Home Marinha do Brasil Corveta ‘Barroso’ realiza a sua 1ª travessia do Atlântico sem reabastecimento

Corveta ‘Barroso’ realiza a sua 1ª travessia do Atlântico sem reabastecimento

268
3

No dia 16 de junho, a Corveta Barroso (V-34) atracou no Porto de Walvis Bay, na Namíbia, após 11 dias de mar e cerca de 3.200 milhas náuticas, realizando sua primeira travessia do Oceano Atlântico, sem a necessidade de reabastecimento.

A comissão África 2010 é a primeira comissão operativa do navio, após o período de comissionamento de equipamentos e sistemas, testes no mar e Inspeção Operativa.

Walvis Bay foi, também, o primeiro porto em que atracou a Corveta “Barroso”.

Como parte das comemorações do Aniversário da Batalha Naval do Riachuelo – Data Magna da Marinha, foi realizada, no dia 11 de junho, uma cerimônia alusiva à data, que possui um significado especial para a Corveta Barroso, já que o navio ostenta o nome do comandante que conduziu a Armada Brasileira à vitória na Batalha do Riachuelo.

Hoje, os sinais de Barroso servem de incentivo à tripulação do mais novo escolta da Esquadra.

Também componente do Grupo-Tarefa, o Navio-Tanque Almirante Gastão Motta atracou em Walvis Bay, em 19 de junho.

A comissão incluirá, ainda, os seguintes Portos: Luanda (Angola), Malabo (Guiné Equatorial), São Tomé (São Tomé e Príncipe), Lagos (Nigéria), Acra (Gana) e Recife (PE).

FONTE e FOTO: MB

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
10 anos atrás

Vida longa a Barroso!

Abraços!

Alisson
Alisson
10 anos atrás

E a base na Namíbia? Alguma novidade?

Baschera
Baschera
10 anos atrás

Novamente, só para acrescentar, parte onde o Almirante Moura Neto, em entrevista a Felipe Salles (Alide/FBM) menciona a continuação do projeto das fragatas da Calsse Barroso (já se fala em “Barroso Advanced”) :

“O nosso Plano de Articulação e Modernização da Marinha já prevê uma frota total de 30 escoltas a serem divididas, 18 delas no Rio de Janeiro e as outras doze na sede da nova Esquadra a ser estabelecida na região Norte/Nordeste. É natural imaginar que pelo menos uma parte desta frota venha a ser composta de corvetas da classe Barroso”.

Sds.