a sobreviver ao conflito…

Dalton
Visitante
Dalton

Oi Alfredo!

O CL Nurnberg sobreviveu tambem e melhor ainda…ficou com os sovieticos onde serviu até 1959.

O CA Prinz Eugen, bem…este durou pouco já que foi utilizado
como alvo em 1946 para testes atomicos.

Varios contratorpedeiros e submarinos sobreviveram e foram devidamente divididos entre os aliados.

Saudaçoes

FLAVIO FAGUNDES FERREIRA
Visitante

andei pesquisando sobre o afunadamento almirante Tamandar[e e nao encontrei quase nada (acho que pela “antiguidade” dos fatos ainda nao foi quase nada processado pela internet).Mesmo assim, aprofundei a pesquisa com os nomes da firmas que compraram o navio em leiláo para ser transofrmado em pregos e achei uma multinacional que, consultada, nada respondeu (Mexico,china,etc)estou começando a acreditar qu eessa historia de afundamento do Alm. Tamandar[e é conversa para boi dormir, para diminuir a nossa culpa de pais náo sério, sem memória e sem tradicóes.

Martorelio
Visitante

Sobre o afundamento do Gal Belgrano, assisti em algum lugar a “Dama de Ferro” ser sabatinada em uma espécie de CPI sobre esse epsódio, o que achei um despropósito, afinal estavam em guerra(Reino Unido e Argentina), alguém sabe mais sobre isso? parece também que os familiares dos mortos do Belgrano, exigem indenização por parte da Inglaterra, mas o que eles querem ir a guerra e não ter baixa?