terça-feira, março 2, 2021

Saab Naval

X-47B faz testes de voo a bordo do USS ‘Theodore Roosevelt’ (CVN 71)

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

131109-N-ZZ999-171

A aeronave não tripulada X-47B  conduziu no último domingo (10) uma série de operações de voo a bordo do navio-aeródromo USS Theodore Roosevelt (CVN 71).  Esse ciclo mais recente de testes demonstra a integração entre o Unmanned Combat Air System demonstrator (UCAS-D) e um dos porta-aviões mais avançados em operação atualmente.

O X-47B realizou operações de decolagem e pouso a fim de gerar dados que caracterizassem com o máximo de precisão o ambiente real do porta-aviões. O UCAS também realizou manobras e procedimentos no convoo, além de pousos enganchados e decolagens com catapulta. Os voos do drone foi monitorado a partir de uma unidade portátil de controle a bordo do Roosevelt ao longo dos 45 minutos de cada operação.

“É uma tremenda oportunidade para o ‘Big Stick’ ser parte do desenvolvimento e teste do que será o futuro da Aviação Naval”, afirma o comandante do Roosevelt, Capitão-de-Mar-e-Guerra Daniel Grieco. “O UCAS é um sistema impressionante que nos dá um relance das capacidades de ataque e apoio que podem se juntar à frota nos próximos anos. As possibilidades táticas dessas plataformas são ilimitadas, e eu sei que a tripulação do Roosevelt está orgulhosa por participar do desenvolvimento dessas tecnologias”, completa.

Uma das finalidades do programa UCAS-D é propor um ambiente de controle digitalizado para navios-aeródromos, a partir do qual seria possível a intensa comunicação entre todos os envolvidos no lançamento, pouso e controle de aeronaves. Um ambiente digitalizado, em última instância, aumentaria a flexibilidade e a segurança nas operações. “Os testes no último fim de semana levam adiante nossos esforços para amadurecer tecnologias críticas para voos não-tripulados e diminuir os riscos técnicos para o futuro sistema Unmanned Carrier Launched Airborne Surveillance and Strike (UCLASS)”, explica o gerente  do programa  Unmanned Carrier Aviation, Capitão de-Mar-e-Guerra Beau Duarte.

Os testes do X-47B a bordo de porta-aviões começaram em dezembro do ano passado, com operações no convoo do  USS Harry S. Truman (CVN 75). Em maio deste ano  USS George H.W. Bush (CVN 77) passou a ser o palco dos testes, onde o drone realizou a primeira decolagem catapultada seguida pelo primeiro pouso enganchado.

FONTE: Navy Recognition (tradução e adaptação do Poder Naval a partir de original em inglês)

- Advertisement -

1 COMMENT

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
daltonl

O TR foi comissionado em 1986, mas em 2009 foi retirado de serviço para ser reabastecido e modernizado
e tão abrangente foi essa operação que durou 4 anos e de fato o torna um dos NAes mais avançados.

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

A foto que irritou os almirantes da Marinha dos EUA

Durante uma manobra no Caribe em 2007, um submarino alemão diesel-elétrico (U24) rompeu o anel defensivo em torno do...
- Advertisement -
- Advertisement -