MONTEVIDÉU – O governo do Uruguai denunciará para órgãos internacionais a presença ou trânsito por suas águas territoriais de um submarino militar nuclear inglês que partiu rumo ao Atlântico Sul, em um momento de tensas relações entre a Argentina e Grã-Bretanha pela soberania das Ilhas Malvinas.

“Se este submarino passa por nossas águas e conseguimos detectá-lo, não temos outra alternativa que não seja denunciar o fato”, disse o vice-ministro da Defesa Nacional, Jorge Menéndez, em entrevista ao jornal La Republica.

Os ministros da Defesa dos países da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) declararam a zona do Atlântico Sul “livre de armas nucleares”, dias depois que a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, rechaçou a presença de um navio de guerra nuclear da Marinha britânica.

Menéndez destacou que as embarcações “de natureza militar não são bem-vindos em nossas águas nem em nossos portos”, a não ser que estejam desenvolvendo “ações humanitárias ou científicas”.

O governo uruguaio considera as Malvinas, cuja soberania é reivindicada pela Argentina, “uma possessão colonial inglesa na América Latina”.

FONTE: Portal Ansa Latina

Tags: , ,

Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

5 Comentários para “Uruguai denunciará presença de submarino britânico em suas águas”

  1. eriksondb 24 de maio de 2012 at 11:11 #

    “Se este submarino passa por nossas águas e conseguimos detectá-lo, não temos outra alternativa que não seja denunciar o fato”, disse o vice-ministro da Defesa Nacional, Jorge Menéndez, em entrevista ao jornal La Republica.

    Político é totalmente sem noção né, ele acha que a ANU vai detectar com o que? Será que ele acha que aquele único Beechcraft 200T “lata velha” que eles tem vai detectar um SN no meio do Atlântico? É brincadeira, os Ingleses estão morrendo de medo, ou melhor de dar risada! Bem, talvez algum acessor militar explique a ele como se faz ASW e com que equipamento é necessário.

  2. wallace 24 de maio de 2012 at 13:11 #

    Off-topic:
    Incêndio em submarino nuclear americano deixa sete feridos
    http://www1.folha.uol.com.br/mundo/1094960-incendio-em-submarino-nuclear-americano-deixa-sete-feridos.shtml

  3. aldoghisolfi 24 de maio de 2012 at 15:37 #

    É… realllllllmente os ingleses se borraram todos. Espero que a Dilma e quejandos não digam as mesmas bobagens que os castelhanos.

    ERIKSONDB: mas me conta, e se os castelhanos detectarem o nuke inglês em águas castelhanas? Não vale dizer que os ingleses deixaram…

  4. giordani1974 24 de maio de 2012 at 19:38 #

    O que esse político da cisplatina disse é um exemplo de como agem os políticos brazileiros, ou seja, eles falam sobre coisas que nem ao menos fazem noção sobre o quê estão falando…pergunte a eles por que o avião voa e talvez o tiririca de a resposta mais sensata: Por que tem asas…
    Não é à toa que as forças armadas cisplatinas e brazileiras estão na penúria, sucateadas, eternamente enroladas…mas se os políticos não fazem noção das condições de suas FFAA´s, imaginem então o povo…

    Agora vê se tem cabimento o vice-ministro da defesa da cisplatina dizer uma coisa dessas! Localizar um SN com beechcraft?!?!?! Se isso acontecer, ou os ingleses deixaram ou a doutrina está totalmente errada!!!

  5. GUPPY 25 de maio de 2012 at 18:17 #

    E desde quando um submarino nuclear a caminho das Falklands/Malvinas precisa passar pelas águas territoriais uruguaias? Lembrando o conterrâneo Ivan, olhem o mapa! Da Inglaterra até as referidas ilhas não tem necessidade de adentrar águas uruguais. E se os britânicos quiserem, jamais os uruguaios ficarão sabendo. Se brincar, passa na superfície e não é descoberto: a noite, chovendo forte e com um jogo da Celeste Olímpica (ou do Nacional) no Estádio Nacional, em Montevideo.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

O monitor Parnaíba e a Base Fluvial de Ladário – parte 1

Parnaíba - perfil a boreste na Base Fluvial de Ladário - foto Nunão - Poder Naval - Forças de Defesa

Nova série de matérias do Poder Naval começa mostrando o armamento principal do monitor Parnaíba   Por Fernando De Martini Há […]

Argentina quer suas OPV classe Malvinas de emprego dual

P18N

O comando da Armada Argentina quer que a sua nova classe de navios-patrulha oceânicos (OPV, na sigla em inglês) de […]

Marinha estuda concessão de estágio na Esquadra a cadetes libaneses

Após Missão de pPaz no Líbano Fragata Liberal atracou em Natal

O comando da Marinha do Brasil examina a possibilidade de conceder um estágio de três meses, em navios da Esquadra, […]

Aspirantex 2015: navios da MB previstos para atracar em Santos neste domingo

NDD Ceará - visita a Santos em 2005 - foto Nunão - Poder Naval - Forças de Defesa

Navios deverão abrir à visitação pública na segunda-feira, 2 de fevereiro, segundo nota do Comando-em-Chefe da Esquadra – Neste domingo, 1º […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Forças de Defesa 12 - capa e miolo 2 - destaque

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! a versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]