Home Operações Navais Fragata francesa Nivôse intercepta supostos piratas

Fragata francesa Nivôse intercepta supostos piratas

252
6

Na foto divugada pelo Ministério da Defesa da França na quinta-feira, 10 de março, a fragata Nivôse, da classe Floreal, intercepta uma embarcação de supostos piratas. O fato ocorreu no dia 5 de março, na costa da Somália, respondendo a um aviso, feito no dia anterior, por um navio mercante a 350 milhas náuticas ao sul de Mogadiscio. Na ocasião, o mercante informou sobre a presença de uma pequena embarcação suspeita.

Além da fragata, participou também um avião de patrulha marítima, decolando das ilhas Seychelles e procedente de Luxemburgo. A aeronave localizou os possíveis piratas e guiou a Nivôse para a interceptação.

Nas imediações, a fragata fez decolar seu helicótero, realizando também um disparo de advertência, ocasionando a rendição dos supostos piratas. A tripulação do avião de patrulha marítima informou que a carga da embarcação foi lançada ao mar, eliminando possíveis provas judiciais. Confiscou-se então maior parte do combustível da embarcação, deixando apenas o bastante para o retorno da mesma à costa e liberando os suspeitos.

FONTE / FOTO: Ministério da Defesa da França e Marine Nationale

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Este é o único casco francês, que eu tolero/gosto.
A MB deveria estar correndo e mto rápido, atrás de navios semelhantes desta classe e das patrulheiras italianas.
Nada de mais “Macaé”!!!
É por isso que eu repito que deveriámos adquirir os OPV’s da BAe, rejeitados de Trinidad & Tobago.
Tb deveria deixar prá lá, bem prá lá, essa paranóia de possuir submarino nuclear.

Marine
Marine
9 anos atrás

Que maravilha quando se trata piratas como um episodio de CSI…Agora basta apenas jogar fora a carga presente na embarcacao suspeita que nenhuma armada do mundo pode fazer qualquer coisa.

Se for pra brincar de provinha e evidencia em alto-mar que retirem os navios e parem de gastar bilhoes todo ano com essas medidas meia-boca.

Vader
9 anos atrás

De fato, só pode ser brincadeira.

Bárbaros da idade do bronze (mas com armas pesadas), que atravancam o comércio mundial e tratam as tripulações que capturam como animais de abate, que geram bilhões em custos, capturados (a maioria) em águas internacionais, tratados como se fossem ladroezinhos de galinha.

P.! Mete um furo no casco e larga pros tubarões executarem a pena, cazzo!

Eita mundo imbecil…

Mauricio R.
Mauricio R.
9 anos atrás

Os piratas que sequestraram e mataram os 4 tripulantes do S/V Quest, irão a julgamento em um tribunal americano:

(http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5hARYTxvdGfQtlXPYezM4OnXSBXUA?docId=CNG.b10f77bcf3bb312a68aa8c85b50004d3.461)

Interessante que esses piratas não estão sendo acusados de homicídio, pelo menos por enquanto.

Wagner
Wagner
9 anos atrás

Os russos tiveram uma solução diferente. O Admiral Vinogradov , entretanto, não pode trazer um relato preciso, já que , infelizmente, não conseguiu mais saber do paradeiro do bote dos piratas que tinha rendido…

devem ter sido os tubarões…

cfsharm
cfsharm
9 anos atrás

Se são considerados piratas, que sejam tratados como tal! tá parecendo mais fiscalização de pesca ilegal do que ação anti-pirataria. Estes caras tão se lixando para a civilização. Ao invés de abordagens “cândidas” que tal uma zona de exclusão naval? Se não se identificar – dispara primeiro e pergunta depois!