Home Marinha Mercante Reportagem sobre a construção do N/T ‘João Cândido’

Reportagem sobre a construção do N/T ‘João Cândido’

169
12

NT Joao Candido

Que beleza que é o JC!

FONTEhttp://www.blogmercante.com

12
Deixe um comentário

avatar
12 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
HarryjsilvaAnonimoGalanteMO Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
COMANDANTE MELK
Visitante
COMANDANTE MELK

Pois é meus camaradas, para aqueles que até a alguns anos atraz diziam que o Brasil não tinha capacidade para fabricar navios deste porte para a Petrobras….está aí a prova de que estavam errados.

Parabéns Brasil.

Grato.

Alexandre Galante
Admin
Famed Member

É, nessa o MO foi surpreendido novamente!

corsario01
Visitante
Member
corsario01

Mo vc dizia que não levava fé no Atlântico Sul. 🙂

Eu estou orgulhoso pacas por ver que finalmente, este estaleiro que nós não tinhamos muita informação, está ai.
Tomara que ele continue firme pois a Industria nacional precisa dele.

Alexandre Galante
Admin
Famed Member

MO, você tá ficando um São Tomé muito teimoso. Dizia que não existia estaleiro nenhum, que não ia sair navio.

O navio está aí, temos que dar o braço a torcer.

Nesse País quase não se faz nada nesse sentido e quando se faz, temos que comemorar. Claro que ainda é pouco, mas é um começo.

Fiquei feliz de ver aqueles trabalhadores no estaleiro soldando. Tomara que venham muitos outros navios e que haja mais trabalho e emprego.

Anonimo
Visitante
Anonimo

O Estaleiro Atlântico Sul utiliza tecnologia licenciada pela Samsung Heavy Industries. O know-how da Samsung está sendo transferido através de acordos de assistência técnica (technical assistance agreements) nas áreas relativas ao projeto da planta industrial do empreendimento; engenharia e projeto das embarcações; suprimentos e treinamento.

Fonte: http://www.estaleiroatlanticosul.com.br/

jsilva
Visitante
jsilva

Importante: o navio continua sendo coreano.

Harry
Visitante
Harry

Na década de 70, em pleno milagre econômico, o Brasil era o segundo maior produtor de navios do mundo. Todos os estaleiros tinham a carteira e pedidos lotada. A Petrobras garantia a produção naval com encomendas para todo. Mas…… Como a indústria naval brasileira era altamente subsidiada pelo governo federal. No inicio dos anos 80, muitas embarcações estavam com atrasos na fabricação. Em meados da década de 80 foram descobertos muitos desvios de verbas na fabricação destes navios. Os subsídios para a indústria naval foram cortados, o fundo da Marinha Mercante começou a ser gerido pelo BNDES. A produção despencou… Read more »