quarta-feira, junho 29, 2022

Saab Naval

Nota n°25- Informações sobre as buscas ao AF 447

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

10/06/2009 – 19h00

O Comando da Marinha e o Comando da Aeronáutica informam que o Navio Desembarque-Doca (NDD) Rio de Janeiro, com efetivo de 363 militares da Marinha do
Brasil, deverá integrar as operações de busca e resgate a partir do próximo dia 19. Proveniente do Haiti, o navio passará nas proximidades de Fortaleza (CE), onde receberá o reforço de dois helicópteros, um H-12 Esquilo e um H-14 Super Puma, ambos da Marinha do Brasil.

O navio Francês Mistral e o submarino Emeraude já chegaram à área de buscas e o rebocador Fairmount Expedition, contratado pelo governo da França, recebeu permissão para atracar, hoje, no porto de Natal (RN), onde irá receber equipamentos norte-americanos (sensores e sonares), que serão utilizados na busca ao Gravador de Dados do Voo AF 447 e ao Gravador de Voz da Cabine (conhecidos como “caixas pretas”).

Cabe ressaltar que essas embarcações e equipamentos estão a serviço das autoridades aeronáuticas da França, por meio de seu órgão de investigação de acidentes aéreos, o Bureau D’enquêtes et D’Analises pour la Securité de l’Aviation civile (BEA).

O trabalho destas embarcações será coordenado pelo SALVAERO e pelo SALVAMAR NE, que irão monitorar o posicionamento desses meios de maneira que não interfiram na atividade prioritária, que consiste na busca e resgate de corpos. Convém destacar que, mesmo realizando missões de naturezas distintas, essas embarcações que chegaram hoje à área de buscas deverão contribuir, sempre que oportuno, com o resgate dos corpos.

Além disso, dois investigadores do BEA , um engenheiro de estruturas da Airbus e um engenheiro de estruturas da Air France, deverão chegar à Recife (PE), em 14 de junho.

A Fragata Constituição, da Marinha do Brasil, tem previsão de chegada para amanhã, 11 de junho, à área onde os esforços de busca estão concentrados.
Nesta mesma data, a Fragata Bosísio deverá chegar a um local próximo a Fernando de Noronha, onde os 25 corpos, que se encontram a bordo, serão recolhidos pelos dois helicópteros da FAB, um H-60 Blackhawk e um H-34 Super Puma, posicionados em Fernando de Noronha.

Devido às condições meteorológicas do dia de hoje, algumas aeronaves de busca tiveram as rotas alteradas para áreas que ofereciam condições mais favoráveis para realizar as buscas visuais. As condições de mar foram satisfatórias para os navios.

CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA MARINHA
CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA AERONÁUTICA

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Jacubão

Sem dúvida será um importantíssimo incremento as equipes de busca devido ao grande convôo do NDD RIO DE JANEIRO, que somando ao mistral e aos outros meios já em operação na área, essa árdua e triste missão será muito bem cumprida.

Roberto CR

Saiu no Luis Nassif post sobre a atuação das FA neste episódio, escrito por um leitor de nome ABELHA.

Um exemplo dos comentários:

“Enviado por: Daniel Francelino

O que achei muito curiso foi a preocupante e estranha inércia inicial das forças armadas e governo francês. Enquanto aqui só se faltou drenar o oceano, os franceses ainda viam o que podiam fazer e se podiam fazer.”

Abraços

Angelo Nicolaci

Amigos olha a reportagem que achei sobre a Caboclo, http://www.areamilitar.net/noticias/noticias.aspx?NrNot=767 , é muito esclarecedor para criticos da MB ter enviado esta embarcação.

Angelo Nicolaci

transcrevendo reportagem Navegando… Ainda Corvetas brasileiras fazem meio século e continuam no mar 10.06.2009 A recente tragédia ocorrida a algumas centenas de quilómetros do arquipélago de Fernando de Noronha e em águas dentro ou próximo da jurisdição brasileira, a Marinha do Brasil, junto com a Força aérea, têm feito um trabalho memorável, tentando encontrar destroços, restos da aeronave e recuperando já um numero próximo das quatro dezenas de corpos de entre as vitimas do acidente com o Airbus A-330 da Air France. A marinha, deslocou para a área vários meios, entre os quais se destacam fragatas, da classe Niterói, como… Read more »

Wiltgen

Retificando a Nota n°25:

UH-12 Esquilo e
UH-14 Super Puma.

muscimol

“O que achei muito curiso foi a preocupante e estranha inércia inicial das forças armadas e governo francês. Enquanto aqui só se faltou drenar o oceano, os franceses ainda viam o que podiam fazer e se podiam fazer.””

….nao inventem novelas…sejam pragmaticos….abram um mapa mundo e vejam a onde estao os destrocos….depois comparem a distancia dos mesmos entre o Brasil e a Franca. …..e abismal a distancia dai ate a Franca para navios. Claro que o esforco maior tem de ser vosso. Tambem exitem a recolher 26 corpos Alemaes e estes nao enviaram nenhum meio naval para ajudar.

[…] já divulgado na nota conjunta número 25,  o Navio de Desembarque-Doca Rio de Janeiro (G 31), proveniente do Haiti, passará nas […]

[…] NOTA do BLOG 1: As aeronaves UH-12 e UH-14 foram deslocadas da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia para Fortaleza, de onde partirão para embarcar no NDD Rio de Janeiro, conforme Nota nº25. […]

Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas fez o primeiro lançamento do ScanEagle

O 1º Esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas realizou o primeiro lançamento do drone ScanEagle, N-8001, na tarde de ontem...
- Advertisement -