sexta-feira, maio 27, 2022

Saab Naval

Novas escoltas para a MB: serão 10 navios, 6 de emprego geral e 4 antiaéreas

Destaques

Alexandre Galante
Ex-tripulante da fragata Niterói (F40), jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

fremm-3

vinheta-exclusivoO Comando da Marinha do Brasil deu início aos estudos de RAN (Requisitos de Alto Nível) para a aquisição de 10 novas escoltas, sendo o primeiro lote de 6 navios EG (para guerra anti-submarino e guerra de superfície) e outro lote de navios para guerra antiaérea (AAW).

A configuração básica dos navios compreenderia um canhão de médio calibre de 127mm, mísseis antiaéreos Aster (modelo 15 ou 30), mísseis antinavio Exocet Block III ou o nacional MAN-I.

A Marinha do Brasil já recebeu propostas de estaleiros americanos, franceses, alemães, espanhóis e sul-coreanos. Das propostas analisadas, serão definidos 2 ou 3 finalistas, que apresentarão propostas detalhadas posteriormente, inclusive para a produção dos navios no AMRJ.

Construídas no Brasil, a versão de emprego geral custaria cerca de R$ 1,8 bilhão a unidade. A versão antiaérea, R$ 2,3 bilhões.

Holanda, Dinamarca, Rússia, China e Índia pediram informações sobre o Programa da Marinha do Brasil, mas até agora não enviaram propostas.

- Advertisement -

69 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
69 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lucas Calabrio

Prezados
Creio que o Brasil fez uma jogada conhecida no poker como All-In (tudo dentro) ou seja apostou todas as suas fichas com a França e ao que tudo indica não é blefe.
sds

Lucas Calabrio

Prezados
França novamente vencedora
sds

Lucas Calabrio

Subs (convencional e nuclear), helicoptéros,f-x2, NAe e agora os navios escoltas.
sds

Jose Peixoto

Senhores, Devemos pensar que no dia de hoje, com o que temos na marinha, aeronautica e exercito, poderiamos nos defender???? Acho que nao, entao a nossa politica ate aqui foi correta??? Acho que nao! Guerra e resultado!Resultado se alcanca com o melhor equipamento! Entao.. vamos ser praticos…temos que gastar dinheiro… valorizar nossos tecnicos e cientistas… ter equipamento de ponta em qualquer area…vejam os exemplos dos americanos e israelense… eles nao sao fantasticos!Entao sigam os seus exemplos… vamos gastar… mas vamos gastar bem: quero o melhor caca, o melhor navio, o melhor tanque, o melhor porta avioes… e assim por diante.… Read more »

Alado

Dez escoltas em torno das 6000ton (6 de EG + 4 de AAW), quatro Sub convencionais mais o NUC, São Paulo “M” + A-4M + S-2M (no futuro, A-13 quem sabe com o F-X2), Navio Multipropósito, helicópteros, etc…

Parece que o barco está andando, digo navegando, ao menos no campo das ideias… 😀

General

Mas quais seriam os tipos de embarcações(nomes)?

LeoPaiva

Também concordo que a França esteja sendo considerada favorita nas concorrências, mas é muito importante que a concorrência seja sempre acirrada, sempre forçando os preços e o maior repasse de tecnologia. Os coreanos, por exemplo, fizeram uma proposta inicial bem arrojada, fabricar no Brasil 4 KDX 2, mais baratas que as FREEM, e ainda por cima com uma DOAÇÃO de 10 corvetas classe Pohang, de 1200ton, para a MB. Os franceses que se virem para melhorar a proposta dos coreanos, vai ser uma grande concorrência, e com o passar do tempo as propostas vão ficando cada vez melhor. Só não… Read more »

MarcoAntonio Lins

Sr War

Gostei do comentario.Quero que seja logo assinado este acordo.

X-nobe

Ainda bem, chega de sucata para nossa marinha, chega de sucata para nossas forças armadas, agora só converta de ultima geração.

Ricardo

Ivan, Vou fazer uma analogia meio burra ok ? De que adianta sua diplomacia diante de um ladrão ? O ladrão sabendo que vc não pode mais portar por lei arma de fogo, sabe que sua casa e você esta desprotegido e pode hipoteticamente fazer o que quiser, pois vc não tem como “hipoteticamente” revidar ou resistir… O mesmo acontece com o litoral Brasileiro, 95% dos produtos que vem ao Brasil ou saem dele vão por esta via. Se vc estrangula ela vc acaba com o Brasil… Por isto é bom ter algo que um possível “adversário” pense ser difícil… Read more »

Musashi

Os MAN-1 vão ser utilizados para equipar outras meios navais, os mais antigos, e menos preparados. Da mesma forma que o Torpedo Nacional, que deve estar operacional na época.

Se o acordo com a França é realmente tudo aquilo que comentam, mísseis, sistemas, etc… A França ja ganhou, e tem que ganhar este tambêm.

McNamara

Comentário 1 – Ver para crer!!!!
Comentário 2 – Em que ano todos esses navios estarão operacionais???
Comentário 3 – Será coisa de pré-campanha eleitoral?????

Lobo do Mar

Sonhar não custa nada, no pais da maravilha (com nossos politicos), nossa MARINHA vai ser de verdade lá por volta de 2500.

Cantarelli1

FX da fab agora o FX da MB e a novela comesa outra ves nosso FX-2 aereo nao comento+ vou esperar a escolha da FAB para comentar e quanto ao fx naval vou esperar as propostas da MB aos paises.

lucas lasota

Ja somos fregueses no futebol, vamos ser na defesa tambem…

Acarpetado

“Só ficou mesmo o pessoal que tem amor pelo que faz, porque o resto se esconde no chão.”

Fial, só ficou a bordo quem é obrigado hj em dia! Infelizmente a política de desvalorização de pessoal embarcado só deixa os desmotivados e churrascos servindo a bordo. Os “bem pontuados” só querem saber de chão!

Alado

Bronco,
eu concordo que dez escoltas são pouco para o tamanho da costa brasileira e o tamanho das nossas pretenções. Agora, se esse número de 18 a 22 escoltas for complementado por corvetas tipo a Barroso acho que estariamos muito bem servidos!

[…] Novas escoltas para a MB: serão 10 navios, 6 de emprego geral e 4 antiaéreas […]

Lucius Clay

Fico pensando, será que não seria melhor assinar logo esses contratos, já pensou no ano de eleição se assina… Vai dar uma confusão e o próximo governo não vai validar porque vai dizer que só o governo atual ganhou “bola”…

Por que não escolhemos um projeto menor de 1.800 t e começamos a construir umas 10, estas fariam um trabalho de apoio menor, mas com poder antiaéreo e de superfície suficientes para apoiar as de 6.000 t.?

Lucius Clay

As FREMM seriam feitas duas logo por lá mesmo, com acompanhamento de técnicos brasileiros e nesses tempo parte da produção seria totalmente transferida pra cá, então construiríamos mais 10 aqui! Bom é só uma idéia!

Rafael

A fase de concurso será mais para abaixar o preço da frança.

WAR

Estamos no ano da França no Barsil. Nada mais natural, desde que o que for adquirido seja no estado da arte e a preços “razoáveis”, com a famosa transferencia de tecnologia e ainda fabricados aqui. Dez para o Jobim e os militares envolvidos. Chega de sucata e compras de ocasião. Não importa quem ganhe as eleições de 2010. Não tem mais retorno. Agora é o país. O nosso. E ninguém tira. Bom FDS a todos.

Patriota

Acredito que os 3 condidatos mais fortes do “FX naval” serão Espanha , Coreia do Sul e França, sendo a proposta francesa a favorita na disputa.

Hornet

Opa! Já começou o “FX-naval”…pensei que o MD esperaria anunciar o resultado do FX2 prmeiro, para então começar o “FX” da Marinha. Lucas, acho que de novo a França sai na frente…é aquilo que sempre comentamos no blog aéreo: o acordo Brasil-França pesa nessas horas. Se isso decidirá para os navios franceses ou não, são outros quinhentos…mas que a França sai na frente de novo, acho que sai. É o tal negócio, o Brasil procurou vários países para criar uma parceria estratégica de Defesa…nenhum deles se interessou. Só a França se interessou e assinou o acordo. É evidente que este… Read more »

fullcrum

Assina depressa que ano que vem ninguém vai trabalhar no alto escalão a não ser para a campanha política.Equipamentos e adestramento já para nossas FA´s.Brasil acima de tudo!!!!

Hornet

War, também gostei de seu comentário. Acho que o espírito da coisa é esse mesmo…aos poucos o pessoal mais cético vai entender o que está acontecendo. Uma vez fechado esses acordos durante o atual governo, o máximo de ruim para o reequipamento das FAs que pode acontecer num próximo governo, mesmo que este seja totalmente desleixado para com as FAs, seria não criar outros planos de reequipamento. Mas esperamos que não tenhamos tanta má sorte assim com o novo governo. De qualquer modo, os acordos já assinados continuarão, os contratos já assinados prosseguirão. São contratos entre Estados e não entre… Read more »

Bronco1

Belíssima notícia! Pra quem esperava por 6 e achava que no fim só viriam umas quatro, 10 está muito bom! Mas acredito que em 2025 estas unidades sejam complementadas por navios de segunda mão. É absolutamente inadmissível que confiemos a apenas 10 navios (ainda que bem armados) a defesa do nosso vasto litoral. Particularmente creio que um número em torno de 18 a 22 escoltas estaria mais de acordo com o tamanho e a projeção internacional do Brasil daqui a 16 anos: maior do que hoje e provavelmente em transição para um patamar de mais destaque, além de ser o… Read more »

Giovani

Acho que esse projeto deve ser conduzido de forma isenta de preferencias do Ministro, do Presidente, sei lá.
A MB tem que analizar todas as propostas de forma tecnica e tirar o maximo dos concorrentes aquele que oferecer o melhor custo beneficio vence e pronto.
Porque agora temos que comprar tudo dos Franceses?

Mauricio R.

Não acho essa parceria francesa lá mto boa, já de cara nos empurraram um navio-patrulha de 20 anos atrás, estão criando problemas p/ a inclusão do Siconta e do Defensor em suas propostas.

arcalado

Será que vamos ter dinheiro para tudo isso, Subs, FX, FX naval, Urutu III ? Sou um pouco cético.
Só estou vendo o governo falar em Bilhões para todo lado e a receita diminuindo.
Mas o governo adiou tanto que agora nós precisamos de reaparelhamento em todas as Forças Armadas.

Gilberto Rezende

Caros, 10 escoltas não é só pouco, é incongruente com a END que prevê a criação de duas frotas com dois NAe.

Um grupo tarefa nucleado com NAe tradicional tem de ter pelo menos 8 escoltas em missão operacional. Uma frota para ter 8 escoltas operacionais sempre tem de possuir de 12 a 14 unidades no seu inventário.

Por isso não está fechando…

AJS

Uma compra significativa, quase o dobro da última compra de escoltas novas , as 6 Niteroi.
Nada impede que mais pra frente sejam adquiridas mais unidades, quanto ao dinheiro a ser investido, o será gradativamente, e com empréstimos a longo prazo.
Quanto ao fornecedor, os técnicos da MB certamente saberão escolher dentre as propostas apresentadas, de acordo com as definições da Arma.
Sds.

alan

Esses valores estão absurdamente distantes…ou inicialmente cotou-se muito baixo (o q acho difícil, já q eram propostas dos fabricantes) ou agora alguém está acelerando demais!!! quem está certo afinal??? esse preços são de Aegis pra cima!

Alfredo_Araujo

Não sei pq a surpresa…
O mundo todo caminha no sentido de diminuir a quantidade de vetores, porem, aumentando a capacidade de combate dos novos vasos..
Pq o Brasil seria diferente ??

Eu tenho mais medo do pós-compra do q do pré-compra!!

Como iremos manter modernas fragatas AAW se nao temos condições para manter corvetas Inhauma e fragatas Niterói??

Angelo Nicolaci

Vejam esse video muito legal sobre as 10 melhores marinhas do mundo

Robson Br

Não sei se a França tem tanto dinheiro para financiar todas essas compras do Brasil. Eles estiveram com dificuldades para fechar os submarinos e estam levando quase um ano para isso. O Brasil também tem um acordo militar com os italianos e as FREMM são uma parceria com a Itália. Acho também que a MB poderia ter umas dez escoltas do porte das Niterois.

CELIO ANDRADE

Acho que estamos avançando..
Tb acho que deveríamos aceitar a proposta coreana e comprar as 10 freem….teríamos 2 tipos de tecnologia no pais, incrementariamos o parque naval e poderíamos pensar em desenvolver com esses estudos em cima dos projetos franceses e coreanos versoes modernas das Barrosos e NITEROI..AI NUM PLANEJAMENTO INDEPENDENTE DE GOVERNOS , A MARINHA SEMPRE TERIA MEIOS NAVAIS NOVOS SEGUINDO CRONOGRAMA, COMO FAZEM OS eua.

RL

Não demorando uns 8 anos para ser finalizado o FX-NAval, já seria um grande passo.

Más vamos torcer, estou otimista.

Caipira

O valor dos investimentos em aquisições está realmente bom….o que me preocupa são os recursos para manter esses meios operacionais….tão importante quanto adquirir é ter recursos pra manter operacional….atualmente a grande maioria dos nossos meios navais não estão encostados por falta de manutenção ou até mesmo falta de combustível?
Não tenho visto notícias com investimentos para as FAs no sentido de manutenção dos meios…toda semana(e é muito bom ver essas notícias)vejo notícias com aquisições, mas o orçamento anual das forças não deve aumentar muito pra manter esses meios funcionando plenamente?

Bosco

Acho excesso de otimismo na minha modesta opinião.
Deveríamos investir em corvetas para uso geral e no máximo 6 navios de defesa aérea de maior porte (acho razoável 4). Além disso precisamos de submarinos convencionais e de um navio de função múltipla (porta-helicóptero de assalto).
Além, é claro, de nossos meios de patrulha.

Dalton

Sábias palavras Caipira… de qualquer forma, uma grande noticia, porém nao esqueçamos que estes navios virao substituir e nao adicionar, sim, porque, por mais modernos e poderosos que sejam os navios acima, nao poderão estar em dois lugares ao mesmo tempo. Navio de guerra novo é uma maravilha nos primeiros anos, e voce pode contar com uma taxa de utilizaçao bastante alta. Com os anos, os navios passam mais tempo em manutençao que torna-se mais cara, enfim, voce precisa de 10 navios para ter 5 em média em condiçoes de uso portanto a necessidade de ter um nr muito maior… Read more »

Bosco

Pelo que eu sei o MAN-1 não seria ideal para essas escoltas já que eles têm um alcance muito reduzido, equivalente ao Exocet Block 1, em torno de 70 km. O ideal seria mesmo os Exocet Block 3 com 180 km de alcance.
Os MAN-1 são mais adequados para armas aeronaves e submarinos.

João Curitiba

Caro Alan

Você lembrou bem. Um aegis da US Navy custa em torno de um bi de dólares. Logo, pelo jeito teremos o topo do estado da arte. Ou os números estão errados. Com o tempo o assunto será melhor esclarecido.

Abraços

Dalton

Existem 22 cruzadores e 56 destroyers “Aegis” na US Navy e outros 6 destroyers em construçao, portanto o preço de 1 bilhao de dolares em média por unidade deve estar “diluido” pela grande quantidade.

Talvez, o fato dos nossos navios custarem o mesmo, nao signifique que sejam tao ou mais capazes, pois pelo que já foi anunciado aqui no blog, estes navios serão menores que um destroyer Arleigh Burke e terao um numero menor de celulas verticais para misseis.

abraços

Ricardo

O que impede a MB de fazer uma “Niteroi – MOD” Atualizada tanto no casco como sistemas e etc etc etc ?

Torço para a FREMM, mas convenhamos os Coreanos vão entrar nesta para ganhar e vão forçar mais coisas com certeza…

E com a China, com a aproximação das Marinhas, será que ha algo que a China possa oferecer ?

Direto do Fundo do Mar

Engraçado esta info. O DCNS informou atraves de seus diretores que cada FREEM sairia por 650 milhões. Um AEGIS custa mais de 1 Bi, logo, se sabemos que a MB não terá nenhum AEGIS, como nossos escoltas poderão custar 1,8bi ? Só se já está incluso a comissão do senado do congresso dos aspones dos atravessadores dos ??????? sei lá mais quem para se chegar neste numero. Onumero de escoltas está errado. Os valores estão errados, enfim, foi um bom chute, mas não possui o minimo de credibilidade. Tive acesso a PEAMB e os numeros são 100% divergentes dos expostos… Read more »

ivan

Perguntas para os amigos do blog:

a) nada entendo de Guerra. Talvez entenda um pouquinho de diplomacia e sensatez.
MAS PARA QUE NOSSO PAÍS PRECISA DE UMA FROTA MODERNA????
HÁ ALGUMA AMEAÇA AO BRASIL, num futuro de ,por exemplo, alguns anos?
Inimigos ocultos? Projeção do “PODER BRASILEIRO”? Combate aos piratas? Proteção da Amazonia? PARA QUE PRECISAMOS DE UMA FROTA MODERNA?
Não é ironia. É só uma pergunta.

b) o que se entende por “Doutrina Militar”?

Obrigado e um abraço aos amigos, ao Galante e principalmente ao grande Marcelo Ostra.

Direto do Fundo do Mar

a) Vc tem razão, devemos inclusive iniciar uma campanha para abolir as fechaduras de nossas casas. Acabar com os muros, cercas e mandar todos os porteiros embora, afinal, não há necessidade de nada disso no mundo em que vivemos. Nosso país é pacifico e ninguem nunca irá atacar nossas LMC e invadir nosso territorio. Vc esta certo. Vamos guardar nosso dinheiro para os PETRALHAS. b) A Doutrina Militar é um conjunto harmônico de idéias e entendimentos que define, ordena, distingue e qualifica as atividades de organização, preparo e emprego das forças armadas. Engloba ainda a administração, a organização e o… Read more »

Marcelo Martins

Só acredito na hora que baterem as quilhas!!!!

cronista

Levei bordoada de tudo quanto é jeito quando disse que o programa era sério….Só lamento que esse governo tenha efetivado estas medidas na segunda metade do mandato…..Não quero nem pensar na possibilidade do sucessor ser “comedido” como foi o FHC….
Nas escoltas eu preferiria as KDX para emprego geral e as FREEM para defesa aérea, mas essa “separação” de fornecedores não deverá sera dotada…além disso o míssil é o Aster…….

- Publicidade -
Publicidade
Parceiro

Últimas Notícias

GRÁFICO: Marinha Chinesa em 2025

No gráfico abaixo, os principais navios de guerra de superfície da Marinha do Exército de Libertação Popular (PLA Navy),...
- Advertisement -