sábado, março 6, 2021

Saab Naval

Primeiro voo do F-35 para a USN

Destaques

IMAGENS: Navio-Aeródromo Ligeiro Minas Gerais – A11

Algumas das melhores fotos do NAeL Minas Gerais (A11) com seu grupo aéreo embarcado de aviões P-16 Tracker da...

TOPEX 1-87: USS Nimitz e cruzador nuclear USS California no Brasil, em 1987

Em 1987 eu era tripulante da fragata Niterói - F40 e quando estava em operação no mar, fazia parte...

SIMULAÇÃO: ‘Operação Pólvora’ – FAB e MB enfrentam o USS Nimitz

No início de novembro, o presidente Jair Bolsonaro em discurso com tom bélico ameaçou usar pólvora quando acabar a...
Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-35 CF-01 - primeiro voo - foto Lockheed Martin

Versão F-35C, com asas maiores e  reforços estruturais, entre outras modificações, é voltada para emprego em navios-aeródromos dotados de catapulta e aparelho de parada

A Lockheed Martin informou, em 7 de junho, que no dia anterior foi realizado o primeiro voo do F-35C Lightning II, a versão para emprego nos navios-aeródromos da Marinha dos EUA. Para a empresa, o voo é um marco para o futuro da capacidade de ataques furtivos de longo alcance e no início de conflitos, com aeronaves de quinta geração, a partir dos CVN norte-americanos. O voo durou 57 minutos.

A versão F-35C se diferencia das demais pelas suas asas e superfícies de controles maiores, adequadas a aproximações de pouco a baixas velocidades com maior segurança, excelente visibilidade frontal (“over the nose”) e reforços estruturasis para operações aeronavais. Os materiais furtivos do caça foram projetados, segundo a empresa, para suportar as duras condições de emprego em navios-aeródromos com um mínimo de manutenção.

FONTE / FOTO: Lockheed Martin

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

5 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader

Percebam como o nariz do F-35C é visivelmente menor que o das outras duas versões; isso deve dar ao piloto a sensação de que está voando sem avião. Uma consciência situacional invejável.

Sds.

Rogério

Vai ter olho clínico assim lá……… aff nem havia reparado nisso.

[]s

Eduardo

Uma pergunta para os especialistas de plantão, pq toda aeronave que esta em fase de protótipo tem essa pintura esverdeada em alguns pontos da aeronave?? vi isto também no PAK-FA russo, também em fase de protótipo… o interessante é que a pintura demarca exatamente determinadas partes do avião, são as que estão em fase de testes??

Guilherme Poggio

Eduardo,

Muitas vezes estas aeronaves não possuem pintura alguma e as diferentes cores são oriundas dos diferentes materiais empregados em cada peça da aeronave. Antigamente toda a estrutura era de alumínio aeronáutico, dando uma cor única ao avião sem tinta. Hoje o alumínio é apenas um dos materiais do avião.

- Advertisement -

Guerra Antissubmarino

Relembre a entrevista com um comandante de submarino da Marinha do Brasil

Há cerca de 20 anos o Poder Naval Online entrevistou, por meio do colaborador Bruno Fagundes, um comandante de...
- Advertisement -
- Advertisement -