Home Noticiário Nacional ‘Aspirante Moura’ já está no Brasil

‘Aspirante Moura’ já está no Brasil

231
8

Navio adquirido na Noruega chegou a Natal no último dia 15

vinheta-clipping-navalIncorporado à Marinha do Brasil, em 25 de janeiro deste ano, na Noruega, a embarcação AvPq (Aviso de Pesquisa) “Aspirante Moura” (U-14) suspendeu de Sandefjord no dia 6 de abril e atraca em Natal na próxima terça-feira, dia 18 de maio. A partir das 10h, a embarcação participa, na Praia do Forte, de uma Parada Naval em comemoração a sua chegada ao Brasil.

O público que comparecer à Praia do Forte poderá prestigiar o desfile de embarcações da Marinha do Brasil subordinadas ao Comando do 3o. Distrito Naval. Além do AvPq “Aspirante Moura” farão parte do desfile os Navios-Patrulha “Guaiba”, “Grauna” e “Goiana”, o Rebocador de Alto-Mar “Triunfo” e o Aviso de Patrulha “Barracuda”.

O AvPq “Aspirante Moura”, adquirido em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia, é comandado pelo Capitão-Tenente Claudio Luis Estrella Pereira e é operado por 19 militares, entre oficiais e praças. O navio foi construído no estaleiro Astillleros Brodogradiliste, em 1987, e foi modernizado em 2008.

Durante o período de recebimento, foram realizadas algumas obras de adequação do navio às necessidades da Marinha do Brasil, entre as quais se destacam a instalação de um console GMDSS (Global Maritime Distress Safety System) e de um novo radar; integração dos equipamentos de pesquisa científica e a instalação de dois contêineres de 10 pés adaptados para serem utilizados como laboratórios seco e úmido.

O AvPq “Aspirante Moura”, até a presente data, visitou os portos de Rotterdam (Holanda), Brest (França) e Lisboa (Portugal), passando, a partir deste último, a navegar em companhia do Rebocador de Alto-Mar (RbAM) “Triunfo”, pertencente ao Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, sediado em Natal. A sua rota incluiu, ainda, atracações em Las Palmas (Ilhas Canárias) e Praia (Cabo Verde), antes de chegar em Natal (RN).

O navio, ao suspender de Natal, prossegue viagem para Salvador (BA) e Arraial do Cabo (RJ) e, por fim, atracará no Rio de Janeiro, onde ficará subordinado ao Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM), onde funcionará como um laboratório, contribuindo para pesquisas de interesse da Marinha e da comunidade científica nacional.

FONTE: Tribuna do Norte

NOTA DO BLOG: mas o Ministro da Defesa não havia dito que equipamentos usados estavam descartados?

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Filipe Bastos
Luiz Filipe Bastos
10 anos atrás

“NOTA DO BLOG: mas o Ministro da Defesa não havia dito que equipamentos usados estavam descartados?”

Desde quando vcs acreditam em papo de políticos?

Edu Nicácio
10 anos atrás

Como a END entrou em vigor em 2008, pode ser que a compra dessa embarcação tenha ocorrido antes.

Mas seria muito bom a Marinha (e, principalmente, o MD) priorizarem, definitivamente, a construção/compra de meios das empresas de defesa nacionais.

The Captain
The Captain
10 anos atrás

Eu penso que o ministro diz o que quer, porém a Marinha, por seu pragmatismo, faz o que tem que fazer. Neste sentido estabelece metas de aquisição de meio novos, como os submarinos, inclusive o Subnuc, as escoltas, etc.; mas continua a adquirir meios por compra de oportunidade, como no caso. A Marinha parece ter mais jogo de cintura com o atual GF e assim consegue o possível, não necessariamente o desejável. Creio que as outras Forças continuam arraigadas a idéia de Ministérios que foram, sendo muito menos permeáveis a idéia da subordinação direta a um civil, que não é… Read more »

Mauricio R.
Mauricio R.
10 anos atrás

“…priorizarem, definitivamente, a construção/compra de meios das empresas de defesa nacionais.”

Desde que essas empresas nacionais tenham realmente o que oferecer as FFAA.
Pq não é obrigação das FFAA adquirirem meios e serviços de empresas nacionais, somente por politicagem do MD e de su titular.

marlige
marlige
10 anos atrás

Este aviso de pesquisa virá dotado de equipamentos modernos para o cumprimento da missão do IEAPM e servir como laboratório flutuante.

Era uma aspiração antiga do IEAPM e da MB. Neste caso, a compra de oportunidade me parece acertada,

MO
MO
10 anos atrás

Nota dos Editores – MO – Gentileza atentar ao tema do post e balizar os coments

MO
MO
10 anos atrás

Banalização de Parada Navais

MO

O ato é louvavel, mas creio há situações e situações para isso. acho eu, claro …

MO
MO
10 anos atrás

Sem duvida Marlige

anos luz a frente do ‘Diadorim”

abs
MO