segunda-feira, janeiro 24, 2022

Saab Naval

Apresentação do NHo Cruzeiro do Sul à comunidade científica brasileira

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

h38

Será realizada, nesta quarta-feira, 04 de março, às 10h, no Complexo Naval da Ponta da Armação, a cerimônia de apresentação do Navio Hidroceanográfico “Cruzeiro do Sul” à comunidade científica brasileira. O evento contará com a presença do Ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto.

LABORATÓRIO NACIONAL EMBARCADO – LNE

Por meio do Convênio assinado em 2006, entre a Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) e a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (FUNDEP), tendo a Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (SECIRM) como interveniente, teve início o processo de obtenção do NHo “Cruzeiro do Sul”, que será disponibilizado à comunidade científica brasileira para a concretização do Projeto “Laboratório Nacional Embarcado (LNE)”. Os recursos necessários para a aquisição do meio foram concedidos pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), com a correspondente contrapartida da Marinha do Brasil.
O Projeto tem como propósito dotar o Brasil de mais uma plataforma de coleta de dados oceanográficos, incrementando o embarque de pesquisadores, professores e alunos, de forma sistemática e contínua.
O navio encontra-se equipado com ecobatímetro monofeixe para grandes profundidades, software para levantamentos hidrográficos automatizados, ADCP (perfilador de correntes – mede automaticamente perfis verticais da velocidade e direção das correntes oceânicas) e termossalinógrafo (mede a temperatura e a salinidade da água do mar à superfície que são registradas automaticamente durante os deslocamentos do navio).
Adicionalmente, também já se encontra operando uma Estação Meteorológica Automática – equipamento que mede e registra digitalmente os principais parâmetros meteorológicos à superfície (temperatura do ar, velocidade e direção do vento, temperatura do ar e pressão atmosférica). Os intervalos para registros gráficos podem ser arbitrados de acordo com o interesse do usuário. Essas informações, além de constituírem importante subsídio para as operações do navio, são utilizadas em apoio ao Serviço Meteorológico Marinho, operado pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), subordinado à DHN.
O navio receberá ainda, no primeiro trimestre deste ano os seguintes equipamentos:

  • Conjunto CTD / rosette – Conjunto de sensores que medem os principais parâmetros físico-químicos da água do mar, tais como: temperatura, salinidade, pressão hidrostática e oxigênio dissolvido. Os equipamentos são descidos a profundidades de até aproximadamente 5000 metros (estações oceanográficas profundas) e realizam as medidas ao longo das trajetórias de descida e subida; e
  • Guincho oceanográfico – Instrumento utilizado para o arriamento e o içamento do conjunto CTD/Rosette. É instalado em uma das bordas laterais ou na popa do navio e esse local do navio passa a ser conhecido como “estação oceanográfica”.

Após completada esta dotação, o navio estará plenamente capacitado a realizar pesquisas nas áreas de oceanografia física, química e biológica, meteorologia e batimetria, o que permitirá o seu emprego nos trabalhos voltados para o desenvolvimento no ambiente marinho, contemplados no Plano Setorial para Recursos do Mar (PSRM), da Comissão Interministerial para Recursos do MAR (CIRM). Serão disponibilizados cerca de 80 dias de mar por ano à comunidade acadêmico-científica, para a realização de atividades e projetos de pesquisa afins.
O NHo “Cruzeiro do Sul” será operado e mantido pela DHN, por intermédio do Grupamento de Navios Hidroceanográficos (GNHo), e com a supervisão técnico-científica do CHM.

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
RodrigoBR

Finalmente um bom investimento e que deverá também gerar conhecimento e recursos no futuro com suas descobertas!!!

Deveríamos possuir no mínimo uns cinco desses para vasculhar e mapear todos os nossos “bens” minerais e biológicos!

Vida longa ao Cruzeiro do Sul!!!

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Dois porta-aviões dos EUA entram no Mar da China Meridional para ‘combater influência maligna’

Dois grupos de porta-aviões dos Estados Unidos entraram no disputado Mar da China Meridional para treinamento, disse o Departamento...
- Advertisement -