Home Aviação Naval Após ataque terrorista, Paquistão estuda transferir sua principal base aérea naval

Após ataque terrorista, Paquistão estuda transferir sua principal base aérea naval

164
4

O Paquistão estuda a possibilidade de mudar sua base aérea naval de Karachi após um ataque terrorista matou 10 agentes de segurança e destruiu dois aviões de P-3C Orion de vigilância marítima.

O ataque ocorrido no último domingo (23/05) foi o pior em uma base militar desde o ataque ao quartel do exército em outubro de 2009, complicando ainda mais a constrangedora situação das forças armadas do Paquistão três semanas depois de Osama bin Laden foi encontrado vivo debaixo dos seus narizes.

Após o ataque, que levou 17 horas para ser totalmente contido, o Almirante Noman Bashir, admitiu que uma realocação da base era possível.

“Quando a base de Mehran foi criada 36 anos atrás ela ficava muito longe da população. Mas agora ele está cercada por populações civis em todos os lados, assim os riscos de segurança multiplicaram-se”, disse o porta-voz da Marinha Comandante Salman Ali.

Karachi é capital financeira do Paquistão e o ataque foi o quarto contra instalações da Marinha em um mês, depois de três atentados ocorridos no final de abril quando nove pessoas morreram.

A cidade, que é utilizada pela OTAN para enviar suprimentos para o Afeganistão, também sofreu um grande número de assassinatos ligados às tensões étnicas e políticas entre os pashtuns migrantes do nordeste ea maioria locais de língua urdu.

Ali disse que seria impossível deslocar todas as unidades da Marinha localizadas em Karachi, mas disse que existem estudos para mudar Mehran, a única base aérea da Marinha na cidade de 16 milhões de habitantes.

“Mudança é uma tarefa altamente técnica e pesada. Não é uma questão de dias. As autoridades estão trabalhando com todas as possibilidades e necessidades antes de mudar Mehran para outros lugares”, disse Ali.

Apesar da série de ataques recentes, o porta-voz insistiu em que outras instalações na cidade portuária são em “satisfatória segurança.”

O Ministro da Defesa do Paquistão, Ahmad Mukhtar, que acompanhou o primeiro-ministro em visita à China na semana passada, disse que Islamabad pediu a Pequim para ajudar na construção de uma base naval em seu porto de águas profundas de Gwadar, a oeste de Karachi.

O Ministério das Relações Exteriores da China disse terça-feira que não tinha conhecimento do pedido.

A base de Mehran, localizada cerca de 10 quilômetros (seis milhas) do aeroporto internacional de Karachi, foi criada em 1975.

FONTE: AFP, via Defence Talk

4
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
eraldocalheirosMarineVassili Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vassili
Visitante
Member
Vassili

2 Horions consumidos pelo fogo…………….. Só por esse fato o atentado já foi um sucesso.

Agora, qual nação vizinha ao Paquistão está se coçando de alegria por isso????????? mesmo que isso não saia dos bastidores, é claro.

Abraços.

Marine
Visitante
Marine

A nao ser que a localidade faca da base indefensavel, nao vejo como uma mudanca a fara mais segura.

O fato da base estar cercada por uma grande area urbana tem menos a ver com o atentado do que com uma completa falha das forcas e procedimentos de seguranca da propria base, assim como falhas de inteligencia e seguranca interna do Paquistao ao meu ver.

Sds!

eraldocalheiros
Visitante
eraldocalheiros

A segurança nas bases e quarteis do Paquistão,é semelhante a de um pais situado na america do sul,onde traficante e proprios membros das tais bases saem com fuzis e muito mais. Fazer o que, sempre haverá o joio junto do trigo.

Marine
Visitante
Marine

Novos desenvolvimentos na historia podem ter ex-militares envolvidos:

http://news.yahoo.com/s/nm/20110530/wl_nm/us_pakistan_attack_navy