Home Navios Mercantes Petroleiro afunda após ataque no Golfo, 23 ​​tripulantes são resgatados pelo Irã

Petroleiro afunda após ataque no Golfo, 23 ​​tripulantes são resgatados pelo Irã

11430
38
Petroleiro atacado no Golfo Pérsico

GENEBRA (Reuters) – A agência iraniana de notícias IRNA informou na quinta-feira que o Front Altair, um petroleiro danificado em um ataque no Golfo de Omã, afundou.

Relatos anteriores haviam dito que o navio transportava 75 mil toneladas de nafta, um hidrocarboneto líquido inflamável.

Equipes de resgate e busca iranianas resgataram 44 marinheiros do Front Altair e outro petroleiro danificado, informou a Agência de Notícias da República Islâmica (IRNA) na quinta-feira, citando uma fonte informada não identificada.

Os marinheiros foram levados para o porto iraniano de Jask, informou a IRNA.

Vinte e três tripulantes do Front Altair, um navio-tanque com bandeira das Ilhas Marshall, partindo do Qatar para Taiwan, abandonaram o navio quando ocorreu um incêndio a aproximadamente 40 quilômetros de Jask. Eles foram apanhados por um navio que passava e entregues a um navio de resgate iraniano, informou a agência.

O segundo navio-tanque era um navio de bandeira do Panamá que ia de um porto na Arábia Saudita em direção a Singapura, quando ocorreu um incêndio a cerca de 45 quilômetros de Jask.

Vinte e um tripulantes abandonaram o navio e foram apanhadas por equipes de busca e resgate iranianas, informou a IRNA. (Nota do editor: segundo o USNI News, os tripulantes do segundo navio, M/V Kokuka Courageous, foram resgatados pelo destróier USS USS Bainbridge).

Alguns membros da tripulação receberam ajuda médica em Jask, informou a agência de notícias iraniana FARS.

Imagens do incêndio a bordo do Front Altair

38
Deixe um comentário

avatar
17 Comment threads
21 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
26 Comment authors
CRSOVjeimesjodreskiKemenDalton Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Matheus
Visitante
Matheus

O ataque ocorreu logo quando o primeiro-ministro Japones está em visita ao Irã.
No minimo estranho.

Jacinto
Visitante
Jacinto

É o melhor momento para fazer este tipo de coisa. A delegação japonesa acaba servindo como refém e garante que os EUA não tentarão um ataque de decapitação em Teerã;

Matheus
Visitante
Matheus

Jacinto, isso não faz sentido algum.

Renan.

Shinzo Abe foi lá pela primeira vez em muito anos, Japão tambem tem uma comunidade iraniana considerável que vive la.

https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2019/06/13/interna_internacional,1061523/ira-suspeita-que-ataques-no-mar-de-oma-estao-rela

Isso pra mim ta cheirando a false-flag, um muito mal feito por sinal.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Faz sim Matheus.
Aliás, não seria a primeira vez que um país menor provoca um maior no meio de uma visita internacional. O grande risco para quem provoca é uma retaliação rápida; se conseguir evitar uma retaliação por 72 horas, se o estrago provocado não for grande o assunto esfria e o impeto retaliatório também.
E lembre-se: o Japão é o principal aliado asiático dos EUA e peça chave na pivô que os EUA estão fazendo em direção ao pacífico.
Os EUA não vão atacar o Irã com seu maior aliado asiático la.

jeimes
Visitante
jeimes

Rapaz. se os americanas com toda sua rede de espionagem não conseguir identificar com exatidão onde estariam os membros da delegação japonesa eles estariam mais para ABIM..

Renan Lima Rodrigues
Visitante
Renan Lima Rodrigues

Estou por fora das informações do dia, mas qual o motivo do Shinzo Abe estar no Irã? Deslocamentos navais novamente com os EUA, Índia,UK? Ou nada haver?

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Isto está me parecendo mais verdadeiro que o o tal Incidente do Golfo de Tonkin durante a guerra do Vietnã.
Se os Estados Unidos forem capazes de forjar mais um ataque, aí é o fim da picada !

Marcelo R
Visitante
Marcelo R

Os EUA precisam entrar numa guerra pois isto alavancara o parque industrial americano, da a impressão de que isso foi provocado por mercenários muito bem pagos… o Ira não me parece tao doido para entrar numa guerra….

Ellion Silva
Visitante
Ellion Silva

Primeiro que o Irã já está em guerra, dá pra citar no mínimo uns 4/5 conflitos onde o Irã apoia uma facção ou tem tropas convencionais no campo de batalha e indiscriminadamente fornece armas e até foguetes para serem realizados ataques contra civis ou instalações militares (ex: Iêmen, Israel e etc). Um país com tal atividades desestabilizantes que literalmente interfere nos assuntos internos e na política de outros países (ex:Síria, Líbano e Iêmen) é mais do que doido para atacar barcos civis neutros, com o propósito de mostrar que tem a capacidade de interromper o tráfego no estreito de homuz,… Read more »

Victor Filipe
Visitante
Victor Filipe

Alguém ta mentindo… Algumas fontes afirmam que a US Navy falou que resgatou todos os tripulantes de uma embarcação e que eles estão no Destroyer USS Bainbridge “Data provided by the Maritime Traffic website indicates Front Altair went from a speed of 14 knots to nearly a dead stop at approximately 03:39 UTC time, or 11:39 p.m. EST. The ship is currently drifting at 0.9 knots approximately 30 miles southwest of the Iranian port of Bandar-e-Jask. The crew of the M/V Kokuka Courageous, a Japanese-owned, Panamanian-flagged tanker, was rescued by the U.S.-guided missile destroyer USS Bainbridge. Early reports from the… Read more »

RENAN
Visitante
RENAN

Vixi tá confuso
Só sei que o final será de 1 a 3 trilhões de dólares para poder controlar os poços de petróleo do Irã.

Guerra a vista

O importante é que a tripulação foi resgatada seja o Irã ou os EUA.
Famílias estão respirando aliviadas.

Alex-RJ
Visitante
Alex-RJ

Qual o motivo ou para que serve aquela marcação verde com cerca no convés.

RENAN
Visitante
RENAN

Amigo imagina o perigo de se pisar onde não deve.
A facha verde é o local por onde é possível caminhar com segurança
Onde tem a cerca é local desnivelado e a cerca ajuda a caminhada como corre mão.

Abraço

Henrique
Visitante
Henrique

Alex-RJ, são as rotas de fuga. Caminhos específicos, sem obstáculos para que vc possa circular na unidade/convés evitando se acidentar. Fora destas rotas só pessoal em serviço específico em com Permissão de Trabalho.
Abraço,

Thor
Visitante
Thor

De nada…

Brunow Basillio
Visitante

Isto está parecendo aqueles supostos ataques químicos na Síria, ataques estes que a mídia ocidental colocava na conta de Assad, mas que recentemente veio a tona que até a OPAQ forjaram provas para incriminar o governo Sírio…
Muitos países pode está envolvido neste ataque a estes petroleiros, mas o Irã não é um deles, querem uma guerra contra o Irã de qualquer maneira, os EUA acham que os Sauditas vão bancar esta guerra com petrodólares, mas estão enganados…

Salomon
Visitante
Salomon

Desculpem amigos, se estou comendo mosca, mas no texto não está claro. Ataque de quem? Com o que? Obrigado.

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Foi o Irã, na tentativa de fazer atrito que obrigasse a desdobrar os contratorpedeiros do CSG. Picuinha pra forçar um cansaço.

celio
Visitante
celio

SIM, foi o irã, com minas que explodem acima da linha d’agua???????????

Dalton
Visitante
Dalton

Minas “limpet” são afixadas no casco.

Dalton
Visitante
Dalton

Alex…os “contratorpedeiros” designados para um “CSG” costumam operar independentes também e/ ou longe do NAe…se não fosse esse incidente, seria alguma outra coisa, então, apesar de parecer estranho deixar o NAe
menos protegido, se é que alguém realmente está pensando em atacar um NAe da US Navy, navios do grupo podem e são enviados para cobrir uma maior área e/ou receber alguma outra função além da escolta do NAe, em suma, não há navios suficientes para tantas tarefas.
abs

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Atacar, não, mas dar um cansaço na USN (e bem agora na época de recuo estratégico da América): navio comercial atacado dá na vista, muda cotação em bolsa, azucrina e desmoraliza a proteção das sea lanes (curiosamente, nenhum outro ator estatal com capacidade naval se apresentou pra fazer alguma patrulha em Omã), mas tá coberto por seguro, não é prejuízo. Se foi o Irã ou não, e tem muita gente querendo um entrevero naquelas paragens, não é caso de guerra interestatal mas uma provocação em teste da determinação da USN em fazer o que desde a queda da cortina de… Read more »

Dalton
Visitante
Dalton

Alex… . aconteceu do USS Bainbridge, que está acompanhando o NAe USS Abraham Lincoln que em breve estará deixando o local, para seguir viagem até San Diego, estar mais próximo do acontecido e foi verificar…isso é normal para navios que fazem parte de um “CSG” como o USS Bainbridge e outros que são enviados ao local em missões independentes como é o caso do USS Gonzalez que tem como principal função na região a defesa contra mísseis balísticos iranianos. . Se os iranianos de fato são culpados, eles não ganhariam muita coisa em “desdobrar” um ou dois “contratorpedeiros do CSG”… Read more »

Alex Barreto Cypriano
Visitante
Alex Barreto Cypriano

Os iranianos m, se foram eles, sabiam da proximidade do CSG. Segundo USNI NavyNews foram dois contratorpedeiros do CSG acudir: o Bainbridge e o Mason. Parece absurdo o ataque, mestre Dalton, mas está enquadrado, suponho, no atrito necessário pra objetivos políticos, não exclusivos do Irã, mas da Ásia que deseja absorver a europa e expulsar a tutela americana: Rússia, China, Irã (e talvez Índia) já falam em comércio asiático desatrelado do dólar referência (apostando em aumento de reserva de ouro) ao passo que a América se envenena com os quantitativa easings e tropeça em atrelar a sua economia ao seu… Read more »

Dalton
Visitante
Dalton

Com certeza Alex, todos os navios da V Frota, sejam os baseados permanentemente lá ou os que estão por lá temporariamente,como o USS Abraham Lincoln e grupo são monitorados pelos iranianos.
.
Quero acreditar que os iranianos sejam mais “responsáveis”
do que Saddam Hussein foi, ele que invadiu o Irã, usou armas químicas contra iranianos e curdos, invadiu o Kuwait e mesmo expulso continuou desafiando os vencedores, criando dificuldades e tentando associar-se ao programa de mísseis da Coreia do Norte.
.
Posso estar errado, mas, acho que EUA e Irã tem mais a perder do que ganhar com uma guerra, mas, incidentes deverão continuar ocorrendo.
.
abs

Sergio
Visitante
Sergio

Acho mais provável que o culpado seja a Arábia Saudita pra chamar a atenção do EUA.

Jonathan Pôrto
Visitante
Jonathan Pôrto

Os EUA já cogitam instituir sistema de comboios na região !!!Notem quanto esforço está sendo feito pelo OCIDENTE pra evitar uma Guerra enquanto os Aiatolás continuam nessa rota suicída pois jamais conseguiriam evitar uma ocupação militar dos EUA e julgamento e enforcamento dos seus líderes terroristas islâmicos que cometeram crimes contra os direitos humanos no Irã, vide Neda Soltan !!! Esses radicais esquerdiopatas estimulados pelo discurso hipócrita dos democratas esquerdados não aprenderam nada com a guerra do vizinho !!!Bons de discurso, ruins de guerra !!!

Ricardo
Visitante
Ricardo

O Irã e seus “aliados/militantes” estão entrando num jogo muito, muito, muito arriscado. Eua, China, Inglaterra e outros países vão aumentar sua atuação militar na região. A base chinesa em Djibuti vai ver muita atividade.

Fernando Vieira
Visitante

Eu tenho uma curiosidade que se algum dos senhores mais experientes aqui souberem, agradeceria: Navios mercantes levam bandeiras de países estranhos. Ilhas Marshall, Panamá, países de porte muito pequeno para terem suas bandeiras tão comuns no mar. No porto do Rio onde passo todo dia, os navios tem as bandeiras mais doidas possíveis. Uma vez li um artigo que os terroristas da África estavam sendo supridos por navios cargueiros (caindo aos pedaços) de bandeira boliviana, onde a tripulação é quase escrava e que eles fariam isso porque a Bolívia “vende” o direito de usar sua bandeira no mar e melhor… Read more »

india-mike
Visitante
india-mike

Outros darão respostas mais completas, mas a maior parte dos navios mercantes são registrados em paraísos fiscais como os descritos por vc para evitar o pagamento de impostos e devido à facilidade de registro e pelas brandas leis trabalhistas relativas aos tripulantes.

Dalton
Visitante
Dalton

Fernando, pesquise “bandeira de conveniência” para maiores detalhes, mas, basicamente é preferida por muitas empresas porque a legislação seja ela trabalhista, ambiental, etc, é mais favorável a elas nesses países como Panamá e Ilhas Marshall que você mencionou.

Kemen
Visitante
Kemen

Se foram minas, são de pequeno porte pela explosão da foto, uma mina de alto poder explosivo e mais pesada destroçaria totalmente a lateral do navio que afundaria na hora mesmo tendo casco duplo. Minas pequenas podem ser lançadas por barcos leves, tipo pesqueiros ou lanchas grandes disfarçadas. Tem caça minas no estreito? Acho que não tem poderiam iniciar uma varredura evitando outras explosões e a vigilancia no estreito deveria ser aumentada. Na minha opinião são atos terroristas, que visam provocar subida nos preços do petróleo, caos maritimo no local e até provocar uma guerra.

Jacinto
Visitante
Jacinto

Este tipo de mina costuma ser instalada no casco por mergulhadores de combate, em geral enquanto o navio está ancorado. A parte difícil é fazer a mina. Mas depois que elas estão prontas, mergulhadores de combate instalam facilmente.

jodreski
Visitante
jodreski

A única afirmação que realmente é válida é que nesse momento não sabemos quem foi o culpado pelo ataque e que as chances de descobrir são pequenas. Quem arquitetou isso é um grandíssimo filho d… p… porém já sabemos que eles estão presentes no 4 cantos do planeta, então qualquer um que queira incendiar um conflito na região pode ser o autor desse ataque e ele pode muito bem o fazer de uma maneira para que a culpa recaia sobre alguém que ele queira.

CRSOV
Visitante
CRSOV

O Iran não vai ser atacado jamais pelos EUA !! Cientistas nucleares iranianos passaram anos e anos na Coréia do Norte participando ativamente no programa nuclear daquele país !! E o Iran nem precisa testar qualquer arma nuclear fornecida pela Coréia do Norte pois as mesmas já foram testadas pelo Kim Jong Un !! Sem contar que ninguém pode afirmar que todas as instalações nucleares do Iran estão mapeadas e principalmente vigiadas e isso é motivo para total incerteza do que realmente existe por aquelas bandas !!