Através de um acordo governo-governo, as Filipinas estão prestes a concluir uma negociação com a Itália para a venda de duas fragatas classe Maestrale. Caso a negociação seja concretizada, estas serão as primeiras unidades navais modernas e dotadas de mísseis da Marinha das Filipinas, que enfrenta forte pressão da China pela disputa do Mar da China Meridional.

As negociações estão aguardando a decisão final do governo em liberar cerca de US$ 1,7 bilhões, que já foi aprovado pelo Parlamento daquele país. Segundo o Secretário da Defesa das Filipinas, Voltarie Grazmin, os navios poderiam ser recebidos em 2013, após um programa de modernização.

Conforme informado pelo grupo Jane’s, as duas fragatas foram oferecidas por US$ 265 milhões. Também há negociações no sentido de vender outras duas corvetas da classe Minerva ou outro navio de pequeno porte.

Em função da grave crise econômica, a Itália anunciou recentemente que venderá ou doará até 28 navios nos próximos cinco ou seis anos. Segundo o comandante da Marinha Italiana, Binelli Mantelli, a Itália poderia livrar-se de sete fragatas, de seis a oito corvetas, quatro navios de treinamento, assim como de muitos rebocadores de alto mar, três caça-minas e dois navios de transporte costeiros.

Com informações das agências internacionais

Tags: , , ,

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Um comentário para “Filipinas negocia compra de escoltas italianas de segunda mão”

  1. daltonl 9 de agosto de 2012 at 12:01 #

    Uma fragata “Maestrale” cuja posição do lançador de Aspides facilmente a distingue das fragatas “Artigliere” que também estão sendo consideradas para venda pode ser vista na foto, atrás do destroyer
    Francesco Mimbelli D 561.

Deixe um comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Israel encomenda patrulheiro ‘sob medida’ derivado da corveta alemã MEKO 100

TKMS MEKO OPV

Em uma rara demonstração de flexibilidade, o grupo alemão Thyssen Krupp Marine Systems (TKMS) aceitou fabricar para a Marinha de […]

DGMM reúne almirantes para discutir orçamento e planos de contingência

F Bosísio (F 48)

  O diretor geral de Material da Marinha, almirante Luiz Guilherme Sá de Gusmão, reúne sua equipe de almirantes esta […]

Precisamos, para já, de 4 (bons) navios usados

maestrale

  Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa e autor do livro “As Garras do Cisne” Parece […]

Navio-veleiro Cisne Branco aberto à visitação em Santos neste final de semana

Cisne Branco (2)

A Capitania dos Portos de São Paulo informou em nota à imprensa que o navio-veleiro Cisne Branco da Marinha do […]

Marinha peruana estuda três opções para renovar sua força de superfície

DE_LA_PENNE__5____a

  Não é só a Esquadra brasileira que necessita equacionar a renovação de sua força de superfície em um cenário […]