Home Noticiário Internacional Coreia do Norte ataca Coreia do Sul

Coreia do Norte ataca Coreia do Sul

519
85

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul disse nesta terça-feira que o disparo de projéteis efetuado pela Coreia do Norte e que deixou no mínimo dois mortos foi uma violação clara do armistício entre os dois países, e que o governo norte-coreano havia planejado os ataques intencionalmente. “Esse é um ataque intencional e planejado… e é claramente uma violação do armistício”, disse Lee Hong-ki, autoridade do Ministério da Defesa, a jornalistas. A Coreia do Norte acusou nesta terça-feira a Coreia do Sul de ter disparado primeiro, informou a agência oficial norte-coreana KCNA.

A artilharia da Coreia do Norte disparou nesta terça-feira (23) dezenas de projéteis contra uma ilha sul-coreana, em um dos mais pesados bombardeios contra o sul desde a Guerra da Coreia (1950-1953). Pelo menos dois soldados morreram  e 15 ficaram feridos, alguns em estado grave, segundo o ministério da Defesa sul-coreana. Forças sul-coreanas revidaram e enviaram um jato de combate para a área.

A Casa Branca condenou fortemente o ataque e exigiu o fim das ações. “Os Estados Unidos condenam fortemente um ataque de artilharia desfechado pela Coreia do Norte contra uma ilha da Coreia do Sul e pedem à Coreia do Norte que interrompa suas ações beligerantes”, disse a Casa Branca em um comunicado.

A Rússia vê “um perigo colossal” na escalada da violência na península coreana, disse o ministro do Exterior Sergei Lavrov. “É necessário encerrar imediatamente todos os ataques. Há um perigo colossal que deve ser evitado. A tensão na região está aumentando”, disse Lavrov a jornalistas durante visita ao Belarus.

A China expressou preocupação com as informações sobre o ataque norte-coreano a uma ilha sul-coreana nesta terça-feira, no último incidente na escalada de tensões na península que faz fronteira com o território chinês.

Um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, Hong Lei, disse em entrevista à imprensa que os dois lados da península deveriam “fazer mais para contribuir para a paz” e que é imperativo o retorno às conversações envolvendo seis países, com o objetivo de por fim ao programa nuclear da Coreia do Norte.

“Ouvimos as notícias e expressamos nossa preocupação. A situação ainda precisa ser confirmada”, disse Hong, respondendo a uma pergunta sobre o ataque de artilharia desfechado pela Coreia do Norte.

A China é o único aliado expressivo da Coreia do Norte. A ajuda econômica e o apoio diplomático chinês são importantes para o isolado país comunista, cujo líder, Kim Jong-il, visitou a China duas vezes este ano para fortalecer as relações bilaterais.

Ataque à ilha

A TV sul-coreana YTN afirmou que pelo menos 200 tiros foram disparados contra Yeonpyeong, que fica na costa ocidental da península dividida entre as duas Coreias. A maioria dos projéteis caiu em uma base militar sul-coreana.

“As casas e montanhas estão sob fogo e as pessoas estão sendo removidas. Não dá para enxergar direito por causa das nuvens de fumaça”, disse uma testemunha na ilha à TV YTN. “As pessoas estão apavoradas. Enquanto falamos, os disparos continuam.”

As autoridades pediram aos 1.700 habitantes da ilha que evacuem a área, enquanto as imagens de televisão mostram altas colunas de fumaça e casas em chamas.

Os disparos norte-coreanos iniciaram por surpresa às 14h34 local (3h34 de Brasília) sobre a ilha de Yeonpyeong, na zona fronteiriça do Mar Amarelo.

Imediatamente depois, o Estado-Maior sul-coreano enviou uma mensagem telefônica à Coreia do Norte através de uma linha especial para pedir que o vizinho cessasse os disparos, que não voltaram a se repetir até o momento.

O exército da Coreia do Sul se encontra em estado de alerta máximo e já mobilizou caças de combate F-15 e F-16 na região. O presidente, Lee Myung-bak, pediu contenção para evitar uma perigosa escalada da violência.

O presidente sul-coreano disse que é preciso ser dada uma resposta firme ao ataque contra a ilha de Yeonpyeong, situada a apenas 120 quilômetros da capital, Seul. Desde que foi eleito presidente, há cerca de três anos, Lee vem adotando uma linha política dura em relação ao Norte.

As duas Coreias ainda estão tecnicamente em guerra, já que o conflito dos anos 50 terminou sem a assinatura de um acordo de paz, mas apenas com um armistício.

No começo do ano, a tensão na península coreana subiu drasticamente, depois que o governo sul-coreano acusou o Norte de ter torpedeado uma de suas embarcações navais, causando a morte de 46 marinheiros.

FONTE: UOL

85
Deixe um comentário

avatar
85 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
56 Comment authors
CleberPREDADORMarineFernando DonateloJorge Nunes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
@wagner
Visitante
@wagner

É claramente um ato de guerra mas ainda assim a Coréia do Sul não foi para a porrada. Porque ??? O que os assusta ?
E o que o caças dela fez ? Qual caça ? Ficou dando rasante nos norte coreanos ?
Tá estranho esse incidente. Se fosse Guerra Fria e isso acontecesse entre as duas Alemanhas, já estaríamos vendo cogumelos atomicos…

tem coisas a esclarecer aí…

leonardo angelozi
Visitante
leonardo angelozi

Tem algo a mais ai do que simplesmente um ataque norte coreano!

Bom a história todo mundo sabe como vai terminar um dia, guerra…

O “Fx2” da Guerra da Coréia. ou um grande golpe para derrubar o kim jong-il ( o que com certeza é praticamente impossível).

brujhar
Visitante
brujhar

@wagner

Acredito que Coreia do Sul não quer colocar em risco a prosperidade conseguida durante o armistício. Já que no caso de uma guerra, o país devera executar um esforço econômico gigante.

Agora aos amigos do blog.

Num exercício de futurologia, como seria a ocupação da Coreia do Norte pela do Sul, a população apoia o mini ditador?

SABRE
Visitante
SABRE

Fala sério!Sou contra guerra mas já está na hora (passando da hora) da Coreia do Sul meter o pau na Coreia do Norte,os caras já estão com muita graçinha!

SABRE
Visitante
SABRE

Tem alguma coisa a mais porque poder militar para dar uma paulada na CN a CS têm!

luiz otavio
Visitante
luiz otavio

a população apoia o mini ditador somente porque são bitolados, o “partido” usa a maquina para educar a todos no sentido de que os EUA acabou com a prosperidade e invadiu metade de seu território, já vi documentários e é de dar dó dos civis. vi imagens raras do interior da Coréia do Norte, somente agricultura rudimentar, miséria, carros de boi e a picape da docuimentarista teve de levar galões com combustível pois não há postos de gasolina, não há nem carros fora das cidades (quase fantasmas) que são dominadas pela elite do “partido”, o programa era o Zonas de… Read more »

SABRE
Visitante
SABRE

Bom a Coreia do Norte está tirando onda com a Cara da Coreia do Sul a algum tempo, ela está querendo que o Sul reaja e o Sul não que ter atitudes mais duras, será que o Norte tem alguma “carta na manga”que nós não sabemos,mas o governo do Sul sabe?Por isso não reaje duramente?

Edu Nicácio
Visitante

“a população apoia o mini ditador”

Tempos atrás apareceu uma reportagem na TV onde um repórter brasileiro e seu câmera, também brasileiro, foram expulsos do país porque o câmera se deitou no chão para fazer uma foto do “Grande Pai” dos caras… Completamente absurdo, mas o coreano que o acompanhava (fiscal do partido) se sentiu completamente ofendido com a ação…

Alienados como eles estão, após 60 anos de lavagem cerebral? Duvido que não o apoiariam… Ainda mais tendo mísseis e nukes…

Marcos Botelho
Visitante

Melhor e mais barato em todos os sentidos bancar uma conspiração, e insuflar do que uma guerra, o comentário foi correto para que destruir a economia numa guerra… Só o louco do Bush que torrou trilhoes de dolares, para derrubar Sadam mas deve ter ganha uma super comissão da industria…

Agora a Correia do Norte quer mesmo a Guerra, tentou uma vez não conseguiu, tentou a segunda? Eles são doidos mas não são malucos, o que se ganha numa guerra?

Quem mandou atirar? sabem que vão perder… Ou querem forçar mais ajuda humanitária?

fica o debate porque eles atiraram?

robert
Visitante
robert

china, russia, eua deveriam soltar todo o estoque de bombas nucleares que estão sendo desativadas lá.

Ooo paisinho que só dá dor de cabeça.

luiz otavio
Visitante
luiz otavio

desculpem os erros de português,

o problemas de atacá-la é que lá tem bomba nuclear, um ditador louco e a beira da morte, sem sucessor à altura, vizinhos próximos, enfim, barril de pólvora total.

diz a lenda que exportaram a tecnologia nuclear ao Irão.

@wagner
Visitante
@wagner

Bobagem, a CN é um modelo de prosperidade !! Para o neolítico…

ah ah ah !!

🙂

Junior (SC)
Visitante
Junior (SC)

Afff! aqui a discução é mais tecnica e civilizada no Força Terrestre tá feio.
Esses nortecoreanos estão de manha, estão querendo ajuda humanitaria por que aquele ditadorzinho (ele é bem baixinho) louco esta matando seu proprio povo de fome.
Os sul coreanos deveriam jogar misseis por la, alias bombardeia as centrais eletricas, eles quase nao tem mesmo.

luiz otavio
Visitante
luiz otavio

Edu Nicácio disse:
23 de novembro de 2010 às 10:23

eu vi isso e o fotógrafo se deitou para poder focar a estátua inteira, é enorme.

na época que etavam testando aqueles mísseis, li em jornal que o ditador tem dois objetivos (prováveis, lógico que ele não dá entrevistas), realmente a permanência das ajudas humanitárias, ajuda da China e manter o isolamento, o maluquinho tem pavor que seu povo saiba o que acontece fora de lá, pois lógicamente se rebelariam depois de um período de transição cerebral, pós lavagem rsrsrsrs

Bruno
Visitante
Bruno

Num vai vira nada isso.A Coréia do Sul não vai fazer a besteira de começar uma guerra.Foi assim com a corveta, será assim com esses tiros, e será assim com os próximos incidentes.

Humberto
Visitante
Humberto

A Coréia do Norte é um pais quebrado financeiramente e isolado politicamente (obviamente o Brasil colocou uma embaixada lá), necessita de ajuda financeira, alimentar e de energética para sobreviver. Sempre que a coisa aperta, eles vem com testes nucleares, mísseis etc etc..De repente este bombardeio foi mais um sinal para novas conversações. De repente alguém ficou mais nervoso e ordenou a barragem de artilharia, de repente eles querem tirar do foco as noticias sobre as ulta-centrifugas encontradas, de repente é uma briga de poder para ver quem vai ser o sucessor do Home.. Tomara que a Coréia do Sul não… Read more »

Paulo
Visitante
Paulo

Agora dá pra ver claramente que Coréia do Sul e EUA sairam com o rabinho entre as pernas. Por que se pelam de medo da Coréia do Norte?
Um exército de um milhão de homens e alguns mísseis nucleares formam um bom argumento para os inimigos se manterem longe.
Eles vão provocar cada vez mais e sabem quem nunca serão retaliados.
Vejam o exemplo de Israel. Não deixa nenhuma agressão impune.
Buscar uma solução pacífica para um conflito é o desejável, mas tem momentos em que se curvar demais, acaba expondo o trazeiro.

Pedro Mota
Visitante
Pedro Mota

Isso demonstra mais ainda que o Governo da Coréia do Norte, está sem limites para reinvidicar petróleo, gás, alimentos e energia para seu país, atacou sem puder seus irmãos do sul e vai continuar a fazer desde que a opinião internacional não passe de “pedidos” e “sanções” que nada interferem em sua política. Agora que o líder norte coreano está para passar seu bastão de ditador ao seu filho, acho que ele o pretende o fazê-lo do mesmo modo que oconseguiu (o poder através de seu pai) na guerra, ou seja vai entregar a coreia do norte na continuação da… Read more »

Tõe Alves
Visitante
Tõe Alves

Ao contrário do Iraque, nem o Tio Sam tem coragem de atacar a Coréia do Norte, pois além de possuírem bombas atômicas, eles possuem mísseis de longo alcance, capaz de atingir não só a Coréia do Sul, como muitos outros países alinhados do USA.

Colt
Visitante

Esse pessoal dentro daquele pais está na década de 50.
A Comunidade internacional tem que dizer para eles… “olha isso aí é coisa de 60 anos atrás..nós não queremos mais isso!” e por outro lado … falar a MESMA COISA para a China que da suporte do governo da Coreia do Norte.
Aí é o caso do Brasil chegar e fazer valer seu novo “peso” no cenário mundial e ter uma conversa séria com a China, tipo pressão social mesmo, da comunidade, dos países. Fazer esse povo entender os limites que todos nós temos que ter.

MVMB
Visitante
MVMB

Estranho….

Após a mídia global anunciar que um pesquisador visitou as instalações nucleares da CN e que o mesmo “atesta” que os mesmos têm capacidade de produzir artefatos nucleares, ocorre esse incidente.

Isto está me cheirando a motivo fabricado para pressionar o CS da ONU a autorizar ações contra a CS (teoria da conspiração).

Será que os EUA tem cacife para atuar em mais uma frente de batalaha? Não podemos esquecer que lá, a “chapa é mais quente”

MVMB
Visitante
MVMB

Estranho….
Após a mídia global anunciar que um pesquisador visitou as instalações nucleares da CN e que o mesmo “atesta” que os norte-coreanos têm capacidade de produzir artefatos nucleares, ocorre esse incidente.

Isto está me cheirando a motivo “fabricado” para pressionar o CS da ONU a autorizar ações contra a Coreia do Sul (teoria da conspiração).

Será que os EUA tem cacife para atuar em mais uma frente de batalha? Não podemos esquecer que lá, a “chapa é mais quente”

Mario no japao
Visitante
Mario no japao

o norte mesmo com bomba atomica nao pode com o sul
ms fica provocando

Andre
Visitante
Andre

A Coreia do Norte, não dura 48 hrs caso os EUA lutem, o problema é o que vão fazer a China vai fazer com os milhões de Refugiados e a Coreia do SUl com o resto a População.
Será qua a Economia prospera da Coreia do SUL, Vai suportar os milhões de Norte Coreanos?! Sem educação sem Saneamento com uma cultura totalmente diferente.

Paulo
Visitante
Paulo

Prezado Colt

Qual é o “peso” do Brasil no cenário mundial, se nem a Bolívia dá a mínima pra nós?

Abraços

Rodolfo
Visitante
Rodolfo

A Coréia do Sul tem medo de uma escalada nuclear, mas acho também que os sul coreanos sabem que um guerra convencional levaria a uma total destruição da sua capital e a um retrocesso da sua economia. Li alguns anos atrás uma análise do Exército Americano que saiu no site globalsecurity.org que se as duas coréias entrassem em guerra nem todo o poder americano não nuclear americano seria capaz de conter a investida do exército norte coreano contra Seul (a capital, cidade mais importante economicamente e que fica próximo do norte); a cidade seria completamente destruida no começo da guerra.

M.A
Visitante
M.A

Porque os Sul Coreanos não foram para as vias de fato? Isso não é óbvio? Se um ataque leve, com algumas dezenas de disparos causaram confusão, tumulto na bolsa local, mortes, feridos e perdas materiais imaginem o que duas das maiores potências militares (South and North Koreas) do planeta, degladianto-se com todo o seu poderio militar numa guerra total não causaria à econômia sul-coreana e, por consequência, às economias de todo o globo? Sem contar que a minúscula extensão territorial intensificaria ainda mais os danos do conflito às duas nações. Isso não é uma guerra anônima e sem importância como… Read more »

Giordani RS
Visitante
Giordani RS

“Colt disse:
23 de novembro de 2010 às 11:28
… falar a MESMA COISA para a China que da suporte do governo da Coreia do Norte.
Aí é o caso do Brasil chegar e fazer valer seu novo “peso” no cenário mundial e ter uma conversa séria com a China, tipo pressão social mesmo, da comunidade, dos países. Fazer esse povo entender os limites que todos nós temos que ter.”

Hahahahahaa…com essa atual diplomacia??? Hahahaha…não duvide, mas é mais fácil o nosso excelentíssimo chanceler apoiar a causa dos norte coreanos…não duvidem…

Antonio
Visitante
Antonio

A Coréia do Sul nunca vai reagir de forma dura pois Seul está muito próxima da fronteira com a Coréia do Norte.

Ela poderia ser facilmente varrida pela artilharia norte coreana.

caiozin
Visitante
caiozin

Andre disse:
23 de novembro de 2010 às 11:49

Sei………… igual ao vietnam né ????? diziam a mesma coisa dele.

André Luis
Visitante
André Luis

Calma, pessoal, não vai haver guerra. Pelo menos por enquanto. Um conflito bélico naquela região traria, à contra gosto, China, Rússia, Japão e Estados Unidos para a berlinda. Se o governo do Norte se sentir ameaçado pode lançar mísseis contra Japão e Rússia, além, é claro do vizinho do sul. Ainda existe a possibilidade de alguns modelos experimentais alcançarem o Hawai e a costa oeste americana. Fica claro que todo cuidado é pouco para não começar algo que será difícil de parar. Qualquer retaliação por parte do governo de Seul deverá ser bem pensada e articulada com os EUA, Rússia… Read more »

caiozin
Visitante
caiozin

André Luis disse:
23 de novembro de 2010 às 13:52

E você acha que os nortecoreanos não sabem disso tudo ???
Agora é a hora para a CN atacar. Não vai haver uma guerra agora se esperarmos uma iniciativa dos sul coreanos, já os do norte….. não sei!
norte coreanos são fanáticos e seu maior sonho a 53 anos é invadir o sul.

André Luis
Visitante
André Luis

caiozin disse:
23 de novembro de 2010 às 14:04

Cara, honestamente não sei se a população do norte é tão fanatica assim.
Tenho minhas dúvidas.

Claro que para um governo fechado como o do Norte é exatamente essa a impressão que eles querem que o mundo tenha, de um povo adorador do seu líder.

luiz otavio
Visitante
luiz otavio

devoção: vi em documentário, médico Chinês foi para C. do Norte e fez em um fim de semana 400 cirurgias de catarata, algo simples que a C. do Norte não fornece. Após a cirurgia, tiram as gases do olho, o indivíduo vai até os dois porta retratos do atual ditador e seu pai e diz: “obrigado grande líder por me fazer voltar e enxergar, usarei meus olhos para matar cada americano que contribui para as nossas mazelas”. no mesmo programa, o repórter andando na rua quase foi agredido por um cidadão, o guia norte coreano o freiou e depois disse… Read more »

Nick
Visitante
Nick

Não é interesse de ninguém (CS, EUA, China, Japão) uma guerra aberta contra a CN. Mas também não dá para ficar aguentando essas provocações ad eternum.

[]’s

Paulo Henrique
Visitante
Paulo Henrique

Eu um conflito na Coréia, a CS apoiada pelos EUA ganham sim a guerra, mas é um absurdo todo mundo aqui dizer que a CN vai só apanhar!!

Alguns murros ela vai acertar, e pode ter certeza que vai doer.

A CN não é o Iraque e muito menos o Afeganistão.

Abraços.

Marcos Botelho
Visitante

Quem vende uranio para a CN? quem vendeu as centrífugas?

impressionante como fazem contrabando de qualquer coisa neste mundo maligno…

Fábio Mayer
Visitante
Fábio Mayer

Quanto tempo vai demorar para alguém escrever aqui que é culpa dos EUA?

Bem, A Coréia do Sul só não mandou tropas e aviões para o norte ainda, porque certamente teria a China de péssimo humor se fizesse isso, e nem os EUA querem brigar com a China, que dizer a Coréia.

Mas agora, talvez, a China ponha o mini-ditador norte-coreano contra a parede.

ednardo ferreira
Visitante
ednardo ferreira

só quem pode fazer algo é a China.

e certamente não interessa nem um pouco aos chineses esta confusão na CN.

Humberto
Visitante
Humberto

Uma guerra não é uma ciência exata (muito pelo contrário), com certeza a Coréia do Sul é um pais muito mais bem equipada e atualizada, mas por outro lado a Coréia do Norte tem um exercito numeroso, se não devidamente equipada, com soldados que com certeza foram doutrinados (lavagem cerebral mesmo) para defender ou morrer. Na minha opinião (de leigo) acredito que a Força Aérea da Coréia do Sul (assim como a Marinha) vão devastar rapidamente a do Norte, pois aqui sim a qualidade pesa e em muito e com o passar do tempo, vão estar apoiando as forças em… Read more »

ednardo ferreira
Visitante
ednardo ferreira

Segundo o site http://www.globalsecurity.org:

O top deles de caça são 20 Mig 29 e 45 mig 23. Não seriam problema maior.

Eles têm mais de 20 submarinos. Estes iriam dar bem mais trabalho.

O problema seriam as forças em terra. Muito mais pela quantidade que qualidade.

Mas resumindo tudo: quem tem 1 nuke fala grosso. Mesmo que só tenha 20 soldados de estilingue.

força aérea

http://www.globalsecurity.org/military/world/dprk/air-force-equipment.htm

Forças terrestres:

http://www.globalsecurity.org/military/world/dprk/weapons.htm

Colt
Visitante

Paulo disse: 23 de novembro de 2010 às 11:49 Então, me parece que hoje o Brasil é ouvido com não era no passado recente. Seja porque os países precisam dos minérios de nossas jazidas, do nosso crescente mercado consumidor e por causa de nossa atuação política junto aos países de todos os continentes. Negar isso não faz muito sentido. Por outro lado, acredito sim que o governo deve atuar sobre essa situação junto com a comunidade internacional. Parece que esse pessoal da Coréia do Norte tá atrasado uns 60 anos… é um país fechado, cabe sim ao Brasil chamar a… Read more »

Antonio
Visitante
Antonio

Vocês já se esqueceram que alguns meses atrás a Coreia do Norte afundou um navio de guerra sul coreano? Qual sanção a CN sofreu? Nenhuma!!! Enquanto não derem uma dura na CN essa situação não vai mudar.

ednardo ferreira
Visitante
ednardo ferreira

O grande trunfo mesmo da CN é que seus líderes estão se lixando para quem morre. Enfrentar alguém assim é sempre um convite ao desastre. E como o colega citou, há ainda um cenário bizarro para a CS: um dia a CN deve cair. Seja por guerra, convulsão social, o que for. A questão é que cairá. Como a CS vai receber este pessoal? A diferença entre as alemanhas ocidentais e orientais era muito menor que entre as coréias. e mesmo 20 anos depois da unificação, as alemanhas ainda têm vários problemas na integração. e o custo não sei se… Read more »

Colt
Visitante

Giordani RS disse:
23 de novembro de 2010 às 12:44

Apoiar a Coreia do Norte?!! rs

Galileu
Visitante
Galileu

A C do Sul arrega muito, desce logo o sarrafo na C do Norte, não acho que a China esteja pronto pro “PEGA” quanto mais tmepo passa pior pros EUA.

defourt
Visitante
defourt

Primeiro os EUA consultarão a CHINA.

Depois, dependendo do resultado, aí sim, talvez, a resposta seja dada.

Se será dada em forma de guerra aí é demais para um humano saber. 🙂

Capitain Kirk
Visitante
Capitain Kirk

Isto é só para quebrar a monotonia. Estão em guerra desde 1953!! Não assinaram um acôrdo de paz até hoje!! Parem para pensar um pouco! Dois exércitos frente-a-frente há 57 anos; tem mais é que dar uns tirinhos, gastar munição velha.

Eduardo RA
Visitante
Eduardo RA

O problema de uma guerra no seu quintal, em um país pequeno com a Coréia do Sul e que seria um desartre em termos econômicos.
Imaginem semanas ou mêses a fio de fabricas paradas e bolsa fechada, fora a destruição envolvida.
O sul não tem porque procurar briga, já o norte fica valendo-se da sua propalada “capacidade atômica” para provocar essas escaramuças e desviar a atenção do povo do seu próprio sofrimento e dos inimigos de toda e qualquer nova descoberta de arsenais e etc.