Home Nota oficial MB incorpora AviPa ‘Barracuda’

MB incorpora AviPa ‘Barracuda’

622
11

AviPa-Anequim-FOTO-MB

O Aviso de Patrulha (AviPa) “Barracuda” foi recebido, batizado e transferido para o setor operativo da Marinha do Brasil no dia 27 de maio, em cerimônia realizada no Píer do Marina Park Hotel, na Praia de Iracema (Fortaleza), e presidida pelo Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante-de-Esquadra Marcus Vinicius Oliveira dos Santos.

O AviPa “Barracuda” é a segunda embarcação da Classe “Marlim” e a primeira de cinco que serão entregues pela Indústria Naval do Ceará (INACE), fruto do contrato assinado com a Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON) em dezembro de 2007.

Estavam presentes à cerimônia, entre outros, o Comandante do 3º Distrito Naval, Vice-Almirante Edison Lawrence Mariath Dantas, o Diretor-Presidente da EMGEPRON, Vice-Almirante (RM1) Marcelio Carmo de Castro Pereira, o Diretor de Engenharia Naval, Contra-Almirante Francisco Roberto Portella Deiana, o Diretor Presidente da INACE, Sr. Antônio Gil Fernandes Bezerra, e sua esposa, a Sra. Elisa Maria Gradvohl Bezerra, madrinha do AviPa “Barracuda”.

Características

Com capacidade para desenvolver velocidades superiores a 25 nós (aproximadamente 45 Km/h), armadas com duas metralhadoras MAG 7,62mm e possuindo embarcação pneumática de apoio com capacidade para 5 pessoas, os Avisos de Patrulha contribuirão para a realização das ações de patrulha naval, fiscalização do tráfego aquaviário e ações de busca e salvamento (SAR) entre outras tarefas subsidiárias. O AviPa “Barracuda” ficará subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste.

Está prevista, ainda, a entrega de duas embarcações em 2009 e duas em 2010, que ficarão subordinadas aos Comandos dos Grupamentos de Patrulha Naval do Norte, Nordeste, Leste e Sudeste, sendo que o Aviso de Patrulha “Marlim”, entregue em 2005, já se encontra em operação no Grupamento de Patrulha Naval do Sudeste.

Os Avisos de Patrulha possuem comprimento total de 22,8 metros, com 5,5 metros de boca e 1,05 metros de calado. O sistema de propulsão é constituído por dois motores diesel MTU modelo 8V 2000 M92, com 8 cilindros em V, quatro tempos, turbo-alimentados.

11
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
revoltadoBoscoSopaMarcelo OstraMabill Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
leofonte
Visitante
leofonte

Por que não armam os avisos com uma .50 ao invés de uma 7.62?

Mabill
Visitante
Mabill

Eu não tenho os conhecimentos técnicos dos demais entusiastas do Blog, mais, vou dizer o seguinte: as lanchas da PF em Foz do Iguaçú estão melhor armadas que estes belos barcos da foto; ao meu ver os gastos da marinha caminham no sentido de ser uma força desarmada, somente de policiamento, sei lá. O reequipamento da FAB, ao contrário da MB, parece estar melhor planejado ao longo do tempo, os dólares estão sendo muito bem investidos e direcionados para a formação de uma força pequena, mais bem armada e estruturada, com capacidade de causar grandes danos a um agressor. Sds.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Léo, nao tenho certeza, mas parece-me que no começo era oerlinkon 20 mm (nao sei se estou confundindo com outra lancha local, que retiraram e colocaram 0.50 mm

Mod MO

Sopa
Visitante
Sopa

Duas .50 na polpa e uma MiniGun ou oerlinkon 20 mm na proa, já tava bom pra começar a impor mais respeito !! e em tempos de guerra substitui a da proa por um Goalkeeper(GAU-8/A Gatling Gun)

Sds.

Marcelo Ostra
Visitante
Marcelo Ostra

Goalkeeper nesta lancha ???, sopa vc afundaria o bixo

Como ficaria a estrutura x peso x area livre pra isso

Abs
Mod MO

Bosco
Visitante
Bosco

Sem dúvida ele pode receber um Oerlikon 20 mm.
Ao meu ver a maior deficiência desse navio é a inexistência de um sensor multiespectral (IR, TV, LLTV, telêmetro laser) estabilizado. As buscas noturnas ficam por conta apenas do radar de navegação (pouco útil), do holofote, e de iluminadores pirotécnicos.
Quanto ao incremento do armamento, além do Oerlikon, seria interessante uma .50 de controle remoto e estabilizada.
Um abraço a todos.

Bosco
Visitante
Bosco

Essa Mini Typhoon é bem pequenininha e baratinha. rsrs….
(www.digital-battlespace.com/wp-content/uploads/2009/05/rafael-mini-typhoon.jpg)

Sopa
Visitante
Sopa

Marcelo Ostra
É então deixa essa Goalkeeper e coloca “Essa Mini Typhoon é bem pequenininha e baratinha. rsrs….”

E os sensores que o Bosco falou !

Sopa
Visitante
Sopa

Pessoal e o projeto REMAX do CTEx, pq. não se investe nele, até mesmo pros novos VBTP-MR que serão armados com a torrenta da Elbit !

Isso que não entendo o Exercito não investir nisso!

Sds

Sopa
Visitante
Sopa

“http://www.alide.com.br/wforum/viewtopic.php?f=5&t=1655”

Pessoal vontade até tem mais incentivo nada !!

Sds.

revoltado
Visitante
revoltado

Vcs tem que deixar uma no ce, já que está fora de questão uma avipa para fortaleza, pois a que tem é muito ultrapassada e vive quebrando, a avipa mucuripe só navega por causa do inace, se não já tinha dado baixa a muito tempo, isso é um absurdo uma lancha velha como a mucuripe ainda esta navegando.