Home Sistemas de Armas Marinha Russa vai adotar Pantsir naval em dois anos

Marinha Russa vai adotar Pantsir naval em dois anos

367
8

Pantsir-S1 foto 1

Uma variante naval do sistema de defesa antiaéreo russo de curto alcance Pantsir deve entra em atividade na Marinha Russa em dois anos, disse um dos desenvolvedores do sistema na quarta-feira para a.

“O Ministério da Defesa mostrou grande interesse na variante naval do Pantsir. Foi decidido que diversos contratorpedeiros e outros navios de grande porte serão modernizados para acomodarem o sistema” disse Dmitry Konoplev, diretor gerente da KBP Instrument Design Bureau.

“Eu acredito que isso será feito no futuro próximo, dentro de um ou dois anos”, completou Konoplev.

No entanto, a companhia russa NPO High Precision Weapons já trabalha com o desenvolvimento da próxima geração do Pantsir, que deve estar pronta em 2017.

Acredito que veremos um Pantsir totalmente novo em três anos. Suas características técnicas são muito superiores em relação ao atual sistema, disse Alexander Denisov, diretor geral da companhia à RIA Novosti.

FONTE/FOTO: RIA Novosti (tradução e edição do Poder Naval a partir do original em inglês)/russiandefense

VEJA TAMBÉM:

8
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
Fernando "Nunão" De MartiniWagnerGuilherme Poggiowwolf22Augusto Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Corsario137
Visitante
Member
Corsario137

Então ta explicado, agora sim!
Agora que os russos já estão preparando algo muito superior vão vender o antigo e, num futuro próximo, defasado sistema para nós. É como a venda dos EC225, quando as FAas da França estão trocando o helicóptero pelo NH-90.

Porque não abrem uma concorrência internacional?

giltiger
Visitante
giltiger

Então aumenta a chance de adotar o Pantsir naval no São Paulo…

Augusto
Visitante
Augusto

Talvez seja por isso que os russos aceitaram vender o Pantsir-S1 “com transferência de tecnologia”.

Mas, cá para nós: a versão atual está anos-luz adiante de qualquer coisa que existe no Brasil e na América Latrina.

wwolf22
Visitante
wwolf22

o Brasil nao tinha assinado um acordo com a Africa do sul para o desenvolvimento de um sistema de defasa aereo para a MB e EB ???
iriam aperfeicoar o Umkhonto ou ate mesmo os A-Darter, se eu nao me engano…
quefim deu esse projeto ????
aguem sabe ??

wwolf22
Visitante
wwolf22

Poggio, eu sei que a FAB assinou o acordo do A-Darter com a Africa d Sul.
Mas eu li/ouvi que estaria no plano um sistema de defesa aerea que utilizaria o Umkhonto ou uma variante do A-Darter ou mesmo um mix dos dois…
e como o Umkhonto ja e usadao por algumas marinhas, pensei que…
to procurando algo a respeito na net mas nao estou achando…

Wagner
Visitante
Member
Wagner

lembrando que esta arma obviamente utiliza avançados sistemas eletrônicos feitos na própria Rússia, ou seja, O PAPO DE QUE A ELETRÔNICA ( E AVIÔNICA) RUSSA SÃO INFERIORES 20 ANOS EM RELAÇÃO AOS USA, É PURA PROPAGANDA AMERICANOFILA.

está aí o sistema, vão dizer o que, que ele tem tecnologia de 1987 ??

Mas quando eu falo…

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
Noble Member

“to procurando algo a respeito na net mas nao estou achando…”

wwolf22, acho que você não procurou no lugar mais fácil…

Bastava digitar “umkhonto” no campo busca aqui do Poder Naval mesmo. Aparece uma lista de matérias citando o míssil, incluindo essa aqui embaixo, do ano passado, sobre “início de conversações” da MB com a Denel sobre um SAM.

http://www.naval.com.br/blog/2012/04/18/marinha-do-brasil-inicia-conversacoes-para-desenvolver-sam-com-denel/#axzz2eodgyofK

PS – na própria matéria há link para outras, mais antigas.