Home Operações Aeronavais Acertando o alvo

Acertando o alvo

263
36

Flagrantes do MBB Bo-105, da Marinha do México, realizando disparos de foguetes contra o ex-USS Connolly (DD-979), no exercício para afundamento do alvo, durante a UNITAS Gold.

MBB BO-105_01

MBB BO-105_02

ex-USS Connolly (DD-979) sendo alvejado

MB BO-105 disparando contra o alvo

Fotos: US Navy

Nota do Blog: Particularmente, gostaria de ter postado esta matéria falando sobre o engajamento do alvo, além do horizonte com o MAS Sea Skua, pelo AH-11A Super Lynx que se encontrava embarcado no Fragata Constituição e participando da UNITAS Gold.

36
Deixe um comentário

avatar
36 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
17 Comment authors
PiramboiaJeanCantarelliMikoyan GurevichWiltgen Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Higgins
Visitante
Higgins

Que palhaçada! Foguetes não dirigidos contra um alvo flutuante!
Disperdício e perda de tempo! Só os mexicanos mesmo…

Contra um alvo flutuante, usa-se pela oportunidade um míssil guiado anti-navio.
Ou tiros de canhão…

GHz
Visitante
GHz

Se servir de consolo, falar sobre engajamento com MAS Sea Skua além do horizonte seria impossível, prezado Wiltgen, pois o Super Lynx lançador teria que estar “iluminando” o alvo com radar o tempo todo…
Deixemos os nossos Sea Skua para os alvos aqui no Brasil mesmo. Alvo é o que não falta (já temos 2 CT e uma fragata…).

[[ ]]
GHz

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

Com um fuzil automatico os marinheiros, do suposto barco atacado por esses foguetes, derrubariam esse helicoptero…

Marcelo Tadeu
Visitante
Marcelo Tadeu

Concordo. Na moderna guerra naval nenhauma aeronave, quanto mais um helicóptero chegaria tão perto assim de um navio. Estes foguetes devem estar com o propelente quase vencendo!!

richard
Visitante
richard

O pior é que o alvo lembra tanto nossas escoltas….desenho, armamentos….

marujo
Visitante
marujo

Não fosse o comentário inaugural do Higgins ia escrever que nossos compatriotas do efetivo da fragata Constituição não fizeram muito diferente, disparando tiros de canhão em alvo semelhante.

Direto do Fundo do Mar
Visitante
Direto do Fundo do Mar

Não senhores, o pior é ver estas imagens, e não a que resulta nos 2 foguetes indo direto para a água.rsrsrsrsrs

Baixei para o meu PC mas não estou achando.

Mikoyan Gurevich
Visitante
Mikoyan Gurevich

Que missil mais ruim… aff sem comentarios.

Mikoyan Gurevich
Visitante
Mikoyan Gurevich

Só completando o comentário, missil russo é muuito superior, e pra variar os heli russos são de hélice dupla, ou seja bem melhores em termos de eficiencia.

Cantarelli
Visitante
Cantarelli

Caro Mikoyan os heli russo da série KA sao boms mesmo !

Jean
Visitante
Jean

E afinal dos exercícios de tiro, realizados entre outros por nossa marinha, qual foi o resultado? O Navio sofreu muitos danos? afundou?Pelo que vi nas fotos nenhum dano visível.

Dalton
Visitante
Dalton

Jean,

o navio foi finalmente afundado por misseis harpoon disparados de um destroyer americano.

a finalidade destes exercicios nao é “provar” que um helicoptero pode atacar um navio com foguetes de 12.75 polegadas como os da foto, até porque o navio encontra-se indefeso,sem uma equipe de controle de danos, mas estudar que tipo de danos o mesmo pode causar em um casco e avaliar e comparar os diferentes tipos de muniçoes empregadas.

abraços

Bosco
Visitante
Bosco

Mikoyan, isso não é um míssil e sim um foguete ar-sup não guiado. Qual míssil russo você se refere como sendo melhor? Todos? Quanto ao helis, o fato deles terem “hélice dupla” ajuda em que? GHz, o helicóptero não pode engajar nenhum alvo além do seu horizonte de radar, mesmo porque o Sea Skua só tem 15 km de alcance. Mas o testo se referiu à capacidade da fragata engajar alvos além do “seu” horizonte radar, utilizando para isso do seu helicóptero orgânico armado de mísseis. Higgins, contra alvos flutuantes não se usam foguetes não guiados? Apenas 0,5% dos meios… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Correção: “texto” e não “testo”

Bosco
Visitante
Bosco

Dei uma espiada e o Sea Skua tem é 25 km de alcance e não 15.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Missil ???????????? e ainda um AFFF meio delicadinho ….. que coisa eim o meu, ei pelo nic vc nao estaria no blogue errado naum ???????????

outra coisa seria difcil saber que o que se availia é o impacto no alvo (suas avarias e resitencias e não o armameto primordialmente …

Mod MO

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

ahhhhhhhhhh sim o Spruance é igualzinhum as nossas escoltas, poxa ate pensei que fosse a Jaceguai ….

hoje ta ficando punk isto aqui eim ….

Mod MO

Bosco
Visitante
Bosco

Esses foguetes da classe de 70 mm (alguns pouco maiores e outros pouco menores) possuem um bom alcance chegando a até 6 km contra alvos de área. Para se ter uma chance de atingir um alvo de ponto, mesmo sendo do tamanho de um destróier, e mesmo estando imóvel, o helicóptero tem que se aproximar a pelo menos uns 1000 metros. Teoricamente bastariam metralhadoras ponto 50 ou nas mão de um marujo experiente dá pra se fazer alguma coisa até que a M240/MAG de 7,62 mm. No caso do helicóptero ser armado com 2 lançadores múltiplos com 12, 19 ou… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Numa situação real contra um Spruance esse helicóptero não teria a menor chance já que o destróier contava com CIWS Phalanx com 1500 metros de alcance, canhões de 127 mm com uns 7 km de alcance contra alvos aéreos e os mísseis Sea Sparrow com 15 km pelo menos.
Sem falar em pelo menos umas 8 estações de metralhadoras médias e pesadas que podiam ser instaladas se necessário.

Jacubão
Visitante

Dalton meu filho, esse helicóptero deve ser gigante para levar e disparar foguetes de 12,75 polegadas, hehehehehehehe.
Um de cinco polegadas (127mm) já seria grande para esse helicóptero.

GHz, o SUPER LINX lança o SEA SKUA e mantém o alvo iluminado para direcionar o míssil, só que ele não precisa ficar parado esperando um míssil de defesa de área acertar a fuça dele, pois o seu radar varre em 360º meu amigo.

Um abraço a todos.

Bosco
Visitante
Bosco

Jacubão,
o Dalton empolgou e acrescentou um 1 a mais no diâmetro do foguete de 2,75 pol. rsrs…

Eu posso estar errado mas eu acho que o radar do Linx não tem capacidade de busca em 360º não.
No caso de um lançamento do Sea Skua o Super Linx é obrigado a ficar voltado para o navio para prover a iluminação do alvo.

Um abraço.

Dalton
Visitante
Dalton

JACUBAO…

desconsidere o 1…é que sou “famoso” pela minha digitaçao ultra-rapida…

abraços

Jacubão
Visitante

Volto a discordar amigo BOSCO. O radar do super linx é 360º sim, os antigos LINX da MB não tinham essa capacidade, receberam esse novo radar durante a modernização que sofreram nos anos 90 e os novos recebidos na mesma época, já vieram equipados com os mesmo, por isso são chamados de SUPER LINX.

Um grande abraço.

Jacubão
Visitante

Outro para você Dalton.

GHz
Visitante
GHz

Prezados Bosco e Jacubão, “…falando sobre o engajamento do alvo, além do horizonte com o MAS Sea Skua, pelo AH-11A Super Lynx que se encontrava embarcado no Fragata Constituição…” O Sea Skua é um míssil de guiagem radar semi-ativa. Se o alvo estiver além do horizonte do Super Lynx, este não tem como iluminar e o míssil fica sem pontaria. O Bosco ainda tentou dar uma colher de chá forçando que o comentarista estava se referindo à capacidade da fragata em atirar em OTHT, mas não foi isso o que o comentarista disse (senão teria mencionado o Exocet). E o… Read more »

Jacubão
Visitante

Só para incrementar.
Se observar o radome sob o nariz do S. LINX e compará-lo com o antigo LINX, poderemos observar que ele gira os 360º, assim como o MERLIN, SH-3, e até os esquilos da Armada Argentina.

GHz
Visitante
GHz

Complementando, o radar Sea Spray 3000 do AH-11A é de fato 360°, permite um tiro “de retirada”, mas ainda assim o alvo tem de estar no horizonte radar da aeronave.

[[ ]]
GHz

higgins
Visitante
higgins

Bosco, Não é tão fácil ter alvos flutuantes dando sopa por aí (deveria, o que tem de sucata flutuante não é brincadeira, mas todas elas, imobilizadas por demandas judiciais). E como todos puderam observar, os foguetes não guiados tiveram o mar como destino… Para que então, aquele ditoso helicóptero levantou vôo? Para atrasar o exercício dos demais? Para encher a paciência de quem usaria canhoneio ou disparo de mísseis mar-mar, guiados? Você tem uma oportunidade de fazer disparos de Sea Skuas, Exocets, Harpoons, contra um casco… Mas, é obrigado a esperar uma maravilha de sombrero a brincar com foguetes não… Read more »

higgins
Visitante
higgins

A bem da verdade: estou sendo cruel com os irmãos mexicanos.
Eles não merecem…

Jacubão
Visitante

Tudo bem, mas o SL irá se aproximar do alvo para chegar ao envelope do míssil, lancará, dará meia volta e continuará luminando o alvo até o impacto. essa manobra permite a aeronave ficar fora do alcance dos mísseis do alvo, pois ele usará a curvatura da terra na aproximação para escapar dos radares inimigos.

Dalton
Visitante
Dalton

Mas Higgins…

ao menos um foguete da salva atingiu o mastro dianteiro. Os irmaos mexicanos até que fizeram bem.

suponha que o helicoptero seja despachado para deter um navio mercante suspeito? tais foguetes seriam tao eficientes quanto a salva de canhao que é disparado a frente de um navio ordenado a
parar maquinas.

o helicoptero pode sobrevoar o navio suspeito até que o navio de onde origina-se o helicoptero chegue e inicie a abordagem.

Acho que este treinamento pode representar a situaçao que descrevi acima.

abraços

Bosco
Visitante
Bosco

Jacubão,
eu realmente não sabia da capacidade 360 embora é nítida a diferença entre o Linx e o Super Linx.

GHz,
eu também tinha na memória que o alcance do Sea Skua era de 15 km, mas depois que escrevi meu comentário eu dei uma olhada no Google e as 3 ou 4 primeiras referências deram conta de 25 km. Achei estranho, mas…
Quanto à capacidade OTH da fragata eu julgo que ela se dê tanto no uso do Exocet com designação pelo helicóptero quanto pelo próprio helicóptero/míssil, que é uma arma orgânica da fragata.

Alado
Visitante
Alado

E aquela fumaça toda serve para demarcar o alvo… aereo…

Wiltgen
Visitante

GHz,

O Seaspray 3000 dos AH-11A são de varredura 360°, ou seja continuaria iluminado o alvo até o impacto, mesmo com a aeronave se evadindo do local. Já falei sobre isso em outros post’s.
Com relação ao ataque OTHT, o meu comentário está claro, pois o Super Lynx, como aeronave orgânica da Fragata, tem esta missão e não haveria lógica em citar um ataque com exocet, pois este não era o assunto.
Abraços,

GHz
Visitante
GHz

Pela ordem: Jacubão, De qualquer forma, não haverá engajamento “além do horizonte” do AH-11A com Sea Skua, já que ele terá que iluminar o alvo desde o lançamento até o impacto. Bosco, Na internet há controvérsias quanto ao alcance. O FAS, que é uma boa fonte (apesar de desatualizada) coloca 25km, e a Royal Navy diz cerca de 20 km. Eu reputo esses alcances aí como o máximos, o eficaz sendo 15 km mesmo. Pelo menos o deagel.com concorda comigo. Wiltgen, Não fui eu quem teve dúvida sobre o Sea Spray 3000. Talvez a nossa discórdia seja semântica. Critico conceitualmente… Read more »

Piramboia
Visitante
Piramboia

QUE VIVA MÉXICO!!!