quinta-feira, outubro 21, 2021

Saab Naval

Ministro da Defesa da Bélgica visita Navio-Aeródromo ‘São Paulo’

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.naval.com.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Ministro da Defesa da Bélgica visita Navio-Aeródromo São Paulo

No dia 10 de abril, o Vice-Primeiro Ministro e Ministro da Defesa da Bélgica, Sr. Pieter de Crem, visitou o Navio-Aeródromo (NAe) “São Paulo”. O Comandante de Operações Navais, Almirante-de-Esquadra Luiz Fernando Palmer da Fonseca, recepcionou os visitantes na chegada da comitiva a bordo.

Durante a visita, o Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE), Vice-Almirante (FN) Gomes da Luz, apresentou um breve histórico do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) e sua estrutura de Pessoal e Material. Na ocasião, o Vice-Almirante (FN) Gomes da Luz também apresentou, de forma breve, as ações empreendidas pela Marinha do Brasil no apoio prestado à segurança pública do Estado do RJ, principalmente na Operação Rio e na implantação das Unidades de Polícia Pacificadora, e também na atuação da Força em apoio à população afetada pelas catástrofes naturais ocorridas em Friburgo (RJ).

Em seguida o Comandante do Navio, Capitão-de-Mar-e-Guerra Alexandre Rabello de Faria, fez uma explanação sobre as principais características do NAe “São Paulo”.

Após as palestras a comitiva, acompanhada do Comandante-em Chefe da Esquadra, V Alte Sergio Roberto Fernandes dos Santos, realizou uma visita às instalações do navio, percorrendo o hangar, Centro de Operações de Combate (COC), convoo e passadiço.

FONTE: Nomar

- Advertisement -

20 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lyw

Já tem AF-1 pousando no Opalão?

Marcos

O correto deveria ser “navio-aeródromo” São Paulo.

thomas_dw

exemplar para treino – a compra do NAe deve ser lembrado como um grande feito das equipes de reparo e manutencao, poucos paises seriam capazes de por uma unidade de 50 anos em condicoes de uso novamente.

Do ponto de vista operacional – um desastre de primeira grandeza.

Tinhamos o Minas Gerais, velho e operacional, uma aviacao naval embarcada operacional, hoje temos um Porta Avioes estacionado no Porto e uma Aviacao Embarcada em terra.

Vader

Com todo o respeito, mas esse navio é zicado.

Mais uma bela aquisição de nossos “parceiros estratégicos”…

aldoghisolfi

E lamento até hoje a venda do Minas Gerais…

edurval

Lyw

Esse AF-1 deve ser usado pra teste do elevador do hangar interno, afinal como pode um avião pousar ou decolar de um porta aviões que não navega.

Seria melhor usa-lo como recife artificial em algum lugar da nossa costa.

Almeida

Eles querem dizer o Museu Aeronaval São Paulo, né?

Denis STN

“Durante a visita, o Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra (ComFFE), Vice-Almirante (FN) Gomes da Luz, apresentou um breve histórico do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN).”

QUANDO NÃO SE TEM O QUE MOSTRAR É ISSO QUE SE FAZ, RECORRE A HISTÓRIA APENAS PARA ENCHER “LINGUIÇA”. Pena que isso não funciona muito porque a incapacidade operacional é percebida apenas de olhar ao entorno.

Requena

Alguém faz ideia de quanto a Marinha já gastou em manutenções no “Opalão”?

daltonl

o Minas Gerais e o São Paulo são duas “bestas” diferentes. O Minas um NAe antisubmarino leve ficou muitos anos sem sua unica catapulta operacional apesar de que o P-16 pudesse decolar sem ela mas apenas em condições favoraveis e também ficou 5 anos inativo passando por um PMG entre 1974 e 1979. Em 1996 os P-16s se é que havia uma função clara para eles na época foram retirados de serviço então ele passou os ultimos anos como um porta-helicopteros até que em 2001 embarcou os A-4s recem adquiridos para testes, mas estes só podiam decolar com boas condições… Read more »

joseboscojr

Eh!
A coisa tá preta!
Se para um visitante ilustre que entende do assunto nós mostramos logo um porta-aviões sem avião, sem armamento defensivo e que fica 99% do tempo atracado e muitas das vezes impossibilitado de navegar, é porque não tem coisa melhor pra mostrar.

daltonl

Bom…se eu viesse de um país cuja marinha tem apenas duas fragatas compradas de segunda-mão e meia duzia de caça-minas, ficaria impressionado com um NAe de mais de 30000 toneladas… 🙂

MO

Er .. Dalton, isso nao habilitaria a sapiencia a conjecturar … creio que deva inserir o conceito duas fragatas de segunda mao e meia duzia de varredores no conceito Belgica / NATO .. ai fica em outro contexto esta info, concorda ?

daltonl

Concordo MO, apesar da OTAN não ser mais a mesma coisa, não quis diminuir a marinha belga e sim dizer que um NAe do porte do NAeSP impressiona qualquer um, especialmente quem não está acostumado com navios de grande porte. Não consegui entrar no NAeSP apesar de ter pedido e já sabendo de antemão que a resposta seria não, mas visitei os Essex que hj são museus e de porte comparavel e são navios imponentes, independentes de serem museus ou usados apenas para manter doutrina, ou o maior alvo do hemisfério sul e outros tantos apelidos criativos. Sou daqueles que… Read more »

MO

Sobre alma de navio sabe que penso ao mesmo, concordo que impressiona, masssssss é de bandeira bela o maior navio absolutos do mundo, os TI´s de 441.000 dwt, especificamente o TI Europe (+ 3 da classe) e em Antuerpia no dia a dia entra navio maior que no RRJ … ou seja pra ele nao eh novidade, mas entendo o que vc quer dizer com impressiona … principalmente quem nao esta acostumado …

  • http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2012/01/ulcc-ti-oceania-v7ig4-o-maior-navio-do.html
  • da classe:

  • http://santosshiplovers.blogspot.com.br/2012/01/ulcc-ti-oceania-v7ig4-o-maior-navio-do.html
  • joseboscojr

    Mas ele iria ficar realmente impressionado se o navio contasse com uns 2 lançadores RAM e uns 3 CIWS mais uma dúzia de AF-1 modernizados dotados de mísseis Python IV e Derby, além de HMS, bombas Lizzard, mísseis Gabriel, e meia dúzia de MH-16 (Sea Hawk) com mísseis Peguin, Hellfire e torpedos.
    Se teve uma coisa que com certeza o visitante ficou impressionado foi com a imensidão do navio que é majorada pela falta de aeronaves.

    MO

    ou melhor apenaasum pequeno folheto, tipo aQUELES DE VISITASAUM PUBLICA COM OCURRICULUM OPERACIONAEUM ADENDUM EST OPERANDUM dele e não o roteiro de cabotagem …

    daltonl

    Impressionante MO, apesar de já conhece-los não os havia ligado à Bélgica apenas que haviam sido construidos na Coreia do Sul. Mas, apesar da imponencia, são no fundo grandes cascos ocos a serem preenchidos por petroleo ou minério, tripulados por apenas 25 pessoas. Um NAe, como o Nimitz ainda desloca mais vazio, pois apesar de menor não é tão oco ou seja a diferença entre deslocamento leve e totalmente carregado não é tão grande, sem falar que mesmo o NAeSP é lar para mais de 1500 pessoas. NAes são muito mais complexos tanto que até hoje a China não construiu… Read more »

    MO

    Eles sao maiores ainda Dalton, sao ULCC´s .. mas vc me lembrou algo grasnde oco and vazio, nao sei pq me lmbrei de certo NAe … Dalton, sorry, mas nao resisti … rssss, abs ! ah detalhe de bandeira belga é so o Oceania os outros sao Ilhas Marshall

    kemen

    Muito coisa esta nos hangares. O A12 é o que temos, devemos aceitar isso e não meter o pau. Esse blog tem alcance intl.

    - Publicidade -

    Últimas Notícias

    Irã construirá novos submarinos

    TEHRAN (Tasnim) - O comandante da Marinha Iraniana contra-almirante Shahram Irani revelou os planos do país para a produção...
    - Advertisement -