Home Noticiário Internacional Primeiro ‘destroyer’ contruído no Irã é lançado no golfo

Primeiro ‘destroyer’ contruído no Irã é lançado no golfo

345
23

jamaran 1

A televisão estatal iraniana informou que o primeiro destróier iraniano construído localmente foi lançado nesta sexta-feira em uma cerimônia com a presença de líder supremo aiatolá Ali Khamenei.

O primeiro navio do tipo destróier de fabricação nacional  “Jamaran” foi lançado esta manhã, e juntou forças navais do Irã em águas do sul do Golfo Pérsico, informou a televisão estatal IRIB. A televisão não citou o local do lançamento.

O relatório mostrou imagens do navio de guerra e disse que estava equipado com torpedos e radares eletrônicos. O navio tem 94 metros de comprimento e mais de 1.500 toneladas, disse.  Grande parte da frota de equipamentos navais do Irã datam de antes da Revolução Islâmica de 1979 e é feito nos EUA.

O ocidente teme que o Irã esteja buscando armas nucleares. Teerã diz que pretende apenas as instalações nucleares civis.

A agência nuclear da ONU disse no seu último relatório que temiam que o Irã poderia estar trabalhando agora para desenvolver uma carga nuclear de um míssil.

Os Estados Unidos e seus aliados ocidentais dizem que querem uma solução diplomática, mas não descarta uma ação militar contra a república islâmica.

Os Estados Unidos disseram em janeiro,que haviam expandido os sistemas de defesa antimísseis e em torno do Golfo – uma via fundamental para o abastecimento mundial de petróleo – para compensar o que vê como uma ameaça de mísseis em crescimento.

O Irã condenou o movimento e acusou Washington de tentar atiçar o que descreveu como “fobia iraniana”.

jamaran 2

jamaran 3

FONTE: Reuters

NOTA DO EDITOR: É preciso ter paciência para ler o que as agências internacionais escrevem sobre temas militares. A quantidade de besteiras é imensa, principalmente quando se trata de assuntos navais, aí a coisa fica feia mesmo.

O navio em questão é uma corveta Vosper Mk.5, provavelmente recauchutada e não construída do zero. O Irã adora fazer essas coisas, a exemplo do que faz com seus F-5 modificados, dizendo que são fabricados.

O Irã tem três remanescentes da classe “Alvand” (ex-Saam). Uma delas, a Sahand, foi afundada pela US Navy em 18 de abril de 1988, com mísseis Harpoon, na Operação Praying Mantis (foto abaixo) . A Sabalan, foi atingida por uma bomba guiada a laser e não afundou por pouco. Talvez o navio das fotos acima seja a Sabalan, reformada e com nome trocado.

23
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
21 Comment authors
PrimoWagnerGDMODunga Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Antonio M
Visitante
Antonio M

Está mais para navio de patrulha…..

Celio Andrade
Visitante
Celio Andrade

Vamos lançar as super niterois…..rs.rs.rs.
No jornal da Band , a matéria colocava esse navio como uma super arma..Nossa!!
Isso que é marketing…

molleri
Visitante

Se alguém conhecer um radar que NÃO seja eletrônico me avise pois deve ser uma nova arma secreta iraniana.

vassili
Visitante
vassili

Eles podem colocar o nome que quiserem, mas para mim é uma corveta mesmo.

Se bobear, a denominação “alvo flutuante” cairia melhor, pois é o que essa é….

abraços.

Baschera
Visitante
Baschera

Radar eletrônico…… é que antes era com válvulas….rsssss.

Realmente a belonave não é estas coisas, por isto escrevi destroyer entre parênteses no título.

Sds.

OTV
Visitante
OTV

molleri

tem sim um radar que não é eltrônico, o “évêm”

você ta na sua e e só ouve os gritos: “évêm usinimigo” .. 🙂

Carlito
Visitante
Carlito

Bem, cada um faz o que pode. Parabéns aos iranianos que, mesmo com todas as limitações e dificuldades, aos poucos vão conquistando sua independência militar e tecnológica.

Mas tenho que concordar, a denominação “alvo flutuante” dada pelo colega vassili realmente cai como uma luva a esse naviozinho safado… rsrsrs

LK
Visitante
LK

Se bobear daqui a uns anos eles vão ter ultrapassado o Brasil do ponto de vista tecnológico…rsrs

OTV
Visitante
OTV

Não vai muito longe, se o iranianos enriquecerem o urânio, daqui a pouco eles tão sentando na cadeira que o Brasil tava de olho no CSP da ONU.

Rodigo RRT
Visitante
Rodigo RRT

Se bobear daqui a uns anos eles vão ter ultrapassado o Brasil do ponto de vista tecnológico…rsrs

Olha, no que eu vejo a tecnologia militar o iran é bem mais eficiente e avançada do que a nossa, la esses projetam e fazem, se ficar ruim,aprendem com os erros, aqui a maioria dos projetos não saem nem do papel, e quando saem n são projetos 100% nacionais.

Galileu
Visitante
Galileu

uhum LK, pessoal ta tirando o irã, duvido nada daqui 5-10 anos a Marinha do irã anos a frente das barcas da MB.

ZE
Visitante
ZE

Trata-se de mais um ALVO FLUTUANTE.

[]s

Rosan Amaral
Visitante
Rosan Amaral

Todo navio de guerra é alvo. Seja ele de última geração ou ultrapassado. Lembremos do super destroier norte-americano que foi atingido em um porto africano por um “torpedo de superfície” (barco de borracha recheiado de esplosivos). O Japão e a China começaram sua indústria fazendo cópia piratas. Na minha infância lembro do meu pai jogando um rádio de plático no chão (porque não funcionava) seguido da seguinte expressão: “Rádio japonês não presta para nada” rsrsrs.

vivaisrael@israel.com
Visitante

Nao serve de nada essa canoa com estilingui… vamos afunda-la a qualquer momento… ela e todo o regime

RaphaSC
Visitante
RaphaSC

“Nao serve de nada essa canoa com estilingui… vamos afunda-la a qualquer momento… ela e todo o regime.”

Que Deus te ouça meu amigo!!!

André
Visitante
André

Radar eletrônico foi dose pra elefante mesmo, Molleri.
Sds a todos.

Mahan
Visitante
Mahan

Puxa, os governantes iranianos são tão devotos que deveria batizar o “cruzador de batalha” de PRAYNG-MANTIS…

Dunga
Visitante
Dunga

Verificando as caracteristicas construtivas, armamentos e sensores deste navio do Irã, chego a conclusão que os navios patrulha classe Macaé P70, são umas “fragatas” perto deste aviso oceanico do Ira…
Moral da historia “não estamos tão ferrados assim…”

Rsss.

MO
Membro

Agora sim, serão surpreendidos novamentes

sabiam que o “alvo”, o “treco” o ‘lixo’ como falaram e sarrearam afins é prima das MK 10 ?????????????????????

é agora Juvenau ????????

MO

GD
Visitante
GD

Está mais para navio de patrulha…..

Wagner
Visitante
Wagner

Mas então é Fragata, Corveta ou destroier ????

Primo
Visitante
Primo

Será que mudaram o número da Sabalan, assim, na cara dura? Nas buscas pela net só encontrei as referências abaixo: Alvand (ex-Saam) => 71 (ex DE12) Sabalan (ex-Rostam) =>73 (ex DE14) * Alborz (ex-Zaal) => 72 (ex DE16) Sahand (ex-Faramarz) =>74 (ex DE18) * Inclusive uma das informações é que a Sabalan levou 3 anos e meio para ser reparada após o ataque americano e opera agora com restrições, recebeu impactos de GBU-12 A respeito do afundamento da Sahand, encontrei esta narrativa: “On 18 April 1988, the US Navy launched Operation Praying Mantis, the destruction of Iranian oil rigs supporting… Read more »

Primo
Visitante
Primo

Nossa! agora que eu vi, vou inaugurar o troféu pá-de-ouro o último post foi há um ano.