Home Noticiário Internacional Classe “M” holandesa: o mastro é assim…

Classe “M” holandesa: o mastro é assim…

995
3

atual-mastro-classe-m-foto-naval-technology

…e vai ficar assim. Novos sistemas deverão aprimorar detecção de ameaças assimétricas.

novo-mastro-classe-m-imagem-thales-nederland

As duas fragatas Classe “M” holandesas, remanescentes das oito recebidas pela marinha do país nos anos 90, serão equipadas com os sistemas SEALSTAR e GATEKEEPER, conforme contrato assinado entre a organização holandesa para material de defesa  (Netherlands’ Defence Materiel Organization) e a Thales Nederland.

Segundo a Thales Nederland, que anunciou a assinatura do contrato nesta sexta-feira, dia 6 de fevereiro, a modernização será realizada entre 2011 e 2012, dentro do escopo do programa de atualização da classe M (também conhecida como classe Karel Doorman). Há uma opção no contrato para que as duas fragatas da mesma classe  adquiridas pela Bélgica, em 2005, também sejam equipadas com os sistemas. Além disso, o GATEKEEPER também deverá ser instalado no LPD Johan de Witt.  No anúncio, não foram citadas as duas unidades adquiridas por Portugal (uma delas, a Bartolomeu Dias, recebida dia 16 de janeiro –  clique aqui para notícia da Marinha Portuguesa) e as duas recebidas pelo Chile.

O principal objetivo da instalação dos novos sistemas é ampliar a capacidade dos navios para detectar pequenos alvos “assimétricos”, encontrados em operações próximas ao litoral, como combate à poluição, pirataria e tráfico de drogas, situações que não estavam previstas quando do projeto inicial dos navios, voltado principalmente para ações anti-submarino e anti-aéreas. A instalação dos equipamentos, que já fazem parte do mastro integrado dos novos OPV holandeses e também deverão equipar o novo navio de suporte logístico da marinha do país, necessitará de uma modificação no mastro de combate (veja ilustração acima). No mesmo mastro, permanecerão os sensores que já equpam as fragatas:  o radar 3D de busca de superfície SMART-S e os dois radares de direção de tiro STIR.

classe-m-em-curacao-foto-marinha-holandesa

O SEASTAR é composto por antenas não-rotativas de radar tipo Phased Array, com capacidade para detectar objetos tão pequenos como nadadores e periscópios em quaisquer condições de tempo, além de poder ser usado para guiar helicópteros. Já o GATEKEEPER é um sistema eletro-óptico de vigilância panorâmica (360º), baseado em Infravermelho e TV, também capaz de detectar nadadores e pequenos barcos, de maneira a ampliar a capacidade de alerta a curta distância em operações próximas ao litoral.

Fonte e ilustração: Thales Nederland Fotos (no alto): naval-technology (embaixo – Hr. Ms. Van Amstel em Curaçao): Koninklijke Marine

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
NunãoJSilvamarujo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
marujo
Visitante
marujo

É pena que a MB não tenha adquirido das unidades que foram vendidas, porque mesmo antes da reforma, eram unidades bastante atualizadas. Poderiam ser um excelente compra de oportunidade para suprir lacunas antes da incorporaçãos das escoltas de 6 mil toneladas.

JSilva
Visitante
JSilva

Lacuna Marujo?
Que lacuna?

Ela só vai existir quando as Mk-10 forem desativadas lá pelo ano de 2059 1/2 hehehhe

Nunão
Visitante
Nunão

Que maldade, Zé…

PS – ontem eu vi um modelo de Hatsuyuki com o gato-mestre que vc ia curtir bastante. Pena que japonês não é muito afim de repassar usados. Abs!