Home História ‘Whiskey on the Rocks’

‘Whiskey on the Rocks’

744
9

Whiskey on the rocks - 1

vinheta-exclusivoEm novembro de 1981 um submarino soviético da classe “Whiskey” encalhou nas rochas  perto de Karlskrona, Suécia.

A situação foi extremamente embaraçosa tanto para URSS, quanto para a Suécia. Para a primeira, por ter um submarino surpreendido operando bem dentro das águas suecas e a Suécia, por não ter tido condições de detectar o velho submarino russo, pois o mesmo foi visto inicialmente por um pesqueiro, que avisou as autoridades navais.

A União Soviética deu a desculpa de que o submarino teve problemas no sistema de navegação e por isso teria errado a rota, mas a Suécia não acreditou.

Afinal, a detecção de atividade submarina soviética era constante por unidades suecas.

Whiskey on the rocks - 2

Whiskey on the rocks - 4A situação piorou quando o capitão do submarino soviético, comandante Pyotr Gushin, se recusou a deixar o navio para conversar com os suecos, durante seis dias.

Só quando o ministro soviético dos negócios estrangeiros Andrey Gromyko interveio, o comandante resolveu colaborar. Então Gushin e seu oficial de navegação apareceram, para conversar com os suecos.

A situação tornou-se ainda mais embaraçosa para os soviéticos após os suecos anunciarem que investigações resultaram na descoberta de urânio 238 a bordo do submarino, levando à acusação de que ele provavelmente carregava torpedos nucleares a bordo.

Os soviéticos concordaram em pagar US$658.000 pela operação de resgate do submarino e depois de duras notas diplomáticas, a Suécia concordou em deixar o submarino sair.

Whiskey on the rocks - 3

A Marinha Sueca estava inicialmente mal equipada, por isso recebeu grandes investimentos para novos equipamentos ASW.

Nos anos seguintes, até meados da década de 1990, vários submarinos intrusos foram detectados pelas aeronaves suecas, então já modernizadas para enfrentar a ameaça submarina soviética.

Whiskey on the rocks - 8

Whiskey on the rocks - 7

Whiskey on the rocks - 9

Whiskey on the rocks - 10

As relações entre a URSS e a Suécia foram severamente testadas neste período e os suecos lidaram duramente com os contatos suspeitos, atacando-os com cargas de profundidade, para obrigá-los a emergir.

Explosão carga de profundidade

Whiskey on the rocks - 5

Quem viveu essa época, deve se lembrar das imagens na TV dos helicópteros suecos dipando seus sonares em busca de contatos submarinos.

FOTOS: imagens em exposição no Museu da Força Aérea Sueca

VEJA TAMBÉM:

9
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
MVMBNunãoV.T.G.DaltonJoao Gabriel Porto Bernardes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Alexandre
Visitante
Alexandre

Esses Skavuskas deram mole na navega. Alguém já leu sobre colisões entre submarinos na Guerra Fria. Já vi matéria a respeito que falava sobre submarios americanos colidindo com russos por estrem tão perto um do outro.

Antonio M
Visitante
Antonio M

Eu me lembro de alguma coisa sim.

E fica uma lição: não adianta ser “bonzinho” tem que estar preparado para se defender mesmo!

Joao Gabriel Porto Bernardes
Visitante
Joao Gabriel Porto Bernardes

Muito interessante esse HKP4,basicamente um CH-46 levando armas,ainda que sejam pro ambiente anti-submarino,não deixa de estar armado…até hj só vi esses helos armados com .50 laterais,nada mais que isso…

Abçs!!

Dalton
Visitante
Dalton

Uma pequena correção…o incidente ocorreu em outubro de 1981 e não em novembro. Outro fato embaraçoso para a URSS de certa maneira envolvendo a Suécia, ocorreu anos antes em 1975, quando a tripulação de um destroyer sovietico amotinou-se e tentou levar o navio até a Suécia buscando asilo politico…o motivo principal era o duro tratamento, comum nas forças militares sovieticas e o baixo soldo. O navio foi interceptado por aeronaves e navios e os lideres do motim executados. Quanto a colisões entre submarinos ocidentais e sovieticos e mesmo navios de superficie colidindo com submarinos eram comuns…já que buscando descobrir as… Read more »

Alexandre
Visitante
Alexandre

Acho que esse comandante se inspirou no filme “Os Russos Estão Chegando” de 1966.

V.T.G.
Visitante
V.T.G.

Não consegui abrir nenhum dos três links sugeridos na matéria, esse problema é só comigo?

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Famed Member

V. T. G., houve algum problema com os links originais, o que já consertei.
Veja se já consegue abrir os links da matéria.

Obrigado,
Nunão

MVMB
Visitante
MVMB

Excelente Matéria !!!!!!

V.T.G.
Visitante
V.T.G.

Nunão, agora sim, tudo certo com os links.

Obrigado.