domingo, setembro 19, 2021

Saab Naval

Capitão americano é libertado e três piratas somalis morrem

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

maersklineAgências internacionais, citando fontes da inteligência dos EUA, reportaram que o capitão Richard Phillips, 53, em poder de piratas somalis desde quarta-feira, foi liberado neste domingo numa operação em que três de seus quatro raptores foram mortos. Ainda não há maiores detalhes sobre o evento que levou à libertação do capitão americano, mas o Departamento de Estado dos EUA já confirmou o resgate.
“Posso confirmar que o capitão Philipps foi recuperado são e salvo”, declarou Laura Tischler, uma porta-voz do Departamento de Estado, à agência France Presse. Ela não precisou, no entanto, se a libertação ocorreu após a intervenção de forças militares americanas.
A rede americana CNN, com base em autoridades militares, informou que o quarto pirata somali foi preso e que o capitão americano foi resgatado sem ferimentos.

O cargueiro de bandeira americana Maersk Alabama foi atacado na quarta-feira, perto da costa da África, no golfo de Áden, cenário de dezenas de ataques piratas nos últimos meses. Os tripulantes, todos americanos, conseguiram retomar o controle e escapar dos criminosos, atracando no Quênia ontem.
O capitão, no entanto, permaneceu refém, a bordo de um bote, sob a mira dos quatro piratas –os três que fugiram com ele e mais o quarto, capturado e libertado pelos tripulantes. Na sexta-feira, o capitão pulou do bote e tentou nadar para fugir, mas foi recapturado.
As negociações foram reabertas hoje, enquanto dois navios de guerra americano vigiavam a pequena embarcação com os piratas somalis e Phillips. Não havia informações precisas sobre a localização do bote neste domingo, mas sabia-se que os militares americanos temiam uma fuga dos somalis para o interior do país africano.
As negociações entre americanos e somalis haviam chegado a um impasse. Enquanto um conselho de anciãos da Somália tentava obter um passe livre para os piratas em troca da libertação de Phillips, os americanos insistiam que os africanos deveriam ser presos e julgados.
Atualmente, existem mais de 250 reféns nas mãos de piratas somalis, muitos dos quais de países pobres como Bangladesh, Paquistão e Filipinas, a nação com maior número de sequestrados (92).

Resgate

A libertação de Phillips, se confirmada em seus detalhes, ocorreu pouco tempo depois de outra operação de resgate contra piratas somalis, desta vez levada a cabo por militares franceses, em que um refém e dois piratas morreram.
O “Tanit” transportava dois casais e uma criança de três anos e foi capturado por piratas perto do país africano no último dia 4. O governo francês justificou a operação devido à resistência dos sequestradores em avançar as negociações. Também havia o risco, ainda segundo Paris, dos piratas somalis fugirem com o barco.
Esta foi a terceira vez em a França faz uma tentativa de libertar reféns das mãos de piratas, mas foi a primeira em que um refém morreu.

NOTA do BLOG: Parece que os US Navy SEALS entraram em ação.

Previous articleMarinha no Estadão
Next articleTikuna no Globo
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Mauro Lima

Num falei… Num falei… Num falei!! Hehehehehe!

Luzes… Câmera… Ação!

Na minha época de militar, a coisa que a gente mais queria era mostrar serviço… pra tirar das nossas costas este estigma de que militar não serve para P…. nenhuma!

Bravo Zulu!

Azevedo

O plantão do Blog Naval informa em edição extraordinária…

Breaking news, hein?

Alto padrão! BZ!

camberiu

Tal qual os GRUMEC naquele naquele video promocional na plataforma de petroleo ou o BOPE brasileiro 🙂

Brincadeiras a parte, esses Navy Seals sao F…

Vassili Zaitsev

Os franceses tb tiveram que “pular” na água para resgatar seus compatriótas retidos pelos piratas somalis. Só que, ao contrário do excelente resgate feito pelos SEALS da US Navy, a operação de resgate levado à cabo pelos europeus teve um sério retrocesso: uma das vítimas sinistradas acabou morrendo.

Fazer o quê???????????????? temos que esperar que eles aprendam com os erros cometidos, para que em uma eventual futura operação todos os refêns saiam vivos.

abraços.

Excel

Por mais condenável que seja celebrar a morte de alguém devo dizer que esses piratas mereceram. Parabéns aos militares norte-americanos pelo desempenho.

molleri

Cutucaram a onça com vara curta!
Ver comparação de forças em http://www.pracadarmas.zip.net

Sierra

Só espero que nenhum Navio com bandeira brasileira navegue naquelas águas….

Senão a MB vai ter que ir lá pra “safar”… e aí a estória é outra.

Wolfpack

Parabens a Marinha Americana e ao Capitao do Maersk Alabama pelo resgate. O Capitao foi muito corajoso em se jogar ao mar e os Marinheiros Americanos nao perderam tempo em liguidar o caso. Men Moment Machine, vai virar tema para um epis”odio de Sobreviventes do History Chanel.

Carlos

Não se preocupe Sierra. Encontrar um navio com bandeira brasileira já é coisa rara. Navegando por lá então….

Giovani

Isso era fava contada, a situação exigia medidas como esta.
Eu não gostaria de estar na mira de um Operador SEAL, rsrsrs.

Fugindo do assunto, será que o Governo Brasileiro teria peito para tomar medidas como esta?

edilson

Mas um trabalho para o flying dutch…
na conta do papa no mercy…
congratulation seal whith my respect…

FERNANDO

Tava demorando!
deu no que deu!
Azar dos sequestradores!

molleri

Se meteram com os “caras” errados!

Wolfpack

Red dot and bingo…Se fosse no Brasil iriam chamar a imprensa, o cardeal, o papa e o Governador pra negociar… O refem seria morto e os piratas presos… ================================================ U.S. forces moved to rescue Phillips after seeing him in imminent danger on the lifeboat, Gortney said. A fourth pirate was negotiating Phillips’ fate aboard the nearby USS Bainbridge. “While working through the negotiations process tonight, the on-scene commander from the Bainbridge made the decision that the captain’s life was in immediate danger, and the three pirates were killed,” Gortney said. “The pirate who surrendered earlier today is being treated humanely;… Read more »

AJS

Dependendo do tipo de operação, apenas os SEALs tem equipamento para levar a cabo a missão, não basta aprender e repetir, eu disse, dependendo do tipo de operação realizada.

Wilson Johann

E depois um policial militar qualquer iria ára a imprensa dar explicações sobre a morte do refem e as dificuldades de atuação no caso. Como sempre.

Abraços!!!

gaspar

imagina so o GRUMEC numa situacao dessas com suas Uzis velhas…
alguma Forca Especial, fora a brasileira ainda utiliza a UZI ??

fico imaginando o treinamento dos SEALS… tem que ser muito frio pra mirar e atirar num sequestrador num bote salva vidas com o balancar do mar… impressionante…

quantos tiros um GRUMEC dispara por semana nos treinamentos ?? e os SEALS ???

massa

Pô, também era muito muito fácil liquidar esse caso, num pequeno bote era só colocar na mira dos atiradores de elite cada um dos piratas e atirar no momento oportuno, não dava pros bandidos ficarem se escondendos dos americanos agachados no barco o tempo todo, ao contrário dos sequestradores franceses onde o veleiro possuia compartimentos fora da mira dos snipers franceses. É por isso que os americanos exigiram que eles se entregassem, afinal cercado e sem combustível, a faca e o queijo estava com os americanos, com certeza só esperaram esse tempo todo só pra poderem chamar a tropa de… Read more »

Marcelo Tadeu

A US Navy foi lá e liquidou a “parada”. Claro que o momento tático ajudou. Agora, sacanear os GRUMEC é sacanagem!!! Não devemos nada aos SEALs.

gaspar

o tiozinho tinha cara de safado… onde ja se viu…

Vassili Zaitsev

Gaspar,

O cara da banca queria te passar a perna legal,rs,rs,rs,rs.

abraços.

Marcelo Tadeu

Tem razão Gaspar, aqui no Centro do RJ existem as bancas certas, ai já vou na boa. Na Zona Sul e Norte já é mais difícil,mas essa do DVD foi f…!!

abraços

Marcelo Brandão

Srs… respeito aos MEC´s!!!
Não vamos falar daquilo que não conhecemos!!!
Nessas situações a maioria das vezes o mais importante é a serenidade e competencia para tomar a decisão de agir… e agir com execução impecável!!

gaspar

Marcelo Tadeu,

nao e facil encontrar essas revistas por ai…
nesse feriado mesmo passeu por 8, 8 bancas e nao as achei…
por isso tantas duvidas…

gaspar

e numa delas o mano da banca queria me empurrar um DVD da Battlefield dizendo que era uma revista militar eletronica, ha ha ha ha

camberiu

Massa,

“Pô, também era muito muito fácil liquidar esse caso, num pequeno bote era só colocar na mira dos atiradores de elite cada um dos piratas e atirar no momento oportuno,”

Voce ja viu uma foto do tal “bote”? Nao e’ bem o que voce esta imaginando nao. O cara estava refem em um bote moderno, totalmente selado, como o da imagem abaixo. Nao era um botinho de borracha nao.

https://www.eidemar.no/bilder/LIFEBOAT_FINAL31.jpg

Giovani

Eu já disse uma vez neste Blog, O GRUMEC e os TONELEROS do Brasil não devem nada para os SEALS, SBS, ou outra unidade, mundo afora,acho que o que garante o sucesso destas missões é o compromisso do Governo com a segurança de seus cidadãos.
Vi na Revista Tecnologia e Defesa que os GRUMECs da Marinha que estão em “ponto de Bala” e que as UZIS ainda fazem muito estrago.

Marcelo Tadeu

O pessoal daqui não lê Tecnologia & Defesa ou Segurança & Defesa não é????

joao vaz bandeira

Muitas vezes o diferencial é o material humano, vi a tempos, numa revista Manchete, um caboclo na amazonia, que caçava onças, com um velho Winchester 1908, calibre 22.Uma Uzi bem manejada faz cada estrago.

Marcelo Ostra

T&D … amem

Depois resar para Santo Expedito …. (ou simiilares/equivalentes
obvio que nao sao ruins, como toda unidade de elite, mas opa .. menos neh … com uzi e ou sem uzi dependendo da situação ate estilingue da preju …

Vamos analizar com mior cautela

MO

JSilva

Sierra disse: “Só espero que nenhum Navio com bandeira brasileira navegue naquelas águas….”

Amigo não se preocupe com isso. Não teremos problemas com piratas de lugar algum pois o “povo” brasileiro acabou com a nossas Marinha Mercante faz tempo.

Lembrando que para nós “brasileiros” mar é praia, o resto é muito obscuro e perigoso.

A empresa citada na materia por exemplo deve transportar no minimo uns 30 a 40% (chute mas não tão errado) da carga geral do nosso comercio exterior via maritima.

[…] aos NAVY SEALs, as forças especiais da marinha dos EUA, está em busca do bote de resgate que foi tomado pelos piratas somalis recentemente no Oceano Índico. Além do bote envolvido na ação, o museu pretende adquirir uma das armas utilizadas e até mesmo […]

- Publicidade -

Últimas Notícias

Como foi feito o acordo entre a Austrália, Reino Unido e EUA para o compartilhamento da tecnologia de submarinos nucleares

The Times: ‘Como uma cena de Le Carré’: como o pacto do submarino nuclear foi o maior segredo do...
- Advertisement -