quarta-feira, maio 25, 2022

Saab Naval

Navios-patrulha lança-mísseis Houbei (Type 022)

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

houbei-1.jpg

A classe “Houbei” (Tipo 022) (a pronúncia do nome da classe talvez tenha a ver com a fama chinesa de copiar sem licença) de navios patrulha rápidos lança-mísseis é a mais nova da PLAN (Marinha do Exército de Libertação Popular) da China. O primeiro navio foi lançado em abril de 2004, pelo estaleiro Qiuxin em Xangai. Estes navios incorporam características stealth e casco catamarã.

Assim como várias marinhas estão se preparando para lutar em teatros litorâneos, a China desenvolveu essa classe para a mesma tarefa, para atuar no estreito de Taiwan.

Segundo algumas fontes, o design da classe “Houbei” teve auxílio da empresa  AMD Marine Consulting da Austrália, muito experiente em projetos de catamarãs para transporte.

O uso de um grande número destes pequenos navios, em um ambiente saturado por guerra eletrônica, pode por em risco navios inimigos muito maiores, por causa da sua grande mobilidade e da capacidade de lançar mísseis antinavio em salvas, contra uma força-tarefa hostil.

  • Deslocamento: 220 toneladas full load
  • Comprimento: 42,6 m
  • Boca: 12,2 m
  • Calado: 1,5 m
  • Velocidade: 36 nós
  • Armamento:
    • Mísseis antinavio: 8 C-801/802/803
    • Mísseis antiaéreos: 12 MANPAD
    • Canhões: um KBP AO-18 de 6 canos de 30 mm (AK-630) ZEERI
  • Propulsão: 2 motores diesel de 6.865 hp com 4 propulsores waterjet da MARI
  • Sensores:
    • Busca de superfície: um Type 362
    • Navegação
    • Alça Eletroóptica: HEOS 300

houbei-2.jpg

houbei-5.jpg

houbei-8.jpg

houbei-4.jpg

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leandro Furlan

Garanto que três ou quatro desses são melhor do que uma corveta Inhaúma… Navega mais rápido, possui mais mísseis, inclusive antiaéreos, canhão automático para defesa do navio. Sem contar na dificuldade que deve ser detectar uma “lancha” desse porte, ainda mais sendo stealth.

Gostaria que um almirante que batesse o martelo nas compras da MB visse algumas novidades da guerra moderna como essas lanchas aí…

Julio

Pois, é e os nossos navios patrulhas de 500t serão armados com que mesmo?

pablo

Julio,
vc esta perguntando das nossas canhoneiras ????
alem do canhao, tera arpao e bumerangue…

Ulisses

Eu não sei sobre os futuros 500T,mas os de 1800T com certeza virá com algo do gênero.

rodrigo rauta

Pablo,vc esqueçeu das atiradeiras e zarabatanas de media e curtas distancia…

Mauro Lima

Só para lembrar… faz parte do nosso arsenal nos Patrulha uma arma magnífica chamada “Lança-Retinida”… em acertando na testa é uma ótima arma de dissuasão!

CorsarioDF

Pessoal eu vou um pouco mais além, acho que essas lanchinhas estão mais bem armadas do que nossas fragatas, pois nenhuma “leva” mísseis com ela mesmo, pois ficam “todos estocados”, garanto que uma dela com 20 mísseis como na matéria é mais do que a gente tem operacional na MB.

Sds.

Leo Carcará

Ai, que preguiça ter que comentar isso… Só o Lynx da Inhaúma manda esse naviozinho aí pro saco. Com ele, ainda pode fazer um OTHT pra fazer chover MM-40. (horizonte radar de helo conta muito, sabe?) Sem falar da autonomia, que é muito maior. Mesmo que essa ferrari detecte a corveta (vcs sabem…não adianta ter um radar com alcance de 500 km se a antena está num plano baixo. O tal horizonte radar, lembram ?), sera que o jogo e o caturro desse peso-pena de 220 ton full load permitem o lançamento desses mísseis no bravo (se é que me… Read more »

Alte Makarov

Sobre:

A classe “Houbei” (Tipo 022) (a pronúncia do nome da classe talvez tenha a ver com a fama chinesa de copiar sem licença)

HAhahahahahahahahahahahahahahahahah
ahahahahahahahahahahahahahaha
hahahahahahahahahahahah
hahahahahahahahahah
ahahahahahahah
.
.
.
.

Rodrigo Rauta

Léo, na verade esse navio-patrulha é destinado as guas litoraneas da china, diferentes do nosso litoral, sendo assim dificilmente algum GT formado por elas atravessaria o indico e o atlantico sul pra atacar a gente. Segundo que realmente elas são muito melhor armadas do que nossas corvetas, oq não tira o valor dos nossos navios. Mas se pararmos pra pensar na questão de defesa da costa, temos que concordar que esse tipo de navio tem um valor incomensuravelmente maior que nossas “canhoneiras”. Nada contra elas, mas acho que nossos NaPa funcionam bem se possuirmos um numero sufiente de escoltas e/ou… Read more »

Sem saco

Léo Carcará parece que vc é o único lúcido por aqui. Pqp tem cara quererendo comparar uma corveta com uma lancha !?!?, ai meu saco. Tem também os que parecem filhinhos mimados que quando ver os brinquedos dos outros, mesmo que seja uma porcaria, e chega pra mamãe e diz: “o juquinha tem um, eu também quero um desses !”, ai meu saco de novo.

fui…

Taer

Nossos políticos é que não iriam gostar do nome da classe “HOUBEI”, poderiam achar o nome um tanto inapropriado.
Sds.

Excel

Que coincidência, estava checando um site sobre defesa da Coréia e ontem mesmo havia sido colocado uma notícia a respeito do projeto coreano de navio de patrulha marítima (PKX). Dizem que ela equivale ao hayabusa japonês em capacidade, mas o que a noticia destacava era que pela primeira vez a ADD havia desenvolvido um sistema de controle automatizado dos sistemas de ataque e defesa do navio, controlando os sistemas de busca, rastreio e disparos das armas contra os alvos navais e aéreos e das contra medidas também. Dizem que é uma espécie de mini sistema AEGIS. A briga entre china,… Read more »

Castor

Pensei em postar algo, mas acho que nem vale a pena.
Mandou bem Leo Carcará

Leandro Furlan

Ui, ui!
Beleza então!
Construíremos, no decorrer de 60 anos, quatro Barroso e assim estaremos salvos.. (sim pois demoramos 15 anos para construir cada uma que nem mísseis antiaéreos possui). Ou deixamos os mares mais distantes da costa para as Inhaúmas, que em mar picado entra 2m de agúa acima do canhão Vickers da proa…

cesar

No meu entedimento ñ acredito na utilização de uma classe desta ou qquer outro tipo de FAC pela MB. Creio q este tipo de embarcação deva ser ótima p/ mares restritos e/ou litorais bastante recortados. Talvez, se fosse útil p/ nossa Marinha, só seria utilizada entre o norte do Rio de Janeiro e o Paraná. Corrijam-me se estiver equivocado. Penso ser mais viável a utilização de 01 ou 02 esquadrões de asa fixa baseados em terra devidamente armados e c/ o devido apoio (revo/aew etc), otimizados p/ guerra ASuW. Prefiro tb a adoção de uma classe de corvetas (800/1000 ton)… Read more »

M.norman

Alguém reparou que ele tem as janelas com bordas serrilhadas, igual ao F-117? Redução de eco-radar?

Voluntário da pátria

Excelente trocadilho!!

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

Navios de guerra britânicos podem ser enviados para quebrar o bloqueio de Putin aos portos do Mar Negro

A Grã-Bretanha está coordenando com seus aliados um plano potencial para enviar navios de guerra ao porto de Odessa,...
- Advertisement -