Home Operações Aeronavais Mesmo com estoque baixo, RN volta a lançar mísseis Tomahawk

Mesmo com estoque baixo, RN volta a lançar mísseis Tomahawk

429
15

Ontem à noite, um submarino da classe Trafalgar disparou novamente mísseis Tomahawk, durante um ataque coordenado.

Em declaração, o Chefe do Estado-Maior da Defesa, o Major General John Lorimer disse:

“Forças armadas britânicas voltaram a participar de uma ação coordenada contra os sistemas de defesa aérea da Líbia em apoio a Resolução 1973, do Conselho de Segurança das Nações Unidas“.

“O Reino Unido lançou mísseis Tomahawk de um submarino classe Trafalgar em alvos de defesa aérea, como parte do plano da coalizão para fazer cumprir a resolução.

“A Grã-Bretanha e os seus parceiros internacionais continuam envolvidos em operações para fazer cumprir a estabelecida zona de exclusão aérea  e ao embargo de armas à Líbia.”

O submarino está posicionado na costa da Líbia, junto com as fragatas HMS Cumberland (Type 22) e HMS Westminster (Type 23).


Ambos os navios de guerra estavam envolvidos com a evacuação de cidadãos britânicos do país do Oriente Médio no início deste mês, tendo o HMS Cumberland transportado mais de 400 pessoas em segurança para Malta.

A Marinha Real continua a realizar bloqueio naval à região litorânea, proporcionando um efeito dissuasor muito visível e evitando que as canhoneiras da marinha líbia lancem ataques contra civis em terra.

Os navios de guerra também tem como objetivo impedir que armas sejam entregues ao país, deste modo, os helicópteros Merlin e Lynx estão realizando patrulhas regulares na costa e um destacamento de fuzileiros navais está a bordo pronto para  entrar em ação, no caso de defesa do navio ou como equipe de busca, para quaisquer tarefas operacionais futuras.

FONTE e FOTOS: RN

15
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
lppassos2000VaderRodrigoMOGUPPY Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Acho completamente inapropriado o uso de Tomahawks agora, onde já está estabelecida a superioridade aérea.
Jogando dinheiro fora.
A menos é claro que o IADS líbio ainda esteja operando num nível capaz de oferecer ameaça à uma incursão aérea, coisa que duvido.

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Mudando de pato pra ganso, esse Type 23 é bem bonito. Lembra um pouco as classes de destroyers americanos pré Spruance, como o Knox, CFA, Garcia, etc.

Mauricio R.
Visitante
Member
Mauricio R.

O arranjo de convés corrído é mais limpo e organizado, daí a beleza do design.
Mas, bonito fotex da RN.

daltonl
Membro
Active Member
daltonl

Não seria o uso de Tomahawks necessário Bosco porque há uma quantidade relativamente pequena de aeronaves operando a partir de grandes distancias necessitando de revo ? (palpite)

abs

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Dalton,
Mas levando-se em consideração que um Tomahawk não adianta muita coisa e que em geral precisam ser lançados vários (?) e que cada um não fica por menos de 3 milhões de doletas, acho que só seria justificável contra um alvo altamente crítico (que me parece difícil de existir nesse teatro), que não tivesse como ser “agendado” em tempo hábil
Mas eles lá devem saber o que estão fazendo e eu devo estar equivocado.
Um abraço.

Ivan
Membro
Member
Ivan

O Reino Unido fez uma opção.

Operar Submarinos Nucleares com mísseis de cruzeiro na Royal Navy e caça-bombardeiros baseados em terra na Royal Air Force.

Retirou de serviço os Porta Harrier classe Invencible por medida de economia, que, possivelmente, seria o meio mais adquado de operar na costa da Líbia, embarcando 9 (nove) ou 12 (doze) Harrier II GR-9.

Uma nação que construiu sua história (e sua riqueza) no mar, tem uma marinha de guerra cada vez menos armada.

Abç,
Ivan.

GUPPY
Membro
GUPPY

josebosco disse:

“Mudando de pato pra ganso, esse Type 23 é bem bonito. Lembra um pouco as classes de destroyers americanos pré Spruance, como o Knox, CFA, Garcia, etc.”

What’s meaning CFA ?

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

Guppy,
Me referi a classe Charles F. Adams de destróiers.

MO
Membro

Maurice Bosco relli do 3rd Watch, acrescenta ai os FS tambem !!!!!

GUPPY
Membro
GUPPY

Ok, Bosco.

Thanks.

Abraços

joseboscojr
Membro
Active Member
joseboscojr

MO,
A classe Forrest Sherman faz parte do “etc”.
rssss

MO
Membro

Eu sabia Bosco, era apenas para citar nominalmente a classe, infelizmente a excessão de alguns, desconhecida por quase todos (Proporcionalmente falando, claro) por aqui.

< del datetime=”2011-03-27T16:07:46+00:00″>”Coquetei e Social”del> , ops digo ‘Porcos e Navios’, opa digo Portos e navios (nunca acerto …) atentacem mais para estes detalhes e menos infos de quem foi nos coqueteis …

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

No ritmo de ataques atual está dando para o Kadaffi se recuperar.

Sem manter pressão nas forças dele 24h, está brincadeira irá longe ainda.

Vader
Membro
Member

Armas foram feitas para serem usadas…

lppassos2000
Visitante
lppassos2000

A imagem de um míssil saindo de dentro d’água sempre impressiona