Home Noticiário Internacional ‘Submarinos cocaleiros’ tornam-se o principal meio de transporte do tráfico

‘Submarinos cocaleiros’ tornam-se o principal meio de transporte do tráfico

850
17

spss_04_071608

Os EUA estimam que a maior parte da cocaína que chega ao seu território vem a bordo de semi-submersíveis auto-propulsados. Calcula-se que cerca de 75 embarcações semelhantes a da foto são construídas por ano, na Colômbia.
Equipados com GPS, os semi-submersíveis levam uma tripulação de 4 homens e uma carga de 7 toneladas de drogas (que valem cerca de US$ 200 milhões). Muitos tripulantes são pescadores obrigados a fazer as viagens porque seus familiares são sequestrados pelos traficantes.
Por causa dos riscos de navegar nessas embarcações, elas são apelidadas de “caixões”. Os tripulantes são instruídos a acionarem uma válvula que afunda o submersível com sua carga, caso ele seja avistado e abordado.
Entre os anos 2000 e 2007, 23 semi-submersíveis foram vistos ou capturados. Em 2008, o número subiu para 70 unidades.

17
Deixe um comentário

avatar
17 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
12 Comment authors
DaltonCronistaVoluntário da PátriamarujoVinicius Modolo Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
gaspar
Visitante
gaspar

do jeito que o Brasil gosta de comprar equipamentos defasados tecnologicamente, em vez de Scorpene, vamos de cocaleiro mesmo, umas 15 unidades com arpao na popa e canhoes d’agua na proa…
so espero que nenhum politico leia o meu post, vai que eles gostem da ideia… he he he

Roberto CR
Visitante
Roberto CR

75 embarcações construídas por ano!!! E com GPS!!!
Se eles conseguem, hipoteticamente, fazer com que estas 75 embarcações sejam realmente utilizadas, temos um comércio de valor aproximado de US$ 15.000.000.000,00!!!
Infelizmente não há informações, mesmo hipotéticas, sobre quantas devem chegar ao destino final, só as vistas ou capturadas.

Como o governo colombiano não consegue controlar este volume de carga? São cerca de 500 toneladas de droga!!!

Como não saber aonde se constrõem esses barcos, se já foram apresentadas até imagens sobre suas oficinas na TV?

Na minha opinião é impossível viabilizar tudo isso sem a anuência do poder público colombiano.

Abraços

Massa
Visitante
Massa

Parte do território colombiano ainda é controlado pelas Farcs, é provável que sejam contruidos nessas regiões, enquanto seus vizinhos (Venezuela e Equador), apoiarem esses terroristas é difícil a Colômbia eliminar totalmente essa organização criminosa.

Madara "Flanker"
Visitante
Madara "Flanker"

Do jeito que a crise impera no mundo, a MB deveria pensar “firmemente” em fazer um curso ou montar um estaleiro improvisado para que a área de eng. naval das FARC faça os submarinos. E quem sabe até um AIP…ehehehehe

Bom dia a todos.

André
Visitante
André

Concordo com vc, Massa.

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Sinceramente, acho esse número superestimado. A Colômbia tem os equipamentos certos para destruir essas “oficinas”, no caso os A-29 Super Tucanos + bombas inteligentes à laser. Se não as destrói, é pq não quer.

Madara,

Nossa vixe. Agora sim, a área de engenharia da MB foi pras cucuias, rs,rs,rs.

abraços.

Ulisses
Visitante
Ulisses

Gaspar

Me diz que equipamento defasado nós compramos de 2008 para cá.

Este pessoal tem que pesquisar mais…

Vinicius Modolo
Visitante
Vinicius Modolo

Pessoal pelo menos se informem antes de escrever tais absurdos!!! Primeiro…não existe area litoranea conrolada pelas FARC. Segundo… Grande parte da Coca (cola) produzida na Colombia esta em area controlada pelo governo e por forças para-militares, aos quais vcs podem relacionar com a construção de tais sub. As FARC não produzem coca, mas tem outros grupos que a produzem dentro de seu territorio aos quais são cobrados impostos e que financiam a guerrilha. A produção das areas da FARC é escoada pela Amazonia, Brasileira, Peruana, Equatoriana e Venezuelana…além é claro da colombia. O governo colombia está envolvido na produção da… Read more »

marujo
Visitante
marujo

Quem constrói esses submersíveis? Os próprios traficantes?

Vinicius Modolo
Visitante
Vinicius Modolo

tem alguns estaleiros clandestinos que fazem o serviço.

Voluntário da Pátria
Visitante
Voluntário da Pátria

Quem disse que são contruído na Colômbia, pode ser na venezuela ou equador, segundo a ABIN seria na bolívia…

Cronista
Visitante
Cronista

Roberto CR, Não sei se os valores são tão expressivos, mas os grandes cartéis possuem uma grande saúde financeira. Esse *submarinos* são, na verdade, embarcações com uma parte mínima da sua estrutura acima da linha d´água, havia um posto aqui mesmo no Blog Naval sobre eles (me escapou nome utilizado….). São baratíssimos de construir e suas tripulações são descartáveis. Os cartéis devem considerar normal a perda de 5 a cada 10 ou até mais… Apesar de a idéia ter nascido de uma crítica à MB, a iudéia de que sejam armados pode não ser tão absurda assim. Uma *ponto 50*… Read more »

Cronista
Visitante
Cronista

Foi mal…o post antigo estava no link….
*semi-submersíveis auto-propulsados (Self Propelled Semi Submersible – SPSS)*…..

Vinicius Modolo
Visitante
Vinicius Modolo

São construidos na Bolivia??? e chegam como ao mar?

Vassili Zaitsev
Visitante
Vassili Zaitsev

Vinícius,

Ora pois, pois. Esses sub-cocaleiros são fabricados na Bolívia e são testados no Lago Titicaca. O que vc não sabe, é que existe um túnel que liga o lago ao Caribe, ora pois. Esse túnel submerso serviu para que os alemães, na II GM, instalassem ali uma base secreta de U-Boat. Diversos navios, paraguaios e bolivianos, foram afundados nesse lago, ora pois, pois.

abraços.

OBS* – hoje surtei legal, não leve a sério esse comentário, rs,rs,rs,rs.

Roberto CR
Visitante
Roberto CR

Cronista em 04 Mar, 2009 às 18:36

Os valores eu criei usando os números disponibilizados no post. É matemática básica. Porém, ainda fica a pergunta: a Colômbia não tem marinha? Ou os produtores da droga também controlam o território marítimo do país? Dá o que pensar.

Dalton
Visitante
Dalton

A marinha colombiana é pequena e mesmo com a ajuda da marinha americana sempre há os que conseguem passar.

Como exemplos do ano passado, a fragata USS McInerney que interceptou um desses ” mini-submarinos ” com 7 toneladas de cocaina a bordo no valor de 107 milhoes de dolares e outras 22 toneladas de cocaina transportadas em barcos e a fragata USS Samuel Roberts que interceptou barcos carregados com cocaina no valor de 220 milhoes de dolares.

Mesmo que nao pairasse sombra de duvidas do envolvimento do governo, é impossivel interromper totalmente o trafico.

sds