Home Acidentes Navais Maduro acusa navio cruzeiro português de ato de ‘terrorismo e pirataria’

Maduro acusa navio cruzeiro português de ato de ‘terrorismo e pirataria’

7176
121
RCGS Resolute, navio de passageiros de bandeira portuguesa que abalroou o navio-patrulha venezuelano

Barco da Marinha venezuelana afundou-se após colisão

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou o cruzeiro de bandeira portuguesa “Resolute” de ter realizado um ato de “terrorismo e pirataria” contra um barco da Marinha venezuelana que se afundou segunda-feira, após colidirem.

Nicolás Maduro instou as autoridades do Curaçau, onde o barco está ancorado, a investigar este “ato de pirataria internacional”.

“Há que rever todos os protocolos para atender este tipo de casos, porque se aplicou um protocolo em condições normais de paz, que se aplica no direito internacional”, que se “convidou a ir até um porto de Margarita (ilha venezuelana) e seria acompanhado em paz e tranquilidade”, disse esta terça-feira à noite.

Nicolás Maduro falava no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante a ativação do Conselho de Estado para debater sobre soluções para combater a pandemia da covid-19 e condenar a recente proposta dos Estados Unidos para formar um Governo de transição para a Venezuela.

Segundo Nicolás Maduro, o barco da Marinha venezuelana foi abalroado “de maneira brutal”.

“O barco [de bandeira portuguesa] que investiu [sobre]a nossa nave é oito vezes mais pesado, é como se um gigante pugilista de 100 quilogramas agarrasse um menino pugilista e o golpeasse”, frisou.

Trata-se, disse, “de um ato de terrorismo e pirataria que há que investigar”, porque “se tivesse sido um barco de turistas não teria tido essa atitude de querer agredir”.

“As investigações continuam. As autoridades de Curaçau, em cumprimento dos compromissos internacionais, devem fazer a investigação, informar oficialmente e tomar as providências porque foi um ato de pirataria internacional” disse Nicolás Maduro.

O Ministério da Defesa da Venezuela anunciou terça-feira que um barco da Marinha venezuelana naufragou na segunda-feira após uma colisão com o cruzeiro de bandeira portuguesa “Resolute”, a norte da ilha de La Tortuga, localizada a 181 quilómetros a nordeste de Caracas.

ARBV Naiguatá GC-23

Segundo o Ministério da Defesa da Venezuela, pelas 00:45 de segunda-feira (05:45 em Lisboa), o barco da Guarda Costeira “Naiguatá GC-23” realizava “tarefas de patrulhamento marítimo” no mar territorial venezuelano, quando “foi atingido pelo navio de passageiros ‘Resolute’ (122 metros de comprimento e 8.300 toneladas de deslocamento), de bandeira portuguesa”.

A colisão ocorreu quando a embarcação da Marinha “efetuava um procedimento de controlo de tráfego marítimo, o que gerou danos de grande magnitude” no barco da Guarda Costeira venezuelana, explica-se no comunicado.

“A ação do navio ‘Resolute’ é considerada cobarde e criminosa, pois não atendeu ao resgate da tripulação, violando os regulamentos internacionais que regulam o resgate da vida no mar. Atualmente, este navio está no porto de Willemstad, capital de Curaçau, onde atracou na manhã” de terça-feira, acrescenta-se.

De acordo com o comunicado, as operações de busca e salvamento, juntamente com o desempenho profissional e corajoso do pessoal venezuelano, “permitiram o resgate na íntegra da tripulação”.

“O Estado venezuelano realiza as ações legais correspondentes”, pode ler-se no mesmo documento.

A imprensa local noticiou que a tripulação do “Naiguatá GC-23” era composta por 44 homens.

O barco foi construído pelo estaleiro Navantia, em São Fernando, Espanha, e entregue às autoridades venezuelanas em 24 de junho de 2009.

RCGS Resolute
Perfil do RCGS Resolute

FONTE: Correio da Manhã/Agência Lusa

Subscribe
Notify of
guest
121 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Colisões como essa aconteceram recentemente com várias marinhas e em nenhum outro caso o navio civil foi de terrorismo e pirataria. Tenho dúvidas a respeito da abordagem feita pelo navio venezuelano, ele pode ter sido um pouco agressivo e o navio de passageiros não ter conseguido evitar a colisão!

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

Acredito nisso também. Se confiando por ser um navio militar, agora o outro navega e o militar será casa de peixes.

Zé Rato
Zé Rato
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

Na maior parte dos casos, estas colisões costumam acontecer em estreitos, baías, fiordes, barras de acesso a portos, etc…, onde há muito pouco espaço para manobrar os navios e qualquer distracção mínima é fatal.

Uma colisão destas acontecer em pleno mar aberto, revela muita incompetência das tripulações, especialmente da do navio militar.

Roger
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

No trânsito você andaria na frente de um caminhão pesando dezenas de toneladas esperando que ele parasse? Ou andaria alguns passos para calçada?
Será que na Venezuela não ensinam sobre inércia? De quebra poderiam levar alguns marinheiros americanos e noruegueses para tomar umas aulas de reforço de física…

Agora a Navantia está de parabéns com seus navios de papel. Quero fazer uma graduação na Espanha de Engenharia Naval de Origamis lá.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Roger
4 meses atrás

Você estava indo tão bem, mas o último parágrafo estragou tudo!

Roger
Reply to  Leandro Costa
4 meses atrás

Fechando com chave de ouro sqn kkk

Mas falando sério, os navios espanhóis podem ter um problema grave de estanqueidade. Claro que não estou esperando que uma OPV tenha a robustez de um Burke. E nem dá para para verificar o nível de avarias no caso venezuelano, já que agora está no fundo do mar.

Mas no caso norueguês foi bem claro que poderia ter um problema de estanqueidade e a Navantia deu uma de João sem braço. Será que não pode ter ocorrido o mesmo nesse caso?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Roger
4 meses atrás

Pode sim, mas não se pode pedir que um carrinho de supermercado consiga deter uma jamanta mesmo que ela esteja à baixa velocidade. Seja como for, até maiores detalhes saírem, tudo que dissermos será especulação, mas se compararmos apenas peso, o resultado mais provável seria exatamente o que aconteceu. Se ficar determinado que foi uma colisão leve, uma raspadinha de bordos com um compartimento perfurado e fazendo água, aí sim pode indicar um problema de projeto, mas ainda eu acho que seria mais provável que a tripulação não fora bem treinada em controle de avarias, etc. Realmente não temos detalhes,… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Leandro Costa
4 meses atrás

Eu concordo Leandro, apesar da minha brincadeira a cima. Um navio patrulha não tem de contar com nenhum tipo de resistência diferenciada dada a sua função essencialmente não militar. Sendo assim, um navio de casco padrão essencialmente civil, de reduzido tamanho, obviamente irá naufragar se abalroado por uma embarcação de muito maior envergadura como foi o caso. Aliás, um abalroamento tem o potencial de causar mais danos que muito do armamento disponível, talvez apenas superado pelo torpedo. Misseis antinavio não inutilizam tanto pelo dano directo na estrutura do navio, mas antes pelo incêndio daí decorrente. Ja uma embarcação, quando abalroada,… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Roger
4 meses atrás

Eu acho que alguém anda a pagar para que se abalroe tudo o que seja navio construído pela Navantia… Curiosamente, não fui investigar, mas a silhueta do resolute parece me com os tipicos projectos dos ENVC, actual West Sea, em Portugal. Se assim for, Portugal 1 vs Spain 0 😂😂😂😂😂🇵🇹💪

Qual marinha de guerra portuguesa, aqui temos é uma frota mortal e destrutiva de… De navios cruzeiro, topo de gama, capazes de, capazes de abalroar navio espanhol como se fosse papel pá… 😘
Fod@@%se!! Pá!

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Peter nine nine
4 meses atrás

Acabei de ver e acho que foi construído na Finlândia… Que pena.

Joao Moro
Joao Moro
Reply to  Roger
4 meses atrás

É que a inércia é imperialista americana… rsrs

Douglas Rodrigues
Douglas Rodrigues
4 meses atrás

É esse o preparo dos militares venezuelanos?
Foi só um navio de cruzeiro, sem armas, sem tripulação militar… Com 8300t que abalroou sobre um navio muito menor, armado, com uma tripulação que julga-se ser mais capaz, com uma maior capacidade de manobras… Nesse caso, daremos risadas eternas dos militares venezuelanos que mostraram-se incapazes de deter um navio de passeio!

Agnelo
Agnelo
Reply to  Douglas Rodrigues
4 meses atrás

Liga não, Douglas….
Em um exercício, 2 Su da FA deles não conseguiram interceptar um Caravan nosso simulando uma ameaça assimétrica…

Matheus SV
Matheus SV
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

Você poderia me mandar algum link relacionado a esse exercício?

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

E era um Caravan, se fosse um Fiat Uno teria acabado com a Força Aérea Venezuelana…KKKK
Brincadeiras à parte, não adianta ter se não souber operar…

Robson Carvalhaes Custódio
Reply to  Douglas Rodrigues
4 meses atrás

Eu diria que muita prepotência do CMT da nave afundada. Pois se vc colocar um barco infinitamente menor na frente de um gigante, não espere outro resultado que o alcançado. Concluo que o capitão estava de saco cheio daquela porcaria de navio e viu ali uma chance de manda-lo ao fundo do oceano de uma vez por todas, sabe igual aquele carro que vc não aguenta mais ver na garagem. Que não anda direito, só dá gasto.

J R
J R
4 meses atrás

É uma grave acidente que tem que ser muito bem investigado, poderia ter sido muito grave, ocasionando a morte dos marinheiros venezuelanos e até um dano maior no navio de passageiros, gerando uma tragédia.

Teropode
4 meses atrás

Estamos no seculo 21 , impossível não ter filmagens da peleja , aguardemos .

Agnelo
Agnelo
4 meses atrás

“é como se um gigante pugilista de 100 quilogramas agarrasse um menino pugilista e o golpeasse”

Mas o menino tinha canhão e metralhadora….
Tá estranho isso ai…

francisco
francisco
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

É sinal de que foram sensatos e deviam ser louvados. Verdadeiramente estranho é o comportamento do cruzeiro português, que se dispensou de operações de resgate em alto mar. Isso diz mais do que a existência ou não de canhões.

Carlos Bernardo
Reply to  francisco
4 meses atrás

não levantes suspeitas do que não sabes por isso cuidado porque Maduro não é santo

Mayuan
Mayuan
Reply to  francisco
4 meses atrás

Desculpe mas eu também teria muito receio de tirar do mar homens armados que estivessem putos comigo…

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

Sim. Está me cheirando à barbeiragem do navio-patrulha, o que provavelmente assustou de tal forma o navio de passageiros que ele não parou por nada até chegar no destino, mas seria apenas especulação minha.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Leandro Costa
4 meses atrás

Leandro, era justamente isso que estava a imaginar. O navio venezuelano armou se em machão e a tripulação do resolute tomou um susto de tamanha ordem que até pensou que nem foram eles que abalroaram o patrulha mas antes o patrulha que os abalroou a eles. Literalmente a fugir da embarcação Venezuelana.

ALEX TIAGO
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

O que adianta ter canhão em tempos de paz contra um navio de passageiros??? Entendi que pode ter sim alguma coisa de errado. Pode estar espionando ou apenas erros de manobras mas é muito estranho

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  ALEX TIAGO
4 meses atrás

Espionando, sim gostei da teoria, “portuguese spy ship” 🇵🇹🛳️😂💪

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

A Marinha do seu amado EUA é mestre em abalroamentos desse tipo. Não faz muito tempo, acredito ter ocorrido 8 em um ano, se não me engano. E nesse caso vc não fala nada, né?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  100nick-Elã
4 meses atrás

Salvo engano, essas colisões de navios americanos não fizeram com que o governo dos EUA acusasse os navios civis envolvidos de ‘pirataria’ ou coisa parecida. Quais foram as medidas disciplinares enfrentadas pelos comandantes dos navios da USN e, inclusive quais as medidas enfrentadas pelos comandantes deles? Resta saber o que será apurado do caso Venezuelano e quais as medidas serão tomadas, mas até agora está parecendo que serão recebidos como heróis.

Nicolas_RS
Nicolas_RS
Reply to  Leandro Costa
4 meses atrás

Leandro Costa

Sabemos que neste tipo de regime, quando alguém comete erros, geralmente conhecem a vida após a morte.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Nicolas_RS
4 meses atrás

Nicolas, nesse caso não acho que conhecerão o além, até porque o Maduro precisa de todo apoio que puder ter, e eliminar os oficiais daquela embarcação não pegaria legal, à menos que ele tivesse anunciado que ‘alguns’ dos tripulantes haviam falecido durante o naufrágio. Esses caras são bons de propaganda. Vão tratar eles como heróis do povo Bolivariano e exigir justiça. Vai latir muito alto e tudo vai eventualmente cair no esquecimento. Quando a fase do esquecimento acontecer aí sim esses oficiais podem se encontrar numa furada maior do que a que estavam antes, mas até lá vão servir de… Read more »

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

É o pugilista de 100 kg enfrentando o trombadinha armado que tentou rouba-lo.

Tomcat4.0
Reply to  Marcos R.
4 meses atrás

E no roubo, caso concretizado, levar os alimentos e produtos de higiene. 😉

Vitor Bruno Fonseca Rodrigues
Reply to  Tomcat4.0
4 meses atrás

KKKKK. Tom, em tempos de Covid, alimentos e papel higiênico valem mais do que ouro! KKKK

jorge
jorge
4 meses atrás

Cala a boca Maduro ! Seus militares queriam abordar o navio de passageiros para roubarem comida …

MMerlin
MMerlin
Reply to  jorge
4 meses atrás

Não sei se para roubar comida, mas com certeza o capitão da embarcação portuguesa farejou segundas intenções do navio venezuelano.
Acredito que em pouco tempo teremos a verdadeira história disponível.

Pedro
Pedro
4 meses atrás

Pois é, jogar navio em cima de outro navio é tao feio quanto jogar tanque em cima de pessoas em praça publica! A hipocrisia vermelha se olha no espelho hj.
Se um caminhao vem em direçao de uma moto, o que o motociclista faz? Desvia. Agora se o motociclista quer assaltar o caminhao, basta um esbarrao do caminhao na moto para joga-la no chao.

Eduardo
Eduardo
Reply to  Pedro
4 meses atrás

O melhor comentário até aqui.

Da onde que um navio de cruzeiro (hotel flutuante), cheio de passageiros (alguns idosos), 100% pacífico afunda um navio de guerra? E este navio de guerra provavelmente estava armado. Piada essa marinha venezuelana, não sabem nem pra que serve o timão de um navio!

Gil U
Gil U
4 meses atrás

Este incidente ainda esta nebuloso, mas, ainda que o barco venezuelano tenha bloqueado a passagem do outro navio, causando o acidente. Seria dever, previsto em norma Internacional, que o navio de passageiros prestasse socorro e não simplesmente deixasse o local como se nada tivesse acontecido.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Gil U
4 meses atrás

Sim, seria… a menos que o navio de passageiros tivesse sustentado danos e devido à isso tivesse que se dirigir à um porto mais próximo. O que poderiam fazer seria deixar equipamento de salvatagem para os náufragos e ter acionado o canal de emergência chamando mais embarcações para a área para efetuarem o resgate.

Mas é preciso mais informações sim e seria bem interessante ver imagens do ocorrido. Acho que é seguro dizer que ambos os navios deviam ter FLIR e espero que estivessem gravando.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Leandro Costa
4 meses atrás

Devem aparecer vídeos, impossível quite em um cruzeiro nenhum passageiro tenha filmado uma situação dessas.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Leandro Costa
4 meses atrás

O que pode ter acontecido é que o navio português não ter percebido o nível do dano no navio venezuelano já que a colisão ocorreu por volta da meia-noite, o comodante português deve ter procurado um porto mais próximo que fosse de outro país para poder averiguar os danos em sua embarcação e também teria mais chance de contar a sua versão e ter uma oportunidade justa de defesa, se ele parasse num porto venezuelano não tenho ideia do que poderia ocorrer com ele e a sua tripulação.

Francisco Eduardo
Francisco Eduardo
Reply to  Gil U
4 meses atrás

Desculpa a sinceridade gil mas ouviu se apenas a versao de um dos dois lados precisa se ouvir o cmte do navio portugues para saber o motivo de não ter se resgatado os marinheiros….

Gil U
Gil U
Reply to  Francisco Eduardo
4 meses atrás

Com certeza, é necessário ver a posição do navio português antes de qualquer conclusão. Não acho que informações vindas do lado Venezuelano sejam confiáveis, mas o fato é, que, em um acidente deste porte o navio de passageiros não poderia ter deixado o local.

Nicolas_RS
Nicolas_RS
Reply to  Gil U
4 meses atrás

Gil U

Sabendo que era o quintal da Venezuela, só lamento… “A TODO VAPOR! Que os militares Venezuelanos morram afogados!”

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Nicolas_RS
4 meses atrás

Nicolas, você não tem noção o quanto acredito que isso foi o que realmente aconteceu… 😅 “run Forrest! run!” (filme Forrest Gump com Tom Hanks)

Zé Rato
Zé Rato
4 meses atrás

Não sei o que se passou. Mas se o navio militar venezuelano, por algum motivo ainda desconhecido, pretendia parar o navio civil, tudo indica que parece ter sido muito mal dirigido pelos seus oficiais. O navio militar tinha as vantagens de ser mais veloz e de ser mais manobrável. E do armamento, obviamente. Se o navio civil recusou sucessivas ordens de paragem, só tinha de manter uma distância de segurança e disparar alguns tiros de aviso à frente da proa deste, conforme os costumes marítimos internacionais. Nessas situações, é muito raro um navio não parar. Em caso de continuar o… Read more »

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
4 meses atrás

Como sempre os especialistas aqui tiram suas conclusões baseadas nos achismos! Prefiro aguardar as autoridades marítimas se pronunciarem.

André Luís
André Luís
4 meses atrás

Off-topic: alguém sabe confirmar se o Brasil fechou com os EUA a compra dos AV-8B Harriers?

André Luís
André Luís
Reply to  André Luís
4 meses atrás

Esqueçam… é mentira hehehehehe

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  André Luís
4 meses atrás

Primeiro de Abril 😛

Tomcat4.0
Reply to  André Luís
4 meses atrás

É pegadinha lá do site fiot e isso é dito no final da matéria.rs

FighterBR
FighterBR
Reply to  André Luís
4 meses atrás

O cara ainda pergunta kk

Fabio Mayer
Fabio Mayer
4 meses atrás

O idiota Nicolas Maduro, procurando inimigos externos para tentar esconder a tragédia que ELE MESMO gerou no seu país…

carvalho2008
carvalho2008
4 meses atrás

Muito estranho esta historia toda….é normal? …”“Há que rever todos os protocolos para atender este tipo de casos, porque se aplicou um protocolo em condições normais de paz, que se aplica no direito internacional”, que se “convidou a ir até um porto de Margarita (ilha venezuelana) e seria acompanhado em paz e tranquilidade”… Haviam abordado e pedido mudança de rota para o porto de Margarita????!!! Foi isto? porque abordar um cruzeiro e solicitar para que rume ao porto nacional fora do rumo original?? ou o convite foi após a colisão?? Porque o Cruzeiro não ofertou ajuda apos incidente??? Sera que… Read more »

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  carvalho2008
4 meses atrás

Se foi um convite é possível de recusa, me parece mais que tentaram forçar o cruzeiro a aportar, resta explicar os motivos.

Welington S.
Welington S.
4 meses atrás

Com sua cabeça á prêmio, Maduro sequer deve estar pregando os olhos. O cara está completamente maluco; tudo pra ele é terrorismo, é tentativa de golpe, de invasão e etc. Daqui á pouco ele está acusando o Exército do Hawai também por terrorismo.

Joao Moita Jr
4 meses atrás

Of topic, mas urgente…

O comandante do porta-aviões norte-americano USS Theodore Roosevelt pediu autorização ao Pentágono para desembarcar a tripulação na ilha de Guam, na Micronésia, na sequência da propagação da covid-19 dentro do navio

Tomcat4.0
Reply to  Joao Moita Jr
4 meses atrás

Foi recusado pelo pentágono o qual esta enviando suporte e suprimentos para conter o Covid no navio.

Arminius
Arminius
Reply to  Joao Moita Jr
4 meses atrás

Porta-aviões de grupo de combate pedindo socorro e por aqui querem reabrir na marra hamburgueria, templos religiosos e lojas de quinquilharia… Pelo tom da comunicação do comandante americano “We are not at war. Sailors do not need to die. If we do not act now, we are failing to properly take care of our most trusted asset – our sailors,”, a gente vê a seriedade da situação. E isso por causa de uma gripezinha histérica, conforme entendimento do Brasil, Bielorússia e Nicarágua, onde a recomendação é enfrentar o vírus “quem nem homem”, “cair de pé”, “pegar logo para criar imunidade”,… Read more »

737-800RJ
737-800RJ
4 meses atrás

O ditador que é parceiro da extinta(?) FARC, do ELN, do PCC e do Foro de São Paulo falando sobre terrorismo… 🤣🤣🤣🤣🤣

Silva
Silva
4 meses atrás

Meu Deus! O que o Excelentíssimo Presidente Trump, está esperando para mandar uma chuva de mísseis Tomahawk na cabeça desse ditador lunático? Não aguento mais ler as declarações absurdas e fantasiosas desse sujeito! Espero que agora, com a cabeça desse ditador, posta a prêmio pelo governo dos EUA, esse criminoso e genocida covarde, tenha o fim que tanto merece!

Tomcat4.0
Reply to  Silva
4 meses atrás

Concordo contigo totalmente. Já está fazendo hora extra já, que pague por seus crimes e junto com ele os seus asseclas .

Nicolas_RS
Nicolas_RS
Reply to  Silva
4 meses atrás

O problema da Venezuela é o risco de estourar uma guerra civil! Até mesmo o Brasil com uma ajuda minima dos EUA ganharia da Venezuela, mas o problema é o pepino que vem depois… A milicia Venezuelana tem mais de 1 milhão de soldados… E sabemos que vindo da Esquerda, sua inteligencia é comparada a de Zumbis!

Marcelo
Marcelo
4 meses atrás

sem politicagens, se for verdade que o navio de cruzeiro não parou para resgatar o pessoal do navio da Guarda Costeira, acho terrivelmente grave! E devem ser responsabilizados por isso.

Wilson
Wilson
Reply to  Marcelo
4 meses atrás

Sem saber como tudo ocorreu, não se pode culpar ninguém.

Por uma imagem mostrando os danos no navio português, pode-se deduzir que o mesmo bateu numa tentativa de desviar, pois apenas um dos lados da proa está danificado como se tivesse raspado em algo.
Outro detalhe se o OPV venezuelano não apresentou sinais de que estava afundando o comandante do navio português não adivinharia sem que ocorre-se um alerta por parte do OPV, essa última parte depende do horário em que o OPV afundou.

Tomcat4.0
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Outro ponto é que o navio com certeza não deve ter afundado no exato momento pois isso não acontece tão rápido nem quando a belonave leva torpedos e afins.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Tomcat4.0
4 meses atrás

Tomcat, depende do navio, depende de onde o torpedo pega, depende do torpedo, etc. Mesma coisa acontece com colisão. Depende de diversos fatores. Nenhum dos quais é de conhecimento público ainda. Mas se pega à meia-nau, bonitinho, parte o navio abalroado ao meio, e nem precisa ser muito maior que o navio atingido para isso acontecer.

Paulo HP
Paulo HP
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Pois e´, bateu pelo lado de boreste… Em condições normais o OPV teria direito de passagem. Durante a colisão, o bulbo no Transatlântico deve ter aberto um rasgo no navio Venezuelano que afundou em seguida… Vamos esperar as investigações… Ainda bem que não houveram vitimas…

Roger
Reply to  Wilson
4 meses atrás

Em outro post questionei a qualidade dos navios da Navantia.
Mas pensando melhor, nesse caso em especifico, pode nem ter sido um problema de estanqueidade.

A outra possibilidade ao qual me refiro seria o nível de treinamento da tripulação no controle de avarias. E para uma tripulação com ousadia suficiente para colocar um navio em rota de colisão com outro navio, seria algo extremamente plausível.

SmokingSnake 🐍
SmokingSnake 🐍
Reply to  Marcelo
4 meses atrás

O motivo é óbvio, eles não iriam ficar esperando serem presos por um governo de loucos

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  SmokingSnake 🐍
4 meses atrás

Nem mais smoking… Só espero que não retaliem contra a comunidade portuguesa na Venezuela, digo os que ainda não fugiram daquele fim do mundo. 😢 As medidas de contenção social aqui em Portugal estão me a pôr excepcionalmente emotivo…

Mayuan
Mayuan
Reply to  Marcelo
4 meses atrás

Boa ideia! Sem politicagem! Vamos lá!

Imagina você sendo um capitão de um navio civil, com apenas seus tripulantes a bordo. No meio do mar e da noite, chega um navio de um país comandado por um cara que não é reconhecido por quase ninguém e diz pra você ir para o país dele. Aí os navios se chocam (ninguém sabe ao certo quem bateu em quem) e o militar começa a afundar…

Aí você pensa: Claro! Vamos seguir as regras internacionais e trazer pra bordo dezenas de homens que podem ter sei lá quantas armas consigo…

Ah tá.

ghutoz
ghutoz
Reply to  Marcelo
4 meses atrás

cá entre nós, que navio civil pararia para resgatar militares de uma ditadura?

Jagderband#44
Jagderband#44
4 meses atrás

Provavelmente os marinheiros venezuelanos estavam armados, e o comandante do cruzeiro sabendo/imaginando isso, não parou com medo de ser atacado.

Mattos
Mattos
4 meses atrás

Não confio nos venezuelanos de hj em dia. O mercante não tem tanta agilidade quanto o militar e parece que os venezuelanos exageraram na interceptação. Entrara na frente e tomaram.

Marcos R.
Marcos R.
Reply to  Mattos
4 meses atrás

Pelo relato do Capitão do cruzeiro, os venezuelanos tentaram usar o OPV como um rebocador para direcionar o cruzeiro a águas territoriais venezuelana… Muito inteligente, usar um OPV de casco fino para empurrar uma embarcação com reforço posta navegar no gelo, depois o povo faz piadas de português, mas quem continuou navegando foram eles!

Roger
4 meses atrás

Que eu me lembre a Venezuela se desentendeu com Portugal há algum tempo atrás (não me lembro o motivo, provavelmente deve ser algo relacionado ao “excesso de democracia” venezuelano). Os venezuelanos estavam inclusive retaliando Portugal com relação a TAP. O que pode ter ocorrido nesse caso? As forças Bolivarianas sabendo da nacionalidade do navio e a treta entre os governos português e venezuelano foram tentar interceptar e talvez fiscalizar (aka fazer de refém) a sua tripulação, a embarcação ou mesmo os seus passageiros, Interceptando a carga ilegal de dinheiro sujo -dólares- e contrabando dos idosos terroristas. Para causar um incidente… Read more »

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Roger
4 meses atrás

Eles acusaram a TAP e Portugal de conspirar contra a Venezuela, transportando material explosivo ou lá o que era para dentro do país.

Mattos
Mattos
4 meses atrás

Não pararm por mêdo. Mêdo de alguma coisa que iria acontecer com o mercante. O armado se tiver mal intencionado, irá agir.

Ricardo Barbosa
Ricardo Barbosa
4 meses atrás

Choque ocorreu de madrugada. Provavelmente o navio português se assustou com a investida ‘violenta”da nau bolivariana e não acatou chamado para mudar de rota e atracar na ilha Margarita. Quem em sã consciência aceitaria ser recolhido a algum porto venezuelano? O fato de não recolher náufragos seguramente foi por desconhecer-se o tamanho do dano. Era noite escura.

Juscelino S. Noronha.
Juscelino S. Noronha.
4 meses atrás

Esperando o pronunciamento da tripulação do navio de cruzeiro português.

Paulo HP
Paulo HP
Reply to  Juscelino S. Noronha.
4 meses atrás

Tem algo aqui no link abaixo… O Navio Venezuelano aparentemente provocou uma colisão proposital e acabou levando a pior…

https://www.columbia-cs.com/preliminary-statement-on-rcgs-resolute-incident/

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Paulo HP
4 meses atrás

Nossa! Obrigado pelo link.

Se o resultado da investigação concluir que foi exatamente isso que aconteceu, os venezuelanos foram criminalmente culpados. Não apenas pela tentativa de abordagem totalmente ilegal, como também por burrice aguda hehehehehe

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Paulo HP
4 meses atrás

Começam a aparecer a versão do outro lado e com algumas provas que corroborem, esta cada vez mais claro que os venezuelanos provocaram a batida!

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Paulo HP
4 meses atrás

Ou seja, receberam o que mereciam … a investigação irá comprovar ou não a versão da tripulação do navio de passageiros, MAS, do jeito que a venezuela está, certamente a versão da tripulação de passageiros é a verdadeira. De qualquer forma, melhor que o OPV tenha afundado, assim, a marinha venezuelana têm um barco a menos para encher o saco.

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Alexandre Cardoso
4 meses atrás

Mas vão ser burros (sem querer ofender os burros ), sei lá onde, eles queriam o quê??? investem contra um navio do tamanho daquele, estando em um barco daquele tamanho e ainda queriam ficar flutuando???

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Alexandre Cardoso
4 meses atrás

Alexandre Cardoso realmente extremamente ofensivo seu post. Se os Três Patetas estivessem vivos certamente o processariam por insultar burros assim, mesmo com as suas ressalvas 😛

Carlos Gallani
Carlos Gallani
4 meses atrás

Existe um discussão muito em voga em relação a obrigatoriedade do resgate principalmente no mediterrâneo onde existem diversas embarcações precárias de refugiados africanos, pense na seguinte hipóteses, vc está lá no comando da sua embarcação e avista uma jangada sem governo no meio do oceano com 20 homens dentro, como proceder? Vc não sabe quem são as pessoas, não sabe se possuem armas, não sabem se são terroristas fugitivos, vc não sabe nada a respeito deles mas sabe que sua própria embarcação não possui armas ou recursos para lidar com estes sujeitos casa haja um motim ou algo pior. Esta… Read more »

Pedro Moura
Pedro Moura
4 meses atrás

Pesquisando mais pra tentar encontrar alguma imagem da colisão, encontrei a seguinte fala do ministro dos Negócios Exteriores. “Caso não é ‘um incidente entre Estados’ O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse esta quarta-feira à agência Lusa que existe disponibilidade para investigar o incidente entre um navio com pavilhão português e uma lancha da Marinha de Guerra venezuelana, rejeitando tratar-se de um incidente entre Estados. ‘O incidente que envolveu um navio privado sob pavilhão português e uma lancha da Marinha da Venezuela não é um incidente entre Estados e o que os Estados devem fazer é colaborarem entre… Read more »

nadison paz
4 meses atrás

Muita conhecidência isso acontecer um navio Venezuelano se choca com navio de cruzeiro e navio japonês se choca com navio pesqueiro praticamento no mesmo dia
iai o que vocs acha a respeito?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  nadison paz
4 meses atrás

Eu axa que nos precisa çe ligar nas parada.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Tem coisa estranha com esse navio Resolute, segundo a imprensa lusitana o navio pertence a um empresa alemã e esta registrado na Ilha da Madeira e é usado por uma empresa Canadense, ele estava parado em Buenos Aires por contas de dívidas milionárias. Será que a tripulação realmente tentou evitar a abordagem e após a colisão tentou se evadir?

https://expresso.pt/internacional/2020-04-01-Navio-cruzeiro-que-colidiu-com-barco-venezuelano-pertence-a-empresa-alema

Renan
Renan
4 meses atrás

Off
Uma coisa que estava pensando

Quando a uma crise a muitas oportunidades
Portanto se a MB e tiver dinheiro poderá comprar muitos navios de oportunidade, que será dispensado de outras marinhas para economizar custos.

Chute

Eu duvido que a Inglaterra continuará com dois porta aviões

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Renan
4 meses atrás

Voce esta certo!!! So precisa ter certeza de que nossa crise será menor que a dos outros, o que deve ser bem improvável…

Esteves
Esteves
Reply to  Carvalho2008
4 meses atrás

Bem…a crise de 2008 foi uma “marola”. A atual é uma “gripezinha”.

Filme O Poço. Estão sempre cagando nas nossas cabeças.

Renan
Renan
Reply to  Carvalho2008
4 meses atrás

Creio que lá o país é sério e irá cortar o fútil para equilibrar as contas.
Aqui uma dívida a mais é só um probleminha para o próximo governo.
Entendeu a linha de raciocínio?

Esteves
Esteves
Reply to  Renan
4 meses atrás

Se a MB tiver dinheiro. Não tem prego mais marretado aqui que o orçamento da MB. A capitalização da Emgepron para as Tamandarés foi feita em reais. Os navios custam euros. Vamos ver como ficará. Navios dispensados de outras. Pode ser. Os orçamentos ficarão combalidos com as despesas na saúde pública comendo todos os recursos disponíveis. Inclusive aqui. Pode não ser. Sem dinheiro para aquisições e atualizações/modernizações, cada Marinha ficará do tamanha que está. Porta-aviões… Antes da gripe, talvez. Depois da gripe com desemprego contido de 30%, qual país irá se aventurar em fazer coisas criticáveis pela opinião pública e… Read more »

Renan
Renan
Reply to  Esteves
4 meses atrás

Acredito na hipótese de a marinha da Inglaterra ceder para começar a receber parcelado daqui uns 2 anos

Não duvido
Pois vai bater mais forte lá do que aqui pode ter certeza

Vira escoltas e o porta aviões fica no sonho abraço

Caravaggio
Caravaggio
4 meses atrás

Em breve haverá imagens para vermos o que aconteceu. É começar a googlar e procurar no Youtube os videos de celulares da portuguesada a bordo do navio de passageiros.

Jonas Silberstein
Jonas Silberstein
4 meses atrás

Não quero absolutamente inflamar a discussão. 1) Eu já fiz um cruzeiro nesse navio Resolute, e na época não encontrei portugueses a bordo, com exceção de um garçom. 2) Apesar de ser um navio de “cruzeiro”, ele é muito pequeno, tem poucas cabines, a capacidade não é muito maior que 100 passageiros, que ganham inclusive roupa protetiva para os passeios no frio intenso. O serviço é bem requintado, feito para pessoas que querem explorar os glaciares sem perder um atendimento luxuoso. É como se fosse um mini cruzeiro da Celebrity, sem os passageiros de terceira idade. 3) Apesar de pequeno,… Read more »

Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

OFF – Com a desculpa de combater o narcotráfico o Trump deslocou alguns navios da Marinha dos EUA para próximo da Venezuela! Recentemente os EUA acusaram Maduro de tráfico de drogas e colocaram uma recompensa pela captura dele, agora mandam um grupo de navios em missão antidrogas próximo à Venezuela, o Trump esta cutucando a onça com vara curta, se o Maduro cair na provocação e der um passo errado a situação vai ficar feia!

https://www.reuters.com/article/us-usa-venezuela-navy/us-to-deploy-navy-ships-closer-to-venezuela-sources-idUSKBN21J6VH

Alessandro
Alessandro
4 meses atrás

Até pra ROUBAR alimentos de um navio de cruzeiro esse regime do Maduro é INCOMPETENTE, quem te viu quem te vê agora eim Venezuela.

Socialismo = FRACASSO!!

Airacobra
Airacobra
4 meses atrás

Isso é o que da nomear pessoas para cargo de comando e liderança por alinhamento ideológico e não por qualificação, nos livramos disso por pouco quando Dilma e Aldo Rebelo ou Jaques Wagner ( não lembro exatamrnte qual foi) por pouco nao conseguiram empurrar goela adentro das nossas FFAA a nomeação e promoção de oficiais somente por alinhamento e fidelidade ideológica.

Alex prado
4 meses atrás

Ato de terrorismo e pirataria? Alguém mais aqui ficou perdido? Esse maduro tá bem fora da casinha.

vlopes
vlopes
4 meses atrás

“Nas primeiras horas da manhã de 30 de março de 2020, o navio de cruzeiro RCGS RESOLUTE foi objeto de um ato de agressão da Marinha da Venezuela em águas internacionais, a aproximadamente 13,3 milhas náuticas da Ilha de La Tortuga, com 32 tripulantes e sem passageiros a bordo”, explica-se no comunicado divulgado na quarta-feira pela empresa que explora a embarcação. Segundo a empresa, no momento do incidente o cruzeiro “já estava à deriva há um dia, na costa daquela ilha, para realizar uma manutenção de rotina de um motor”, em viagem para Willemstad, Curaçau. “Enquanto era feita a manutenção,… Read more »

Luiz Mendes
4 meses atrás

Piratas da marinha bolivariana quiseram abordar o navio, em busca de papel higiênico.

André Leonardo
André Leonardo
4 meses atrás

O mais estranho é um navio militar em patrulha não conseguir ver um navio de cruzeiro.

2Hard4U
2Hard4U
4 meses atrás
Carvalho2008
Carvalho2008
4 meses atrás

Tudo estranho….

A abordagem venezuelana foi agressiva e para com um navio que não faz exploração econômica de ZEE…

Ao mesmo tempo, noticias do cerco americano com sua marinha se posicionando.

A ação venezuelana, um cruzeiro “a deriva” nas cercanias fazendo “manutenção de motor Em alto mar e vazio, e a US Navy posicionada nas proximidades, tudo indica que tudo pode estar relacionado, com ou sem erros de parte a parte…os nervos parecem estar aflorados.

Dalton
Dalton
Reply to  Carvalho2008
4 meses atrás

As fragatas da classe “Oliver Perry” foram intensamente utilizadas no combate ao narcotráfico, porém elas foram retiradas de serviço antes de haver “LCSs”
disponíveis e ainda hoje não há o suficiente deles por conta de muitos serem muito novos e não certificados.
.
Talvez essa lacuna tenha propiciado um ligeiro aumento do tráfico, mas, a preocupação maior é que os traficantes enxerguem na pandemia um enfraquecimento das forças militares e policiais e possam querer aproveitar-se
da situação, então, nada mais natural que se fortaleça o combate`ao tráfico.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Dalton
4 meses atrás

Mestre Dalton, não consegui correlacionar….como assim, o cruzeiro seria suspeito de tráfico?

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Carvalho2008
4 meses atrás

Não seria uma surpresa que uma empresa com dificuldades financeira seja “fretada” para serviço especial nas cercanias de onde começa a haver movimentação de forcas marítimas…talvez fosse esta a suspeita dos venezuelanos…

Dalton
Dalton
Reply to  Carvalho2008
4 meses atrás

Carvalho, o que quis dizer é que o Caribe recebe visita constante da
US Navy e US Coast Guard e por um tempo houve uma diminuição de meios causada pela retirada das fragatas e que agora lentamente se está vendo o “LCS” ocupar o lugar delas, como no fim do ano passado, por exemplo, pelo envio do USS Detroit LCS 7, baseado na Florida.
.
Pode ser ingenuidade minha, mas, não vejo nada de muito estranho e sim que a pandemia está enfraquecendo as forças militares/policiais no mundo todo e isso pode ser visto como fraqueza pelos traficantes.

Eduardo Cardoso da Silva
4 meses atrás

Pena que o Maduro não estava a bordo.

Marcos
Marcos
4 meses atrás

Vamos imaginar um cenário mais ou menos assim

Um OPV encontra um Navio de Cruzeiro estacionado na ZEE

O Navio de Cruzeiro não responde aos protocolos de aproximação do OPV

O Navio de Cruzeiro liga os motores e tenta fugir

Qual seria a ação do OPV? Pode abrir fogo?

LucianoSR71
LucianoSR71
4 meses atrás

Lógico que tudo isso tem que corretamente investigado, mas entre a versão do Maduro e a da empresa do navio, fico c/ está última, que inclusive possui detalhes que podem ser comprovados de maneira relativamente fácil.