Home Noticiário Internacional 62° ‘Arleigh Burke’ será batizado em homenagem a um SEAL

62° ‘Arleigh Burke’ será batizado em homenagem a um SEAL

446
7

No dia 07 de maio, nas instalações da General Dynamics Bath Iron Works, Maine, será batizado o 62° navio da classe Arleigh Burke, o USS Michael Murphy (DDG 112), em homenagem póstuma ao Navy SEAL Lt. Michael P. Murphy, que recebeu a Medalha de Honra pelos atos heróicos durante a Operação Red Wing, em 28.06.2005, no Afeganistão.

O Lt. Murphy, liderava uma equipe de quatro homens, que caçava um importante líder do Taliban, em um terreno montanhoso nas proximidades de Asadabad, Afeganistão, quando foram surpreendidos por um grupo de insurgentes, superior tanto em quantidade numérica quanto em poder de fogo. Já mortalmente ferido, o Lt. Murphy se expôs ao fogo inimigo, afim de alcançar uma posição que possibilitasse um sinal claro para solicitar apoio à sua equipe. Após isso, retornou à sua posição e continuou lutando até morrer, em decorrência de seus ferimentos.

A cerimônia será presidida pelo Adm. Gary Roughead (Chief of Naval Operations) e terá a Sra. Maureen Murphy como madrinha que, de acordo com as tradições navais, vai estourar uma garrafa de champanhe na proa do navio, batizando assim formalmente com o nome de seu filho.

O primeiro Comandante do USS Michael Murphy (DDG 112) será o Cmdr. Thomas E. Shultz.

FONTE e FOTO: USN

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
daltonl
daltonl
9 anos atrás

O futuro USS Michael Monsoor, o segundo dos 3 da classe “Zumwalt”
que encontra-se em construção, também homenageará um “SEAL” morto no Iraque e igualmente merecedor da Medalha de Honra.

joseboscojr
joseboscojr
9 anos atrás

Dalton,
Aproveitando que você está por aqui gostaria de fazer uma pergunta pra economizar tempo, rsrsss.
Os E2C não possuem capacidade de REVO?
Só agora me apercebi desse fato. Achei uma falha gritante.

Um abraço e obrigado.

joseboscojr
joseboscojr
9 anos atrás

Pelo que sei o E2D será capaz de REVO. Seria usado o F-18 para reabastecê-lo?
Desculpem-me pelo off-topic.

Guilherme Poggio
Editor
9 anos atrás

É, na era das guerras assimétricas as tropas especiais se destacam e são homenageadas.

daltonl
daltonl
9 anos atrás

Boa pergunta Bosco !

Eu achava que o fato dele poder permanecer tantas horas no ar, sem falar na função estressante, iria requerer que a tripulação voltasse
para um descanso sendo substituido por outra aeronave.

Mas parece mesmo que esta “deficiencia” será contornada com o E-2D e tem até uma foto razoavelmente bem conhecida de um E-2C com um sistema experimental simulando o futuro E-2D,sendo reabastecido em voo por um F-18E que será o responsável juntamente com o F pelo reabastecimento em voo.

abraços

joseboscojr
joseboscojr
9 anos atrás

Dalton,
O tempo de patrulha do E2C é de 4 horas. Ou seja, o tempo total da missão não deve passar de 6 horas.
Se levarmos em consideração que um missão de bombardeiro B2 pode levar 48 horas o fato de um AEW ser reabastecido não iria causar um estresse muito grande não. Nada que um fraldão e uma marmita não resolva .rsrsrs
Na verdade o tempo de cobertura radar de um grupo tarefa capitaneado por um porta-aviões não é muito grande não. Deve haver várias furos nas 24 horas do dia.

Vader
9 anos atrás

Bela homenagem.