Fraterno_01

Em 28 de maio, teve início a Operação “Fraterno XXVIII”, na área marítima entre Buenos Aires e Rio Grande, com o suspender dos navios participantes dos Grupos-Tarefa (GT) 101.2 (brasileiro), e GT 101.1 (argentino). A Fragata “ Constituição” e o Destructor ARA “Sarandi” suspenderam do Porto de Buenos Aires.

A Operação é coordenada pelo Comandante do GT brasileiro, Contra-Almirante Luiz Henrique Caroli, Comandante da 2ª Divisão da Esquadra, a bordo da Fragata “Constituição“, e pelo Comandante do GT argentino, o Capitán de Navio Fernando Luis Beccaria, a bordo do Destructor ARA “Sarandi”.

A Operação tem o propósito de aprimorar o nível de adestramento das unidades navais no planejamento e na execução de Operações Conjuntas e de reforçar os laços de amizade entre Marinhas amigas.

O GT brasileiro é composto pela Fragata “Constituição” (F42), Corveta “Jaceguai” (V-31), Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta” (G23) e os helicópteros AH-11A “Super  Lynx” e UH-12/13 “Esquilo”.

Além desses meios, o Submarino “Tikuna” (S-34), o Navio-Patrulha “Benevente” (P-61) e o Rebocador de Alto-Mar  “Tritão” (R-21) apoiarão os exercícios.

O GT argentino é composto pelos Navios ARA “Sarandi” (D13), ARA “Robinson” (P45) e  ARA “Patagonia”  (B1) e pelas aeronaves  embarcadas  “Fennec”   (AS555)   e   “Alouette”  (AI03).

A Força Aérea Brasileira também participa da Operação, empregando uma aeronave “Bandeirulha”, para patrulha marítima (P-95B).

Durante a comissão, serão realizados exercícios relacionados com o incremento e com a manutenção do grau de aprestamento de parcela de unidades navais dos países participantes.

Em 28 de maio, o Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta” realizou Transferência de Óleo no Mar (TOM) com a Corveta “Jaceguai” e, juntos,  demandaram o ponto de encontro com os navios que suspenderam de Buenos Aires, incorporando-se ao Grupo-Tarefa às 12h do dia seguinte.

Em 29 de maio, o Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta” reabasteceu a Fragata “Constituição”.

Foram realizados exercícios de qualificação e requalificação de pouso a bordo (QRPB), diurno e noturno, além de exercícios de ataque coordenado entre a Fragata “Constituição” e sua aeronave orgânica.

No dia 30 de maio, foram executados exercícios de busca e ataque a submarino, manobras táticas, manutenção de posição do navio e trânsito sob ameaça submarina.

TOM Fraterno_2

FONTE: MB

Tags: , , , , , , , ,

One Response to “ComDiv2 participa da “FRATERNO XXVIII”” Subscribe

  1. Steen 9 de junho de 2010 at 19:25 #

    O Tikuna deve ter afundado geral…

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Força-Tarefa da Marinha do Brasil em 1983, com 16 navios!

Form Photo 83 - 1

Na imagem acima, a rosa de manobra (folha de plotagem) do submarino Amazonas (S16), durante um exercício denominado Photo 83, […]

‘Au revoir’, Normandie: Egito quer FREMM, e quer pra já

FREMM - foto via Marinha Francesa

Segundo jornal francês, fragata já construída para a França e atualmente em provas de mar poderia ser adaptada para entrega […]

‘Embarque’ no NAe São Paulo e nos detalhes de sua modernização

NAe São Paulo - foto 4  Nunão 2011 - Poder Naval - Forças de Defesa

Os textos abaixo, gentilmente compartilhados por Luiz Monteiro, trazem muitas informações detalhadas sobre contrato relativo a consultoria, assessoramento e capacitação […]

DCNS vai assessorar a Marinha do Brasil na modernização do porta-aviões ‘São Paulo’

NAe São Paulo A12

Segundo o Diário Oficial da União, a DCNS irá participar da reforma do NAe São Paulo (A-12). Abaixo, o extrato […]

Reforma de R$ 1 bi em porta-aviões da Marinha pode torná-lo mais lento

NAe-São-Paulo-A12-3

TERESA PEROSA A Marinha reforma o porta-aviões São Paulo. Ao custo de pelo menos R$ 1 bilhão, pretende substituir as […]