Home Fotos Aeronaves russas próximas ao ‘Donald Cook’: mais imagens

Aeronaves russas próximas ao ‘Donald Cook’: mais imagens

7625
41

Su-24 flyby 6

Conforme noticiado ontem aqui no Poder Naval, aeronaves militares russas realizaram uma série de voos sobre um destróier dos Estados Unidos no Mar Báltico nos últimos dias. Os voos incluíram bombardeiros Su-24 ‘Fencer’ e um helicóptero antissubmarino russo Ka-27 ‘Helix’.

Seguem mais imagens da própria US Navy.

Su-24 flyby 1

Su-24 flyby 5

Su-24 flyby 3

Su-24 flyby 2

Subscribe
Notify of
guest
41 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leo
Leo
4 anos atrás

Belas imagens
Acho que não há motivos para tensão, as aeronaves estavam desarmadas. Foi só um ocorrido que deve que acontece com muito mais frequência.

casanova@iconecta.com.br
casanova@iconecta.com.br
4 anos atrás

Nada de espanto , apenas um rasante , se fosse caças americanos com embacasão russa, será que teria dado a mesma repercucão .

Bosco
4 anos atrás

O navio está equipado com o UAV Scan Eagle.

EDurval
EDurval
4 anos atrás

Bosco,

Esse navio é da mesma classe do navio utilizado na serie “The Last Ship” o navio (fictício) USS Nathan James (DDG-151)?

As filmagens para criar o navio fictício foram feitas a bordo do USS Halsey e o USS Dewey.

Pra quem gosta de combates navais modernos eu recomendo fortemente a serie rs.

O Michael Bay é um dos produtores.

Dalton
4 anos atrás

EDurval… enquanto o Bosco não aparece permita-me escrever o seguinte: o USS Donald Cook é um dos 28 primeiros ” Arleigh Burkes” ou seja ao contrário dos USSs Dewey e Halsey não conta com hangares para helicópteros sendo ligeiramente menor e deslocando algumas poucas centenas de toneladas a menos além de algumas outras diferenças além dos hangares. . O fictício DDG 151 portanto é diferente do “Donald Cook” , porém, o real DDG 151 ainda é uma incógnita porque o futuro DDG 123 e pelo menos outros 20 depois dele serão do chamado Flight III apresentando mais algumas diferenças. abs

Augusto
Augusto
4 anos atrás

Belas imagens !

Augusto
Augusto
4 anos atrás

A primeira é segunda são incríveis !

Trollbuster
Trollbuster
4 anos atrás

Liga para os turcos, eles mandam uma PAC de F16 e os russos sairão correndo.

Manoel Jorge Marques Neto Marques
4 anos atrás

Os Turcos fogem as leguas com medo dos Russos agora.

Andre Brito
Andre Brito
4 anos atrás

E quando teremos novas fotos do Bahia? Ele já chegou ao Rio, porque passo na ponte e já vi ele no Mocanguê.

ScudB
ScudB
4 anos atrás

Turcos só sabem atirar pelas costas.Dentro da área de atuação de AA nenhum desses comedores de baklava vai chegar perto. Iblis , sheitan e S-300 tem a mesma cara para eles ! kkk
Melhor pedir ajuda dos suecos .Ate hoje eles devem ser “chateados” com aquele acidente em 1998 com um dos Viggens fazendo praticamente a mesma presepada que os russos agora.
Um abraço!

tyrion
4 anos atrás

O báltico é o quintal dos russos eles estão só sendo russos…

Carlos Campos
Carlos Campos
4 anos atrás

lindas imagens

Bosco
4 anos atrás

Valeu EDurval e Dalton,
Eu vi alguns capítulos e era até palatável, rsrsrssss. No primeiro capítulo o navio utiliza o Phalanx, o Mk-38 e o canhão Mk-45 para se defender de um ataque aéreo. rsrssss
E realmente Dalton, o navio do filme tem hangar.
Um abraço aos dois.

Fernando "Nunão" De Martini
Editor
4 anos atrás

“ScudB 15 de abril de 2016 at 13:49 Turcos só sabem atirar pelas costas.” . Não por acaso uma das melhores posições para uma aeronave atacar a outra com grande chance de sucesso é por trás, de surpresa, tática comprovada há mais de 100 anos pelo “pai das táticas de combate aéreo”, Oswald Boelcke. . Aliás, atacar de surpresa e por trás são uma combinação da primeira com a quinta tática da lista de Boelcke, o que vem sendo aplicado desde a Primeira Guerra Mundial por inúmeros ases da aviação de caça do mundo inteiro, o que inclui os russos.

Aéreo
Aéreo
4 anos atrás

Este acidente causa alguma “comoção” apenas porque hoje parece estar fora de moda. Os EUA e a Rússia há décadas fazem a mesma coisa. Seja nos mares com submarinos e navios se provocando mutuamente, seja nos ares. Os EUA já invadiram centenas de vezes espaço aéreo russo e chinês nos últimos 60 anos, em várias vezes foram abatidos, em outras se evadiram. A Rússia já provocou os EUA outras dezenas de vezes. Americanos e chineses também já andaram próximos demais, literalmente como no acidente de 2001 entre um P-3 e um J8. Igualmente nos últimos 25 anos, há vários casos… Read more »

Jorge Rosa Vet Fuz Naval
Jorge Rosa Vet Fuz Naval
4 anos atrás

Para min se estivesse por lá ia admirar e até mesmo vibrar por poder ver estas Aeronaves de Tão perto desarmadas acho que foi apenas um Show Russo para os Americanos…

Subnauta
Subnauta
4 anos atrás

Quem pensa que não há problemas com essas manobras, não tem noção alguma de segurança e de como é perigoso algo desse tipo. Não só pela audácia, mas principalmente por colocar em risco a vida de diversas pessoas em tempo de paz. Qualquer erro do piloto transforma uma grande manobra em uma grande tragédia. Outro ponto é que não dá para ver, a longa distância, se uma aeronave nessa velocidade está ou não armada…

Bosco
4 anos atrás

O problema desse tipo de aproximação é que o canhão Phalanx opera na maioria das vezes no modo totalmente autônomo. Quando em operações de helicópteros o modo “autônomo” é desligado. Quando os radares do navio detectam a aproximação dos caças o capitão tem que fazer a gentileza de ordenar o desligamento dos sistemas defensivos e principalmente dos sistemas totalmente automáticos como o Phalanx.
Vai que numa dessas alguém esquece esse sistema no automático!

ScudB
ScudB
4 anos atrás

Amigo Fernando! Nao falei de tático da batalha.Falei sobre modo medroso dos bravos guerreiros desse ex-imperio.Exatamente desse modo eles perderam nos últimos 3-4 séculos tudo que foi conquistado pelo Osman , Mehmet e etc..Perderam feio! Perderam frequentemente tendo exércitos muito maiores que os adversários! Falei sobre coisa dia-a-dia . Traduzindo : não pode virar de costas para eles mesmo se considera amigos ou irmãos.Exatamente ISSO que quis dizer. Amigo Aéreo! Esta absolutamente correto. So posso acrescentar : quero ver um piloto “amador” repetir essa passagem 11 vezes seguidos nessa altura. Na época da guerra fria os americanos e russos voaram… Read more »

Aéreo
Aéreo
4 anos atrás

Não estou dizendo que não seja perigoso nem que não seja normal e aceitável. O que quero dizer é que os EUA a Rússia e a China fazem isto com relativa frequência, seja no mar, no ar ou no espaço. É só pesquisar a quantidade de colisões entre submarinos da OTAN e da Rússia nos últimos 60 anos.

Bosco
4 anos atrás

Qualquer contato que adentre 10 NM do navio protegido pelo Phalanx é detectado e é automaticamente classificado como ameaça ou não. Quando adentra 5 NM a ameaça passa a ser rastreada e a 2 NM passa a ser engajada pelo canhão.

Antonio Carlos
Antonio Carlos
4 anos atrás

É muito legal ver essas reliquias da guerra fria voando sem se desmanchar. Afinal, esses exemplares serao muito importantes em algum museu ou mesmo nem alguma forca aerea latino americana.

Rustam Bogaudinov
4 anos atrás

Aéreo 15 de abril de 2016 at 17:13, tudo comentário realmente excelente! anualmente aviões dos países de intervalo da OTAN a borda da Rússia, no ano passado foi mais de 100 vezes, também os aviões e os barcos fazem manobras perigosas durante as doutrinas da frota russa, e não fazemos disto o drama e não nos queixamos ao mundo inteiro. É a tradição da nossa relação, até preste atenção a este voo os pilotos controlaram o voo____ everything truly excellent comment! annually planes of the countries of NATO break border of Russia, last year it was more than 100 times,… Read more »

schwanka
4 anos atrás

Antonio Carlos, percebeu de fato o que estava acontecendo. Os Russos deve ter voltado para a base e disse, viu saímos do mitos da caverna, tem uma frota lá fora.

Roberto Santos
Roberto Santos
4 anos atrás

Nada demais, quem não faria isso ? não estão em guerra não há nem briga aparente, e se fosse o caso esses aviões não chegariam nem perto. Foi só para cumprimentar e dizer olá !!!

donitz123
4 anos atrás

Aéreo 15 de abril de 2016 at 21:22
.
Sugestão de leitura bem interessante que contra um pouco sobre estas colisões de submarinos que você citou.
.
Blind Man’s Bluff: The Untold Story of American Submarine Espionage

Leandro Costa
Leandro Costa
4 anos atrás

Esse livro que o donitz citou é fantástico.

Dranuits
4 anos atrás

Queria ver se uns marinheiros pegassem as atiradeiras deles é derrubassem eles todos kkkk

Jose flavor lessa
4 anos atrás

Muito mi mi mi ou será que alguém esqueceu quando o PA indiano saiu ao mar da rússia e todo mundo da Otan se aproximando e “scaneando”.

Se procurar ocorreram ou ocorrem ao montes e não dão essa dramaticidade.

Ivan
Ivan
4 anos atrás

Mapa do Mar Báltico:
comment image
.
Kalinigrado, antiga Königsberg da Prússia, é um enclave russo entre Polônia e Lituânia, com uma costa de algo entre 60 e 70 milhas náuticas.
.
Tudo é muito próximo.
Menos a distância entre o enclave de Kalinigrado e o ponto mais perto da Rússia, cerca de 500 milhas.
.
Sds.,
Ivan, o ‘mapento’.

Ivan
Ivan
4 anos atrás

Uma linha reta entre o porto de Gdansk (Polônia) e o porto de Klaipênda (Lituânia) tem 220 km (pouco mais de 120 milhas náuticas). O problema é que passa pela Península Sambian, no ‘Oblast’ de kaliningrado, que pertence a Rússia. . Parece óbvio que um navio de guerra da Otan navegando entre aqueles dois portos já citados de países da Otan teria que ‘dar uma volta’ para evitar o mar territórial de Kalinigrado. ; Em um mar fechado como o Báltico, uma ‘volta’ de 70 (setenta) milhas parece bastante razoável. . Assim sendo, os ‘yankees’ estavam navegando de forma normal… Read more »

ScudB
ScudB
4 anos atrás

Amigo Ivan!
Um detalhe que achei interessante : os lituanos não sabiam da visita dos yankees e foram relativamente surpresos pelo ocorrido.
Outro momento :conforme “aquele” documento de 1972 os americanos deveriam avisar russos sobre as manobras de abastecimento de helicóptero polonês a 3-5 dias antes.
Voce acredita que esses meninos de “DD” ou da marinha americana fizeram isso?Acredita?
Esperar o que depois dessa. Sobrevoo! É claro! Com câmeras e direito de choro.Ora…
Um abraço!

Ivan
Ivan
4 anos atrás

Mas não disse que o DDG ‘yankee’ estava indo de Gdansk para Klaipênda.
.
Apenas demonstrei com o mapa que 70 mn de Kalinigrado é uma distância normal naquelas águas apertadas.
No entanto sobrevoo a distância de poucos metros é provocação e até mesmo perigoso.
.
Sds.

Dalton
4 anos atrás

ScudB o artigo IV especifica exatamente que deve se ter a maior prudência ao aproximar-se de navios, principalmente os engajados em lançar e/ou recuperar aeronaves e no interesse da segurança ataques simulados ou acrobacias próximas ao navio devem ser evitadas. . Não havia nenhuma necessidade de “avisar” os russos pelo simples pouso e decolagem de um único helicóptero…os russos sim caso fossem fazer um grande exercício na área é que precisariam avisar as demais nações com pelo menos 3 dias de antecedência. . Continuo aguardando fotos de “Super Hornets” fazendo a mesma coisa com um “Udaloy” no Mediterrâneo por exemplo… Read more »

Lobão
Lobão
4 anos atrás

Alem de cegar o Aegis da primeira vez , ainda tira onda com esse voo rasante, é isso que da não respeitar o quintal dos outros.Impresionante a capacidade militar dos Russos.

Dalton
4 anos atrás

Se o Báltico é “quintal” dos russos, então é também “quintal” da OTAN já que a Rússia só tem acesso a ele pelo Golfo da Finlândia e os países que o margeiam são membros da OTAN e os que não são como a Suécia e a Finlândia querem distância deles, especialmente a Finlândia então os EUA tem tanto direito quanto os russos de entrar lá, assim como os russos podem visitar Cuba, que fica bem pertinho da Flórida quando quiserem sem serem sobrevoados de maneira irresponsável por aeronaves dos EUA. Quanto a “cegar o Aegis” você esqueceu de mencionar que… Read more »

Jorge Ferreira
Jorge Ferreira
4 anos atrás

Solução dos americanos foi o envio de 2 F22 na segunda feira. A presença russa foi desagradável o suficiente para provocar uma resposta.

Lobão
Lobão
4 anos atrás

Esta é a minha visão dos fatos,fazer o que.
Aegis ceguinho kkkk.
Bom dia

Dalton
4 anos atrás

Longe de mim querer fazer você mudar de ideia…se você acha que o USS Donald Cook é obsoleto mesmo os russos não tendo nada similar na marinha deles e se você prefere acreditar
que de fato quase 10 por cento da tripulação resignou é um direito seu.
.
Você está errado quando escreve que os EUA não respeitaram o “quintal dos outros” já que uma simples olhadela em um mapa mostra que o Mar Báltico não é o Mar de Okhotsk.
.
Um bom dia para você também !