sábado, junho 19, 2021

Saab Naval

ComForAerNav opera com o AF-1A

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Falcão Supremo

No dia 06 de abril, as aeronaves AF-1A N-1021 e N-1022, Falcões 21 e 22 respectivamente, participaram do exercício de ataque à Força de Superfície durante a Operação ADEREX/2009, nas proximidades da Ilha de São Sebastião-SP.

A missão foi revestida de particular importância, pois, além de ter sido cumprida com o êxito habitual dos Falcões, foi comandada pelo próprio Falcão Supremo, o  CA Garrone (ComForAerNav), que estava a bordo da aeronave líder (Falcão 21) para realizar sua primeira missão operativa a bordo de uma aeronave de caça da MB.

Após a realização do ataque, o Falcão Supremo comandou o vôo de retorno dos Falcões à Macega (BAeNSPA), após cinco meses de operações em desdobramento na Base Aérea de Santa Cruz.

Fonte e foto: ComForAerNav

- Advertisement -

8 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RodrigoBR

Será que estão voltando para BAeNSPA porque está chegando o grande dia de retornar ao mar embarcados no “Ninho” São Paulo? 🙂

Alguém pode adiantar algo? Quando?

Quando vamos vê-los caçando novamente? 😉

Quando estiverem operando novamente, postem fotos e vídeos para nós! 😀

Sejam bem-vindos Falcões!

Farragut

Não que a autoridade não mereça cortesias, mas tirar de um aviador ainda operacional a vaga no cockpit parece um luxo demasiado em nossa conjuntura atual.

Monte

Esse Alm é operacional na aeronave ou só quer aparecer?
“saltar, lutar, vencer!”

Baschera

Vamos parar de criticar por criticar… o importante é voltar a operar e tirar o “mofo” dos A-4 e do A-12.
Avante Falcões !!

Sds.

RL

Baschera, concordo com você.

Eu mesmo me coloco de forma muito humilde na posição de apoiar a MB quando da modernização dos meios operativos que ela possui mesmo manifestando a opinião de que ainda não são os ideias.

Enfim. Apoiar é melhor do que pura e simplesmente criticar.

Avante Falcões.

Marcelo Tadeu

Interessante, conheço de vista o Alm. Garrone e não sabia que ele era piloto de aeronaves de asa fixa. Legal!

Farragut

Aparentemente, o almirante não é aviador naval. De acordo com o boletim, ele cursou eletrônica.

Em tempo: sugerir um aviador naval em idade operacional esteja no cockpit de um avião no que seria uma rara oportunidade (exercício de ataque a navios de superfície) não configura apoio à atividade-fim?

Vassili Zaitsev

Farragut,

Se o Alte da foto não for habilitado no AF-1, te dou meu apoio nas críticas. Afinal, o Esquadrão VF-1 quase não voa, e quando voa é com um oficial que só quer aparecer????????????

Sinceramente, fala sério……………….. para ele, é claro.

abraços.

- Publicidade -

Reportagens especiais

Centenário da Aviação Naval

No dia 23 de agosto de 2016 a Aviação da Marinha do Brasil completa 100 anos de história. Nessas...
- Advertisement -