Primeiro pouso do novo helicóptero Caiman Marine (NH90) a bordo da fragata...

Primeiro pouso do novo helicóptero Caiman Marine (NH90) a bordo da fragata FREMM

275
6
SHARE

Poucas semanas depois dos testes do primeiro helicóptero embarcado a bordo da fragata FREMM Aquitaine, a DCNS, a Marinha Francesa e da Agência de Aquisições Defesa Francesa (DGA) concluíram com êxito uma nova série de ensaios de pouso na plataforma, desta vez com o novo helicóptero pesado Caiman Marine (NH90), que recentemente entrou em serviço operacional com a Marinha Francesa.

Depois de ter conduzido com sucesso a aterragem no convoo em janeiro para qualificar o convés de voo da FREMM Aquitaine com um helicóptero Lynx da classe de cinco toneladas, a DCNS, a Marinha francesa e a DGA organizaram os primeiros pousos no deck de um helicóptero Caiman Marine da classe de 10 toneladas a bordo da fragata. Como nos ensaios anteriores com o Lynx, os pilotos navais franceses apreciaram a ausência de turbulência acima do convés de voo em todas as posições de pouso.

“Este primeiro pouso no deck com o novo helicóptero Caiman é um marco importante no programa FREMM: o helicóptero, juntamente com o sistema de combate projetado e desenvolvido pela DCNS, trará às fragatas FREMM recursos sem precedentes para um navio de guerra”, disse Vincent Martinot-Lagarde, gerente do programa FREMM da DCNS. “O pessoal da DCNS, Marinha francesa e da DGA intensificaram os seus esforços para garantir o sucesso destes ensaios.”

Os ensaios de pouso na plataforma, realizados à luz do dia e à noite, fazem parte dos procedimentos necessários para qualificar as fragatas FREMM para a operação de helicópteros de classe de 10 toneladas. Além disso, a campanha foi uma oportunidade para testar a manutenção a bordo e as instalações de armazenagem de um helicóptero Caiman.

O Caiman Marine (NH90) é um dos carros-chefe da indústria europeia de helicópteros. Ele é projetado para todos os tipos de missões navais e marítimas (guerra antissubmarina, guerra anti-superfície e anti-terrorismo) e será operado por navios da Marinha Francesa.

A fragata FREMM Aquitaine vai deixar o porto de novo em poucos dias para os ensaios do sistema de combate. A entrega do navio à Marinha Francesa está prevista para o terceiro trimestre de 2012.

FREMM, um importante programa para a DCNS e parceiros

O programa francês FREMM prevê 12 navios – 11 para a marinha francesa e um para a Marinha Real Marroquina.

As fragatas FREMM estão entre os mais avançados tecnologicamente e com preços competitivos no mercado mundial. Estes navios de guerra fortemente armados estão sendo construídos pela DCNS como contratada principal para transportar armas e sistemas no estado-da-arte, incluindo o radar multifunção Herakles, mísseis de cruzeiro MdCN, mísseis antiaéreos Aster, mísseis antinavio Exocet MM40 e torpedos MU90.

Eles são inerentemente versáteis para fornecer uma resposta a todos os tipos de ameaças. Líder mundial em inovação garante que eles ofereçam níveis inigualáveis ​​de interoperabilidade e disponibilidade. O contrato para construir uma fragata FREMM para a Marinha Real Marroquina demonstra que o tipo também atende às necessidades e expectativas de marinhas clientes internacionais.

Dados técnicos da FREMM
• Comprimento: 142 m
• Largura: 20 m
• Deslocamento: 6.000 toneladas
• Velocidade máx: 27 nós
• Tripulação: 108 (incluindo tripulação do helicóptero)
• Alojamento: 145 homens e mulheres
• Alcance: 6000 milhas náuticas (a 15 nós)

6 COMMENTS

  1. Enquanto os bonzinhos dos francses passam a operar o NH-90, os otários daqui estão comprando o Super Puma, aeronave projetada lá nada déacda de 60. Mais um detalhe: os franceses pagaram por cada unidade no lote adquirido o equivalente a US$37 milhões. Já aqui o preço pago pela maravilha de “última geração” foi de US$60 milhões.

  2. FREMM? sonho meu…sonho meu…

    A MN vai usar por muito tempo esse NH90, ou seja, navio e heli navegando juntos. melhor do que ter que adaptar plataformas antigas em navios novos e vice versa.

    aqui…só mesmo vendo..:S

  3. A Suecia gostou tanto do NH-90 que encomendou 15 UH-60M em regime de urgencia – e o Super Puma–Cougar é um dos helicopteros que mais vende na sua categoria, que é outra da do NH-90.

  4. Eduardo do facebook…

    penso que trata-se de um exaustor ou uma espécie de chaminé horizontal colocado quase na linha dágua, assim tornando os gases menos detectaveis a sensores de infravermelho, algo semelhante aos
    exautores dos LCSs da US Navy.

    abs

Deixe uma resposta