Home Opinião Uma fragata para o Brasil?

Uma fragata para o Brasil?

630
45

SDC10979r

Barra de Cinco Pixels

(parte II – versão econômica)

Barra de Cinco Pixels

Por João Gonçalves – de Portugal

Aproveitando a passagem para reabastecimento em Ponta Delgada, S. Miguel, Açores da fragata norte-americana USS “Taylor”, vem a propósito mais uma reflexão sobre a modernização da Esquadra Brasileira.

A FFG-50, é a 44ª fragata da famosa classe “Oliver Hazard Perry”, entrou ao serviço em 1984 e faz parte do flight III ou seja é uma “long hull”, versão mais comprida 2 metros que o modelo original, na razão da necessidade de poder operar o helicóptero orgânico do programa LAMPS III, o SH-60 Seahawk, maior que o seu antecessor o LAMPS I, SH-2 Seasprite.

Desta classe de cinquenta e um navios, dezenove já foram descomissionados, dos quais quinze cedidos a marinhas aliadas.

SDC10989r

A “Taylor”, tal como todas as outras ainda ao serviço da US Navy, viu a sua capacidade militar substancialmente diminuida, quando em 2004 foi decidido retirar o sistema lança-mísseis Mk-13, e com ele a possibilidade de lançar mísseis Standard SM-1MR e Harpoon RGM-84. Ficou assim praticamente reduzida a uma “canhoneira” cujo armamento principal é a Otomelara Mk75 de 76mm e um CIWS Vulcan Phalanx de 20mm.

Caso o orçamento da defesa do Brasil não venha a revelar o crescimento esperado, esta é uma séria candidata à renovação da esquadra brasilera, aliás muito na tradição de aquisição de material usado dos stocks da US Navy.

Nas fotos podemos ver alguns detalhes da “Taylor”, incluindo o dispositivo de “force protection” agora regra em todos os navios das marinhas da OTAN, demonstrando que a lição do ataque ao USS “Cole” foi identificada e aprendida.

FOTOS: João Gonçalves

LEIA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Moriah
10 anos atrás

acho que aqui seriam classificadas como CT, o que manteria a tradição herdada das Pará.

Mauricio Veiga
10 anos atrás

CANHONEIRA???

Qual a finalidade dessa escolta???

Seria apenas para patrulhar o mar territorial???

Navio feio, desengonçado, parece um projeto adaptado, sem planejamento!!!

Abraço.

MO
MO
10 anos atrás

mauricio, de que classe seria este navio desengonçado mesmo ?

saberia porque ele tem este design, e pq chegou a este formato ?

O que seria uma canhoceira, conectado a seu comentário x post ?
cite um navio engonsado ou seja nao desingonçado, simpatico a seu olhos …

aguardando …
MO

MO
MO
10 anos atrás

Comandante Gonçalves, obrigado pelas fotos

De quem NÃO ACHA ela desengonçada e tem uma pequena noção de seu desenvolvimento e historia de sua classe, consequentemente tendo ‘uma vaga ideia’ porque

Abs
MO

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
10 anos atrás

Pois é MO, eu concordo com vc, mas tambem temos que observar que se esse navio vier do jeito que esta e nos não tivermos condiçoes($$$$) de instalar reparos para misseis anti-navio e/ou misseis anti-aereos, ele se torna um navio caro de operar e sem muito valor militar, visto que , com o armamento atual, ele serviria como um patrulha oceanico, no maximo. Eu, particularmente, acho uma otima compra de oportunidade, desde que demos o valor merecido a esse belo navio e o equipemos de forma correta. Uma boa ideia, seria talvez, a instalação os ASROC’s nele(ou neles)….

Abraços!!!

Mauricio Veiga
10 anos atrás

Mr MO Vou responder as sua perguntas de acordo com os meus conhecimentos, ainda que limitados. A clase de navios em questão é uma escolta ( Fragata ), porem na forma em que se encontra, a mesma não pode desempenhar a sua função, pois segundo o texto, o seu armamento ofensivo foi retirado, sendo assim até mesmo a nossa Barroso ( Corveta ) possue maior poder de fogo e auto defesa. Na minha opinião deveriamos comprar escoltas Inglêsas a exemplo do que vem fazendo o Chile. Quanto ao navio ¨engonsado¨ ( vivendo e aprendendo ) e simpático aos meus olhos,… Read more »

Raul
10 anos atrás

Deveriam colocar em vigor uma lei que proíba a compra de material de defesa usado e de procedência estrangeira, igual os EUA fazem. Isso geraria empregos aqui e desenvolveria a indústria nacional. Para que comprar uma carroça que só daria gastos? É melhor não ter e economizar dinheiro. Em caso de guerra não vai fazer diferença: além de não servir para defesa, seria afundado rapidamente. O Brasil deve investir em projetos novos, com tecnologia nova e totalmente brasileira. Isso é possível e só falta vontade. Comprar lixos imprestáveis e dispendiosos, como o A-12 São Paulo, é uma vergonha, coisa de… Read more »

Raul
10 anos atrás

Acabei de ver a seguinte notícia no blog Plano Brasil: “India comissiona sua primera fragata Stealth de produção nacional”

Enquanto isso tem brasileiro orgulho em pensar na compra desse verdadeiro LIXO.

Paulo Andrade
Paulo Andrade
10 anos atrás

Sinceramente não acredito que tal classe possa a ser vantajosa para a MB.
Usado por usado acho que seria mais viável escoltas de origem inglesa. Creio que as Type 22 remanescentes ou os Type 42 que estão sendo descomissionados seriam mais efetivos.
Com relação à tradição de navios de origem americana, há um fato curioso. Embora essa tradição exista, a baixa do contratorpedeiro Pará criou uma situação interessante. Não há mais nenhum navio de escolta de origem americana não só no Brasil como em toda a América do Sul

Joaca
Joaca
10 anos atrás

Senhores
Ao meu ver, um OHP, modernizada, seria muito bem vinda a MB. A questão seria: “Qual míssel colocar no locar do Mk13?”.
Minha opinião seria substituir lançador e paióis por mísseis de lançamento vertical sea Sparrow, ou Aspide.
At
Joaca

Adrik
Adrik
10 anos atrás

Quanto sairia uma escolta dessas?

Qual a diferença de poder de fogo entre uma escolta dessas e uma Pohang sul coreana (considerando o que era instalado na escolta antes dela ser “depenada”)?

Não seria mais jogo contratar a construção das KDX-II e de brinde ganhar as pohang do que comprar essas escoltas?

Ou o custoXbenefício (vida útil, poder de fogo, custo de operação, etc) das OHP compensa?

Alguém poderia dar uma ajudinha?

Abraços sinceros e fraternais a todos

Fábio  Mayer
Fábio Mayer
10 anos atrás

6 fragatas modernas classe FREMM para uso por 50 anos.
6 fragatas como esta, classe OHP para uso por 10 a 20 anos a serem substituídas por 6 novas FREMM.

É uma sugestão para aliar custo a modernidade.

MO
MO
10 anos atrás

Muito bom Mauricio, agora sim, ficou bem melhor para acompanhar o seu raciocinio

tks
MO

MO
MO
10 anos atrás

quem permitiu esse careta a postar ?

sera que vou ter que espanealo denovo …..

tsc tsc ….

separar as duas para o concurso do final do ano

Serviço de coleta de lixo do blog
MO – lixeiro de dia

MO
MO
10 anos atrás

Rauta, sem galho, não toquei em uma palhavra sobre vir ou não vir, a minha colocação foi em sentido de to be or not to be engonsada

kkkk

Abs
MO

MO
MO
10 anos atrás

Adrik, uma analise simploria OHP: melhor capacidade oceanica, melho capacidade ASW, 2 Helos, ms propulsão turbina, limitadissima capacidade AAW (Consideranto OHP americana) Pohang: melhor armamento nominal, maior capacidade ASurW, limitadissima capacidade AAW, mais modernas em relação as OHP ambos os casos, finalmente adotariamos o Oto-Rapido, incorporariamos o Harpoon (Eu não gosto do Exocet), Perry´s são ‘acostumadas’ com o seaHawk Se eventualmente fossem adquiridas: OHP: utilização como AvOc ou PF Pohang: Utilização como AvOc (Não PF, pois seria armada demais para função, aumentando o custo em relação ao beneficio) onsideração: creio ambas serem eventualmente cara para as funções, mas talves uma… Read more »

Rodrigo Rauta
Rodrigo Rauta
10 anos atrás

Tranquilo Mo…eu acho elas bem bonitas e muito”engonsadas”…melhor que os retang…ops!!!..não pode falar!!!

Abração!!!

Edu Nicácio
10 anos atrás

Antes de lançar concorrência internacional, a MB não deveria elaborar uma lista de requisitos para seus futuros navios e solicitar informações junto aos estaleiros nacionais, mesmo que esses as construissem em parceria com estaleiros estrangeiros?

Temos capacidade, hoje, para projetar, construir e fornecer manutenção para um grupo de 12 escoltas multi-função de 6.000 toneladas? Ou teremos que apelar para as F-100, FREMM, KDX-II, etc?

Dalton
Dalton
10 anos atrás

MO… não muito a acrescentar… realmente o forte destas “canhoneiras” é a capacidade de transportar 2 SH-60, maiores que os Super Lynx que operamos e o convoo delas não fica devendo nada ao convoo de um cruzador Ticonderoga. São comparaveis em tamanho , alcance, velocidade, guarnição, às nossas Niterois e tem espaço para receber um MK-41 com até 32 misseis ESSM e acredito que poderiam embarcar 4 Harpoons sem grandes dificuldades. Não advogo que sejam adquiridas, mas são navios que devidamente modernizados não fariam feio e preencheriam uma lacuna até que novos navios fossem comissionados, que é o caso do… Read more »

gerson carvalho
gerson carvalho
10 anos atrás

caros amigos, mal estão conseguindo pagar a primeira parcela dos sub, que dirar comprar novos navios e masmo comprando nosvos o tempo até que saiam do papel e cheguem aqui demora bastante, sendo assim acho que poderiam comprar umas 4 ou 6 destas e colocar os exocet que o Brasil repontecializou. Poderiam então criar a segunda frota norte-nordeste!

MO
MO
10 anos atrás

Mas ai que tá Gerson, em relaçã ao seu coment e não ao topico

No caso os valores seriam bem diferentes entre eventuais Perrys ou Pohangs em relação ao Scorpene

Lembrar que qualquer alteração no numero de unidades navais na MB, principalmete de navios oceanicos e bem tripulado afeta diretamente no quadro humano da MB (me refiro ao numero embarcado de hoje somando-se a eventuais novas {em aquisição} unidades)

Abs
MO

paulo
paulo
10 anos atrás

A noticia lá em cima dando conta de aquisição e construção do SBR em versão ultra modernizada e ainda tem gente pensando em compra de brechó! Daqui a pouco vão propor umas olivettis pra adm da Marinha e umas bocas de sino pros oficiais! Senhores, a industria naval brasileira tem capacidade de fazer aqui algo mais moderno, armado e vantajoso para nossa defesa que essas velharias descomissionadas. Se ainda fossem Arleigh Burkes efetivamente armados sendo descomissionados e oferecidos(não desdentados como esse velhinho aí), ou se falássemos em KDXII (também armadas)….mas ISSO AÍ nem pensar! Pra comprar velharia não compra nada,… Read more »

Adrik
Adrik
10 anos atrás

MO e Dalton,

Obrigado pela aula.

Outras dúvidas, mas dessa vez não relacionados com o tópico, e sim com a resposta.

Pelo que me lembro, as Sejong não foram oferecidas pela Coréia, e sim as Chungmugong Yi Sun-sin, que seria bem mais barata que as Sejong (50% se não me falha a memória).

Se a Coréia nos oferecessem hoje as Sejong, o radar Spy-I seria oferecido? Seria liberado pelos Eua? Ou só seria liberado se comprassemos tbm o navio com os Eua?

Abraços sinceros e fraternais a todos

MO
MO
10 anos atrás

Adrik ai seria uma boa pergunta, talves englobasse outras coisas, tipo SH f 18 no pacote, talves, não estaria bem ao par especificamente das condições e probabilidades, mas navio por navio o Sejong The Galante (opa digo o Great) é mais navio. Como aqui as coisas são para 50 anos, se fosse o caso seria a melhor opção ao longo prazo, desde que kit completo Náo obstante não seria ruim não os Chungmugong Yi Sun-sin, mas sei la se fosse investir e gastar, especialmente algo para 50 anos (coisa que comummente ocorre na MB) que seja o melhor custo x… Read more »

KAUAN
KAUAN
10 anos atrás

Fora de cogitaçao. hahaha

corsario01
corsario01
10 anos atrás

FREMM é linda!

A MB terá FREMM em seu inventário!

A FREMM é linda!!!

Ela é RETANGULAR e é por isso que é LINDA!

Sem contar na eficiência!

Vamos olhar para a frente! O FUTURO!

Lugar de navio velho = Museu Naval!

MO
MO
10 anos atrás

ahhhhhhhhhhh adimitiu que o negocio num eh uma Skol ….

sabe pad, torcer pelo fogão, gostar detes equipamento geometriaco pq será que nada disso me surpreende …. kkkkkkkkkk

MO

Piramboia
Piramboia
10 anos atrás

“Ficou assim praticamente reduzida a uma “canhoneira” cujo armamento principal é a Otomelara Mk75 de 76mm e um CIWS Vulcan Phalanx de 20mm.”

Os dois lançadores triplos de torpedos ASW foram mantidos?

Se não, vai ser um OPV um tanto caro de se manter, mesmo sendo compra de oportunidade.
Se ainda o lançador do Standart estivesse operacional, seria uma aquisição interessante para a MB, pois assim teria a sua defesa de área para uma FT nucleada no São Paulo.

marujo.
marujo.
10 anos atrás

Para quem gosta de furreca, que tal umas T-122 alemãs, muito melhor armadas e com três sistemas AA. É o sonho de consumo da Armada do Uruguai.

GUPPY
GUPPY
10 anos atrás

Galante disse:
Lembrando também que são navios propulsados somente por turbinas a gás, consomem muito para o padrão brasileiro.

Aqui na MB nossos navios raramente acionam as turbinas, usando os motores diesel 99% do tempo para economizar.

Acho as OHP lindas demais, mas diante das informações supra, não considero convenientes para a MB. Que pena!

Abs

corsario01
corsario01
10 anos atrás

Operacionalmente, eu diria que elas são excelentes em guerra ASW. Junto com o SeaHawk, as OHP são um osso duro de roer. O USS Kalffman para mim que já o viu em ação 3 vezes, seria o meu preferido. 1 eixo mais de 30 nós fácil Classe Niteroi 2 eixo e 27 nós gemendo Nos exercícios, até ligar as turbinas se vc está defendendo um AMV( alvo de maior valor) e precisa manter um atacante longe, vc está fadado ao fracasso. Mas isso será resolvido com a chegada das FREMM que a MB vai construir. A FREMM é LINDA! É… Read more »

MO
MO
10 anos atrás

e ainda vai construir …………………….. oba, ai sim, agora ue não vejo uma destas mesmo

quanto as preferencias preferenciais, xii meu ate nisto, obvio que a fodona é a Reuben James …. 🙂

MO

corsario01
corsario01
10 anos atrás

corrigindo:

1 eixo= mais de 30 nós fácil

Classe Niteroi

2 eixos= 27 nós gemendo e lento, lento demais até chegar nos 27.

corsario01
corsario01
10 anos atrás

MO, vc vai ver sim, pq vai estar vivo até lá e eu vou te levar a bordo
da F-50 que irá inaugurar a nova classe.

Talvez, Classe Bahia. Chute meu.

MO
MO
10 anos atrás

TT mantidos Piramba, não foram removidos não

Abs
MO

Piramboia
Piramboia
10 anos atrás

Valeu, MO!!

airacobra
airacobra
10 anos atrás

as OHP são otimos navios, ja provaram isso ao longo desses anos de serviço, acredito que ainda tem muito caldo pra dar, mas no meu ponto de vista, para a MB somente se vierem equipadas com MK-41, pois mesmo que sejam reinstalados os MK-13 teriamos muitos problemas com manutençao e logisticos, acho que mesmo se nao forem instalados os MK-41 seria uma boa a instalação de lançadores convencionais de harpoon e SM em containers na proa pois la ha muito espaço para isso e por serem fixos nao trariam tantos problemas como o MK-13, nao ficaria muito bonito, mas sim… Read more »

MO
MO
10 anos atrás

Alias P 39

vc me lembrou de uma coisa que tinha esquecido

em especial ao comment “LIXO” de um ze maneh qualquer ai pra cima

Duas delas ja tomaram duas porretadas, a Stark e a Roberts e continuaram navegando, e isso não é protcionismo ao projeto naão, é fato

Afinal, alem de tudo é uma classe que o CAV deles conheçe na pratica, não na teoria

Abs
MO

airacobra
airacobra
10 anos atrás

MO isso mesmo que voce citou a Stark e a Samuel B. Roberts aguentaram bem exocets que explodiram e a mina, se formos comparar com outras classes veremos que o Sheffield afundou facil com exocet que nao explodiu e a pohang foi partida ao meio, e so outro detalhe, a USN transfere seus ex-navios para outros paises com tudo em cima, com longa vida pela frente, enquanto outros so dao baixa depois de roer ate o osso, ai quando passam vem como o A-12 , com excessao da inglaterra com as MK-23 chilenas, mas acredito que se formos pegar as… Read more »

MO
MO
10 anos atrás

Não, mesmo que fosse intenção (que não é) os 4 vao para os Pakistanelicos,do Pakistão, virando Pakistanicas .. assim reza a lenda , of course

Abs
MO

airacobra
airacobra
10 anos atrás

MO

falei que as sucatas seriam os MK-42 ingleses

MO
MO
10 anos atrás

Xiiiiiiiiiiiiiiii …

Vuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuchhhhhhhhhhhhhhhhhh cxsfdsfegjhj6i6786ik6jh4hhg5jhtyjkulkyhgerhtjhrwt4h………. sujeira na linha do meu telefone, entendi Tipo 42

sorry about that
8-P
MO

Nelson Lima
Nelson Lima
10 anos atrás

Concordo como ministroJobim: chega de material de segunda mão para a MB.

GHz
GHz
10 anos atrás

Deixem as OHP rumarem em paz para os aliados dos EUA de 3ª categoria, ou para os scrapyards…