sexta-feira, dezembro 3, 2021

Saab Naval

Direto para a praia

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

salm01

vinheta-especialEssa faina (manobra) e esse equipamento que pode ser visto na foto acima, sobre o convés do SS Chesapeake, são conhecidos como SALM ou Single Anchor Leg Moor. Nada mais é do que um flutuante que, lançado ao mar, permite ao navio-tanque o bombeamento de combustíveis direto para a praia, dispensando viagens de embarcações de desembarque com caminhões-tanque.

O próprio navio lança o flutuante, depois de remanejamentos nos tanques que levam os combustíveis e nos tanques de lastro, para ganhar inclinação suficiente para lançar o flutuante pelo bordo. Esse sistema permite ao navio ficar ao largo operando mesmo em condições de mar bravo, amarrado ao flutuante como se fosse uma bóia.

salm04

salm051

O navio

O SS Chesapeake (AOT 5084), foi construído em 1964 pelo estaleiro Bethlehem Steel Sparrows Point Yard, de Baltimore, Maryland para a Hess Shipping Corp. Foi entregue para o serviço comercial em 29 de outubro de 1964 com o nome de SS Hess Voyager. Recebeu o nome SS Chesapeake em 1980.

Em 1987 passou para a Administração Marítima e foi colocado na Frota de Reserva de Prontidão (Ready Reserve Fleet – RRF). Foi ativado da RRF e colocado em serviço com o Comando de Transporte Marítimo (Military Sealift Command – MSC) em 2000, sendo operado pela Interocean Ugland Management Corp., contratada pelo MSC para tripular e manter o navio.

O SS Chesapeake é um dos treze navios-tanque de uso comum operados pelo Comando de Transporte Marítimo. Pode descarregar até 257.000 barris de JP-5 desde uma distância de cerca de sete quilômetros da praia.

salm02

salm03

  • Deslocamento: 14.977 ton (leve) e 48.993 ton (carregado).
  • Dimensões: 224 m de comprimento, 31 m de boca e 12 m de calado máximo.
  • Propulsão: Vapor; 2 caldeiras Combustiion Enginering e 2 turbinas a vapor Bethlehem gerando 15.000, acopladas a um eixo propulsor.
  • Velocidade: máxima de 14 nós.
  • Armamento: nenhum.
  • Tripulação: 37 homens.
  • Capacidade de Carga: 257.000 barris de óleo combustível ou derivados.
- Advertisement -

3 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Deve ser um tremendo de um espetáculo, o lançamento desta bóia!!!

eriksailor

Muito interessante esta manobra, modo muito eficiente de descarregar, mesmo sistema utilizado por petroleiros em diversas partes do mundo, porem com a diferença que este transporta seu proprio sistema de boia, no caso o CALM, ou SBM, single bouy mooring, tambem utilizado no Brasil, porem apenas por empresas de petroleo, mas o mais interessante é o sistema do MSC ( Military Sealift Company), tenho um amigo que ja foi tripulante desta ( pode se chamar de empresa), organização que utiliza navios mercantes a serviço das forças militares, segundo ele os salários sao atrativos, e apesar do regime de embarque ser… Read more »

Gui_Bronco

Vendo essas coisas é que eu fico impressionado com a capacidade do ser humano no que se refere à engenharia.

Realmente impressionante e nova pra mim essa operação.

Agora umas dúvidas: como recolher o flutuante (que deve ser pesadíssimo) depois de terminada a operação de reabastecimento uma vez que com o navio carregado a operação de lastro é complicadíssima? A inclinação do navio carregado para recuperar o flutuante não seria muito perigosa? Que tipo de máquina hidráulica seria capaz de arrastar o flutuante pelos trilhos de embarque/desembarque?

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

IACIT apresentará na Mostra BID Brasil tecnologias únicas existentes no país

Empresa com mais de 35 anos de história é referência em soluções de ponta que podem contribuir para...
- Advertisement -