segunda-feira, abril 12, 2021

Saab Naval

US Navy quer mais Tomahawks nos próximos submarinos

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A_Tomahawk_missile_is_fired_from_a_submarine-001

De acordo com o portal examiner.com, a Marinha americana pretende formular um novo conceito em armamentos para os submarinos nucleares de ataque da classe Virginia. A US Navy busca aumentar o número de mísseis Tomahawk para os próximos navios da classe.

Os Virginia atuais são capazes de transportar no máximo 12 mísseis, mas há planos de aumentar esse número para até 40. Transportar mais armamentos se tornou necessidade, uma vez que a Marinha prevê a retirada de serviço de quatro submarinos lançadores de mísseis entre 2026 e 2028.

Os submarinos da classe Virginia são de ataque rápido e foram desenvolvidos para atuar em um espectro amplo de operações litorâneas ou em águas distantes. Os navios foram concebidos como uma alternativa menos cara em relação à classe Seawolf, desenvolvida durante a Guerra Fria, e também para substituir os submarinos da classe Los Angeles, que já teve 20 de seus 62 exemplares descomissionados.

FONTE: Naval Today (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de originais em inglês)

- Advertisement -

2 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
daltonl

Os Virginias são capazes de transportar mais do que 12 mísseis, extras podem ser transportados nas salas de torpedos e disparados pelos tubos de proa obviamente havendo redução no número de torpedos. A US Navy ainda possui 11 Los Angeles mais antigos sem silos verticais que transportam cerca de 8 Tomahawks nas salas de torpedos. Mas será bom se um acordo for alcançado quanto ao aumento no número de mísseis pois não há nada que se possa fazer quanto a diminuição no número de submarinos. EUA e Rússia verão o número de seus submarinos caírem, britânicos e franceses manterão seus… Read more »

Soyuz

O Tomahawks é uma bala de prata que permite a submarinos e navios de superfície atuar com extrema flexibilidade e letalidade. Serve para cenários de baixa, média e alta intensidade em qualquer região do mundo. Eu particularmente sinto falta de navios russos com a mesma capacidade. Claro que os mais puristas irão dizer “Não faz parte da doutrina russa este tipo de arma”, eu acredito que isto é mais desculpa do que fato, embora enxergue que é claro, existem diferenças enormes entre a doutrina naval russa e a dos EUA. Projetar poder convencional sobre terra a mais de 1300Km com… Read more »

- Publicidade -

Guerra Antissubmarino

O afundamento da fragata INS Khukri pelo submarino PNS Hangor na Guerra Indo-Paquistanesa de 1971

Conheça a história do primeiro afundamento de navio de guerra por um submarino após a Segunda Guerra Mundial A fragata...
- Publicidade -
- Advertisement -