Home Sistemas de Armas FL-3000N: o RAM chinês

FL-3000N: o RAM chinês

135
24

Desta vez os chineses copiaram o sistema americano de defesa de ponto RAM (Rolling Airframe Missile)

fl3000ndq3

fl3000nnov3uh0

fl3000narticlenov9ht3

24
Deixe um comentário

avatar
24 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
marcio j oliveiraismaelWagnerCristiano GRAlex Kamakura Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Tiago Jeronimo
Visitante
Tiago Jeronimo

Nada se cria tudo se copia.

Democracia
Visitante
Democracia

Desta vez ou mais uma vez, eis a questão…

Viva a República!!!

Nunão
Visitante
Nunão

Pô, Galante, faltou a tradução do texto…

(brincadeira, patrão…)

McNamara
Visitante

É, a máquina de copiar chinesa é realmente implacável. Resta saber se a eficiência do aparato é também similar, ou é algo digamos de segunda linha. Já tem para vender no Paraguai e na 25 de Março…

Robson Bandeira
Visitante
Robson Bandeira

Passo a passo eles continuam desenvolvendo seus equipamentos de defesa e aqui no Brasil os especialistas de plantão preocupados se são cópias ou não, os Chineses estão no caminho certo, ponto prá eles.

marujo
Visitante
marujo

Quem sabe, a gente consegue um artefato semelhante por egenharia reversa. Alguém, no blog, tem conhecimento sobre o andamento o acordo com a Africa do Sul para a construção do R-Darter?

Fernando_MG
Visitante
Fernando_MG

Robson, você tem toda razão! Os russos criaram a bomba de hidrogênio copiando dos americanos e por isso ela é menos destrutiva ou efetiva? Confundir sistemas de defesa com brinquedos de terceira linha é mesmo uma simplificação e total falta de conhecimento. É sempre bom lembrar também que componetes eletrônicos (como o processador Intel dos bons PCs e Note books) são made in China. Eles copiam sim e tem porcarias inimagináveis, mas também produzem equipamentos de primeira. Quem não tem idade não lembra, mas nas décadas de 50,60 e começo de 70 os produtos japoneses eram considerados lixo. Hoje são… Read more »

Fernando_MG
Visitante
Fernando_MG

Marujo, o acordo está em andamento, tem uma equipe da Mectron na Africa do Sul, já trabalhando faz algum tempo. E também acho que você tem razão sobre a engenharia reversa, deveríamos aplicar isso com mais equipamentos. Na década de 70 o exército comprou um sistema Roland inteiro (blindados marder para transportar os misseís anti aéreos, sistema de controle e radar) para fazer a engenharia reversa e o resultado foi o sistema de controle de tiro e radar do Astros. Todo mundo faz isso, só aqui no Brasil tem gente preocupada em criticar aqueles que estão fazendo, como os chineses… Read more »

Walderson
Visitante
Walderson

galera,

O Brasil poderia fazer isso tb, o problema é que nós respeitamos os acordos internacionais. Um outro problema é que lá os cientistas têm apoio do Estado. Aqui, a pasta de ciência e tecnologia vive de pires na mão. Por isso que o desenvolvimento de tecnologia demora tanto. Não é falta de capacidade, conhecimento e muito menos BOA VONTADE. Isso é o que ainda faz aparecer alguma coisa por aí. Vide o programa nuclear da MB. Só sobreviveu porque a MB o bancou com o que não tinha. Uma pena realmente.

Um abraço.

Mauro Lima
Visitante
Mauro Lima

Os oficiais da minha época comentavam que o Piranha era furto, quer dizer, fruto, de engenharia reversa sobre o AIM-9, e devido à isto os EUA vetaram e criaram uma série de “bloqueios” para impedir que tal voltasse à ocorrer. Acho que ao menos deveríamos aproveitar o conhecimento para fazer algo diferente, baseado no que aprendemos, caso contrário é simplesmente pirataria, e o Brasil já é muito mal visto por isto! Estudar o equipo comprado, sim, copiar, nunca! Caso contrário, nem mesmo teremos, caso aconteça conosco no futuro, como buscar na Organização Munical do Comércio a retratação do ocorrido! A… Read more »

Raphael
Visitante
Raphael

Fernando_MG, processadores Intel e AMD sao na sua grande maioria feitos nos EUA. Acredito eu que a Intel tem uma fabrica na Costa Rica tambem.

Bosco
Visitante
Bosco

Os EUA estão desenvolvendo um RAM com a seção do motor com maior diâmetro o que deve dobrar o alcance. Também será mais manobrável e contará com a capacidade de “travar” no alvo após o disparo, sendo orientado por um data-link.
Não duvido nada que venha uma versão de lançamento vertical para esse RAM de longo alcance, pelo menos visando a exportação.

Robson Bandeira
Visitante
Robson Bandeira

Fernando_MG, obrigado pela consideração, eu estou surpreso com tanta preocupação com a Organização Mundial do Comércio, com os EUA, com a Europa, com o Mundo, com tudo e todos, ora ora minha gente não precisa fazer uma pesquisa muito extensa para descobrir quantas patentes os americanos roubaram de imigrantes europeus sem desmerecer toda a capacidade dos americanos é claro,e o sistema de bombas voadoras dos nazistas que se tornou o programa espacial dos EUA, sem falar nos subs…, eu quero perguntar aos especialistas de plantão o que fazer? vamos começar a reinventar a roda? quanto idealismo “acorda gente”

marujo
Visitante
marujo

Fernado MG: o alcance do R-Darter será mesmo de apenas 14km? Será de lançamento vertical?

Mauro Lima
Visitante
Mauro Lima

# Bosco em 17 Jan, 2009 às 0:13 Os EUA estão desenvolvendo um RAM com a seção do motor com maior diâmetro o que deve dobrar o alcance. Também será mais manobrável e contará com a capacidade de “travar” no alvo após o disparo, sendo orientado por um data-link. Não duvido nada que venha uma versão de lançamento vertical para esse RAM de longo alcance, pelo menos visando a exportação. Caramba Bosco… bota um link aí! Isso é mardade! Robson… sei que os americanos não são santos… mas tecnologia apreendida em tempos de guerra, é obviamente estudada e, se vale… Read more »

JACUBÃO
Visitante

Se eles são bons mesmo em copiar, eu duvido que eles copiem os nossos políticos, rsrsrsrsrsrsrsrsrs.
Se a china fizer isso, a economia Chinêsa tá f…

Bosco
Visitante
Bosco

Mauro,
é só você digitar “ram missile block 2” que você vai achar um monte de referência.
Pra facilitar vai essa: (http://www.designation-systems.net/dusrm/m-116.html)

Robson Bandeira
Visitante
Robson Bandeira

Mauro eu não estou questionando a legitimidade da forma como os americanos consenguem suas armas, só estou tentando dizer o obvio, que ninguém é santo e que se o governo brasileiro, as FA e as agências forem esperar obter estas tecnologias de uma forma politicamente correta, eles não vão conseguir nada além de falsas promessas, todo mundo copia todo mundo, de onde saiu o kfir? de onde saiu SU-25? são tantos os exemplos iríamos passar horas falando sobre o assunto, quero apenas mais objetividade nos projetos e na conclusão dos mesmos

Naval/MadTurtle
Visitante
Naval/MadTurtle

Também penso assim. Deveriamos ver o que temos realizar a engenharia reversa e produzí-los. É bem melhor e mais rápido para nos do que tentar fazer um novo sem referencia, principalmente porque não temos dinheiro e principalmente vontade política para isso.

Alex Kamakura
Visitante
Alex Kamakura

Como ja postei antigamente, so o Brasil continua neste caminho de “bom menino”. os eua construiram sua economia copiando os avanços europeus, e melhorando projetos roubados.
Ninguem respeita direitos autorais e os aue o fazem, estão claramente no caminho errado.
Nossa embraer sente na pele a capacidade de assimilação e copia dos chineses e norte americanos.
Bem, so podemos esperar aue o Brasil abra os olhos e coloque nossos engenheiros (friso que nossa capacidade em engenharia não necessita copiar, mas por que gastar dinheiro inventando o que ja existe…) para trabalhar.

parabens para a china que sabe como se impor e se modernizar!

Cristiano GR
Visitante
Cristiano GR

Ciência e tecnologia não dá voto. O que dá voto é futebol, bolsa isso, bolsa aquilo, é fazer uma obrinha que nem saí do papel e transformar num grande evento de inauguração antes de pronto.
Em 8 anos de governo não foram comprados os aviões do FX-2.

Wagner
Visitante
Wagner

Tà certo o chinês, copia e depois cria uma variante própria…

ismael
Visitante
ismael

Realmente queremos ser eticos e respeitar acordos internacionais e a CHINA respeita tudo seja pelo progresso da China e nos aqui queremos ser educados e eticos e estamo0s tendo que comprar todas as poracrias que nos venden por isto achou que a compra do RAFGAELE devera decolar com a ul´trapassagem de tecnologia para o BRASIL ja nque os av io~es americanos nada a se dizer ou comentar porem o governo americano pode vender com passar a tecnologia ao BRASIL mais por qualquer coisa esta nunca sera garantida ja que o congresso americano uma vez vendido pode dizer que nao aceita… Read more »

marcio j oliveira
Visitante

lamentavelmente o nosso país não dá minima para nossos cientistas engenheiros,nem para seus militares,tudo politicagem,poderiamos hoje estarmos no estado da arte em materia de aviões de combate e misseis,na terra do pai da aviação dependemos de franceses e americanos,se fossemos como a CHINA,seriamos mais eficientes,não dá,copiamos,pois os grandes fazem o mesmo e em relação sea harrier,amercanos compraram eo melhoram,para o av-8.