Home Marinha do Brasil Navio-Patrulha ‘Bocaina’ apoia Operação “PATNAV Tabatinga VII”

Navio-Patrulha ‘Bocaina’ apoia Operação “PATNAV Tabatinga VII”

208
5

O Navio-Patrulha (NPa) “Bocaina” suspendeu de Manaus (AM) com destino à Tabatinga (AM), para integrar a Operação “PATNAV Tabatinga VII”, no período de  1º a 24 de junho de 2011.

As ações de patrulha e inspeção naval nos rios Solimões e Iça, e a ação de presença no Pelotão de Fronteira de Ipiranga, localizado próximo à Colômbia, foram coordenadas pelo Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, unidade operativa do Comando do 4º Distrito Naval.

O NPa “Bocaina” manobrou, ainda, uma abarrancagem inédita às margens da cidade de São Paulo de Olivença (AM), em virtude da indisponibilidade de local de atracação para  reabastecimento.

Fonte: Marinha do Brasil

5
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
Mauricio R.GUPPYNunão Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Noble Member

Sobre a abarrancagem inédita e a operação fluvial: Nada mal para o antigo HMS Spey, originariamente um navio varredor da RN, e que apesar de ser da chamada classe “River” de varredores, não foi criado para operar nos nossos rivers… Apesar das dimensões semelhantes acima da linha d´água, tem praticamente o dobro do calado e do deslocamento dos Navios Patrulha Fluviais classe Roraima, além de não ter sido projetado como eles para esse tipo de emprego. Já são mais de dez anos operando a partir de Belém, tanto no oceano quanto em rios. Fico curioso em relação ao destino dessa… Read more »

GUPPY
Membro
GUPPY

Caro Nunão,

Que manobra é essa “abarrancagem” ?

Abraços

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Noble Member

Guppy,

Sinceramente não sei descrevê-la em seus detalhes técnicos. Mas literalmente é enfiar a proa do navio no barranco…

Mas é claro, tem que escolher bem o dito barranco, na margem do rio, para que se possa também desabarrancar. E, obviamente, realizar tudo que demandou a abarrancagem, ou seja, embarques e desembarques de cargas e pessoas.

Bom, enrolei mais do que ajudei, ou não? De qualquer forma, a foto da matéria dá uma boa ideia da manobra.

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

Bela combinação:

a) navio de design versátil e flexível,

b) tripulação treinada e atenta a situação, explora as qualidades do design de maneira inédita.

Bom trabalho!!!

GUPPY
Membro
GUPPY

Brigado Nunão.

Abraços