Home Noticiário Internacional Austrália começa a projetar a perspectiva de substituição dos ‘Collins’

Austrália começa a projetar a perspectiva de substituição dos ‘Collins’

378
5

060725-N-7981E-172

O Governo australiano anunciou planos para substituir sua  frota de submarinos da classe “Collins”. É o maior projeto australiano de construção naval que já se viu e mesmo antes de quaisquer projetos de design serem elaborados, o Governo admite que enfrentará desafios enormes.
A classe Collins será substituída por 12 novos submarinos e a oposição quer saber se o plano é realista, dado que a RAN atualmente tem problemas para manter mais de dois submarinos da classe Collins na água de uma vez.

O Ministro da Defesa, Pessoal, Material e Ciência Greg Combet, não tem ilusões sobre o quão complicado pode ser um submarino. “Por exemplo, cada “Collins”  tem mais de 3.800.000 peças, 75 quilômetros de cabo”, e aí está a dificuldade, pois máquinas sofisticadas são extremamente caras,  suas tripulações são caras e difíceis de  adestrar  e igualmente difícil e caro de se manter.

“O projeto do submarino futuro está às margens da nossa presente capacitação tecnológica e  científica e será necessária toda capacidade científica, tecnológica e industrial que este país pode reunir. ”

Combet disse também que os submarinos da classe Collins valeram a pena todas as dores de cabeça que causaram durante seu projeto, desenvolvimento, construção e assimilação operacional  e seus substitutos serão essenciais para a defesa da Austrália: “simplificando, temos de ser capazes de levar para uma eventual situação de combate um vetor capacitado a se distinguir em ação e submarinos são uma mecanismo muito importante para se conseguir isso “.

A oposição quer saber se a proposta é excessivamente ambiciosa e questiona as justificativas do Governo para a duplicação da frota atual.  O porta voz da oposição, Bob Baldwin diz que se a Marinha atualmente só pode colocar dois submarinos no mar em um mesmo momento, então deve haver sérias dúvidas sobre sua capacidade de manter 12 unidades. “Se não podemos, como nação estabelecer e manter mais de dois submarinos em qualquer momento, como justificar 12 unidades? Governo irá continuar a investir em um projeto caro demais, pois hoje temos submarinos amarrados no cais e colocamos poucos  no mar “.

Sean Costello, ex oficial submarinista dos “Collins”,  hoje consultor de defesa e co-autor de um recente relatório sobre novos submarinos, encomendado pela Australian Strategic Policy Institute, concorda que muito se precisa mudar se os submarinos  forem realmente autorizados e  construídos. “Nossa Marinha está atualmente insatisfeita com o nível de disponibilidade dos submarinos e está se esforçando para capacitar e manter suas tripulações e capacidade de manter os  submarinos no nível de operacionalidade desejado, não devemos pensar que somos os melhores operadores de submarinos do mundo, pois no presente, temos algumas lacunas graves, mas pelo menos reconhecemos que temos essas deficiências e parece que o Governo está começando a tomar algumas medidas para corrigi-las”. Seu relatório estima que os novos submarinos poderão custar mais de $ 36 bilhões, mas também que se forem bem projetados e construídos, valerá  o preço elevado na relação custo x benefício, pois além de tudo, o desenvolvimento tecnológico e aprimoramento na construção de submarinos serão mantidos.

Os seis submarinos da classe Collins são: a-collins

Nome

Base  Naval

Construtor

Bat.quilha

Launçamento

Commissionamento

Collins (SSG 73)

HMAS Stirling

ASC, Adelaide

February 1990

August 1993

July 1996

Farncomb (SSG 74)

HMAS Stirling

ASC, Adelaide

March 1991

December 1995

January 1998

Waller (SSG 75)

HMAS Stirling

ASC, Adelaide

March 1992

March 1997

January 1998

Dechaineux (SSG 76)

HMAS Stirling

ASC, Adelaide

March 93

March 1998

February 2003

Sheean (SSG 77)

HMAS Stirling

ASC, Adelaide

February 1994

May 1999

February 2003

Rankin (SSG 78)

HMAS Stirling

ASC, Adelaide

May 1995

November 2001

March 2003

shield_collinsshield_dechaineuxshield_farncombshield_rankinshield_sheanshield_waller

Fonte: MARITIME PRESS CLIPPINGS 2009 – nr. 307

NOTA: Alguma semelhança com o atual estado operacional de nossa Força de Submarinos e uma possível comparação e projeção para o futuro operacional das novas unidades da classe “Scorpène” e o submarino nuclear?

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Danilo
Danilo
10 anos atrás

a nota foi boa ! kkkk

o projeto sea 1000 parece ser bem ambicioso , pretendem construir 12 submarinos, é tomara que seja possivel e que eles consigam.

PS: porque aqui no brasil é quase proibido falar sobre projetos ambiciosos como estes.

Sds.

Yluss
Yluss
10 anos atrás

Pois é, me parece inclusive que o projeto enfrenta resistências semelhantes, até de entendiemtno sobre a real e a ideal (condição) de manter uma frota operante.

Não sou da área, mas me aprece que ter apenas 2 em condições de mar é muito feio, não? Nossa MB deve ter com um total de 5, disponibilidade maior…. espero 🙂

Yluss
Yluss
10 anos atrás

:O …NNNNÃÃÃÃÃÃOOOOOO!!!!!!~ 🙁

Danilo
Danilo
10 anos atrás

caraca, acho então que só o tikuna deve estar totalmente operacional.