quinta-feira, maio 13, 2021

Saab Naval

A alma de um navio, que vive em sua tripulação

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

bow-maasslot-ml

Sim, navios têm alma. E mesmo quem não acredita em alma, pode estar certo de que esta se expressa nas memórias de anos e anos de convivência, de tripulações e profissionais ligados a portos e navios, com essas “ladies”. Memórias que perduram nessas pessoas durante suas vidas e em seus relatos. Estes últimos podem durar ainda mais.

Mas tudo é cada vez mais efêmero no nosso dia-a-dia. Por exemplo, uma matéria em um Blog de internet pode ter um, às vezes dois dias de destaque. Muitas vezes nem isso. Mas seu conteúdo sempre pode durar na memória das pessoas, aquela que vasculhamos com aquele nem sempre confiável site de busca “orgânico”, que varre nossos neurônios. Memória que pode continuar preservada num canto do quase inesgotável servidor do cérebro, quando os googles da vida não conseguirem mais encontrar o que vale a pena no meio de tanta coisa inútil.

O conteúdo das memórias de um capitão, despedindo-se de “seu” navio, é uma dessas coisas que vão ficar no grande servidor cerebral dos editores deste Blog. É parte da alma de um navio que vamos carregar, assim como as partes que cabem às suas tripulações, às pessoas que conviveram com ele. Não é todo dia que um capitão se lembra, na hora de entregar sua “lady” para o desmanche na Índia, de compartilhar essa emoção muito particular com outras pessoas que também gostavam dela. Esse capitão compartilhou conosco, e agora nós compartilhamos com os leitores do Blog do Poder Naval.

bow-maasslot-ml-2-231205

(preservamos a conversa original, em inglês, mas uma tradução para português está disponível no primeiro comentário desta matéria)

Hi there Marcelo,

I´m here in Alang in India to deliver my old lady for her needed rest.

She is now ready for delivery for the scrap yard.

See you in another ship.

Best Regards,

CAPT.DELFIN CONEJERO FERMIN JR.

MASTER – BOW MAASSLOT

__________________________________________________

Hello Capt. Fermin Jr.

Unfortunately Alang is not a happy place for ships. I fell so much each time I know that a “friend” (as I kindly call “my ships”) bound there.

But so far I am sure that our lady will long last for her crew, and they will say about her missions proudly, and now she will go happy for her beaching, her last task, reached by her self propulsion and her flag be raised down for the last time and will say “Thanks boys, but the showtime is over”.

Capt. FerminJr, God bless You, your crew and our Maasslot, be sure that her soul (as ships had souls) will RIP in Ship´s heaven …

Whishing you a next GOOD Command and good sailings

Best Regards

Marcelo Lopes

Former Bow Maasslot Port Agent

__________________________________________________

Good day Marcelo,

Yes, my good old lady will be gone soon. I am beaching her on the 6th afternoon during the peak high tide, going ahead full blast of her engines to reach the shore where she will rest after all the years she had served us all well. Her sister the MAASSTROM  will follow her also. I cared here a lot, dressed her, fixed her, but it is their decision to put the end of her life. It is time for her to go and rest her soul.

Soon those old ladys will follow her too.

Thanks and see you back in Santos in another ship.

Best Regards,

CAPT.DELFIN CONEJERO FERMIN JR.

LAST MASTER OF MAASSLOT

- Advertisement -

18 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Bernardo

O dia em que eu doei minha lancha de controle remoto me senti assim também!!!
hahahahaha

Brincadeiras à parte, muito legal!!

vassili

Nunão,

Só de ler tua tradução, fiquei à tentar imaginar o sentimento de um Capitão, ao ter de levar “seu” navio para desmanche. Não deve ser nenhum pouco animador, pois foram muitos anos cruzando os oceanos. E, com certeza matemática, nem todos os dias foram com “céu de brigadeiro”. Afinal, nosso clima anda muito sofrido ultimamente, e quando resolve se enfurecer, sai da frente…….

Abraços.

* Sepol, cadê tu……………. anda meio sumido ultimamente…….

Abraços.

Abraços

Luiz Brazil

Caro Marcelo!
Parabenizo-o, mais essa vez, pela matéria em pauta. Congratulo-me com o Cap Fermin, pela conduta impar e digna de um verdadeiro “comodoro” e desejo-lhe boas comissões e ventos calmos. Só quem teve o privilégio de servir embarcado seja em navios mercantes, seja em navios de guerra ou qualquer outra embarcação, sabe o que é sentir a “alma de um navio”. É indescritível, sente-se, vive-se, mas não consegue-se explicar. Coisas das naturezas humana e divina a um mesmo tempo. Obrigado mais uma vez pelo espaço concedido.

ex-CB DT BRAZIL

R_Cordeiro

O Poder naval sempre me impressionando! Bela matéria! não imaginava o sentimento de um capitão pelo seu navio, mas pude com a matéria imaginar o sentimento que há. imagino que deva ser como uma herança dada, um presente de vó ou como um amigo que se despede, pior de tudo é que vc sabe que apesar de outros amigos chegarem, aquele será sempre “aquele”. quando me formei na universidade acho que senti algo parecido, pois todos meus amigos de república foram traçar seus destinos…e assim como o capitão Delfim, deixamos a alma da nossa casa descansar no passado e revive-la… Read more »

angelo

Além dos navios, aviões, carros de combate e veículos em geral devem ter alma. Só aqueles que vivenciaram experiências com eles, possuem este sentimento. Até hoje fico triste ao ver um cemitério de aviões, navios e outros veículos. Deve ser nosso lado infantil. Os vôos da imaginação na infância, que nos levavam as maiores aventuras e feitos heróicos. Excelente matéria, parabéns ao blog.

MO

realmente vassili

o Comte Fermim Jr. sabia o quanto eu gostava do Bow Maasslot e ja tinha atendido ele em outros navios e achei muito legal ele me enviarr os mails se despedindo e me avisando

pena que nunca mais o verei como agente, pois a coisa de 5 hrs atras amputaram meu pé

Por isso não pedi a bandeira do navio para ele, pois sabia que isso ia acontecer ….

ahh o Bow Maasslot abicou dia 6

abs
MO

Antonio M

Em tempos que programas como Big Brother (ou Biba Brother?!) alcançam audiências enormes, permitem que pessoas antes anônimos ganhem cachês de R$500 mil, R$ 1 milhão (e para um fuzileiro naval, professores, analistas de informática etc uns R$ 1.000,00 por mês) para posarem nus em revistas, sem falar no fulano que aboncanhar o R$1,5 milhão do prêmio, de Beyoncé e Lady Gaga que arrebatam multidões com músicas que expressam com extrema profundidade os temas mais superficiais possíveis, algo como essa estória do capitão e seu navio, no mínimo será rotulado de algo brega, bobinho. Estão vendo, que coisa piegas, brega… Read more »

Antonio M

Desculpem, essa frase era para sair por último!

“…volta para a terra e assim o ciclo sempre se renova. Estão vendo, que coisa piegas, brega ?! rsrsrsrsrsrsr!!! “

José Antonio Faustino

Amigos do Poder Naval

A matéria original e os comentários já dizem tudo. Realmente os navios tem “alma”. Para os que já se fora, que vivam no “Paraíso das “Velhas Ladies”.

Boa Caçada

Capitão Ahab

José Antonio Faustino

Amigos do Poder Naval

A matéria original e os comentários já dizem tudo. Realmente os navios tem “alma”. Para os que já se foram, que vivam no “Paraíso das “Velhas Ladies”

Boa Caçada

Capitão Ahab

GUPPY

Eu sinto tristeza toda vez que leio sobre um “Sinkex”. Acho uma pena afundarmos navios que até bem pouco tempo faziam parte da esquadra, suas guarnições orgulhosas…

Abraços

Luan

Pow Primo.

Dá noticias,cacete!

Eu não sou de ficar lamentando,mais nóis temu ai na torcida.

[]’s²

celso

E terrivel esse sentimento ,ja li o Comandante do Paraiba se despedindo do Glorioso Ct Paraiba apos a sua desativação no Arcenal do Rio .e triste mesmo ,não confundir com os garcias mais sim era um fletcher.

Eriksailor

Ostra

Meu nobre, obrigado por compartilhar excelente experiência, sinto muito pelo que aconteceu com com, mas voce é um lutador assim como um robusto rebocador, alem de ser um ótimo profissional, uma fonte de conhecimento marítimo como jamais conheci, e excelente fotografo também.

Ostra os navios mercantes sempre serão o seu e o meu lar, espero que em breve seja possível voce voltar a ativa.

Fraternas Sds Marítimas
Erik

Fabiana Saloio " Sra. Ostra"

Boa Tarde a todos os navais desse blog… Não entreguei o meu maior presente para o desmanche mais sim estou tirando ele aos poucos do estaleiro onde esta a algum tempo parado, mais tentando ser reformado… Primeiro foi o rim, depois a perna… E agora eu com o maior prazer do mundo vou deixar o link aqui para todos verem que de verdade atras de um grande homem esta sempre uma mulher apaixonada que o ama acima de tudo e que por ele e pela familia é capaz de fazer qualquer coisa… Gente na manha de hoje o Marcelo andou… Read more »

Ivan da Silveiraa

Bom dia

Sr. e Sra. Ostra
Fiquei emociado com o texto. Muito Belo!
Mesmo lendo esse artigo 6 anos depois do ocorrido, eu gostaria de desejar melhoras definitivas para o Ostra e tudo bom aos familiares.

Abraço sinceiro de SC.

MO

Muito obrigado !

- Publicidade -

Reportagens especiais

Reunião dos fundadores do site Poder Naval em Santos-SP

Ontem foi dia de reunião dos fundadores do site/blog Poder Naval que deu origem à Trilogia/Revista Forças de Defesa....
- Advertisement -