segunda-feira, janeiro 24, 2022

Saab Naval

Submarino francês com preço nas alturas

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

kd-tunku-abdul-rahman

Equipamento francês que Brasil comprará custará dez vezes mais que o da oferta feita por empresa alemã

José Meirelles Passos

vinheta-clipping-navalO governo do Brasil está prestes a adquirir da empresa estatal francesa DCNS (Direction des Constructions Navales Services) quatro submarinos convencionais, da classe Skorpène, mais o casco – um pouco maior – de uma quinta embarcação desse tipo, pagando dez vezes mais caro do que uma outra oferta. Anteriormente, a empresa privada alemã HDW (Howaldtswerke-Deutsche Werft) oferecera um pacote semelhante por um décimo do preço.

A justificativa para o negócio com a França custar 6,7 bilhões de euros – contra os 670 milhões de euros cobrados pela firma da Alemanha – é a de que o pacote incluirá a construção de um estaleiro e de uma base naval, na área de Itaguaí, no litoral do Rio de Janeiro. Essas obras, no entanto, não tinham sido planejadas pelo Brasil.

Elas foram incluídas no pacote pelo governo francês como condição para a venda dos submarinos, mais a transferência de tecnologia para a sua construção no país. Para ter as embarcações, o Brasil teria de concordar tanto em adquirir aquelas duas instalações – gasto extra considerado desnecessário inclusive por altos oficiais da Marinha – como, também, aceitar que elas sejam projetadas na França e construídas por uma firma indicada pelos franceses.

Eles impuseram que as obras ficassem nas mãos da brasileira Odebrecht. Dessa forma, deixou de existir, na prática, um procedimento que visa – entre outras coisas – a fazer com que se evite desperdício de fundos públicos: uma licitação. Perguntado a respeito pelo GLOBO, na última terça-feira, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, esquivou-se:

– Nós não temos nada a ver com isso. Compramos um pacote pronto. O fato de a França colocar as obras em mãos da Odebrecht tem a ver com um acordo de parceria realizado entre eles – justificou.

Jobim será chamado a depor em comissão

Por conta disso, a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, da Câmara dos Deputados, já obteve a aprovação para realizar uma audiência pública sobre o assunto. Ela deve acontecer antes que os dois países assinem um contrato definitivo. Jobim, que será chamado a depor, chegou ontem a Paris para, entre outras coisas, negociar um financiamento para o pacote dos submarinos.

O governo pretende assinar um contrato no próximo dia 7 de setembro, quando o presidente Nicolas Sarkozy virá ao país para as comemorações da Independência brasileira. O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que propusera a audiência pública, foi irônico ao comentar a transação:

– Nós estamos simplesmente comprando um prato pronto cujo ingrediente está vencido – afirmou, em referência ao fato de que os submarinos Scorpène são considerados inferiores aos que o Brasil possui e que foram construídos no Arsenal de Marinha, no Rio, com transferência de tecnologia da alemã HDW. São cinco embarcações da categoria IKL 209.

O Tupi foi feito em Kiel, na Alemanha, para onde foram enviados 80 brasileiros – engenheiros militares e civis, técnicos e operários – para treinamento. Tamoio, Timbira, Tapajó e Tikuna foram produzidos no Arsenal de Marinha sob a supervisão de apenas um engenheiro alemão.

Um dos aspectos mais intrigantes na decisão do Ministério de Defesa de adquirir os “Scorpène” é o fato de que nem a própria Marinha da França, nem a de qualquer outro país da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), terem jamais utilizado uma embarcação desse tipo.

Apenas três submarinos desses estão em atividade no mundo. Dois adquiridos pelo Chile e um pela Malásia. O próprio diretor de estratégia e desenvolvimento da DCNS, Jacques Mouysset, vem defendendo a necessidade de aquela empresa trabalhar em novos modelos para, como disse ao portal “Mer et Marine”, “não se deixar distanciar tecnologicamente”.

Empresa alemã domina 81% do mercado mundial

A questão é que o “Scorpène” foi concebido há mais de dez anos, sendo herdeiro do casco do submarino tipo “Rubis”, versão Amethyste. Outro dado de mercado ilustra também a diferença entre os produtos disponíveis para a Marinha do Brasil, levantando suspeitas sobre a qualidade dos escolhidos.

Um relatório elaborado por oficiais da Marinha brasileira, que tomaram como base relatos de colegas que já operaram os “Scorpène” adquiridos pelo Chile, registrou fragilidades no sistema. O documento afirma que “a manutenção é cara e complexa”, e que a qualidade do material é inferior ao do modelo alemão.

A aceitação dos submarinos (de várias classes) da HDW tem sido bem maior: a empresa domina 81% do mercado mundial, enquanto a DCNS tem 13%. Nos últimos três anos, a empresa alemã entregou 17 deles a cinco países. A francesa não entregou nenhum.

FONTE: O Globo

NOTA do BLOG: Na verdade, em 2006, a COFIEX (Comissão de Financiamentos Externos – órgão do Ministério Planejamento, Orçamento e Gestão), aprovou a contratação por empréstimo de 882,4 milhões de euros para modernização pelo Consórcio Alemão dos atuais cinco submarinos da classe “Tupi” e a construção no Brasil de um submarino classe 214.

Com a mudança no Comando da Marinha, decidiu-se modernizar os “Tupi” com os americanos, via FMS (Foreign Military Sales), numa solução mais simples e barata, adotando também torpedos americanos Mk.48.

O Consórcio alemão então apresentou uma nova proposta onde a aprovação já existente da COFIEX (de 882,4 milhões de euros) cobria projeto e pacotes de materiais para a construção no Brasil de dois (2) novos submarinos da classe 214, inclusive a expansão da infraestrutura local e os custos locais de construção, além de uma abrangente transferência de tecnologia para a elaboração do projeto de um submarino próprio brasileiro e a transferência de tecnologia para elaboração do projeto, construção e manutenção de sensores submarinos e sistemas de combate.

Do ponto de vista técnico, seria mais racional continuar com a tecnologia alemã, já que a Força de Submarinos da MB é formada por unidades de projeto alemão, o que baratearia a manutenção e o treinamento das tripulações.

Mas a decisão do Governo pela continuação do desenvolvimento do Programa Nuclear da Marinha, visando no futuro construir um submarino de propulsão nuclear, abriu espaço para a França oferecer a sua tecnologia, já que o país constrói submarinos nucleares.

Por outro lado, os franceses só se comprometem a prestar consultoria ao Brasil na área do casco do submarino, nenhuma tecnologia nuclear nos será repassada. Sendo assim, os alemães também argumentam que não teriam nenhuma dificuldade em ajudar o Brasil a projetar o casco do submarino nuclear, já que a parte da propulsão será totalmente brasileira.

Como o BlogNAVAL já tratou diversas vezes, o projeto e construção do submarino nuclear brasileiro, embora necessário do ponto de vista estratégico, esbarra em obstáculos técnicos, financeiros e de recursos humanos e é por isso um investimento de alto risco.

SAIBA MAIS:

  • Para ver a tabela comparativa entre o Scorpène e o U-214, clique aqui.
  • No início do Acordo Nuclear Brasil-Alemanha,  no final da década de 1970, o Governo Alemão, sabendo da intenção da Marinha do Brasil de construir seu submarino nuclear, ofereceu ao Brasil o navio-mercante de propulsão nuclear Otto Hahn. Clique aqui para conhecer a história.
- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Henrique

Caro Emmanuel… apenas para instigar seu comentário é bom lembrar que o Operário citado sempre foi sustentado pelo Sindicado e trabalho que é bom nada… Não estudou porque não quis, não aprendeu outro idioma porque não quis e hoje, o dito partido que lutou tanto contra as elites políticas (coronéis) está justamente aliado a eles… Srneys, Renans, Collors, Roseanas, Macieis etc..etc.. que tanto aviltaram e ainda aviltam o país. Creio que muitos aqui devam ter tb ficado sem suas cadernetas de poupança na era Collor, o mesmo que é aliado do “Operário” hoje. Meu caro, nada contra vc ou seu… Read more »

[…] Sobre as reportagens relativas ao projeto do submarino nuclear brasileiro, divulgadas recentemente por esse jornal, o Ministério da Defesa esclarece: […]

Didinho

Simplesmente a mesma coisa, pagar uma fortuna por tecnologia que ninguem quer, é antiga e que vai ser importante para as contas do governo frances. Essa historia de repassar tecnologia é importante, mas e se essa tecnologia for ultrapassada, vai servir pra que!!! Enquanto isso, nosso governo defende os franceses (estão sendo tao sacanas como muita gente acusa os EUA de ser!!!), mas vamos acabar comprando esses subs antigos e que não existem e rafales (pode falar o que quiser, mas os f-18 existem, funcionam e isto é inquestionável, já os franceses só existem na frança, pois ninguem opta por… Read more »

[…] A revelação de José Meirelles Passos, repórter consagrado por muitos anos de excelente trabalho para o “Globo” nos Estados Unidos, inclui duas exigências da vendedora francesa mas tipicamente brasileiras: a construção de uma base naval para os submarinos superados, não reivindicada pela Marinha, e a entrega da obra à empreiteira Norberto Odebrecht. Já se sabe, portanto, quem induziu o negócio escorchante no Brasil e, conhecidos os processos das empreiteiras, como foi conquistado. […]

Tiago Jeronimo

Acho que ficar tentando se esquivar da culpa não é o modo mais certo de fazer as coisas. Não adianta ficar dizendo que a matéria foi feita pelo “O Globo”. Se o Blog postou essa matéria totalmente parcial e a quase totalmente cheia de “inverdades” é porque ou concorda ou tem algum interesse com isso. Aqueles que repetem as mentiras ditas por outros são tão ou mais culpado do que os que criaram a mentira. É verdade que o blog é totalmente imparcial em relação as matérias que publica, com a única exceção dos submarinos nucleares, onde é notado um… Read more »

Nunão

Walderson, a explicação é para os leitores do blog que podem entender uma explicação (seu caso, por exemplo) porque, apesar de não ser da nossa política “passar recibo”, há coisas que é bom esclarecer. Logicamente, quem não quer entender, não entende, então nesse caso não adianta escrever, e não é para esse público que escrevemos… Djba, sobre sua pergunta, sugiro utilizar o campo busca, no canto superior direito da página do Blog. Se buscar corretamente, vai achar uma notícia anterior à da Isto é sobre o assunto, com mais de 60 comentários. Aos que desejarem malhar o blog, sugiro utilizar… Read more »

Walderson

Nunão,

vc ainda tenta explicar? Não adianta. A galera não quer entender. É diferente. O pessoal lê a notícia, mas não o rodapé, a NOTA DO BLOG. Se assim fosse, entenderiam que a notícia não foi criada por vcs. Enfim, não adianta. Eu da minha parte, fico feliz pela existência deste blog, pela maneira como são colocada as notícias.

Agora, Nunão, para o colega Djba ficar feliz, sugiro a criação do Blog POLICIAL. Aí, poder-se-ia publicar notícias policiais de prisões etc.

Um abraço a todos.

Corsario 01

Douglas, a MB irá enviar um numero elevado de engenheiros em breve para a França.Não posso informar quantos, mas serão muitos! O que será que nossos engenheiros irão fazer lá? Curso de Somelier, beber água Perrier? tenho certeza que não. Paro por aqui. Acho que agora compete a MB clarear isso. Só posso afirmar que todos os comentários aqui malhando o acordo com a França são extremamente simplistas, ou seja, não levam em consideração muitas coisas que fazem parte do contrato. Alguns até brincam que o cimenta está caro demais. rsrsrsrsrs Eu entendo esta inocência pelo fato dos dados não… Read more »

Walderson

Em tempo,

sugiro que LEIAM LOGO ABAIXO DAS NOTÍCIAS UMA PARTE CHAMADA: FONTE.
Ela nos mostra de onde foi tirada a notícia. (Acho que me fiz enteder, né?)

Um abraço.

Nunão

“Cícero Beserra em 13 Jul, 2009 às 13:54 Foi a noticia mais infeliz já postada no blog. – Se 4 submarinos alemães, e mais um casco inexistente pára submarino nuclear, mais uma base de submerssiveis e transferÊncia de tecnologia alemã custas apénas 670 milhões de Euros… – Manda embrulhar uma centena por 6.7 bilhões então!!! – Fala sério, os Politicos são mesmo sem noção. Eles mesmo votaram Lei garantindo que as FFAA estavam livres de licitações em compras de Defesa e Material Bélico, agora os animais quem nem sabem explicar o conteudo de uma LEI como a “Maria da Penha”… Read more »

gerson carvalho

Saudações!

Caros amigos sei que o preço é muito alto e parece até inacreditável! mais vcs acham que este valor é apenas pelos submarinos e as bases? creio que não! na verdade acho que a Freança vai passar mais que apenas o casco do submarino nuclear, apenas isso não pode ser oficializado pois niguém transfere tecnologia nuclear! tenho certeza de que logo que aprovado e construido as bases logo o Brasil aparecerá com um submarino nuclear! aguardem! ha e não vai demorar 20 anos como gostam de dizer.

Djba

Caro Nunão,

Se o site é isento por que não colocou as notícias que sairam na Isto é sobre a prisão do Sr. Euclides Matos ex-chede do Estado Maior? Estas notícias foram vinculadas como uma nota na semana passada e esta semana uma matéria inteira de duas página.

Djba

paginas

Norberto Pontes

é válido lembrar que o Brasil optou por um fabricante que fabrica submarinos atômicos, e a Alemanha não o faz.
Agora concordo com o preço exorbitante de repente seria melhor optar por subs convecionais com AIP e tê-los mais rápido do que o futuro sub “brasileiro” só daqui sei lá quantos anos. é dureza…..
o negócio é ouvir um reggae como estou fazendo hehehe

AJS

Não se preocupem, a Inglaterra, está chiando o que pode com a França, pela possibilidade de transferência de tecnologia para produção de casco de SN no Brasil.
Abaixo da linha do Equador, SN não pode.

Cícero Beserra

Foi a noticia mais infeliz já postada no blog. – Se 4 submarinos alemães, e mais um casco inexistente pára submarino nuclear, mais uma base de submerssiveis e transferÊncia de tecnologia alemã custas apénas 670 milhões de Euros… – Manda embrulhar uma centena por 6.7 bilhões então!!! – Fala sério, os Politicos são mesmo sem noção. Eles mesmo votaram Lei garantindo que as FFAA estavam livres de licitações em compras de Defesa e Material Bélico, agora os animais quem nem sabem explicar o conteudo de uma LEI como a “Maria da Penha” que eles votaram a pouco tempo para um… Read more »

Patriota

Pq este deputado não para de falar o que não sabe e vai discutir na camara projetos de infraestrutura , educação, saude e etc, afinal é para isto que pagamos o salario dele. A proposta francesa é muito mais abrangente do que a feita pelos alemães , teremos transferencia de tecnologia, cooperação para construção do sub nuclear e etc. Não podemos esquecer que a Grecia chegou a rejeitar um submarino de fabrico alemão recentemente pois este apresentava problemas serissimos, problemas muito mais graves do que os apresentados pelos Skorpène comprados pelo Chile. E quanto ao desempenho dos dois sub abos… Read more »

Corsario 01

Eu concordo, mas vc tem que admitir que qualquer outra empreiteira que estivesse escolhida, seria acusada disso e aquilo tb.

marujo

O q

PC

Sem entrar no mérito da discussão IKL/DCNS, a matéria é extremamente tendenciosa. Basta ver que fala na compra de “quatro submarinos convencionais, da classe Skorpène, mais o casco – um pouco maior – de uma quinta embarcação desse tipo”, sem sequer mencionar que a “quinta embarcação” será o nosso SubNuc. Pô, já é praxe ver que os jornalistas em geral (não são todos não viu Galante – mas é a maioria) escreve sem saber sobre o que está escrevendo, só que essa matéria já beira o ridículo pela tendenciosidade e falta de informação. Matéria paga pela IKL – jabá para… Read more »

PC

Onde se lê “escreve” leia-se “escrevem” e daí por diante. Acho que o meu teclado (eu) comeu todos os plurais e concordâncias.
rsrsrsrsrs
Sds

marujo

O que me deixa p. da vida é que se as autoridades brasileiras não fazem nada, são criticadas. Se fazem, são criticadas também. Ninguém confia na capacidade delas de saber escolher o melhor para o Brasil. De identificar entre as propostas de equipamentos apresentadas, aquelas que mais atendem do ponto de vista operacional ou que abrem melhores janelas para transferência de tecnologia. O melhor é sempre o que o outro escolhe. O Corsário está certo quanto a choradeira alemã. Eles sabem que tem muito dinheiro em jogo, logo querem assegurar para si uma quantia razoável. Já que perderam os submarinos… Read more »

frederico augusto marques

Defesa no lugar de desesa…

Mengo

É impressionante com Vocês não estão vendo o óbvio. A Odebrecht ainda não havia levado o presentinho dela, como as demais empreiteiras; daí entrar no bolo.
Outro ponto: final de governo, necessidade de fazer caixa para a campanha da Dilma…………..

Corsario 01

Olhe, pode até ser que a empreiteira esteja sendo beneficiada, mas, não foi a DCNS quem a escolheu para realizar as obras?

Vocês queriam uma construtora francesa aqui no Brasil?

O governo exigiu uma empreiteira brasileira. Se fosse qualquer outra as mesmas criticas também existiriam.

Quem contratou a Odebretch foi a DCNS. É ela quem irá pagar a construtora.

Mas sempre pode sim, ter algo de podre no reino de Avilã!!!!

Parafraseando um critico ferrenho da MB. hehehehehehehe

Dalton

Caro mauricio R. vc questionou lá em cima, o porque dos ingleses terem sido deixados de fora da disputa. Os ingleses estao construindo uma classe de submarinos, Astute, que sao muito maiores até mesmo com relaçao aos novos submarinos nucleares que a França está construindo, portanto nao enquadram-se nas necessidades da nossa marinha. Na verdade os ingleses estao com o cronograma bem atrasado, acima do orçamento e ainda contando com alguma ajuda tecnica dos EUA. Os Astutes sao a contrapartida dos Virginias americanos, só que enquanto 5 Virginias já foram comissionados nos ultimos 5 anos, o primeiro Astute ainda espera… Read more »

muscimol

Frederico Augusto ……desculpa la mas estas a gozar nao estas….entao queres que a malta so de palpite depois do acordo for assinado e nao se poder mudar nada ….deves estar um pouco habituado a ditadura dos anos 60-70!!

que eu saiba o Brasil e uma republica …res publica no latim que quer dizer assuntos do povo …e nao assuntos dum punhado de individuos …isso chama-se oligarquia!!!

Giovani

Não acreditem em tudo que leêm mesmo que seja no O Globo.

Igo

Arcanjo,

Os russos nunca transferiram nada de suas tecnologias navais, os americanos …. deixa pra lá (rsrsrs), os ingleses nunca ouvi falar, os suecos seriam um opção e os espanhóis. O problema desses dois últimos é a questão nuclear. Sei que muitos criticam o SSN, mas vocês serão obrigados a concordar que esse acordo seria o melhor para nosso SSN, não estou entrando no mérito de o mesmo ser bom ou ruim, estou apenas mostrando que a estratégia foi bom. Se teremos bons frutos… veremos. Eu acredito que sim, mas com certeza alguns serão podres.

Sds,

ARCANJO

Que vai ser assinado eu sei, já está tudo armado há muito tempo. Agora só para reiterar: paremos com o cacoete de ficar falando nos alemães o tempo todo! Eles a esta hora devem estar cuidando da vida em outras paragens que conduzam processos de compra com mais rigor. Eles vendem submarino como pão quente, devem estar bastante satisfeitos. Portanto vamos esquece-los. Mas ficar só com os franceses é muito feio, muito feio mesmo! Esse processo vai entrar para a história! E não está livre de ser paralizado e totalmente revisto em futuro próximo pois não resiste à uma análise… Read more »

alessandro

Fiquei desapontado com o blog, o lobby faz parte, mas isso já é demais. Talvez o erro da DCNS foi não ter levado vocês para passar um tempo lá na França também!

Callia

Gostaria de saber da imensa experiencia alemã em construção de sub-nuc, a não ser que eles queiram imitar os franceses , peguem uma versão modificada do tipo XXI e enterrem um reator nuclear lá dentro.Qual parte não foi entendida que a compra dos scorpone está atrelada ao sub nuc?Tem mais, se o pais ou o globo querem reclamar façam, o seguinte!Olhem-se no espelho!Nos apenas estamos nesta situação ridicula devido a falta de seriedade do governo e aos cortes de verbas para a FAA que por si só soam como traição! A gente já perdeu a corrida , e estamos pagando… Read more »

muscimol

Quando as coisas nao sao transparentes este tipo de duvidas e normal….os defensores do pacote Frances podem fazer duas coisas: ou mostrar os numeros e os itens por preco ou calar e ouvir. agora nao podem esperar que o povo por nao perceber nada fique calado e engula o que os outros querem. Essa tatica do Dick Cheney de esconder as coisas so favoreceu a halliburton em contratos em que o preco de gasolina por litro era mais caro que Whiskey Escoces. So quem quer meter a mao ao bolso e que tem interesse em esconder os precos e as… Read more »

Fernando

Acredito que o grande problema seja um pouco da falta de transparencia no processo, dando oportunidades desta guerrilha de informações, como nesta matéria do O Globo.
O mínimo que a Marinha Brasileira deveria fazer é emitir comunicados cada vez que aparecem matérias neste sentido, e evitar mal entendidos.
A FAB se tocou, e através de seu orgão de comunicação social, emite notas, quando envolvem notícias tendenciosas ou como mera fonte desinformação.
E de se esperar.

Sds.

Callia

Otimo ! Coloquem tudo sobre a mesa , vamos convidar alguns ambientalistas para discutir o assunto também!Quem sabe o movimento viva são paulo , afinal de contas asuntos estrategicos e democracia participativa estão historicamente ligados…

Muscimol. Neste ponto concordo com vc , se fossem 8 , nem teriamos esta discussão.

SDS

frederico augusto marques

Este blog faz campanha para a HDW de forma aberta. Se o acordo ainda não foi assinado, como vocês podem saber os valores exatos envolvidos? Transformam uma simples especulação em uma guerra política. A verdade é que os militares que não aceitam um ministro da desesa civil se apoiam em parlamentares do PSB e DEM para atacar algo que ainda nem foi concretizado. Já que os Alemães são tão bons assim, por que o acordo nuclear fracassou? Vão dizer que a culpa foi somente dos brasileiros? Esses militares insatisfeitos com o comando civil deveriam tomar coragem e se expressar publicamente,… Read more »

ARCANJO

Igo, Em tempo. Pode esperar que logo logo vão aparecer os problemas com as “promessas” dos franceses. Foi assim no Chile, foi assim na Malásia, foi assim no Paquitão e foi assim na ïndia, onde estão sendo processados por falta de cumprimento do acordo de cessão de tecnologia, gerando atrazo de 6 anos no cronograma além de estarem sendo processados criminalmente por corrupção no processo de venda. Isso é que é armadilha mortífera! Foram esses antecedentes que nós compramas. Portanto, insisto: deixem os alemães de lado, estão vendendo como pão quente mas façam o certame seletivo com os demais fornecedores.… Read more »

Giovani

Na tabela comparativa dos Subs, mostra que segundo fontes a MB estaria descontente com o fornecimento de peças dos U-209 Brasileiros por parte do Alemães.
Também não critico o IKL, mas acho que está na hora buscar outro fornecedor e não ficar dependendo só dos Alemães.
O Acordo foi feito no fim do ano passado e ja vinha sendo discutido a pelo menos uns 2 anos, a MB teve bastante tempo para analizar as duas propostas, optou pelo Scorpene, nada vai mudar o contrato será assinado e pronto.

ARCANJO

Já que fui classificado de espião alemão fui, automáticamente, chamado de burro porque ser espião a troco de banana é muita burrice mesmo. Pior, temem que eu também seja agente de O GLOBO … também a troco de banana é burrice em dobro pois a família Marinho poderia me patrocinar. Penso numa boa recompensa principalmente quando veja tanta gente engatada furiosa e frenéticamente na defesa dos submarinos franceses. Mas esses poços de virtudes, certamente agem por simples “amor à arte” sem interesse algum, ao contrário deste pobre espião otário. De qualquer forma,já disse que se produto alemão causa tanta alergia,… Read more »

ARCANJO

Já que fui classificado de espião alemão, fui chamado de burro porque ser espião a troco de banana é muita burrice mesmo.

Principalmente quando veja tanta gente engatada na defesa dos submarinos, certamente por amor

Papagaio

Complementando meu post anterior, posso estar enganado, mas o ilustre Deputado, digo Excelência, citada na reportagem, Dep Federal Júlio de Minas Gerais, se não me engano, repito que posso estar enganado, é um antigo cabo da PM de Minas que ficou famoso por um quase motim que conduziu e se elegeu Deputado.
É essa Excelência que de Cabo da PM vira especialista em Submarinos.
Onde que este país vai parar ?
Abraços,

Igo

Esse Blog quando fala de submarinos está longe de ser isento. Brincadeira isso aqui. Os Alemães sacanearam o Brasil com a transferencia do fornecimento de peças para uma empresa terceira, que cobrava 30-70% a mais pelo mesmo produto. Os alemães se negaram treinar mais engenheiros brasileiros, eles se negaram a nos ensinar a projetar subs, eles se negaram a usar as baterias desenvolvidas por nós, eles se negaram a modificar o projeto com nossas experiências em subs, eles estavam cobrando 1 bi de dólares por um IKL 214, eles não possuem tecnologia de subs nucleares (casco), entre outras coisas. E… Read more »

CADU

Coarsario 01.
Boa Noite.
Eu não entendo nada de submarinos, mais acho que tem foristas aqui que deveriam estar no processo de compra dos submarinos Brasileiros, pois entendem mais que o almirantado e engenheiros da MB, não entendo porque não são aproveitadas estas mentes tão previlegiadas, isso deveria ser causa de uma CPI, rsrsrs, é por isso que esta nação não vai pra frente.
Saudações.

Mauricio R.

“O contrato com a França são para 04 SBR e 01 Sub Nuclear,…” Não, são somente os 4 submarinos convencionais, mais a consultoria p/ o projeto de um casco de design diferente p/ o submarino nuclear e não um SSN completo, pois a propulsão será brasileira. “além do Estaleido e a nova Base,…” Vc quer dizer estaleiro, mas por um acaso quem são a DCNS e o governo da França p/ nos dizer qndo, onde e c/ quem construir um estaleiro e base naval p/ o nosso submarino nuclear, cuja planta motriz é de projeto e lavra nacionais??? “além da… Read more »

Angelo Nicolaci

não seria viavel a revitalização das instalações do antigo estaleiro caneco? tem o maior dique seco da AL senão me engano é isso MO e Corsário?

Tiago Jeronimo

Mais um post metendo o pau no scorpene e na escolha da marinha. Tá se tornando rotina já…

Mauricio R.

“não seria viavel a revitalização das instalações do antigo estaleiro caneco?”

E construir uma “bomba atômica controlada”, próximo ao centro do Rio???

Já saiu da recuperação judicial???

E o arrendamento desse estaleiro á Rio Nave???

Mauricio R.

“Mais um post metendo o pau no scorpene e na escolha da marinha. Tá se tornando rotina já…”

Não de maneira alguma, mas é metendo o pau na forma como se adquire material bálico em geral, no Brasil.

Gunter

Impressionante como após tantas evidências, todos os dias, sobre qualquer assunto, de como a nossa mídia é tendenciosa, e está em busca de factóides, escandalos, as pessoas ainda consideram como expressão da verdade o que é publicado por Folha, Estadão, O Globo, etc. Eu ja estava prevendo este tipo de denuncia na grande mídia, principalmente, após ler comentários repetitivos aqui mesmo no blog, de pessoas, que pela veemência com que criticam o negócio, se fazendo de alarmados e indignados, escondem o verdadeiro interesse por traz de tanta virulência. Não era preciso ter bola de cristal para imaginar o mesmo comentarista… Read more »

Corsario 01

Robson,

209PN = 214

Apenas a denominação portuguesa foi alterada por problemas internos.
Na hora H, eles precisaram alterar. Coisa de doido!

Musashi, não é preciso ser expert em subs para pescar tudo o que aconteceu desde o inicio do processo para ver que isso publicado é hiper tendencioso, pró chucrutes.

Agora, até o estepe do Scorpene é ruim. kkkkkkkkkkkkkkkk

Publicidade
- Publicidade -
Parceiro

Últimas Notícias

Dois porta-aviões dos EUA entram no Mar da China Meridional para ‘combater influência maligna’

Dois grupos de porta-aviões dos Estados Unidos entraram no disputado Mar da China Meridional para treinamento, disse o Departamento...
- Advertisement -